1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. seasy

seasy

seasy
Nome: • j a y // ジェイ •
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização:
Aniversário: Indisponivel
Cadastro:

seasy


without you I'm nothing . . .
敏志宇
[[yaoi ficwriter]]
Team!¡pjm"bttm;; #1 Jikook, Jihope and Vmin ☘
Yoonmin; Sope; (Vkookmin); Yoonkook;

[@irrxgulxr & @taeesexy are the cause of my euphoria 💞]

• Doação de plot/recomendação de resenha via MP

- Depois dos Dezoito

jeon jeongguk biased 🍃
park jimin ultimated 👑

Resenha: Hemofilia

Postado

Resenha: Hemofilia

⟥────────✤────────⟤


Todos tinham medo dos sangue-sugas e Jimin teria que viver ao lado de um por um erro de sua família...


⟥────────✤────────⟤


Lá estava eu em um belo dia procurando algo bacana para ler no spirit - lê-se fanfics de jikook - até que achei uma chamada Hemofilia. A sinopse junto da capa foram o que mais me chamaram atenção logo de cara, o design por ser algo bem feito e detalhado, já a epítome me cativou por ser extremamente curta e misteriosa. Isso, automaticamente, me instigou, me deu vontade de ler.

⟥────────✤────────⟤


Mostrar Spoiler: Informações
Hemofilia começou a ser escrita em 02/02/2018 e o último capítulo lançado até hoje foi publicado em 22/09/2018. A história conta com 959 favoritos, 23.059 visualizações, 458 comentários, 25.308 palavras totalizando a média de 2.109 palavras por capítulo, encontra-se em 256 listas de leitura e seu shipp principal é Jikook/Kookmin (Jeon Jungkook + Park Jimin).


⟥────────✤────────⟤


A minha querida e admiradíssima YuraSugaLipidio junto da Rafis03 são as criadoras dessa beldade. Começando pela Yura, esse anjo já é bem experiente no spirit, sua conta está cadastrada desde 25/01/2017, e isso pode até parecer pouco tempo, se não olharmos para as 63 histórias que ela já publicou. Sim, sessenta e três fanfics postadas. Possui quase três mil seguidores, sendo mais exato, 2.985. Passando a falar da Rafis03, esse serzinho amável está no spirit desde 07/05/2017, pouco tempo de diferença em relação a Yura. Até hoje publicou três histórias, e tem 94 seguidores.


⟥────────✤────────⟤


Mostrar Spoiler: Primeiras Impressões
De início, assim que comecei a ler Hemofilia, espontaneamente, eu desenvolvi o famigerado ranço para com Jeon Jaehyun - pai de Jeon Jungkook. Saindo do lado pessoal e entrando no técnico, o prólogo me surpreendeu por ser diferente do habitual. Foi literalmente uma introdução, e uma introdução muito bem feita. Fiquei muito contente, pois só com aquelas poucas 308 palavras já me senti acolhido pela história. Peguei a pipoquinha e coloquei o óculos 3D, pronto para assistir - ou melhor, ler - essa fanfic que, aos meus olhos, era promissora.


⟥────────✤────────⟤


Mostrar Spoiler: Informações Técnicas
Um dos pontos que sinceramente me encanta nessa fanfic é o fato dela ser narrada em terceira pessoa, por narrador observador, e, além disso, ser no passado. Até mesmo o título dos capítulos são bem selecionados. É perceptível que tudo foi premeditado, pensa com calma. Isso é simplesmente cativante, passa a sensação de mais comprometimento por parte das autoras.


⟥────────✤────────⟤


Mostrar Spoiler: Protagonistas
Entrando agora no tópico onde eu falo sobre os protagonistas, iniciarei reforçando que “Hemofilia” é uma fanfic Jikook, ou seja, os protagonistas são Park Jimin e Jeon Jungkook, embora os coadjuvantes tenham papéis extremamente importantes - mais para frente veremos isso. Jungkook é o clássico vampiro frio, alto, levemente musculoso, voz grossa e potente, expressões rígidas e cabelo preto. Um Jungkook bem Dark. Enquanto isso, Jimin é apenas um humano comum, que por sorte - ou azar - foi escolhido como brinquedinho do Jeon. Os cabelos também são escuros e seus olhos, castanhos. Jimin é portador da doença intitulada hemofilia, que se dá a uma carência de plaquetas, onde, quando a pessoa começa a sangrar, a ferida não cicatriza, e ela sangra até a morte.


⟥────────✤────────⟤


Tudo começa quando Jeon Jaehyun recebe uma mulher em sua gigantesca e tenebrosa mansão. O homem é extremamente rico, dono de muitas terras. Astuto que só ele, construiu um vilarejo próximo de onde mora e abrigou diversas pessoas, em troca apenas de um pouco de sangue diariamente, servindo assim de alimento para ele e os vampiros que vivem em sua casa. Em um dia comum, uma mulher, humana, moradora do vilarejo, vai atrás de Jaehyun em seu escritório, relatando ter visto uma criança no quintal dos Park's. Uma denúncia grave, visto que os vampiros deixaram terminantemente proibido a existência de crianças ali. Jeon Jaehyun e Namjoon iriam investigar mais a fundo a situação, porém Jungkook, tão mimado, insistiu até que seu pai aceitasse o levar junto. Na casa dos Park's eles descobriram que realmente havia uma criança, e iriam aplicar a punição na família, quando Jungkook interviu novamente. Seu presente de aniversário seria Park Jimin, o bonequinho de porcelana que estava nos braços daquele casal.


⟥────────✤────────⟤


Mostrar Spoiler: Personagens
Agora eu vou contar para vocês um pouco sobre a construção dos personagens de Hemofilia. Como a história ainda só possui doze capítulos, vou falar o que reparei até agora. Começando por Jeon Jaehyun, o patriarca. Jaehyun é o típico vampiro cruel e frio, mas que se torna um verdadeiro bobo quando se trata de seu filho único. Parece até mesmo ser outra pessoa. Eu gosto da forma que a figura paternal dele é marcada na fanfic e como, mesmo sendo considerado um personagem ruim e maldoso, eu criei uma profunda empatia por ele. Enxergo apenas um vampiro que foi moldado a ser um sádico, porém que, no fundo, tem amor no coração e só quer o melhor para seu filhinho. Agindo por impulso, às vezes pode se equivocar, mas confesso que me senti muito triste quando Jungkook teve o primeiro desentendimento com Jaehyun, ainda criança, tratado na fanfic - não direi os motivos pois você vai saber somente lendo. Agora, falando do primogênito de Jaehyun; Jeon Jungkook. O Jeonggukie nessa fanfic possui duas etapas, a quando é criança e a quando já é adulta. Começando por quando ele era pequenino, Jungkook era um verdadeiro filhinho de papai mimado. Típico. Jaehyun fazia tudo que o menino pedia, faltava beijar seus pés. Sempre foi muito solitário, e tudo que sempre quis era um amigo, afinal ninguém confiava em deixar ele sair da mansão. Era perigoso para uma criança, ainda mais uma tão sagaz quando Jungkook. Já adulto, podemos notar uma mudança gritante. Ele se tornou mais maduro, e a forma que as autoras deram um ar sério ao Kookie adulto me fez ficar apaixonado. Simplesmente perfeito. Não ficou uma mudança forçada e, sinceramente, tenho a impressão de que, assim como todo o resto na fanfic, a personalidade dele e de Jimin foi friamente calculada. Mesmo o Jeon sendo um adulto sério e extremamente sexy - opa, embasa a última parte rs - não deixou nunca de tratar Jimin como um verdadeiro príncipe. O Park é extremamente importante para Jungkook, e a forma que ele cuida com devoção do humano causa muito ciúme no senhor e na senhora Jeon. Falando no Park, Jimin é um garoto tímido e altamente dócil. É muito, muito mesmo, apegado ao Kookie, e muito frustrado por ser estritamente proibido de sair de casa. O Park sofre muito sempre que vai junto de Jungkook para a mansão Jeon, pois os pais do Kookie sempre o tratam de forma fria e cruel. Uma pena, nosso bolinho não merece isso. Fora a curiosidade que Jiminie possui em saber sobre a sua família biológica.


⟥────────✤────────⟤


Mostrar Spoiler: Gramática
Nesta ocasião, falemos dos aspectos gramaticais de “Hemofilia”. A história é muito bem escrita, e eu fico até tímido de abordar esse tópico pois não sou nenhum formando em letras, então não me sinto tanto assim no direito de criticar a escrita da fanfic. Contudo, o que realmente posso observar é que as palavras são bem fluidas, uma ortografia simples, levemente refinada em alguns pontos, mas de fácil entendimento. Independente dos termos usados, o que realmente me deixa satisfeito é a permanência desse estilo ortográfico, visto que todos os capítulos estão igualmente balanceados. Há pouquíssimos erros, praticamente nenhum. Os parágrafos são bem distribuídos, nada que torne cansativa a leitura. As cenas da história são muito bem trabalhadas, onde você consegue claramente projetar o que se passa em sua mente. Até o presente momento não houve cena de lemon/hot então não poderei comentar nada a respeito. As problemáticas até agora abordadas não passam o aspecto de artificialidade, e isso me deixa encantado, eu adoro quando os autores não forçam a barra - e olha que são poucas as vezes. Não há muita enrolação nas cenas da fanfic, todas elas se desdobram rapidamente - nada que chegue a nos frustrar. O suspense ainda é real, só não é tão prolongado, porém, oras, a média de palavras por capítulo não chega a ser 3k - e isso não é propriamente ruim - então não cabe a mim exigir algo mais detalhado, pois está na medida certa. Há histórias onde as cenas vem e vão muito velozmente, e outras onde uma cena de “vou ao banheiro fazer xixi” demoram umas mil palavras. Isso é cansativo, enquanto um não instiga o leitor, o outro faz querer-mos pular para a hora quente do capítulo. Não acontece isso em Hemofilia. É tudo na proporção correta e eu me pergunto que tipo de pacto essas duas fizeram para acertar em cheio nesse aspecto.


⟥────────✤────────⟤


Mostrar Spoiler: Estrutura do texto
Em relação a estrutura do texto. Bem, o que posso dizer? Oh, claro. Vamos começar pelo fato de que as quebras de tempo são muito bem colocadas, poupando-nos de encheção de linguiça. Hemofilia é a história perfeita para quem ama um suspense e não gosta de ficar lendo capítulos enormes, ou até goste, contudo esteja procurando uma leitura mais “light”. As problemáticas também são bem posicionadas, achei muito apreciável o fato de só agora Jimin estar indo em busca de sua família, a história nos últimos capítulos fora relatando sobre a infância do Jeon junto do Park e isso passa veracidade ao leitor. O torna mais íntimo daquele universo. Como citei no tópico anterior, tudo passa um ar de sinceridade, você consegue enxergar situações como aquelas acontecendo na vida real - tirando as onde os vampiros agem com suas características, afinal, são seres mitológicos - e essa é uma das chaves para que a fanfic seja tão amada. Simplesmente perfeito.


⟥────────✤────────⟤


Gostaria de agradecer a você, caso tenha lido até aqui. Espero que tenha gostado da resenha. Pretendo trazer mais, de outras histórias, então aceito sugestões. Comente caso tenha alguma crítica quanto ao review, foi o primeiro que fiz e estou disposto a melhorar. Hemofilia é uma ótima história, eu aconselho todos vocês a darem uma checada. Irão se apaixonar. Afinal, quem não gosta de vampiros, jikook e uma boa escrita? Um prato cheio para todos nós.

⟥────────✤────────⟤


Links importantes:






⟥────────✤────────⟤

Permalink Comentários (1)

Atualizações do Usuário

Usuário: seasy
Adicionei um novo capítulo
História: Depois dos Dezoito
História: Depois dos Dezoito
“— Jungkook, eu sou quem você tanto procura. Sou sua verdadeira alma gêmea. E eu preciso de você, tanto quanto você precisa de mim. Ele ficou tenso, e no mesmo momento me tirou..
Usuário: seasy
@irrxgulxr iti, me desculpa por essa ausência nenê sZ
Usuário: seasy
@taeesexy também tô com saudades meu xodó sz

Só tô é sem tempo mesmo >=[ tá pika
Usuário: seasy
Adicionei um novo capítulo
História: Depois dos Dezoito
História: Depois dos Dezoito
“— Jungkook, eu sou quem você tanto procura. Sou sua verdadeira alma gêmea. E eu preciso de você, tanto quanto você precisa de mim. Ele ficou tenso, e no mesmo momento me tirou..
Usuário: seasy
@taeesexy a gente vai fazer um Threesome com a @irrxgulxr