1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. seventina

seventina

seventina
Nome: Seventina
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização:
Aniversário: Indisponivel
Cadastro:

seventina


Confira jornais e siga o perfil p+info♡

FINAL: THANK U, NEXT

Postado

FINAL: THANK U, NEXT

Bem, essa é uma das coisas mais difíceis que eu já fiz. Não vou torturar vocês com textão, nem sou alguém de textão (also eu: oneshot de +10k) kkkk auge.

E agora eu vou expor os fatos: já não escrevo mais como antes, acho que vocês podem perceber. Quem me acompanha desde o início viu como meu ritmo de escrita mudou e como o ritmo das fanfics também mudou no geral. Mudar não é necessariamente algo ruim e nem acho que uma mudança só possa ser ou boa ou ruim. Penso que depende da perspectiva de quem lê ou escreve e, às vezes, uma mudança é só uma mudança, uma coisa diferente. Nem é necessariamente boa, nem necessariamente ruim.

Mas a escrita ter mudado somente não é o motivo pelo qual vim escrever esse jornal. Acima dos escritos e de todo este universo está a criadora, seventina, e sua vida fora do site. Em suma: eu mudei e minha vida mudou. Isso não foi da noite para o dia, como notaram. No início, eu não costumava começar vários projetos concomitantemente ou estabelecer datas inalcançáveis para postagem. De fato, eu era um pouco mais paciente. Porém, já há algum tempo me sinto incapaz de controlar minha própria ansiedade e impedi-la de zoar com a minha vida. Isso fez com que eu não conseguisse sossegar até que postasse algo novo. As ideias ficavam competindo na minha cabeça, gritando, lutando para serem concretizadas. Elas me ganhavam, sempre me ganhavam. Não era como no início, quando eu somente as anotava e engavetava para que aguardassem até que eu estivesse apta a trazê-las à vida. Elas me assombravam 24/7, exigiam que eu as escrevesse. Por quê?

Um pouco de alívio, talvez. Quando eu clicava em “enviar história” ou seja lá como está escrito, eu me sentia realizada, satisfeita e tranquila. Mas isso durava poucos minutos e, em seguida, a ansiedade já me tomava de novo, trazendo pensamentos como: “quando vou atualizar isso? Não quero deixar ninguém esperando, mas também não quero me obrigar a escrever e não gostar do resultado. Precisa ser algo de verdade, não feito às pressas”; “e as outras fanfics em andamento? O que eu faço? Atualizo antes? Depois? Escrevo tudo e depois posto? Mas vai demorar demais… Não é justo”; “Será que esse sistema está funcionando como deve? E se as pessoas não foram avisadas sobre a postagem?”; “Isso está realmente bom? Talvez eu devesse ter revisado um pouco mais…”; “Bom, mas eu tenho provas, trabalhos, outros projetos, o que eu fiz? Por que eu postei? Devia ter esperado. Mas esperado o quê? Não é agora o melhor momento?” e assim ia e ainda vai. Desastre.

E por isso, eu começo centenas de fanfics e termino poucas ou começo num ritmo constante e então simplesmente desapareço. E eu me desculpo profundamente por isso. Apesar de ter razões, isso não muda o que foi feito. Peço perdão.

Os pensamentos constantes que descrevi acabavam me consumindo e também afetavam a afeição pura e imaculada que eu tinha por cada uma das fanfics que sofreram esse processo. É desgastante, enlouquecedor, frustrante. Eu sou uma pessoa perfeccionista (algo que venho tentado melhorar e com algum sucesso) e há aquele ditado: “a pressa é inimiga da perfeição”. Assim como inimiga da perfeição é a pressa, aliada desta é a ansiedade. E esta é a minha receita para o fracasso. Fracasso? De que outra forma se chamaria um plano que se dissolve, então? Não se quebra, não “dá errado”, ele simplesmente não é mais relevante porque não mais existe, se dissolveu, foi esquecido, ignorado devido ao aparecimento de prioridades.

Não me arrependo de tê-lo deixado derreter porque julgo que um diploma é mais importante do que postar a fanfic no dia x com y intensidade, por exemplo. Já troquei as prioridades antes e não valeu a pena. Já deixei de estudar para escrever e, claro, me prejudiquei. Se querem um bom conselho: estabeleçam suas prioridades sabiamente.

O ciclo era: começar a escrever > ficar ansiosa pra postar e não conseguir mais escrever > estagnar > milagrosamente conseguir escrever de novo > postar > ficar satisfeita > ficar ansiosa > todo o processo inicial de escrever pra tentar aliviar a ansiedade que sentia > postar capítulo > repetir tudo > me desgastar até que eu perca a afeição pela história e ansiedade vença a satisfação > escrever por obrigação > não me sentir feliz com isso > perder toda a força de vontade e carinho, sobrando só a ansiedade causada pelo tempo de espera ao qual os leitores foram submetidos > queda no feedback devido ao tempo de espera > não ter mais força pra escrever

E aqui entra a moral da história. Então, fracassei e não me arrependo. O fracasso me fez escrever isso e eu o agradeço justamente porque ele é que vai me ensinar a melhorar. Com isso tudo, percebi algumas coisas, que são o tema desse texto (que já virou textão. Viram? Não consigo mais me ater a planos, é outra coisa que percebi):

1- O formato fanfic, do jeito que eu o entendo e vejo (escrever, postar, escrever postar — frequentemente) é algo que não funciona mais pra minha vida por todos os motivos que descrevi acima e complementarei aqui:
2- Estou detonada pelo processo e não consigo mais escrever com a mesma qualidade que entregava a vocês antes
3- O tempo que eu tinha disponível diminuiu [isso é fatal]
4- Sinto que não sou mais adequada para fanfics, por ora
5- Toda a pressão das fics em andamento está me enlouquecendo e me fazendo sentir culpada por começar coisas novas, como se eu tivesse mesmo a >obrigação< de finalizá-las

E é por todos esses motivos que pra mim não dá mais. Não dá mais.

Nem comentei dos problemas de saúde que tive — que nada têm a ver com as fics — e me impossibilitaram de fazer uma série de coisas porque não acho relevante agora. Já passou, mas existiram e impactaram. Enfim, são coisas da vida.

Então, vocês devem estar se perguntando o que eu vou fazer, não é mesmo? O que vai acontecer com as fanfics? Bem, atenção aqui, vou explicar tudo.

Eu não vou mais escrever fanfics. Eu tinha dito isso ano passado, mas quis insistir e… Bem, não deu. É isto, acaba aqui o meu percurso. De escrever não vou parar, vou dar um tempo.

Nenhuma fanfic em andamento será atualizada (exceto BLUE HILL e FULL SUN, VULPECULA STARS - ft bakugirl - porque não passaram pelo processo das outras). O que eu vou fazer é postar as coisinhas que já tenho escritas de algumas em andamento (edit). As outras ficarão como estão para sempre.

Atendendo a muitos >muitos< pedidos, farei um jornal separado para escrever contando o que aconteceria na continuação de TRANSFORM.

Tenho muita dó das fanfics que estão no porão e provavelmente não verão a luz do sol T^T Vou compartilhar aqui com vocês.
O que tinha guardado ou miou:

- norenmin angst
- gyuhao minghao!gato/bruxo
- gyuhuiwonhao ot4 ! garotas mágicas
- cheolsoo soulmate futurista
- gyucheol que depois virou gyuhao e depois sei lá numa fronteira do pós alguma guerra
- meanie ace em parceria com a Bea (vulgo Akakios)
- markhyuck hyuck!gatinho comunista e mark!burguês safado
- gyuhao II Guerra/imperialismo japonês/casas de prostituição (essa eu cancelei mesmo, pois não achei que o tema seria adequado pro tipo de história que eu queria fazer… Além de ser um assunto que não devesse ser abordado levianamente)
E tantas outras.

Caso alguém tenha interesse em algum desses… Plots? Prompts? Ideias? Enfim, peço que venham falar comigo sobre e eu darei mais detalhes, e tal.
É isto.

Não podia terminar isso aqui sem agradecer a todos que estiveram comigo durante esses anos, seja me acompanhando no perfil, lendo minhas histórias, comentando, surtando na dm, etc.

Sou infinitamente grata a cada um que já leu minhas histórias e principalmente àqueles que deram sua opinião de alguma forma. Eu leio todos os comentários com atenção e alguns me fazem pensar bastante, uns me deixam muito feliz, outros me dão questionamentos, e sempre tem aqueles pedindo pra atualizar hahahaha sorry T^T De verdade, muito obrigada.

Eu faria agradecimentos especiais, mas tenho medo de esquecer alguém hihihi então fica geralzão mesmo. A todos que estiveram comigo mesmo que por pouco tempo. A todos que se foram. A todos que virão. A todos que continuam. Sou muito grata mesmo.
MUITO OBRIGADA.

De agora em diante?
Bom, peço que apoiem Blue Hill e Full sun, vulpecula stars, pois são as últimas que escreverei. Ainda que não seja seu otp, são ótimas histórias e acredito que possam gostar. Vou me empenhar mais nelas, questão de honra.
Blue Hill: https://www.spiritfanfiction.com/historia/blue-hill-13407098
Full sun, vulpecula stars: https://www.spiritfanfiction.com/historia/full-sun-vulpecula-stars-14900667

Quem tiver algo a dizer, pode comentar aqui embaixo ou me chamar no twitter @dobunnylucas
Sobre comentários e mensagens: Vou responder tudo, calma!!! É tanta notificação que eu me perco shausasu

Ahh, me sigam no wattpad (seventeenaa) e sweek (alys03). (links no perfil aqui no ss)
Eu amo escrever. Nunca tenham dúvida disso.

MUITO OBRIGADA.

Eu amo vocês~.

Permalink Comentários (4)

[05/09/2017] Projeto Pomar GyuHao 2017

[11/08/2017] Informações importantes!

[09/07/2017] Notícias.

[27/04/2017] Hibernação da fênix (hiatus)


Atualizações do Usuário

Usuário: seventina
Adicionei um novo capítulo
História: Blue Hill
História: Blue Hill
Após perder os pais numa explosão de mina terrestre, Mark é enviado a um internato por seu tio, que não queria cuidar de si. Depois de ser rejeitado por diversas famílias adot..
Usuário: seventina
Adicionei um novo capítulo
História: Blue Hill
História: Blue Hill
Após perder os pais numa explosão de mina terrestre, Mark é enviado a um internato por seu tio, que não queria cuidar de si. Depois de ser rejeitado por diversas famílias adot..
Usuário: seventina
Adicionei um novo capítulo
História: Blue Hill
História: Blue Hill
Após perder os pais numa explosão de mina terrestre, Mark é enviado a um internato por seu tio, que não queria cuidar de si. Depois de ser rejeitado por diversas famílias adot..
Usuário: seventina
Favoritei a história
História: Homosapiens vs. Heterosapiens
História: Homosapiens vs. Heterosapiens
Na qual Mark Lee insistia em dizer que era hétero — o que leva Lee Donghyuck, um estudante com trabalhos acadêmicos de sobra e paciência em falta, a realizar um estudo detalhado ..
Usuário: seventina
Adicionei um novo capítulo
História: Blue Hill
História: Blue Hill
Após perder os pais numa explosão de mina terrestre, Mark é enviado a um internato por seu tio, que não queria cuidar de si. Depois de ser rejeitado por diversas famílias adot..