1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. theblingring

theblingring

theblingring
Nome: {a}na
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização:
Aniversário: 16 de Maio
Cadastro:

theblingring


metadinha com @Mama_IWriteSins
𝒕𝒉𝒊𝒔 𝒂𝒓𝒆 𝒕𝒉𝒆 𝒕𝒉𝒊𝒏𝒈𝒔 𝒘𝒆 𝒍𝒐𝒔𝒕 𝒊𝒏 𝒕𝒉𝒆 FIRE

;!septem(ber) FIRST, :1999:, (d)ear ;d;iary

Postado

Escreveu →*𝐒𝐓𝐀𝐍𝐃☆⊱𝐁𝐘 ❝\\ 𝐌𝐄⋆₊੭


⋆{𝒯here was a boy❝ (I m)et in 𝓀𝒾𝓃𝒹𝑒𝓇𝑔𝒶𝓇𝓉𝑒𝓃 he:✧ was↝*sweet, he❛↓said tha⋆̥t I was smart❞ he}{was ☆↛ good.ೃ at sports∿* and peopleliked₊・゚him he↓↑(p)ulled a *scab◃ off one time playing kick❞ ball kissed me quick t}}hen╭:☆pressed it↝in my hand I t❜ook that scab⋄੭ and put it◞⋆in a 𝓵𝓸𝓬𝓴𝓮𝓽 all ⊱*year long⋄⊱ I {w}ore it☆❜near my↝°heart he didn't c}}are if I╰⊹was thin or p♛retty and heいwas mine until❛¡ we☆↫hit first₊¸grade th//en .⋆:he woke up }n}ow we're /¸*all grown⋆¡up and we↝✧know better.ೃ now we₊↓ recognize☽ the way things⊱\°are certain❝→boys are◞* just for kindergarten certain *̩̩͙girls are₊↝meant to¡;;be 𝓪𝓵𝓸𝓷𝓮 but✧❞I believe that any⋆:dream {w}orth having is a¸•dream that should not h}ave to end╰˖°




⋆˖↳𝐍𝐎𝐌𝐄{✿}𝐂𝐎𝐌𝐏𝐋𝐄𝐓𝐎❞੭

𝓗𝓮𝓵𝓮𝓷𝓪.ೃ 𝔹𝕣𝕒𝕘𝕒☆⊱ ↓↑𝑴𝒂𝒓𝒕𝒊𝒏𝒔
❝╰ Ao olhar para sua filha pela primeira vez na vida, Diego sentiu como se tivesse realizado um sonho. E um sonho que poderia se encaixar facilmente na ideia de “sonho americano” de qualquer imigrante como ele. Ambos Diego e sua esposa lutaram muito para chegar aos Estados Unidos e conseguir um emprego ali. Foi uma grande luta para o porto-riquenho e para a brasileira, mas eles já esperavam enfrentar muitas adversidades e muito preconceito no seu caminho de conseguir uma vida nos EUA. Entretanto, nenhum dos dois imaginava que, no meio do caminho buscando a estabilidade financeira e uma vida melhor, eles encontrariam o amor. O sonho de Diego deixou de ser escrever um livro e conseguir dinheiro para ajudar sua família em Porto Rico. Depois que se apaixonou por Maiara seu único sonho era se casar com a mulher e formar uma família com ela. Quando receberam a notícia que teriam uma garotinha, a primeira preocupação da mãe foi conseguir um nome para a menina que não fosse latino demais, mas ao mesmo tempo não fosse americano demais. Não queria que a garota sofresse preconceito até em seu nome ao mesmo tempo que não queria apagar suas raízes. Ela sabia bem como era ter um nome muito estranho para a pronúncia estadunidense e não queria ver a filha passando por isso. Já para Diego, sua preocupação era achar um nome que retratasse em seu significado tudo que a realização de seu sonho de formar uma família com a mulher que amava significava para ele.
❝╰ O escolhido foi um nome de origem grega que vinha de um termo que significava “raio de sol”. Havia algumas outras opções na lista de Diego, mas na primeira vez que viu sua filha ele soube que aquele era o nome certo. O brilho nos olhos da criança e a felicidade que ela emanava e fazia ele sentir se assemelhavam a um raio de sol. A menina era a mais pura luz que iluminaria a vida de Diego até nos seus dias mais sombrios, que não tardaram a chegar em sua vida. Foi nomeada Helena Braga Martins, tendo os sobrenomes latinos de ambos os progenitores e um nome que significava “a reluzente” ou “a resplandecente”. Pode se dizer que Diego foi de certa forma um vidente escolhendo esse nome para a menina, que foi, de fato, sua luz nos momentos difíceis que a família teve que enfrentar. Apesar do preconceito, pois um nome não-latino não tirava seus sobrenomes e sua descendência de si, e de todos os problemas, Helena sempre teve um sorriso que iluminava qualquer ambiente. O nome condizia com a portadora dele que sempre soube contagiar a todos com seu sorriso e iluminar os dias quando seus amados precisavam, assim como seu pai sempre sonhou.


⋆˖↳𝐀𝐏𝐄𝐋𝐈{✿}𝐃𝐎𝐒❞੭

ℒ𝓮𝓷𝓪.ೃ
❝╰ Helena nunca viu muita necessidade para apelidos em sua vida. Ela gostava de seu nome inteiro, sempre achou que combinava muito consigo e preferia ser chamada por ele completo. Seu pai e sua mãe a chamaram ocasionalmente de “Lena” algumas vezes, mas não era algo frequente e muitas vezes parecia ser sem querer. A verdade era que, por muito tempo, Helena não queria ter apelidos e dizia para si mesma que não os queria pois sabia que não havia ninguém para lhe chamar de um modo carinhoso. Sua família gostava de seu nome inteiro e a menina não tinha amigos que lhe dessem um apelido. Após o passar dos anos, Helena acabou encontrando amigos que a amavam e queriam um apelido carinhoso para se referir a ela. Assim, o apelido “Lena” veio novamente à tona, sendo uma redução de seu nome que todos achavam fofa e, com o tempo, ela passou a achar também. Este é um apelido que significa muito para ela quando seus amigos o utilizam para falar com ela. Porém, apenas as pessoas mais próximas de si conhecem o apelido e podem chamá-la assim, como Gael e Izzy, seus melhores amigos.

ℍ𝕖𝕝𝕖𝕟☆⊱
❝╰ Helena não tem certeza se pode ser considerado um apelido ou não, ela só tem certeza que detesta ser chamada assim. Não há alguém que a chame assim frequentemente para ser considerado um apelido, mesmo que um apelido de bullying. “Helen” é apenas uma maneira que a maioria das pessoas pronuncia seu nome erroneamente. Ela detesta o apelido, o acha feio e acha que não combina consigo. Seu nome é Helena e ela não gosta de ouvir essa versão das pessoas “americanizando” seu nome para se tornar menos estranho para elas. Ela gosta de seu nome do jeito que é e tem orgulho de suas raízes. A garota tímida raramente levanta sua voz ou se impõe, mas, se alguém a chamar de “Helen” uma ou mais de uma vez, ela sempre fará questão de corrigir a pessoa e dizer que seu nome é “Helena”.

↓↑𝑱𝒖𝒍𝒊𝒂𝒏𝒏𝒆
❝╰ É fácil notar que esse apelido carinhoso não vem de seu nome. Apenas uma pessoa no mundo a chama assim e este é seu melhor amigo e namorado, Gael Rosenblatt. Os dois sempre costumaram ver muitos filmes de romance juntos, principalmente porque esse era o gênero de filmes preferido de Helena. Ambos muito fãs da atriz Julia Roberts, eles escolheram seu filme preferido da atriz e um dos filmes que mais assistiam juntos para tornar os nomes dos personagens principais seus apelidos. Enquanto Helena é chamada de Julianne ela o chama de Michael, por conta do filme “O Casamento do Meu Melhor Amigo”.


⋆˖↳𝐃𝐀𝐓𝐀{✿}𝐁𝐀𝐒𝐄❞੭

𝟏𝟔 𝓪𝓷𝓸𝓼,.ೃ 𝕟𝕒𝕤𝕔𝕚𝕕𝕒 𝕟𝕠 𝕕𝕚𝕒 𝟚𝟠☆⊱ ↓↑𝒅𝒆 𝒋𝒖𝒏𝒉𝒐 𝒅𝒆 𝟏𝟗𝟖𝟐
❝╰ Nascida e criada na pequena cidade de Pipestone, Minnesota, Helena é uma jovem americana — apesar de já ter ouvido muitas vezes que ela deveria voltar para o país de onde veio — de dezesseis anos de idade e com o sol regido pelo signo de câncer. A garota veio ao mundo no dia 28 de junho de 1982, e a única coisa que sempre gostou sobre seu aniversário foi que o mesmo era durante o verão. Ela sempre gostou de poder comemorar seus aniversários durante as férias e se divertir bastante, mesmo que fosse muito triste que, mesmo de férias, a maioria dos colegas de classe que ela convidava para comemorar com ela nunca apareciam. Com o passar dos anos, a garotinha que sempre se animava e sorria o dia inteiro por ser seu aniversário, passou a sentir indiferença e até mesmo tristeza quando a data chegava por significar que ela estava um ano mais velha e quase ninguém se importava em felicitá-la por isso. Até hoje em dia, que tem amigos próximos para comemorar com ela, Helena ainda não gosta muito da data e não liga muito para comemorar ou não.


⋆˖↳𝐆𝐄̂𝐍𝐄𝐑𝐎{✿}𝐒𝐄𝐗𝐔𝐀𝐋𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄❞੭

𝓜𝓾𝓵𝓱𝓮𝓻.ೃ 𝕔𝕚𝕤𝕘𝕖̂𝕟𝕖𝕣𝕠 𝕖☆⊱ ↓↑𝑯𝒆𝒕𝒆𝒓𝒐𝒔𝒔𝒆𝒙𝒖𝒂𝒍
❝╰ Assim como a maioria das pessoas na pequena cidade de Pipestone, Helena se encaixa no padrão quando se trata de gênero e sexualidade. A garota, desde pequena, sempre se viu como o gênero que ela fora designada ao nascer, o que a torna uma mulher cisgênero. Além de uma mulher cis, a menina também sempre se interessou por manter sua aparência nos padrões de feminilidade, usando roupas consideradas bastante femininas e delicadas, o que a fez nunca sofrer preconceito quanto ao seu gênero. Sua sexualidade também nunca foi algo de grande dúvida para ela, pois também estava no padrão e não precisava questionar nada pois não se sentia fora do normal. Desde o começo de sua pré-adolescência Helena sempre se viu pensando em viver um romance com um menino que gostasse e sempre se atraiu apenas pelo gênero oposto. Apesar de não ser membro da comunidade LGBT+, a menina nunca demonstrou preconceito com as pessoas que não estavam no mesmo padrão que ela. Não foi assim que seu pai a criou, por ele mesmo ser um homem bissexual, e não é assim que ela agiria por não condizer com sua personalidade e seus pensamentos. Helena sempre desejou viver um amor e não acha que ninguém deva ser impedido de viver algo tão bonito, não importa o gênero com qual a pessoa quer viver isso.


⋆˖↳𝐀𝐏𝐀𝐑𝐄̂𝐍𝐂𝐈𝐀{✿}𝐄𝐒𝐓𝐈𝐋𝐎❞੭

𝓟𝓪𝓼𝓽𝓪 𝓭𝓮.ೃ ℍ𝕖𝕝𝕖𝕟𝕒 ☆⊱ ↓↑𝒏𝒐 𝑷𝒊𝒏𝒕𝒆𝒓𝒆𝒔𝒕
❝╰ Existem algumas características bem claras quando se fala no estilo de Helena, que estão sempre muito presentes. A menina de cabelos longos está sempre com eles arrumados e presos de algum jeito, seja com um prendedor de cabelo colorido ou uma presilha, ela nunca deixa seus cabelos soltos. Helena também nunca utiliza maquiagem em seu rosto, por ser um desastre na arte de se maquiar e não fazer a menor ideia do que combina com ela e o que não combina. É algo muito complicado para ela, então ela prefere simplesmente não se maquiar. As roupas de Helena costumam manter sempre tons claros, principalmente da cor rosa. Independente de estar usando calças, shorts ou vestidos, a menina sempre terá um casaco consigo, geralmente bem largos para esconderem seu corpo. Além disso, o que pode ser chamado de a marca registrada de Helena, é que a menina sempre está utilizando sapatilhas de salto baixo com meias de curtas de cor clara por baixo. Esse tipo de sapato são sua paixão e ela nunca sai de casa sem um neste estilo.

𝓑𝓪𝓻𝓫𝓲𝓮.ೃ 𝔽𝕖𝕣𝕣𝕖𝕚𝕣𝕒☆⊱




⋆˖↳𝐏𝐄𝐑𝐒𝐎𝐍𝐀{✿}𝐋𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄❞੭

❝╰ A clássica menina estudiosa que está o tempo todo nos corredores da escola se escondendo atrás de um livro grosso com palavras demais para um adolescente festeiro ter coragem de abri-lo, Helena é uma pessoa que gosta dos livros e do anonimato que eles lhe dão. É uma menina tímida demais para puxar assunto com as pessoas ou para sequer informar às pessoas o que elas precisam quando a param na rua pedindo uma informação. Helena é introvertida demais para conseguir falar com qualquer pessoa que não conhece, ou até mesmo para falar com as pessoas que conhece em público. Por isso, na escola e em locais públicos, ela está sempre acompanhada de um grande livro em suas mãos. Muitas vezes também é porque não consegue largar as histórias por quais é tão apaixonada, mas também porque as pessoas costumam ignorar a menina nerd e gorda que está concentrada em outra coisa. Ninguém quer puxar assunto na escola com alguém que é claramente uma nerd excluída, e Helena gosta de saber que pode se esconder. Por ser muito tímida, ela costuma gaguejar ou falar baixo demais quando alguém conversa com ela em público ou quando tem que conversar com algum desconhecido. Seguindo bastante o estereótipo de nerd tímida que não fala com ninguém, Helena prefere o mundo dos seus livros do que o mundo das pessoas. Ela costuma ser bastante pessimista, achando que tudo em sua vida vai dar errado e que as coisas boas não podem se realizar para ela porque ela é uma mulher gorda fora do padrão. Mas, nos seus livros, isso não acontece. Lendo seus livros e ficando no universo deles, ela não precisa interagir com ninguém que não conheça e ela pode viver a aventura ou o romance que quiser, pois quem ela é não a impede de nada em seus livros. Helena nunca é vista longe de seus livros em maioria de romance, pois eles são seu porto seguro e eles nunca vão a abandonar.
❝╰ Apesar de ser pessimista achando que nada do que ela sonha dará certo para ela, isso nunca impediu Helena de sonhar. A verdade é que Helena é uma grande sonhadora, talvez por influência de seus livros. Ela está sempre imaginando diversas histórias em sua cabeça, principalmente relacionadas ao menino que gosta. Helena sempre consegue se distrair e se apagar de sua própria realidade quando ela está mais triste que o normal imaginando ela e seu par romântico perfeito em situações que ela lê em seus livros. Pode se dizer que ela vive no mundo da lua, apesar de ser uma ótima estudante. Helena consegue se desligar apenas quando ela quer, mas quando ela sabe que é necessário, como nas aulas, ela está sempre atenta. Assim como esperado de uma boa nerd, ela adora assistir às aulas e adora aprender coisas novas, principalmente as aulas de suas matérias preferidas. Helena adora estudar e adquirir conhecimentos novos, principalmente porque a garota tem o sonho de se formar em medicina. A menina sempre teve o costume de pensar nos sentimentos dos outros antes dos seus, de ser o tipo de amiga que cuida e protege seus amigos acima de tudo. Ela tem esse desejo dentro de si, de cuidar e ajudar as pessoas, e acredita que este curso seja sua maior chance de fazer isso significativamente. O lado altruísta de Helena sempre foi uma faca de dois gumes, apesar de ser uma característica boa e que sempre a fez ser uma boa amiga, também sempre significou que ela não cuidava de si própria o suficiente e que perdoava fácil demais. A última pessoa que ela vai pensar em cuidar e se preocupar antes de fazer uma decisão vai ser ela, pois sempre quer fazer o melhor para as pessoas que ama e esquece de si mesma. Assim como sempre perdoou as pessoas que fazem bullying com ela na escola por acreditar que não poderia julgá-los por suas ações sem saber pelo que eles estavam passando. Helena não sabe quais são os problemas que as pessoas enfrentam todos os dias, por isso acredita que deve ser sempre gentil com todos.
❝╰ Sua timidez sempre costumou a impedir de realizar várias coisas em sua vida. Desde apresentar um trabalho na frente de sua turma até em fazer amigos. Por conta dessa característica, Helena sempre teve poucos amigos. Era algo muito triste para a garota, que sempre ouviu as pessoas dizerem que ninguém jamais gostaria dela por ser gorda, o fato de não ter quase nenhum amigo reforçava isso em sua mente. Helena sempre foi alguém que quis ter com quem assistir seus filmes de romance e falar sobre as coisas da vida, mas sua timidez e o preconceito da cidade pequena com uma menina gorda e latina sempre afastou a maioria das pessoas de si. Entretanto, ao longo do tempo, Helena conseguiu conquistar alguns poucos amigos com quem ela poderia passar seu tempo e contar com a amizade para se divertir como adolescentes normais. Mesmo que sejam poucas pessoas, Helena ama seus amigos mais do que tudo e faria de tudo para protegê-los. Com seus amigos, Helena consegue afastar a maior parte de sua timidez para mostrar sua personalidade fofa e sonhadora. É aquela amiga que sempre vai estar lá quando você precisar dela para ouvir os problemas e para te ajudar em qualquer coisa. Um ombro para chorar sempre que você precisar, assim como também é a pessoa que vai te animar e te fazer ver o lado positivo da coisa, mesmo que ele não exista. Helena cuida muito de seus amigos e os valoriza muito, pois acredita que a qualquer momento ela poderia perdê-los.


⋆˖↳𝐇𝐈𝐒𝐓{✿}𝐎́𝐑𝐈𝐀❞੭

❝╰ Era a manhã de um dia ensolarado de verão quando Helena Braga Martins viu o mundo pela primeira vez. Após ficarem a madrugada inteira no hospital, o casal viu sua filha pela primeira vez e ambos acreditaram que aquele seria o começo da melhor época de suas vidas. Diego acreditava estar realizando um sonho, finalmente formando uma família com a mulher que amava. A família estava finalmente formada e feliz, pronta para viver o que acreditavam ser a realização de um sonho. E, de fato, a primeira infância de Helena foi uma das melhores épocas de sua vida, onde sua família estava unida e cuidando da filha como se ela fosse a joia mais preciosa. Seus pais lhe deram todo o amor que uma criança poderia receber e uma vida tranquila na pequena cidade de Pipestone. A vida de Helena sempre foi acompanhada de muito preconceito, fosse por ela ser uma menina latina filha de dois imigrantes ou por ela sempre ter sido uma garota gorda. Porém, nos seus primeiros anos de vida, Helena tinha sua mãe e seu pai para lhe dando amor e a ensinando a não ligar para os preconceitos das pessoas de mente pequena da cidade. Apesar das piadas insensíveis que ouvia de alguns colegas de classe, Helena era muito feliz, pois tinha sua mãe e seu pai lendo para ela e a incentivando a apreciar a literatura e como ler era divertido. Assim como também era incentivada a apreciar a música brasileira e porto-riquenha e sua cultura no geral. Helena sabia desde pequena falar inglês, português e espanhol, pois foi criada nas línguas maternas de seus pais também, para que nunca perdesse suas origens ou desgostasse delas. Sua época de descobrir o mundo ao lado de seus pais foi a melhor época da vida de Helena, e ela teria vivido uma vida tranquila e muito feliz com a sua família. Entretanto, quando Helena tinha quase seus sete anos de idade, sua mãe veio a falecer por conta de um câncer de pâncreas.
❝╰ A morte de Maiara foi um grande impacto na vida de seu marido e de sua filha. Diego acreditava que tudo em sua vida era perfeito e de repente tudo o que ele conhecia mudou. Helena perdeu sua figura materna e, como se não fosse o suficiente, ela ainda era jovem demais para entender como o mundo funcionava. Foi muito difícil para os dois lidarem com isso e não se pode dizer com certeza se eles superaram essa perda ou não, mas a única maneira que encontraram de lidar com essa dor foi se apegando um ao outro. Helena sempre amou o pai e tinha vários pontos em comum com ele desde criança, porém ela era mais próxima de sua mãe antes da fatalidade ocorrer. Pai e filha se tornaram mais próximos do que nunca, mas isso não substituiu a mãe de Helena e não a ajudou a passar pelos tempos difíceis que viriam. Sua mãe sempre lhe disse que ela poderia sonhar alto e ser quem ela quisesse, mas agora a sociedade estava lhe dizendo muito do contrário e ela não tinha mais ninguém para dizer que as pessoas estavam mentindo. Helena começou a sofrer bullying na escola muito cedo por conta de ser uma menina acima do peso, diferente do padrão que todos estavam acostumados. A jovem garotinha antes de perder a mãe gostava de livros de mistério e sonhava em ser uma princesa. As pessoas ao seu redor começaram a dizer que seus gostos por leitura eram estranhos e que ela não tinha a aparência de uma princesa e nunca teria. A menininha, simpática e animada, tentava fazer amigos e as pessoas a excluíam por ser gorda ou por ser latina. Helena ficou acostumada a ouvir todos os tipos de piadas diferentes sobre o seu peso e começava a se sentir cada vez mais errada.
❝╰ Aos poucos, sua timidez e dificuldade de falar com as pessoas foram crescendo. Mesmo assim, Helena conseguiu fazer alguns poucos amigos em sua época de infância. Pessoas que tinham o mesmo gosto por leitura que ela ou apenas que gostavam da companhia da garotinha animada e não se importavam com o que os outros diziam sobre ela ser estranha ou sobre sua aparência. Rapidamente ela se tornou muito apegada aos seus amigos, pois eles eram poucos e as pessoas a fizeram acreditar que todos poderiam abandoná-la a qualquer momento por conta de sua aparência. Entretanto, havia um amigo em especial que era mais importante para ela do que todos. Helena se acostumou a ouvir de todas as pessoas que, por conta de ser uma menina gorda, ela jamais poderia viver um romance com alguém. A descoberta de sua heterossexualidade veio e agora ela estava sonhando acordada em viver um romance com algum menino que gostasse, mas todos diziam que ela jamais conseguiria isso na vida real. Em pouco tempo Helena se apegou aos livros de romance que começou a ler, achando que ali seria o único lugar onde poderia experienciar um verdadeiro romance. Era o mais próximo que ela tinha, e estava cada vez mais apegada aquilo. Helena acreditava que precisava apenas esperar seu príncipe encantado para viver um romance e, enquanto ela não o tivesse, ela poderia apenas ficar concentrada nos livros. Seu sonho de viver um romance nunca a impediu de fazer amizades com meninos, como a maioria das garotas não fazia, porque ela achava que a maioria dos meninos apenas a ignoraria e não se atrairia por ela porque seu corpo não a deixava ser bonita como as outras garotas. Ela sabia conseguir separar as amizades de pessoas de quem ela poderia ter interesse romântico, até que seu príncipe encantado apareceu para salvá-la de seus problemas. Desde a primeira infância, Helena era amiga de James Crawford e ambos brincavam juntos desde pequenos, formando uma amizade bastante sólida. Helena nunca se viu querendo algo além de uma amizade com ele, até que o garoto popular decidiu defendê-la do bullying que sofria das pessoas. Aquilo foi um golpe injusto para o coração de Helena, que viu sua primeira paixão em um menino que já era seu amigo há anos. Uma paixonite saudável como qualquer primeiro amor, ainda muito infantil, que qualquer um acharia que passaria rapidamente.
❝╰ Tudo parecia bem em sua vida, ela e seu pai já não estavam mais tão abalados pela perda de Maiara e Helena tinha seus amigos e via o garoto que gostava todos os dias. Até que o Ensino Médio chegou para estragar tudo. Durante o Ensino Médio, a divisão entre pessoas populares e pessoas não populares se tornou bem maior dentro do colégio, fazendo com que Helena se afastasse de grande parte dos amigos que havia formado ao longo de sua infância. Seus amigos nerds, que gostavam dela independente do que os outros pensavam, ainda eram seus amigos próximos, mas muitas pessoas a abandonaram por conta da popularidade e dos novos amigos, e James foi um deles. Foi um baque imenso para o emocional de Helena perder um amigo que ela considerava tão próximo e quem ela acreditava que a defenderia do bullying para sempre e seria seu príncipe encantado. A verdade era que contos de fadas não existiam na vida real, mas Helena não quis aceitar aquilo. Mesmo de longe, continuou admirando e sonhando em viver um amor com sua primeira paixão, suspirando pelo garoto quando o via no corredor e sonhando acordada sobre ele. O garoto já não a defendia das pessoas ruins, não olhava mais para sua cara e provavelmente nem se lembrava de seu nome, mas ela ainda o admirava e o defendia mesmo quando as pessoas diziam que agora ele era uma pessoa ruim. Helena se tornou cada vez mais fantasiosa e mais sonhadora, perdida dentro de sua própria imaginação, por conta dos traumas que o Ensino Médio trouxe. Entretanto, a realidade bateu bem em sua cara quando seu melhor amigo, Gael Rosenblatt, disse que tinha medo de ser expulso de casa se seus pais desconfiassem que ele era gay. Helena faria de tudo para proteger seus amigos, por isso não hesitou em aceitar se fingir de namorada do garoto para que evitasse problemas com os pais e com a escola. O sonho de Helena sempre foi que seu primeiro namoro fosse um romance de livros, porém, no mundo real, seu primeiro namoro era para salvar seu melhor amigo da homofobia da cidade e isso não era nada do que ela tinha sonhado.


⋆˖↳𝐅𝐀𝐌𝐈́{✿}𝐋𝐈𝐀❞੭



𝓓𝓲𝓮𝓰𝓸 𝓜𝓪𝓻𝓽𝓲𝓷𝓼 ❀ 𝟒𝟏 𝕒𝕟𝕠𝕤 ❀ ℙ𝕒𝕚 ❀ ℙ𝕣𝕠𝕗𝕖𝕤𝕤𝕠𝕣 𝒅𝒆 𝑳𝒊𝒕𝒆𝒓𝒂𝒕𝒖𝒓𝒂 ❀ 𝑻𝒐𝒎 𝑬𝒍𝒍𝒊𝒔
❝╰ O pai de Helena provavelmente é a pessoa que a conhece melhor no mundo. Ambos possuem uma relação rara entre pais e filhos, onde os dois confiam muito um no outro e não escondem nada de si. Helena teve seu pai ali com ela nos momentos mais difíceis de sua vida, e foram nesses momentos que eles apoiaram um no outro para superar todas as dores. Seu pai nunca foi o tipo de pai que queria controlar os filhos e saber tudo sobre eles, ele queria que Helena confiasse nele e visse nele além de um familiar, um amigo também. Diego nunca mentiu para Helena, porque ele queria que ela soubesse que podia confiar nele e que não precisava mentir também. Possuem o melhor tipo de amizade do mundo, uma amizade que podem contar para assistir um filme divertido juntos, para dançar uma música ruim e para rir de piadas idiotas, ao mesmo tempo que também podem contar com o outro para contar os piores segredos e se apoiar nos momentos mais difíceis. Após a morte de Maiara, o homem teve que trabalhar em dobro para criar a filha e Helena não sentiu falta de nada em sua criação, pois seu pai se esforçou e conseguiu fazer o papel de pai e de mãe na vida da criança. Helena sabe que seu pai é a pessoa que mais a ama no mundo inteiro e que ela poderia confiar tudo para ele, por isso mesmo não há mentiras entre eles. Diego sabe o maior segredo de Helena, o fato de que seu namoro com Gael é falso, assim como Helena também sabe o segredo que o pai esconde de todos na cidade sobre ser um homem bissexual. Os dois não contam um com o outro apenas nos momentos tristes ou em que precisam de conselhos, eles também estão sempre unidos para conversarem e rirem como amigos, assistir um filme de romance que Helena goste muito ou apenas dançar a música La Isla Bonita, da cantora Madonna, juntos pela casa até seus pés doerem. Diego e Helena são melhores amigos e Helena ama seu pai mais do que tudo.




𝓜𝓪𝓲𝓪𝓻𝓪 𝓑𝓻𝓪𝓰𝓪 ❀ 𝟒𝟑 𝕒𝕟𝕠𝕤 ❀ 𝕄𝕒̃𝕖 ❀ 𝕄𝕠𝕣𝕥𝕒 ❀ 𝑴𝒐𝒓𝒆𝒏𝒂 𝑩𝒂𝒄𝒄𝒂𝒓𝒊𝒏
❝╰ Maiara significava muito na vida de Helena antes do câncer levar a mãe da vida da criança lenta e bruscamente. Maiara amava a criança e sabia que daria sua vida por Helena no minuto que ouviu o primeiro choro da menina. Foi sempre muito apegada na menina e queria cuidar dela, pois sabia que o mundo seria bastante cruel com ela no futuro. Maiara era uma mãe muito presente, que sempre lia histórias para a filha antes de dormir e aconselhava ela sobre tudo. A parte favorita do dia de Helena era conversar com sua mãe sobre o que aconteceu durante o seu dia, pois ela sabia que, mesmo que o dia tivesse sido péssimo, sua mãe a faria se sentir melhor. Maiara incentivava todos os gostos da filha e não deixava que ela acreditasse em nenhuma pessoa que dissesse a ela que o que ela gostava era errado ou estranho. A mãe queria ser o porto seguro de sua filha e ela realmente conseguiu ser por vários anos. Durante toda a primeira infância de Helena, ela nunca acreditou no que os outros diziam ser errado sobre seu peso e sua aparência, ou sobre sua descendência latina, porque sua mãe dizia que ela era perfeita do jeito que era e só precisava ter orgulho de suas raízes. Quando este porto seguro foi arrancado da vida da menina, foi um golpe enorme para ela, que afetou bastante sua autoestima também, pois agora ela não tinha alguém que lhe fizesse acreditar que o que os outros diziam de ruim sobre ela era apenas uma mentira. A perda de sua mãe foi algo que afetou Helena de diversas maneiras diferentes, mas, apesar de todas as dores, também foi o que a inspirou de querer seguir uma carreira na medicina para impedir que outras pessoas passassem pelo que ela passou.


⋆˖↳𝐒𝐓𝐀{✿}𝐓𝐔𝐒❞੭

❝╰ A família Martins reside em um apartamento em Downtown. Com o salário de professor do pai, eles têm uma situação financeira cômoda, sendo de classe média.





⋆˖↳𝐄𝐒𝐂𝐎𝐋𝐀{✿}𝐑𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄❞੭

❝╰ Helena é uma estudante junior do ensino médio, sendo uma das melhores de sua turma com média 9. É uma típica aluna que prefere ficar quieta a aula inteira e até quando tem dúvidas, o que é raro, ela costuma não falar nada por vergonha e timidez. Em geral, Helena gosta de todas as matérias, pois adora qualquer conhecimento novo que possa adquirir, mas suas preferidas são química, biologia, matemática e literatura. As matérias que menos gosta são história e geografia, não por não achar interessante, e sim porque acha que as aulas focam demais na história e geografia dos Estados Unidos e falam muito pouco dos outros países.


⋆˖↳𝐑𝐄𝐏𝐔{✿}𝐓𝐀𝐂̧𝐀̃𝐎❞੭

𝓐 .ೃ 𝕟𝕖𝕣𝕕 ☆⊱ ↓↑𝒂𝒑𝒂𝒊𝒙𝒐𝒏𝒂𝒅𝒂
❝╰ O estereótipo que Helena se encaixa é a clássica menina nerd apaixonada por um dos meninos mais populares da escola. Todos os alunos da escola a veem como a menina nerd que está sempre com um livro na mão, sempre suspirando quando o grupo dos meninos populares passa pelos corredores. A maioria das pessoas apenas a ignora, por ser uma nerd como qualquer outra que está normalmente na biblioteca com seus poucos amigos ou andando com o clube do livro.


⋆˖↳𝐀𝐓𝐈𝐕𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄𝐒{✿}𝐄𝐗𝐓𝐑𝐀𝐂𝐔𝐑𝐑𝐈𝐂𝐔𝐋𝐀𝐑𝐄𝐒❞੭

𝓒𝓵𝓾𝓫𝓮 .ೃ 𝕕𝕖 ☆⊱ ↓↑𝑳𝒊𝒕𝒆𝒓𝒂𝒕𝒖𝒓𝒂





⋆˖↳𝐑𝐎𝐖𝐀𝐍{✿}𝐖𝐈𝐋𝐊𝐈𝐍𝐒❞੭

❝╰ A impressão que Helena tem de Rowan é que ela é uma menina popular demais para sequer notar a sua existência. Rowan é uma menina que faz o que quer, vai à festas, tem amizade com várias pessoas e aparenta não ter nenhuma insegurança. É quase um completo oposto de Helena e por isso mesmo, imagina que as duas nunca sequer vão se falar. Helena é muito tímida e na dela para tentar uma amizade com uma menina popular como Rowan, que já tem vários amigos e não precisaria de Helena para nada. Também por conta de sua timidez, a Martins acha que a menina nunca irá notá-la nos corredores e nem tentar falar com ela sobre qualquer coisa. A maior probabilidade é que elas nunca irão sequer se conhecer. Entretanto, por Helena ter um bom relacionamento com Colton e ser amiga dele, talvez Rowan a reconheça como uma amiga de seu irmão, mas, mesmo assim, isso não faria com que elas fossem muito além de conhecidas.



⋆˖↳𝐂𝐎𝐋𝐓𝐎𝐍{✿}𝐖𝐈𝐋𝐊𝐈𝐍𝐒❞੭

❝╰ A primeira vista, Helena gostaria de Colton logo de cara, por ser um dos poucos rapazes gentis que não caçoam dela por conta de seu peso ou aparência. Apesar de tímida, Helena provavelmente tentaria se aproximar de um menino educado como Colton, para tentar uma amizade com uma das poucas pessoas da escola que não é cruel com ela. Ao perceberem que ambos são muito parecidos em diversos traços de suas personalidades e também em diversos gostos em comum, eles poderiam rapidamente formar uma amizade depois que a timidez de Helena fosse superada. Helena procura em suas amizades pessoas como Colton, que são gentis e que tenham gostos em comum com ela, como os livros que Colton e Helena gostam. Para Helena, seria fácil confiar em Colton pois o menino parece não ter nada a esconder e também parece ser o tipo de pessoa que não julgaria ninguém. A amizade seria a relação mais certa de surgir entre eles, principalmente porque Colton já era amigo de infância de Gael, o melhor amigo de Helena.



⋆˖↳𝐆𝐀𝐄𝐋{✿}𝐑𝐎𝐒𝐄𝐍𝐁𝐋𝐀𝐓𝐓{✿}𝐏𝐄𝐑𝐒𝐎𝐍𝐀𝐆𝐄𝐌{✿}𝐃𝐄 @pwnnywise❞੭

❝╰ Sem sombra de dúvidas, Gael é o melhor amigo de Helena. Os dois nerds se conheceram no ensino médio e passaram a andar juntos quando todas as pessoas eram obrigadas a se separar em grupos de acordo com seus rótulos e o que as pessoas pensavam deles. Era normal Helena andar com nerds que não conhecia direito apenas porque era isso que todos da escola esperavam que ela fizesse, mas aos poucos foi conhecendo Gael e percebendo que o garoto poderia realmente ser seu amigo. Quando Helena conheceu Gael, ela descobriu que ele era um garoto tímido, assim como ela, mas que também era muito gentil e apaixonado pelos mesmos tipos de música e filmes do que ela. Aos poucos saírem de apenas andarem juntos nos corredores da escola e passaram a ir ao cinema juntos e passar algum tempo juntos na casa um do outro. Quase que em tempo relâmpago, os dois se aproximaram como nunca ninguém havia se aproximado de Helena antes e parecia que os dois se conheciam desde que se entendiam por gente. Estavam ao lado um do outro para qualquer lugar que saíam de casa, sempre conversando sobre os mais diversos assuntos e apreciando a boa amizade que estava se formando. Pela gentileza de Gael e como ele confiava em Helena, a menina sabia que poderia confiar nele para passar pelos momentos felizes e também pelos momentos difíceis de sua vida. Quando Helena precisava de um ombro para chorar e um amigo que a ouvisse, ela sempre tinha Gael, independente de qual fosse o problema. Gael estava lá para fazê-la sorrir quando ela estava chorando pelo que os outros diziam, assim como estava lá para ouvir seus problemas e fazê-la se sentir melhor. Com qualquer coisa, eles poderiam contar um com outro. Foi por isso que Gael confiou em Helena para pedir que ela fingisse ser sua namorada. O menino estava com medo de sofrer uma grande rejeição da família caso descobrissem que ele era gay, assim como tinha medo de ser agredido na escola pelos homofóbicos da cidade pequena, e Helena não pensou duas vezes em aceitar ajudá-lo. Gael é o melhor amigo de Helena e ela faria qualquer coisa para vê-lo bem e o ajudaria em qualquer coisa que ele pedisse. Mesmo que isso significasse que ela teria que conter seus suspiros pelo garoto que gosta apenas para ela e ter suas primeiras experiências românticas, como primeiros beijos e primeiros encontros, sendo apenas falsas e sem sentimento. Apesar dos pesares, ela ainda pode assistir filmes românticos com seu Michael quando estão apenas os dois sozinhos em casa e ainda pode contar qualquer coisa sobre suas fantasias românticas com o menino que gosta para Gael, que sempre vai estar lá para ela.



⋆˖↳𝐈𝐙𝐎𝐁𝐄𝐋{✿}𝐌𝐂𝐑𝐎𝐘{✿}𝐏𝐄𝐑𝐒𝐎𝐍𝐀𝐆𝐄𝐌{✿}𝐃𝐄 @sides❞੭

❝╰ Ninguém nunca imaginaria duas pessoas tão aparentemente diferentes sendo amigas, e Helena foi uma dessas pessoas. Izzy é uma das meninas mais populares da escola e poderia fazer amizade com qualquer um que quisesse, mas, por algum motivo inexplicável para Helena, ela decidiu que deveria tentar fazer uma amizade com a menina gorda que quase não fala com ninguém. Helena era tímida demais para fazer amigos, mas Izzy conseguiu ver que havia muitas coisas em comum entre as duas. A menina popular investiu em uma amizade e, mesmo que Helena tenha ficado um pouco receosa no começo, elas logo se conheceram e viram que não teriam como ficar separadas, mesmo que todos na escola achassem que uma nerd e uma popular não poderia ser amigas. Apesar de alguns amigos de Helena acharem que era uma péssima ideia ela confiar em uma líder de torcida, as duas meninas logo formaram uma forte amizade entre si. As duas fãs de Madonna estavam sempre juntas para dançarem as melhores músicas quando ninguém estava olhando e confiavam uma na outra para falarem sobre diversas coisas. Izzy, como uma boa amiga de Helena, tenta fazer com que ela não acredite em nada que as pessoas populares falam sobre a aparência de Helena. Por ser a única amiga popular que ela tem, muitas vezes Helena pede que Izzy a ajude a fazer o menino que ela gosta notá-la, mas a outra prefere não ajudá-la com isso. A McRoy sabe que ela deve cuidar de Helena para que ela não confie no que os populares falam e nem tente namorar o menino que ela gosta, pois sabe que a Martins não consegue se cuidar sozinha e perceber as intenções ruins das pessoas. Izzy quer, acima de tudo, o bem de Helena, por isso ela tenta afastar a menina de pessoas ruins e falsas e fazer ela ter os melhores momentos possíveis junto com seus verdadeiros amigos, como ela mesma e Gael.



⋆˖↳𝐉𝐀𝐌𝐄𝐒{✿}𝐂𝐑𝐀𝐖𝐅𝐎𝐑𝐃{✿}𝐏𝐄𝐑𝐒𝐎𝐍𝐀𝐆𝐄𝐌{✿}𝐃𝐄 @plutonix❞੭

❝╰ Durante a primeira infância, na época que poucas crianças realmente ligavam para o que os outros pensavam, Helena e James acabaram por formar uma grande amizade. As duas crianças eram próximas apenas por andar juntas e gostarem de brincar juntos, e também com a irmã mais nova do menino, que também era grande amiga de Helena. Ambos se divertiam passando tempo juntos e por isso eles não davam a mínima se alguém dizia que um menino bonito como ele não deveria passar seu tempo com uma menina gorda como ela. Era uma amizade comum entre duas crianças, até que as pessoas começaram a criticar os dois por andarem juntos. Os outros amigos de Bart diziam que ele não deveria andar com Helena, e, para a surpresa da menina que já estava até acostumada com a ideia de as pessoas a abandonando mais cedo ou mais tarde, o menino foi contras as pessoas que opinavam sobre sua amizade com a menina. Conforme o tempo ia passando, qualquer pessoa que zoava Helena era obrigada a ouvir poucas e boas de Bart, que não hesitava em defender a menina de qualquer pessoa. Com essa atitude de defendê-la, algo que ninguém nunca tinha feito, e de não ligar para a opinião de ninguém, Helena acabou se apaixonando pelo amigo. Infelizmente, depois de alguns anos de amizade, os dois acabaram se afastando. Enquanto o menino entrava para o time de futebol e ficava cada vez mais popular e tinha cada vez mais novos amigos, Helena se tornou cada vez mais excluída na escola e com menos amigos. Seus mundos se tornaram completamente diferentes e isso fez com que a amizade acabasse sozinha. Entretanto, a paixão que Helena nutria pelo menino não foi embora, pelo contrário, acabou se intensificando. Ela já acreditava que Bart era seu príncipe em um cavalo branco por ele já ter defendido ela das pessoas que caçoavam dela antigamente, e quando ele se tornou parte do time da escola, o estereótipo de menino por quem a mocinha se apaixona em todo filme adolescente, o coração de Helena passou a bater mais forte ainda pelo antigo amigo. Hoje em dia, eles não se falam e Bart provavelmente nem se lembra mais do nome de Helena, mas a garota suspira toda vez que vê ele passando pelos corredores da escola junto com seus colegas de time. Provavelmente nos tempos atuais James se tornou um dos garotos que faz piadas sobre Helena ao invés de defendê-la, como ele fazia quando eram crianças, mas a menina está tão cega de amor que ela não percebe nada de ruim sobre ele. Qualquer coisa ruim que ele fizer, ela provavelmente irá defendê-lo com argumentos de quando eram crianças, de como ele era gentil com ela e ele não faria isso, ou deve estar fazendo apenas pela pressão que sofria em casa desde criança. James Bartholomew Crawford é o homem com quem Helena sonha em viver seu grande amor de livros de romance, mas isso ficará para sempre apenas no mundo dos sonhos.





⋆˖↳𝐂𝐔𝐑𝐈𝐎𝐒{✿}𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄𝐒❞੭

𝟘𝟙. ❝╰ Helena tem um gato siberiano chamado Fubá. Helena gostava muito do bolo de fubá que sua mãe fazia quando ela era mais nova, e o nome do gato foi uma pequena homenagem que ela decidiu fazer à sua mãe e ao doce que ela nunca voltou a comer depois da morte da mulher.
𝟘𝟚. ❝╰ É fluente em inglês, português e espanhol.
𝟘𝟛. ❝╰ Apesar de ouvir muita música pop americana com seus amigos e gostar muito, Helena é grande fã de música brasileira. As músicas que ela escuta sozinha em casa geralmente são os discos antigos de sua mãe de artistas como Chico Buarque, Elza Soares e Cássia Éller.
𝟘𝟜. ❝╰ Depois de perder sua mãe para uma doença como o câncer, o sonho de Helena passou a ser se formar em medicina para ajudar as pessoas e descobrir a cura para doenças tão cruéis como a que levou sua mãe.
𝟘𝟝.. ❝╰ Recentemente descobriu possuir diabetes e está a alguns meses lidando com a doença.
𝟘𝟞. ❝╰ Diferente da maioria dos adolescentes, Helena nunca consumiu nenhuma bebida alcóolica.
𝟘𝟟. ❝╰ Helena morre de medo de altura, mas não chega a ser uma fobia.
𝟘𝟠. ❝╰ Detesta tomar café, acha a bebida horrível e não entende as pessoas que gostam. Honestamente, ela desgosta de qualquer comida ou bebida que tenha um gosto amargo.
𝟘𝟡. ❝╰ Todo começo de ano, Helena faz uma meta de quantos livros ela pretende ler até o final daquele ano. Geralmente, este número está entre 50 e 80 livros.[
𝟙𝟘. ❝╰ A estação do ano preferida de Helena é o inverno. Ela adora poder ficar dentro de casa debaixo de seus cobertores lendo um bom livro e tomando um chá quentinho. Além disso, também gosta da estação pois ela pode sempre sair de casaco, e esta é sua peça de roupa preferida.

⋆˖↳𝐌𝐔́𝐒𝐈𝐂𝐀{✿}𝐓𝐄𝐌𝐀❞੭

𝓟𝓵𝓪𝔂𝓵𝓲𝓼𝓽.ೃ 𝕕𝕖 ☆⊱ ↓↑𝑯𝒆𝒍𝒆𝒏𝒂

Permalink Comentários (2)

[03/05/2020] ;!melhor se arre.pender do que ((passar)) vonta!de

[06/01/2020] .!todas as (trans) finissi-mas fumando ma!conha

[27/03/2019] ;!todos os (a)dultos foram um ;;dia;; crianças! mas poucos se lembram d.isso

[20/01/2019] ;(c)alifornia, rest! in p;iece


Atualizações do Usuário

Usuário: theblingring
Favoritei a história
História: War of Heirs, Interativa
História: War of Heirs, Interativa
Este não é um conto de fadas, mesmo que envolva príncipes e princesas, tampouco se assemelha a uma fantasia, somente porque que envolve magia. Depois de longos três séculos com a..
Usuário: theblingring
Favoritei a história
História: You're so golden
História: You're so golden
"— Você está terminando comigo? — Will perguntou. Ele nunca pensou que diria aquelas palavras. Ela não poderia terminar com ele, poderia? Era a mulher da sua vida, sua alma gême..
Usuário: theblingring
Favoritei a história
História: Genesis - Interativa
História: Genesis - Interativa
❝Dizem os ditados que, se quer que algo seja bem feito, que você faça isso por si mesmo. Há milhões de anos atrás, Cronos, o rei dos titãs e deus do tempo, foi derrotado e apris..
Usuário: theblingring
Favoritei o style
Style: It's that time of the year again
Style: It's that time of the year again
let's get spooky Citação:dedicado ao squad #meangirls @pinkgguk @dahyeze @rainfiorest @fairyixing @ladysharingan- @cher @arstairs @hyein @rhein @artz Mostrar Spoil..
Usuário: theblingring
Favoritei o style
Style: Trick Or Treat?
Style: Trick Or Treat?
TrickOr Treat? [c] Citação:Mostrar Spoiler: @uzieln sei se ficou bom, pretendia fazer uma animaçãozinha no fundo mas desisti, iria dar trabalho demais pra um ser com a mente li..