babybluenette

Nome: Baby Blue
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 9 de Maio
Cadastro:
BABYBLUENETTE | 아기 소녀 | ベビーガール

"Se isso é realidade, não estou interessada"

Artista visual, escritora e poeta por paixão, colecionadora de bichinhos de pelúcias e de cartas para mim mesma (e de livros, muitos livros)


Jikook | Yoonkook | TaeGi - Namjin - TaeYoonSeok | Chanbaek |

Bangtan Boys * EXO


Bottom! Jungkook / Jungkook uke <3

Algum tipo de obsessão com angst. Gostamos de sofrer.
[a personificação do "vou te fazer sofrer até o último segundo e quando você achar que acabou vou soltar outra bomba"]

Suicide boy Behind the Scenes 001 (190115)

Postado

Suicide boy Behind the Scenes 001 (190115)

진행
Suicide boy – Behind the Scenes

001


190115

Primeiramente, muitas felicidades e agradecimentos para todos os que estão lendo o nosso primeiríssimo Jornal Semanal do Suicide boy! Como prometido nas explicações dadas no capítulo lançado, aqui teremos, primeiramente, frases e trechos de Suicide boy decifrados semanalmente. Indicações e resenhas de livros, indicações e resenhas de poemas, indicações de autores e pensamentos deles e, por fim, menção honrosa de um/uma leitor(a).
Amaria saber de seus pensamentos sobre esse primeiro jornal! Digam o que mais gostariam de ver, o que mais querem saber, o que acharam ruim, o que adoraram. Tudo o que acharem que vale a pena comentar.


Trecho da semana:


“- Você sabe o que houve com ele? – Essa pergunta inesperada vinda do Kim fez com que Jimin contorcesse as sobrancelhas, voltando o olhar para o amigo de maneira inquisitiva. Taehyung continuava procurando a figura de Jeon Jungkook com os olhos puxados, apenas para desistir mais uma vez, parando de se esticar e debruçando-se sobre a mesa. Jimin suspirou um pouco, pensando naquela pergunta.
- Você sabe? – Questionou de volta, fazendo com que o rapaz desse de ombros lentamente, de maneira vaga e lenta demais. Os olhos perdidos na mesa não convenceram Jimin, que logo percebeu que Taehyung parecia esconder algo. Seus olhos ficaram estreitos em desconfiança, as mãos formando punhos em uma tentativa de se segurar. A sua sede por qualquer informação que se relacionasse com Jeon parecia apenas crescer exponencialmente.
- Eu não sei... O Jeon... Ele tem essa aura estranha ao redor dele. – O mais novo começou, com os olhos ainda perdidos, enquanto Jimin passava a internalizar cada vez mais os significados profundos que as palavras de Tae resguardavam. – Uma aura pesada... quase imperceptível, mas que está lá. V.. você já viu os olhos dele? Eu não tinha reparado antes, mas... depois que me falou dele, eu reparei e... os olhos dele são estranhos. Carregam um tipo de... sentimento incomum. Como se estivessem mortos... Eu não sei dizer o que é... É só que... Jungkook parece amar a morte.” – Jimin e Taehyung, Capítulo 5 “Someone who loves death”, Suicide boy.


Em algum momento, vocês pararam para pensar sobre Taehyung?
Ele sequer sabia quem era Jeon Jungkook, no entanto, a imagem do garoto logo o surpreendeu. O deixou estático e incomodado, e poucos dias depois, ele parece perder o foco e o filtro ao que despeja seus pensamentos e os expõe ao Park. Logo depois, ele se cala. E apesar de estar sempre ao lado de Jimin em suas descobertas com o garoto, tem algo que sempre o incomoda, algo que sempre o segura para trás.
Esse trecho é a melhor forma de identificar isso. De onde veio essa pergunta inicial? De questionar à Jimin o que havia acontecido com o garoto? Afinal de contas, o Park sequer havia contado ao Kim sobre suas inseguranças e seu medo de que algo estivesse errado com Jungkook. Até então, ele deveria vê-lo apenas como um menino misterioso e esquisito que seu amigo havia conhecido.
No entanto, ele faz essa pergunta e, então, essa afirmação. O que fez com que Taehyung disesse tal coisa?
Quando diz: “...os olhos dele são estranhos. Carregam um tipo de sentimento incomum.”
E sua necessidade de explicar que apenas havia reparado depois que Jimin comentou sobre. Será que Kim Taehyung está escondendo algo?
Apenas um puxãozinho para que pensem sobre!

Indicações da semana


Essa semana, gostaria de indicar o livro “O Apanhador no Campo de Centeio”, de J. D. Salinger. É um clássico, 190 páginas, ao mesmo tempo que é bem pequeno, é uma leitura bastante densa e te deixa arrepiado muitas vezes!
Conta sobre Holden Caulfield, um menino de 17 anos que é expulso do internato em que vivia, e acaba por ficar peregrinando pela cidade de Nova Iorque para adiar o seu temível retorno para casa. Durante todo o percurso, ele reflete sobre sua vida e sobre como seu futuro seria. Sobre como os adultos vêem o mundo e sobre como temia o seu próprio.
A linguagem é bastante fácil e juvenil, como se estivesse conversando com alguém de sua idade. No entanto, as perguntas são bastante profundas e os conflitos são muito fáceis de se relacionar. É muito fácil se apegar e empatizar com o personagem. Por isso, dou um 4,5 de 5,0 para esse livro!

Alguns trechos de O Apanhador no Campo de centeio:

“As pessoas sempre estão pensando que alguma coisa é totalmente verdadeira. Eu nem ligo, mas tem horas que fico chateado quando alguém vem me dizer para me comportar como um rapaz da minha idade. Outras vezes, me comporto como alguém bem mais velho – no duro – mas aí, ninguém repara. Ninguém nunca repara em coisa alguma.”
“Entre outras coisas, você vai descobrir que você não é a primeira pessoa que já ficou confusa, assustada e até mesmo enojada pelo comportamento humano.”
“A vontade que tive foi de me matar: tive vontade de me atirar pela janela. Provavelmente teria teria pulado mesmo, se tivesse a certeza de que alguém ia me cobrir assim que eu me esborrachasse no chão. Não queria é que um bando de imbecis curiosos ficassem me olhando quando eu estivesse todo ensanguentado.”
“Seja lá como for, fico imaginando uma porção de garotinhos brincando de alguma coisa num baita campo de centeio e tudo. Milhares de garotinhos, e ninguém por perto – quer dizer, ninguém grande – a não ser eu. E eu fico na beirada de um precipício maluco. Sabe o quê que eu tenho de fazer? Tenho que agarrar todo mundo que vai cair no abismo. Quer dizer, se um deles começar a correr sem olhar onde está indo, eu tenho que aparecer de algum canto e agarrar o garoto. Só isso que eu ia fazer o dia todo. Ia ser só o apanhador no campo de centeio e tudo. Sei que é maluquice, mas é a única coisa que eu queria fazer. Sei que é maluquice.” – J.D. Salinger, O Apanhador no Campo de Centeio


O que esperar para o capítulo trinta e quatro?


Não se preocupem, nada de spoilers aqui!
Capítulo 34 – ICARUS terá algumas descobertas antigas que vocês provavelmente não esperavam ver solucionadas. Lembram das letras maísculas aleatórias na postagem do Suicide Boy em que ele deixava a mensagem ‘SOCORRO’ escondida? Bem, algumas outras letras que pareciam desconectadas serão explicadas, finalmente, neste capítulo.
Jimin parece estar cada vez mais fora do controle, protetor, obsessivo e possessivo. Quais comportamentos vocês esperam dele no próximo capítulo que comprovem isso? Deixem nos comentários!

Detalhe importante! Estou transferindo minhas histórias e passando à postá-las no wattpad também. Caso queiram checar minha conta lá, cliquem neste link do wattpad:

Babybluenette Wattpad

Muito obrigada amores! Até a próxima. ★

Permalink Comentários (0)

[26/05/2018] Resultado do Sorteio de Suicide boy!

[21/05/2018] Regras e prêmios para o Sorteio de Suicide Boy

[20/05/2018] Sobre o sorteio de Suicide boy


Atualizações do Usuário

Usuário: babybluenette
Adicionei um novo jornal
Jornal: Suicide boy Behind the Scenes 001 (190115)
Jornal: Suicide boy Behind the Scenes 001 (190115)
진행 Suicide boy – Behind the Scenes 001 190115 Primeiramente, muitas felicidades e agradecimentos para todos os que estão lendo o nosso primeiríssimo Jornal Semanal do S..
Usuário: babybluenette
Favoritei a história
História: A Pele que Brilha
História: A Pele que Brilha
Jeon Jeongguk tinha apenas uma regra a seguir: ficar bem longe de Park Jimin, o maior inimigo de seu pai. No entanto, isso iria ser extremamente difícil já que Jimin o queria, e ..
Usuário: babybluenette
Favoritei a história
História: Em seus caninos, o meu amor
História: Em seus caninos, o meu amor
Jeon Jeongguk é o melhor caçador de vampiros da cidade. Ele dedicava-se muito à esse trabalho, sempre aprimorando suas técnicas e seu conhecimento sobre vampiros à fim de aniquil..
Usuário: babybluenette
Favoritei a história
História: Downtown
História: Downtown
Sedução e distração. Eram apenas essas duas coisas que faziam uma enorme diferença na conta bancária de Namjoon e Jeongguk. Ambos eram parceiros de trabalho há anos, usavam e abu..
Usuário: babybluenette
Adicionei um novo capítulo
História: Suicide boy
História: Suicide boy
“Não mergulhe muito fundo, hyung” Foram as primeiras palavras que Jimin escutou de Jeon Jungkook. Intrigado pelo misterioso garoto dos band-aids coloridos, o capitão do time d..