AquariusMon

AquariusMon
Ganímedes
Nome: Monnie
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Salvador, Bahia, Brasil
Aniversário: 15 de Fevereiro
Cadastro:

AquariusMon - Jornais

6 jornais

Lista

Postado

Lista

Não se preocupe meus anjos, essa não é a lista das pessoas que irei denunciar na primeira abordagem do Bobossauro. Aliás, falando sobre essa lista inofensiva, já passou da página 2, hein? Rs, to brincando, brincando, não sou tão filha da puta assim.
Bem meus anjos, neste jornal eu irei explicar um pouco do meu sumiço, e dar um grande spoiler em geral, então pelo amor de Kyungsoo Do, não me mate Francisca.

Tudo começou em 2016, quando acidentalmente a tela do meu computador ficou "colorida" após uma queda sútil no meu antigo apartamento. Não, não queridos. Não caiu tipo, da minha janela para o térreo (posso ser maluca, mas não chego nesse nível - infelizmente -), e sim da mesa da minha cozinha para minha cadeira, e daí para o chão. Pois é, uma história nada mágica do fim trágico de um computador. Ah! Falando em computadores, aceito um novo, se quiserem doar simpatizando com minha causa. Obrigada e de nada.
Depois desse trágico acidente veio as várias mudanças, como sempre eu estou mencionando em meus jornais "vermelhos". No momento eu estou na terceira cidade, e posso afirmar que pular de galho em galho não é tão legal como afirmam em livros e filmes, isso é bem pé no saco, principalmente fazer e refazer malas três vezes seguidas (ou no meu caso, cinco vezes). Tem todo o clássico de adaptação, pegar o ritmo do colégio, os costumes, e se acostumar com a cidade, sem contar meus problemas pessoais, e os esportes que eu costumava fazer.
Para vocês terem ideia, do quanto a merda é grande e ta fedendo, eu nem tô acompanhando minhas séries, ou as novas músicas de meus grupos favoritos (saudades EXO, aiaiaiai).
Agora para adicionar mais uma coisinha no combo "desgraça", meu celular quebrou, e quando finalmente eu consigo um, minha irmã mais velha é assaltada e minha mãe passa o meu para ela, me deixando de braços atados em algumas coisas, mas existe esperança! Sim, existe, eu espero... [voz depressiva, com uma super gota e uma áurea bem triste, por favor]
E como a cereja nesse incrível bolo, eu sou muito "oito ou oitenta", ou como minha amada mãe costuma a falar "sem limites". "Como assim, Monnie?" Bem amores, eu estou a um passo de fechar mais uma fase da minha vida, e em vez de se empacar nos livros como a maioria das pessoas, eu gosto de ficar na minha, seja lendo, ou dormindo, mamãe se irritou e juntou todo o estresse do ano todo, e "BUM" explodiu quando eu voltei de uma festa de um modo muito irresponsável. Mas para sermos sinceros, eu nem voltei tão tarde, okay? Foi até de boa.
E para falar a verdade, eu agradeço a minha mãe por ter tomado meu celular, não estava afim de falar com algumas pessoas, e mesmo sem ela saber um terço do cocô, ela ajudou demais.
Então, mais uma vez me desculpem, sinceramente. Daqui para frente irei me esforçar para recompensar tudo isso.


* As Caçadoras e Os Cavaleiros
* Velozes
* Entre Mundos
* Love the demon
* Rebeldes
* Forbiden Love
* When I met you
* Love Between Water
* Only One Month To love
* Meu amado fã
* 12 Seconds
* Espelho Empoeirado
* Last Dance
* Um abacate pra Min Yoongi
* Hey Mama!
* Química & Física
* Bolo de morango
* Promessa de dedinho
* Min Yoongi é...
* Por que o verbo to be é fácil
* Triângulo Amoroso
* Chá com biscoitos
* Ka-Ching
* Wings
* Cupcake
* Maré Alta
* Peças de 8
* Controle os teus gemidos, hyung
* "Levanta a cabeça"
* As gemialidades Kim
* Cartas jogadas ao mar
* Albright
* "Entregue" 2014
* Um pedido de socorro
* Nuvem de maconha
* Baekhyun deveria aprender
* Juntos & Separados
* Efeito Cinderela
* Eu quero...
* Maldito seja...
* Como você ousa?!
* Apenas uma dança
* Diário de um marinheiro
* Orfanato do Sr.Kwon para jovens dotados
* O verdadeiro valor de um soldado
* Monster
* It's a beautiful sky


"Eu juro solenemente que não vou fazer nada de bom"

Comendo: Queria, mas tudo o que eu como tô colocando pra fora ~rs

Permalink Comentários (1)

Oppa bobinho

Postado

Chanyeol choramingou com a cabeleira vermelha no colo da baixinha, e levou o cobertor de princesas até a boca apertando com força. O cobertor de princesas da Disney cobria até metade de suas pernas cabeludas, e o que ficava de fora — como por exemplo seus pés e suas canelas — atravessam o braço do sofá, por que o oppa precisava ser tão grande?
As mãozinhas gorduchas com um anel prateado — cortesia de seu tio — passaram por seus cabelos em um ato carinhoso, e um suspiro saiu de sua boca, como o oppa era bobo.
— Oppa você precisa falar com ele! — Disse de maneira carinhosa — Você não pode ficar para baixo toda a vez que o Kyungsoo conversar com alguém!



O Park continuou com o grande bico em seus lábios. Assim como suas orelhas, suas bochechas também estavam vermelhas, e seus olhos estavam inchados; maldita coruja pigmeu! Como ele tinha coragem de tratar o grandioso Park Chanyeol daquela maneira? Como se ele fosse um boneco de pano?
— Você não entende Sooyoung. — Fungou com a voz abafada — Soo... Até nisso você é parecida com ele Joy!
Assim que o homem de 23 anos puxou a cabeça da Cinderela para mais perto do nariz, a menina de 7 anos fechou os olhos, como a mamãe dizia que probretatico.


Permalink Comentários (0)

Desabafo

Postado

Desabafo

Normalmente eu só faço jornais as vezes, e quando é questões de desabafo e sobre minhas fanfics, apenas quando chegam no extremo. Então eu começo pedindo desculpas, não vou fazer ninguém ler isso, ou que venham com palavras bonitas, por que eu nunca quis isso. Então, vamos lá.

Desde 2015 eu sofro de depressão. Eu não sei como isso aconteceu exatamente, mas cara, eu to um momento tão ruim que a qualquer segundo eu sinto que meu escudo que eu criei vai se quebrar, e eu vou cair graças ao impacto.
No mês passado minha vó materna morreu, e a quinze dias atrás minha vó paterna também morreu, então isso foi um impacto muito grande na minha vida. Mesmo eu não conversando muito com minha vó paterna e tendo mais apego a materna, eu senti como se elas fossem apenas mais duas peças de um jogo de dominó que caíram, e cara, isso me deixou muito mal. Meu único avô também está muito mal, nem se lembra mais de mim ou de nossos momentos contentes, e cara, quando ele morrer, eu vou sentir como se eu tivesse perdendo tudo, por que eu vou tá perdendo e não é brincadeira. Não to falando que vocês não sabem como eu me sinto, mas cara, entre o período conturbado que eu vivia na minha antiga cidade, meu avô era uma das únicas pessoas que eu me sentia eu mesma, que eu conseguia sorrir sem ter alguém me julgando pelos meus feitos. Então, quando ele finalmente deixar essa vida, vai ser um grande feito em minha vida.
Depressão não é brincadeira gente, é uma doença que não tem cura ainda, não é apenas resolvida com remédios ou com pessoas em sua volta te animando sempre. Quando a gente menos espera, a depressão nos da uma rasteira e faz você desistir de tudo, até de sua própria vida, como foi no caso do Jonghyun. Eu sinceramente já pensei em muito em tirar minha vida, de finalmente sair desse mundo que tanto me causou dor e me fez me sentir tão sozinha, mas quando eu penso nas minhas fanfics, em meus leitores, isso me dá forças para aguentar a barra mais um pouco.
Cara eu nem sei por que eu to falando isso, mas eu só queria falar vocês entendem? Eu queria apenas desabafar um pouco, por que mesmo indo no psicólogo toda semana, a recaída vem quando menos esperamos, e é isso que está acontecendo comigo agora. Eu estou sofrendo uma puta de uma recaída.
Gente não achem que kpop, fanfic, animes, ou o que for é perda de tempo. Isso para muitos é um porto seguro, e além das minhas fanfics é o kpop que me coloca para cima todo o dia, que me coloca um sorriso no rosto sem eu pedir.
Eu queria pedir desculpas para meus leitores, não vou conseguir atualizar minhas fanfics tão frequentemente como fiz mês passado, mas tentarei meu máximo ok? Vou ver com minha mãe se eu pego o computador para passar a limpo o que eu escrevo, ou coisa parecida, então não desistam de mim, certo? Por que eu nunca desisti de nenhum de vocês.
Monster, Peças de 8, "Levanta a cabeça", O teu sorriso, Maré Alta, Controle os teus gemidos, hyung, As gemialidades Kim, e todas as futuras. Elas sempre estarão de portas abertas para vocês se sentirem melhor.


Se cuidem, e chupem laranjas por causa da gripe.
~Mon


Permalink Comentários (0)

Satisfações

Postado

Satisfações

Antes de tudo, eu quero pedir desculpas ao meus leitores, tantos aqueles que me seguem, aos favoritos de todas as minhas fanfics, e aos comentários que eu sempre recebi, me incentivando a cada vez mais. Por favor, me desculpem. Me desculpem por ter sido uma egoísta e não ter pensando em vocês primeiro, e ter sumido com muitas histórias sem dar as devidas satisfações que vocês merecem. Então, aqui neste jornal eu vou explicar tudo, tintim por tintim.


Os humanos evoluem, seja para melhor, ou para pior, e comigo não foi diferente.
Antes, eu apenas postava minhas histórias, não ligava para erros, ou como isso estava errado, apenas postava e ignorava aqueles que me avisavam que eu precisava ter mais atenção; bem, até ela chegar. Foi uma amiga minha que me puxou para a realidade, e um aperto de orelha gracioso teve um terrível impacto sobre mim, fiquei vendo erros onde antes eu não enxergava e rapaz, quando eu li minhas histórias de 2015 eu quase tive um infarto. Sim, um infarto.
Vírgula faltando, abreviação onde não deveria, me com mi, uma cratera no enredo, brincadeira onde não deveria ter... Céus, se vocês me vissem na época teriam visto o estado da minha cara, estava vermelha. Não, apenas o vermelho de vergonha, como também de ódio. Como eu pude ser tão cara para cima? Pelos deuses!
Entretanto, não foi apenas nas histórias de 2015 que tinha esses erros, as de 2016 também, e 2017 não fica para trás. Não erros graves como as de 2015, erros até normais para quem está na adolescência ainda, mas para mim foi o gatilho perfeito. Coisas como: a corrida fora do enredo principal, muito assunto acumulado, fim onde poderia ter mais coisas, e o pior de todos, a maldita acentuação incorreta!
Eu vi minha primogênita, As Caçadoras e os Cavaleiros ser rescrita mais de cinco vezes e não atingir o que eu queria, eu vi Appears Again From The Ashes ter uma explosão de ideias que precisam serem colocadas com cuidado, e eu vi Velozes não chegar no ponto principal.
Só um momento.
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Pronto, melhorou.
Mas não se preocupem! Tudo está sob-controle, logo as coisas vão se ajeitar. Bem, é isso que eu espero.


Por favor, tenham paciência, tudo vai ser resolvido. (Eu sempre quis falar isso rsrsrsrs)
~Mon



Permalink Comentários (0)

Trois

Postado

— O que você está fazendo aqui, oppa? — A médica perguntou enquanto limpava os equipamentos em uma velha bacia de metal — Sério que você não aprendeu nada do que eu lhe ensinei?
Sungjae engoliu em seco, e em seguida molhou os fartos lábios com a ponta da língua. Aquela não era sua Joy, a verdadeira Park Sooyoung que conheceu a anos atrás quando a mesma ainda era uma simples residente. Não era apenas seu modo de falar que estava estranho, sua personalidade não batia com a de ontem, e seus olhos castanhos não mostravam mais aquele brilho próprio que sempre teve.
— Joy... — A chamou incerto — O que ouve?



A cirurgiã novamente o olhou. O bisturi em seus dedos tremia, e assim como seus olhos que já preparavam as lágrimas, seu lábio inferior foi mordido em contenção. Como ela poderia ficar com raiva quando ele lhe olhava daquela maneira?
— Você não deveria estar aqui, oppa. — Por fim jogou o bisturi na bacia, sendo esta já assumindo a cor vermelha — A cirurgia já acabou, e o Hui está bem. Por favor se retire.
O Yook suspirou fundo descruzando os braços, nunca foi bom em seguir ordens, nem estas sendo de Eunwang-hyung, então por que justo hoje as acataria sem nem contrariar?
Assim que Joy se virou pronta a pegar mais um vazo de álcool, seu movimento foi impedido pela grande mão do outro segurando seu pulso; não seria hoje que Yook Sungjae ia se dar por vencido tão facilmente.
— Eu sei que o Hui está bem, ele é um cara forte. — Respondeu a olhando nos olhos — Contudo, você não respondeu minha pergunta, Sooyoung. O que ouve?




Permalink Comentários (0)

AM

Postado

A garrafa se encontrava pela metade, e a cada dez passos dados, sete eram tortos. Em cada dez a dez segundos, seu celular vibrava anunciando mais uma mensagem, entretanto, o que ele menos queria era dar satisfações de seu paradeiro. Aliás, onde ele estava mesmo?
Kim Taehyung novamente queria gritar, queria aliviar aquela dor que tanto apertava seu peito, queria que Jung Hoseok fosse para o inferno e sofresse as punições que sua vó sempre dizia, ele queria voltar ao passado e nunca tê-lo conhecido.



Park Jimin
Onde vc está? Estamos preocupados ~23:22 PM

Que se foda aquela preocupação. Que se foda todos! Como Park Jimin conseguia ser tão cínico? Justo ele que dizia ser seu amigo foi quem mais lhe traiu. Céus, como Taehyung era idiota.


Permalink Comentários (0)