Suzannah - Jornais

102 jornais

Então, estou viva!

Postado

Olá, galera! Gente bonita, gente feliz e gente cheirosa! Como vocês estão? (esse foi o meu melhor comprimento de "Apresentadora de Programa de Auditório", espero não ter ficado tão falso quanto me pareceu na minha cabeça)

Estou fazendo esse jornal só pra deixar claro que ainda estou viva e não abandonei a minha fanfic (mas já cogitei a ideia. Sim, sou uma pessoa fraca). Então como eu não tenho mais nada para falar, decidi responder algumas tags que eu vi em alguns canais literários no YouTube. Esse primeiro video é da Tatiana (link para o canal dela), a criadora dos canais literários no Brasil. Tô falando serio! Eu ia colocar o video dela aqui, mas por alguma razão não quer aparecer... O video é TAG Palavras Cruzadas


Perguntas da TAG:
1) Vox Populi (um livro para recomendar a toda a gente):

Um livro que eu recomendo a todo mundo é O Labirinto dos Ossos, o primeiro livro da serie The 39 Clues, escrito pelo Rick Riordan.A serie é protagonizada pelos dois irmãos Amy e Dan Cahill que, depois que a avó Grace morre, descobrem que a família fez grandes contribuições para a historia dos EUA, se não do mundo, e de quebra tem que participar de uma caça ao tesouro para receber a herança que é deles por direito.
A serie, apesar de falar sobre História, você não precisa gostar ou entender da materia pra gostar da serie e esse é o mais legal dela. E, honestamente, eu aprendi mais com esse livro do que com as aulas na escola. Desculpa!

2) Maldito plágio (um livro que gostávamos de ter escrito):
Percy Jackson!
Já me falaram que o meu jeito de falar é bem parecido com o do Percy e eu gosto de mitologia, então...

3) Não vale a pena abater árvores por causa disto:
Bruxos e Bruxas
, sem pestanejar! É o primeiro livro da serie que tme o mesmo nome, escrito por James Patterson. O livro é sobre um casal de irmãos que estão sendo acusados de bruxaria em pleno seculo XXI.
"Nossa, Suzannah, que legal!". É, seria, mas a historia é muito absurda!
Um bando de policiais entram na casa deles falando que, a Nova Ordem (o governo vigente onde eles vivem) estão acusando eles de bruxaria e tal. O problema é que eles nunca ouviram falar da Nova Ordem (aonde esse povo mora?!) e nunca fizeram nada de estranho para serem acusados, mas assim que a policia aparece, mil e uma coisas acontecem. Assim, sem mais nem menos!
A narrativa é alternada pelos irmãos, mas eles são tão "assim" que, se não fosse pelo nome que aparece no começo de cada capitulo, eu nunca saberia que era que estava narrando. E o vilão que não sabe o que quer? Serio, eu não gostei nem um pouco do livro e não pretendo ler a continuação.

4) Não és tu, sou eu (um livro bom lido na altura errada):
Em Busca de WondLa
, o primeiro livro da serie WondLa (o segundo já saiu), escrito por Tony DiTerlizzi. É o tipo de livro que eu leria, de verdade, mas eu sinto que devia ter lido no inicio, na época em que li Percy Jackson e os Olimpianos, quando eu comecei a me interessar pela leitura. Mas, na altura do campeonato, o livro simplesmente não desceu!

5) Eu tentei... (um livro que tentamos ler mas não conseguimos):
Seria a mesma resposta do item quatro, mas pra não repetir, eu não vou falar um livro e sim uma serie: Os Instrumentos Mortais da Cassandra Clare. Sem sacanagem, eu fui até o terceiro livro!
O primeiro, Cidade dos Ossos, eu amei apesar da protagonista. O segundo, Cidade das Cinzas, só terminei por causa do vilão, mas o terceiro, Cidade de Vidro, não tinha vilão, herói, mocinha, nem porra nenhuma que me fizesse terminar. Dei os três para uma amiga!

6) Hã? (um livro que lemos e não percebemos nada OU um livro que teve um final surpreendente):
A sociedade do Anel
tanto que eu abandonei. As coisas iam acontecendo e eu ficava "Como? Da onde saiu isso? Do que eles estão falando?" e eu sempre me perdia no meio da narrativa.

7) É tão bom, não foi? (um livro que devoramos):
Um livro que eu li bem rapido para os meus padrões - porque eu sou lerda - foi As Cronicas de Narnia - Volume Único. Três madrugadas para cada livro e teve madrugada que a minha mãe tinha que me mandar parar, se não iria até o sol nascer. Ainda bem que eu estava nas ferias.

8) Entre livros e tachos (uma personagem que gostaríamos que cozinhasse para nós):
Não conheço nenhum livro que tem um personagem cozinheiro. Mas eu acho que gostaria de comer com a familia de Suzannah da serie A Mediadora da Meg Cabot, porque parece ser legal comer na mesa com a familia inteira (aqui em casa cada um come onde quer). E nessa hora costuma aparecer fantasmas e assim eu poderia vela trabalhando!

9) Fast Forward (um livro que podia ter menos páginas que não se perdia nada):
Quando a Guerra Começou
da serie Amanhã de John Marsden.
A serie é sobre um grupo de adolescentes que, durante as ferias, decidem acampar longe de tudo e de todos, mas, quando voltam, descobre seu país esta no meio de uma guerra e eles são os únicos que não estão presos. Eles precisam resgatar seus pais e pedir ajuda para qualquer país bem disposto.
O livro é legal, o enredo dele é muito bom, mas simplesmente não precisava de uns 10 capítulos falando de como foi o acampamento, sendo que o interessante era a guerra! Tá, dois ou três capítulos até vai, mas não tantos. E não acrescentam nada a narrativa, você pode arrancar que não faz falta;

10) Às cegas (um livro que escolheríamos só por causa do título):
Admito que eu comprei esse livro mais pelo titulo e pela capa do que pela sinopse. [O Príncipe da Nevoa[/b], o primeiro livro da Trilogia da Nevoa, de Carlos Ruiz Zafón. Cara, eu li Percy Jackson e lá fala de Nevoa. Quando eu vi o titulo desse livro, uma coisa levou a outra e quando eu vi, já estava comprando.

11) O que conta é o interior (um livro bom com uma capa feia)
O livro O Medico e o Monstro pela FTD. De longe a capa chega até a ser confusa!

12) Rir é o melhor remédio (um livro que nos tenha feito rir)
Livros do Rick Riordan e do John Green sempre me fazem rir, mas o ultimo livro que me fez rir foi O Diário de Carson Phillips do ator Chris Colfer. Eu me vi no Carson: ele quer fazer jornalismo; odeia a escola e seus colegas; e os comentários que ele solta, são os que eu penso. Eu adorei ele!

13) Tragam-me os Kleenex, se faz favor (um livro que nos tenha feito chorar)
Nenhum, desculpa. Os olhos nem marejaram.

14) Este livro tem um v de volta (um livro que não emprestaríamos a ninguém)
Todos!

15) Espera aí que eu já te atendo (um livro ou autor que estamos constantemente a adiar)
A Torre Invisivel
de Nils Johnson-Shelton. Eu quero ler, mas sempre que eu vou comprar, um livro em promoção se jona nos meus braços e me arrasta para o caixa e eu saio da livraria sem ele.


O próximo video é do canal Olhos de Ressaca que eu descobri esses dias, mas já estou adorando kk
O nome do video é Fatos Literários. É o nome que ele dão quando não tem uma tag kk


1)Qual a capa mais bonita da sua estante?
Na verdade são duas capas.O Aprendiz, o primeiro livro da serie As Aventuras do Caça-Feitiço. Eu não sei direito do que eh feito essa capa, mas, passando a mão, ela parece couro. Sei lá, eu gostei.

E a outra é O Ultimo Olimpiano, da serie Percy Jackson e os Olimpianos. Eu gosto tanto dessa capa que ela é o papel parede do meu computador.


2)Se você pudesse trazer um personagem para a realidade, qual seria?
Carson Phillips, de O Diario de Carson Phillips, porque ele é muito parecido comigo. Mas, pensando bem, talvez não fossemos amigos se ele realmente existisse. Não sei.

3)Se você pudesse entrevistar um(a) autor(a), qual seria?
Rick Riordan, né? Meu autor preferido primeiro. E a Paula Pimenta. A primeira autora nacional escreve romance que não me deixou estressada. Não são os autores que me estressam, mas o romance e ela foi a primeira que conseguiu essa façanha!

4)Um livro que você não leria de novo e porque.
Qualquer livro do Dan Brown. São cansativos.

5)Uma historia confusa.
Além de A Sociedade do Anel, eu também fiquei confusa com A Tequila Vermelha, de Rick Riordan. Eu não sei se estava distraída, mas eu vivia me perdendo na historia.

6)Dois vilões.
O Príncipe da Nevoa, de O Príncipe da Nevoa, porque foi o primeiro vilão que me deu um certo medo. E Gaia, de Herois do Olimpo, porque ela tá fazendo os semideuses cansaram e Cronos não faz isso, era só conversa fiada.

7)Um personagem que você mataria ou tiraria do livro.
Eu mataria com prazer Ambrose de O Nome do Vento. Eu ainda não terminei o livro, então eu não sei se ele vai fazer alguma coisa que me faça mudar de ideia, mas eu mataria ele.


E é isso gente!
Quem ficou curioso, dá uma passada nos canais, eles são muito legais, tenho certeza de que vão gostar. Quanto a fic, é bem provavel que eu vá demorar com para atualiza-la, mas não percam a fé nela, por favor.

Até a próxima!


Escutando: Don't Look Back In Anger - Oasis
Lendo: Quem é você, Alasca? - John Green
Jogando: 2048

Permalink Comentários (0)

Procura-se Alguém com Talento!

Postado

Olá galera!

Como o titulo bem sugere: estou procurando alguém com talento; habilidades manuais; coordenação motora; criatividade; e saco para fazer um pequeno trabalho pra mim. Quem se dispõe?

O trabalho, na verdade, é muito simples, o problema é que eu não tenho nenhum dos pré requisitos citados acima. E é só por isso que eu mesma não faço (prevendo esse tipo de pergunta).

Alguém já "ouviu" falar ou leu a fanfic A Batalha dos Deuses? Então, essa fic é minha, é de Percy Jackson e eu já tinha escrito ela faz um tempo... Em 2010, mais ou menos. Mas acabei abandonando por desanimo, falta de comentários e a fic estava tomando um rumo que, apesar de certo, não estava me agradando.

Mas, recentemente (dia 22, eu acho), eu decidi reescrever a fic, editar o que já tinha aqui no site e começar a publicar no Nyah (meu nick por lá é o mesmo que eu usa aqui, por sinal). Apesar de eu ter recebido comentários positivos - dois e da mesma pessoa - e duas pessoas adicionarem aos favoritos, ainda tá faltando uma coisa: a capa.

Quando eu escrevi essa fic pela primeira vez, eu fui no Google e peguei uma imagem qualquer que, de acordo com eles, era o Olimpo, mas puta que pariu, olhando agora essa imagem era muito feia. Então eu decidi tirar a imagem, mas fica tão feio a fic sem capa, não?

Por isso estou aqui, pedindo para alguém, qualquer um, bem disposto para fazer uma capa para mim. Aqui no "finado AS, atual Spirit" já tem os quatro primeiros capítulos, no Nyah não, então você pode usa-los como base para fazer a capa... Sei lá, eu só quero que alguém faça uma capa para mim. Terá a minha eterna gratidão (se isso servir de alguma coisa)!

Bom, espero que este jornal tenha amolecido o coração de alguém. Até a próxima!


Lendo: Tequila Vermelha, de Rick Riordan - Espirito Errante, de Michelle Paver
Assistindo: Uma Família em Apuros
Comendo: Brigadeiro que tá parecendo uma pedra!

Permalink Comentários (0)

Minha Vida Fora de Serie - 2ª Temporada

Postado

Olá pessoal!

Sempre que eu escrevo "olá" nos meus jornais,acabo me sentindo meio idiota...Tipo,"é,as pessoas vão me responder..."

Para variar não tenho novidades,só que eu estou muito empolgada com a estreia de O Mar de Monstros,por mais que ainda falte entorno de 30 dias para isso.Na verdade,Thor Freudenthal merece um beijo de Afrodite só pelos trailers.Gente,Grover vai estar vestido de noiva! *o*

Mas,agora,vamos mudar de assunto,mas sem deixar de falar sobre livros.A resenha mal feita da vez é do livro Minha Vida Fora de Serie - 2ª Temporada de Paula Pimenta.



Ficha Técnica
Nome:
Minha Vida Fora de Serie
Numero de Paginas: 424
Autor(a): Paula Pimenta
Editora: Gutenberg


Na 2ª temporada de "Minha vida fora de série", Priscila agora está com 16 anos e começa a lidar com questões mais sérias da adolescência: a proximidade do vestibular e, com ele, todos os receios desta fase; amizades que parecem sólidas e que de repente se perdem; o aprendizado de que um namoro tem de ser constantemente cuidado para não se desgastar.
Ela também descobre que atos sem pensar, que parecem estar esquecidos no passado, podem marcar irreversivelmente o presente.

Nossos queridos personagens - já conhecidos pela série "Fazendo meu filme" estão de volta, para não deixar ninguém com saudade. Não perca os próximos episódios da vida fora de série de Priscila. Você não vai conseguir desgrudar até terminar de ler.

ATENÇÃO: Se você não leu a serie "Fazendo Meu Filme" e/ou não leu Minha Vida Fora de Serie - 1ª Temporada esta resenha pode contar spoiler.


"-Caramba,Pri! Dois anos e maio! O que vocês ficam fazendo? Jogando War?
Pag 39


Na 2ª temporada a historia também começa com o aniversario da Priscila.Agora ela esta com 16 anos e aconteceu alguma coisa no ano passado que ela não quer se lembrar...Então já me preparei para ficar muito nervosa com a Priscila.Na sinopse,quando fala "o aprendizado de que um namoro tem de ser constantemente cuidado para não se desgastar" já preparei todos os xingamentos possíveis para o caso de a Pri inventar alguma palhaçada.Pelo menos,as coisas não aconteceram da forma como eu imaginei (porque sempre pioro tudo 10x)

Nessa temporada,o numero de choro diminui consideravelmente.Mas no final do livro a autora tenta no "compensar" pelas lagrimas não derramadas no inicio.E eu gostei disso.Nesse livro a Priscila está mais madura,não chora por tudo.Tem uma hora que ela até tenta chorar,mas não consegue.Quanto ao Rodrigo,em alguns aspectos ele melhor e em outros ele piora: no começo ele estava grudento demais,mas com o desenrolar da historia só encontro pontos positivos.

Muitas coisas aconteceram no intervalo de um livro para outro,tanto que eu fiquei muito perdida com algumas conversa (considerando que o meu raciocínio é muito rápido,sabe?),mas elas são explicadas no decorrer da historia,o que me fez ficar soltando vários "ah,tá!".

A historia continua sendo contada na primeira pessoa,mas nesse a historia é alternada entre Priscila e Rodrigo,o que pra mim foi bom.Mostrou que o Rodrigo não é um "zé roela" que fica esperando a Priscila sempre.

De repente ,vi que ela estava enxugando os olhos com as costas da mão,tentando esconder umas lagrimas que ameaçavam cair. Fiquei preocupada,a Priscila raramente chorava"
Pag 186


Tive que colocar essa citação.Não me faça rir Rodrigo,a Pri é a pessoa mais chorona que eu conheço!

O livro é recomendado para todos,de preferencia se você gostou de Fazendo Meu Filme.Os personagens dessa serie participam bastante nesse livro. E apesar de tudo,a primeira temporada ainda é minha preferida.

Nota:5/5


Lendo: O Aprendiz - Joseph Delaney; e Um Motim no Tempo - James Dashner

Permalink Comentários (0)

E para todo desejo feito,existe um preço equivalente

Postado

Olá pessoal.Tudo bom com vocês?

Venho aqui,postar jornal mais uma vez,sem novidade alguma para compartilhar.Bom,finalmente estou de ferias,mas,para a época do ano,isso não é novidade nenhuma!Então,sem saber mais o que falar ou fazer para enrolar mais esse paragrafo,com vocês,O Príncipe de Névoa de Carlos Ruiz Zafón.



Ficha Técnica
Nome:
O Príncipe da Névoa
Nome Original: El Príncipe da la Niebla
Numero de Paginas: 180
Autor(a): Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma das Letras


Em 1943,a família do garoto Max Carver muda para um vilarejo no litoral,por decisão do pai,um relojoeiro e inventor.Porem, a nova casa dos Carver esta cercada de mistérios.Atrás da casa,Max descobre um jardim de estátuas abandonado,que contem uma estranha estátua e símbolos desconhecidos.

Os novos moradores se sentem cada vez mais ansiosos: a irmã de Max,Alicia,tem sonhos perturbadores,enquanto a outra irmã,Irina,ouve vozes que sussurram para ela de um velho armário.Com a ajuda do novo amigo,Roland,Max também descobre os restos de um barco que afundou há muitos anos numa terrível tempestade.Todos a bordo morreram menos um homem - um engenheiro que construiu o farol no fim da praia.

Enquanto os adolescentes exploraram o naufrágio,investigam os mistérios e vivem um primeiro amor,um diabólico personagem começa a surgir:o Príncipe da Névoa,capaz de conceder qualquer desejo a uma pessoa - mas cobrando um preço alto demais...

"Max tinha lido uma vez, num dos livros do pai, que certas imagens da infância ficam gravadas no álbum da mente como fotografias, como cenários aos quais, não importa o tempo que passe, a pessoa sempre volta e nunca esquece. Max compreendeu o sentido daquelas palavras na primeira vez em que viu o mar."
pag 12


Então,esse é o primeiro livro que eu leio desse autor e,apesar de,no inicio,eu achar a historia meio fraca,tenho que admitir,ele é muito bom.Ele descreve as situações de uma forma tão...Tão,que teve momentos no livro que eu fiquei realmente apreensiva.Eu ia para a cama e continuava pensando na historia."Como eles vão resolver isso?","Gente,esse negocio tá certo?","Não,não pode ser isso".São poucos os livros que eu li e me deixaram assim,por isso eu achei O Príncipe da Névoa muito bom.

A historia é contada na terceira pessoa e faz o leitor ficar grudado no livro.Admito,como uma medrosa assumida que eu sou,eu fiquei com medo do Príncipe.Mas é pouca coisa...É que eu sou muito medrosa mesmo kk

O final é e não é previsível.Como assim?Bem,não sei vocês,que já são fãs do autor,mas eu estou acostumada em ler livros que o final termina sempre da forma "tal",então,seguindo essa lógica,o final foi inesperado.Mas,se você prestar atenção no "caminhar da carruagem" na historia,o final tava bem na cara!

"Se todos nós fôssemos capazes de compreender essa simples verdade desde o inicio das nossas vidas,uma boa parte das misérias e sofrimentos desse mundo nunca aconteceria"
Pag 89-90


Recomendo o livro para todos que gosto de fantasia e para aqueles que são fãs do autor.O livro não dá medo,nem nada.E por ser o primeiro livro que li do Zafón,eu gostei bastante do estilo dele.
Nota: 5/5


Lendo: Minha Vida Fora de Serie (2ª Temporada) - Paula Pimenta

Permalink Comentários (0)

O amor pode ser representado em graficos?

Postado

Olá povo!Olá pessoas que me adicionaram recentemente,mas insistem em não falar comigo.Olá leiteiros imaginários.Olá! XD

Hoje,eu estou excepcionalmente feliz,porque recebi a minha prova de matemática.E,numa prova valendo 10,eu tirei 7!É a maior o nota que eu já tirei nessa matéria.E também,eu não esperava tirar muito,depois de ter falado,no mínimo,umas dez vezes para o meu professor que eu odeio ele.Isso quer dizer que ele não guarda magoas...Também acho que ele somou a minha nota errado,mas nem vou conferir!

Recentemente,fui no shopping comprar,finalmente,um dos primeiros livros da minha lista.Do jeito que eu tô lendo,não vai demorar muito para ter um resenha dele.Mas,agora,eu vou falar de um livro que muitas pessoas ficaram decepcionas com ele,mas que não deixou de ser interessante.Com vocês,O Teorema Katherine,de John Green.



Ficha Técnica
Nome:
O Teorema Katherine
Nome Original: An Abundance of Katherines
Numero de Paginas: 304
Autor(a): John Green
Editora: Intrínseca


Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.

Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.


"- [...]E estava me lembrando de quando fomos andando pela neve, na volta do cinema depois de assistir àquele filme ridículo. Estávamos na rua Giddings e a neve fazia tudo ficar tão silencioso... Eu não conseguia ouvir mais nada no mundo além de você. E, naquele momento, estava tudo tão frio e tão silencioso... E eu te amava tanto. Agora está calor e muito quieto de novo. E eu ainda te amo"
Pag. 139


Tá,a primeira coisa que eu preciso avisar para você,que leu a sinopse e se interessou pelo livro,que comprou mais ainda não leu nenhuma pagina: Não leia pensando em "A Culpa é das Estrelas".

Andei pesquisando outras resenhas na internet a respeito do livro e a maioria reclama que ele não é tão bom quanto "A Culpa é das Estrelas" (que,pra quem não sabe,é do mesmo autor),mas eu não vejo razão de fazer essa comparação.Na própria sinopse dá para ver que são historias diferentes e que,a única semelhança provável, é os protagonista serem inteligentes.Acabou!

O final é um pouco previsível,mas eu não achei ruim.Outro comentário que eu vi bastante é de que o livro não acrescenta nada na vida do leitor.Concordo.Na verdade,nem "A Culpa é das Estrelas" me acrescentou alguma coisa,mas segue.A única coisa que eu descobri lendo o livro é que,os homens são lerdos o bastante para não notar que estão namorando 8 garotas com o mesmo nome.E depois que descobre,passa a ter uma obsessão por essas 9 letras.

Colin,apesar de ser paranoico,não é tão chato que parece.Na verdade,eu me identifiquei um pouco com ele.Nós queremos fazer coisas pelas quais fiquemos conhecidos,apenas.Hassan,o seu melhor e único amigo,é quem dá todo o humor ao livro e é justamente por causa dele que eu não achei o livro tão ruim assim.

“Os livros são o melhor exemplos de Terminado: deixe-os de lado e eles o esperarão para sempre; dê-lhes atenção e sempre retribuirão seu amor.”
Pag 148


O livro é contado na 3ª pessoa e fala muito de matemática,mas se você ignorar essa parte ainda dá para entender o livro numa boa.Recomendo o livro para todos,mas,como eu disse,não o compare com outros livros do autor.

Nota: 4/5

Lendo: O Príncipe da Névoa - Carlos Ruiz Zafón

Permalink Comentários (0)

Agora,estou um passo mais perto de me tornar uma Mochileira!

Postado

Olá povo!Hoje,com muito orgulho,venho aqui avisar para quem estiver interessado: Hoje estou um passo mais perto de me tornar uma Mochileira!É,ainda não sou.Conheço pouco sobre a Galáxia que eu mesma me considere uma Mochileira,mas eu tô indo.

Então,aproveitando o óbvio,hoje eu venho aqui fazer a resenha do primeiro livro da serie O Guia do Mochileiro das Galáxias de Douglas Adams.


Ficha Técnica
Nome:
O Guia do Mochileiro das Galáxias
Nome Original: The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy
Numero de Paginas: 208
Autor(a): Douglas Adams
Editora: Arqueiro[/b]


Arthur Dent tem sua casa e seu planeta (sim, a Terra) destruídos em um mesmo dia, e parte pela galáxia com seu amigo Ford, que acaba de revelar que na verdade nasceu em um pequeno planeta perto de Betelgeuse.

Considerado um dos maiores clássicos da literatura de ficção científica, este livro vem encantando gerações de leitores ao redor do mundo com seu humor afiado. Este é o primeiro título da famosa série escrita por Douglas Adams, que conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect.

A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário.

Mestre da sátira, Douglas Adams cria personagens inesquecíveis e situações mirabolantes para debochar da burocracia, dos políticos, da "alta cultura" e de diversas instituições atuais. Seu livro, que trata em última instância da busca do sentido da vida, não só diverte como também faz pensar.

"Uma das coisas que Ford Prefect jamais conseguiu entenderem relação aos seres humanos era o seu habito de afirmar e repetir continuamente o óbvio mais óbvio"
Pag 57


Então,demorei para fazer esse resenha porque,como mostrei no ultimo jornal eu finalmente consegui o meu livro,então eu deixei esse meio que de lado,mas não me esqueci dele e aqui vão os meus comentários a respeito do livro.

O livro O Guia do Mochileiro das Galáxias é de ficção científica,contado na terceira pessoa e tem como protagonista Arthur Dent,um inglês com todas as características típicas do ser humano.Faz perguntas idiotas,se preocupa com coisas desnecessárias,além de repetir o óbvio - como mostra a citação acima.

E todas essas características devem fazer dele um personagem carismático,engraçado e querido,né?Mas eu não achei...Vou dar um desconto porque ainda é o primeiro livro.Arthur é quase parado e quase não tem graça nesse livro.Na verdade,os unicos personagens que eu gostei nesse livro foram as maquinas:Eddie,o computador super-mega-hiper feliz e prestativo; e Marvin,o robô super-mega-hiper depressivo e reclamão.Eles apareceram pouco,mas foram os que mais me divertiram no livro.As situações que não envolvem diretamente Arthur e "companhia limitada" é uma comédia a parte,até o Pensador Profundo,outro computador,que só apareceu duas vezes,também me fez rir.Aparentemente eu só gostei de maquinas nesse livro kk

A historia,apesar de me parecer vagamente sem sentido,ao que parece tem começo,meio e fim.Ou seja,você não precisa de outro livro para saber se eles vão sair do problema tal que começou no primeiro livro,entendeu?Por favor,diga que sim,eu não sou muito boa para explicar.

"-Ó Pensador Profundo,a tarefa que lhe cabe assumir é a seguinte: queremos que nos diga... - fez uma pausa e concluiu: - ... a Resposta!
-A Resposta? - repetiu Pensador Profundo - Resposta a que pergunta?
-A Vida! - exclamou Fook.
-O Universo! - dessi Lunkwill.
-E tudo mais! - exclamaram em unissono.
Pensador Profundo fez uma pausa para refletir.
-Essa é fogo"
Pag163


Então,existe uma adaptação - bem velha - da serie...Mas a questão é: eu não sei se é do livro ou da serie,propriamente dita.Por via das duvidas,só irei ver o filme depois de ler a serie completa.Ah,e eu recomendo o livro,de preferência se você gosta de ficção científica.

Nota: 4/5

Lendo: A Marca de Atena - Rick Riordan

Permalink Comentários (0)

Consegui! \o/

Postado

Consegui! \o/

OLA POVO! Vocês estão lendo agora o jornal da semideusa mais feliz do mundo! XD

Eu acreditava,honestamente,que eu era a única semideusa no mundo que ainda não tinha A Marca de Atena,mas eu me enganei: Não sou mais! *risada histérica*

Contemplem,mortais,o meu livro lindo,maravilhoso e cheiroso! \o/


Permalink Comentários (0)

Para a protagonista de "Minha Vida fora de Série",Priscila tem uma vida bem normal...

Postado

Olá povo!Tudo bem com vocês,meus leitores imaginários?Tenho muito carinho por vocês que só existem na minha cabeça! *o*

O que aconteceu comigo nesse tempo em que eu não postei porra nenhuma: Assisti dois filmes e metade de outros dois!É,eu assisti As Aventuras de Pi - muito sem noção,você morre de rir com a falta de lógica,mas até que é legal - e Anjos e Demônios. Assisti a metade do filme Vizinhos Imediatos de 3º Grau e O Resgate do Soldado Ryan que é sobre guerra.Não gosto.Assisti por causa do meu pai.O que eu não faço para ganhar mais livros...E eu também li outro livro,que o meu pai me deu.Eu achei estranho ele me dar um livro sem que eu tenha que implorar,mas não comentei.O livro é Minha Vida Fora de Série de Paula Pimenta.




Ficha Técnica
Nome:
Minha Vida fora de Série
Numero de Paginas: 408
Autor(a): Paula Pimenta
Editora: Gutenberg


Mudar de cidade sempre é difícil, mas fazer isso na adolescência é algo que deveria ser proibido. Como começar de novo em um lugar onde todos já se conhecem, onde os grupos já estão formados, onde ninguém sabe quem você é? A princípio, Priscila não gosta da ideia, mas aos poucos percebe que pode usar isso a seu favor, tendo a chance de ser alguém diferente. Mas será que o papel escolhido é aquele que ela realmente quer representar? Aos poucos, Priscila percebe que o que importa não é o lugar, e sim as pessoas que vivem nele. E que, além da nova cidade, há algo mais importante para se conhecer: ela mesma.

Quem gosta da série Fazendo meu filme não pode perder o livro de estreia desta nova série de Paula Pimenta. Situado no mesmo universo ficcional, temos a oportunidade de acompanhar alguns dos nossos já adorados personagens, três anos antes de a história de Fazendo meu filme começar. Não perca a 1ª temporada da vida fora de série de Priscila!


~//~//~


Dessa vez,eu fiquei tão entretida com o livro,que eu acabei esquecendo de escolher alguma citações,tudo culpa desse livro!

A historia é contada na primeira pessoa,por Priscila,uma menina de 13 anos de nome praticamente impronunciável!Serio,o sobrenome dela é tão complicado que nem vou me dar ao trabalho de tentar escrever.Como todo livro,a historia começa meio devagar,mas essa começa de uma forma que me irrita muito!

Priscila,na condição de uma adolescente de 13 anos,faz todas a merdas que eu,graças a Deus, não fiz.Por exemplo,se interessar por pessoas que não valem porra nenhuma! (juro que eu tô tentando não dar spoiler) Serio,eu acho bem difícil se interessar por alguém apenas pela aparência dela,mas há quem consiga,a Priscila por exemplo.

Quando ela nota que assim ela só vai conseguir porcarias,ela decide que antes de se "apaixonar" de novo,vai se certificar que o fulano é gente boa...E,caraca,como ela acerta dessa vez,hein!Admito que fiquei com inveja =/

O livro tem uma coisinha que eu odeio,romance,mas a historia conseguiu ser muito legal.Caramba,finalmente estou encontrando autores que falam de romance sem que eu passe raiva!Como a minha amiga tem o habito de dizer,a historia é fofa,romântica e divertida...Eu não achei engraçada,mas divertida!

Ao que parece,a serie tem alguma relação com outra serie,da mesma autora,Fazendo O Meu Filme. Nunca li.Conheci essa autora nesse livro e gostei bastante da forma como ela escreve,até recomendo.


Nota:5/5

P.S.:Não reparem no titulo desse jornal,estou aprendendo a fazer piada sem graça com o meu professor de matemática...



Permalink Comentários (0)

E depois de dois meses...

Postado

Olá povo!Cá estou eu,de novo,postando mais uma resenha...É.Eu gostaria de ter uma novidade para contar, tipo que A Marca de Atena finalmente chegou no meu estado,que eu consegui recuperar a minha nota em inglês - e tirei mais que o meu amigo,chupa! kk -,que eu estou gostando de fazer as unhas,para a alegria da minha mãe, e que vou fazer francesinha pela terceira vez,ela vai reclamar mas tô nem ai,que eu descobri que existe cookies da Toddy - mas o trem é gostoso,viu? - e coisas afins,mas quem se interessa por isso?Na verdade,eu nem considero isso novidades...

O jeito é ser objetiva mesmo,né?Não incomodo ninguém e poupo as pessoas de noticias desinteressantes.O livro que eu vou resenhar hoje levou uns dois meses para que eu acabasse de ler.Não foi porque o livro estava chato - apesar de que,teve uma parte que foi muito sem graça! - é que os livros desse autor costumam ser difíceis para ler rápido.A resenha de hoje é sobre o livro Anjos e Demônios de Dan Brown.



Ficha Técnica
Nome:
Anjos e Demônios
Nome Original: Angels e Demons
Numero de Paginas: 474
Autor(a): Dan Brown
Editora: Sextante


"Uma das pessoas,uma mulher obesa,manobrou o corpo em direção a janela.Estava sendo fustigada por correntes de ar,mas deu um sorriso e fez um sinal com o polegar para cima. Langdon sorriu amarelo e devolveu o gesto,pensando se ela saberia que aquele era um antigo símbolo fálico de virilidade masculina"
Pag. 29


Antes de decifrar O Código da Vinci,Robert Langdon,o famoso professor de Simbologia de Harvard,vive sua primeira aventura em Anjos e Demônios,quando tenta impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano.

às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa,Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça.

Ele descobre indicios de algo inimaginavel: a assinatura macabra no corpo da vitima - um ambiograma,uma palavra que pode ser lida tanto de cabeça para cima quanto de cabeça para baixo - é dos Illuminati,uma poderosa fraternidade considerada extinta há 400 anos.

A antiga sociedade ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica,seu inimigo mais odiado. De posse de uma nova arma devastadora,roubada do centro de pesquisas,ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para o sucessão papal.

Correndo contra o tempo,Langdon voa Roma junto Vittoria Vetra,uma bela cientista italiana.Numa caçada frenética por criptas,igrejas e catedrais,os dois desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati - um refugio secreto onde está a única esperança de salvação da Igreja.

Em Anjos e Demônios,Dan Brown demonstra novamente sua habilidade de entremear suspense com fascinantes informações sobre ciência,religião e historia da arte.

"-'Sobre esta pedra edificarei a minha igreja!' "
Pag. 390


Bem,quando eu comprei esse livro,muitos falaram que era a mesma coisa que O Código da Vinci: Dan Brown metendo o pau na Igreja!Mas não tem nada a ver...

A historia,assim como no primeiro livro,é contada na terceira pessoa e no ponto de vista de Robert Langdon.E,assim como no primeiro,o livro fala da religião,mas não da mesma forma.O livro fala,na verdade,da guerra que a Igreja tem com a ciência.Esses são os anjos e os demônios que o livro se refere,mas,saber quem é quem,é uma conclusão a qual o leitor terá de chegar sozinho.

Dan Brown,ao meu ver,conseguiu se equilibrar muito bem no livro.Há momentos em que ele cai em cima da religião de jeito,de preferência quando ele conta a historia de Maximilian Kohler,diretor do centro de pesquisas,o CERN.Mas tem horas que,sim,ele fala mal da ciência,mas ele mais valoriza a religião do que outra coisa.E faz isso de uma forma que,enquanto eu lia,acreditei piamente que teve cristãos em geral que pararam de ler o livro para aplaudir.Sei lá,posso estar exagerando,é que eu gostei muito dessa parte.

Mas,em resumo,o livro fala da guerra entre a Igreja e a ciência e,de forma muito indireta,te questiona quem são os anjos e quem são os demônios,mas não te dá uma resposta.Como eu disse,há uns dois parágrafos atrás,o leitor quem tem que responder a isso e sozinho.

O livro é muito bom,pena que teve um momento em que eu fiquei entediada...Eu não sei se era porque eu estava demorando muito para terminar de ler ou se não aguentava mais aquele chove e não molha que estava acontecendo.Tipo,quando eles estavam prestes a resolver o problema,acontecia uma merda que ferrava com tudo...Se você não entendeu é porque eu estava tentando não dar spoiler para quem ainda não leu ou assistiu o filme kkk

Recomendo o livro,só não recomendo enrolar com a leitura porque você pode acabar perdendo o interesse.Mas o final do livro traz o interesse de volta,calma!

Nota:4/5

Escutando: Still Loving You - Scorpions

Permalink Comentários (0)

Bibliotecários são perigosos,cuidado!

Postado

Olá povo! Venho aqui comemorar com vocês,leitores imaginários (eu tenho que fingir que alguém tá lendo isso,né?),que dessa vez eu não demorei para postar outra resenha!Leitores imaginários,comemorem comigo! ¬¬

Na verdade,eu só estou comemorando isso porque eu tenho o incrível talento de me atrasar a todos os compromissos.Todos!E,por falar em talentos,vamos a resenha do livro Alcatraz Contra os Bibliotecários do Mal de Brandon Sanderson.



Ficha Técnica:
Nome:
Alcatraz Contra os Bibliotecários do Mal
Nome Original: Alcatraz Versus the Evil Librarians
Numero de Paginas: 228
Autor(a): Brandon Sanderson
Editora: Benvirá


"Na verdade,segundo minhas experiências, as pessoas geralmente não recomendo de forma alguma este tipo de livro.É interessante demais"
Pag. 52


Alcatraz Smedry é um órfão que vive de lar adotivo em lar adotivo. Desastrado a ponto de ser capaz de destruir qual­quer coisa, mesmo sem querer, já foi devolvido por 26 famílias.No dia do seu décimo terceiro aniversario,Alcatraz recebe inesperadamente um saco de areia como herança de seus verdadeiros pais; logo em seguida,o saco é roubado pelos Bibliotecários do Mal,falsos amantes de livros que disseminam a desinformação e ocultam a verdade afim de dominar o mundo.

Começam então as aventuras repletas de ingredientes mágicos de Alcatraz - ele,na verdade, pertence a uma linhagem de pessoas com poderes ao contrário (o dele é de quebrar as coisas) e é o unico capaz de deter os terríveis Bibliotecários do Mal .Para isso se infiltrará na biblioteca local armado com oculos bem peculiares e seu talento super especial para as mais divertidas atrapalhadas.

Conheça o incrível universo de Alcatraz contra os Bibliotecários do Mal,primeiro volume da serie em que dinossauros falantes,carros que andam sozinhos e poderes esquisitos como o de chegar atrasado são possíveis.As reviravoltas divertidas e originais,os personagens deliciosamente bem construidos e o equilíbrio entre humor e aventura fazem da serie a grande revelação da literatura de fantasia

"O maior prazer para um escritor é ouvir que alguém ficou acordado até altas horas lendo um de seus livros.Isso remota a autores considerados pessoas terríveis que se deleitam com o sofrimentos alheio.Além disso,ganhamos um propina da indústria da cafeína"
Pag. 234-235


Já sei o que a maioria deve estar pensando: "Ai Suzannah,como você leu um livro com esse titulo e com essa sinopse?" e blá-blá-blá!

Ok,ok.O livro pode não ser "essa Coca-Cola toda",mas te garanto que também não é uma Pepsi! - tem chances de eu ser processada? - Ele pode até começar meio bobo,devagar quase parando,mas ,lá para a metade você já pega o pique do livro e a historia melhora.Teve uma hora que eu me vi comemorando com uma ideia que o Alcatraz teve.

O narrador também é uma comédia a parte.A historia é contada na primeira pessoa pelo próprio Alcatraz.Porem,no meu ponto de vista,o Alcatraz-Narrador é mais engraçado do que o Alcatraz-Personagem. =/
O narrador faz vários comentários durante a narrativa,mas não atrapalha nada,muitas vezes até melhora a historia.E a historia tem duas surpresas,uma delas você pode ficar muito puta da vida com ela,mas depois passa e a outra é especialmente para aqueles que adoram pular o livro inteiro e ler a ultima pagina kk
O livro é infanto-juvenil,mas recomendo a todos.

Nota:3/5


Permalink Comentários (0)