whoffle

whoffle
NON-STOP
Nome: ∂υ∂α ℓαททisτєr || ℓσvєs giσ || τiмє-ℓα∂y || qυєєท iท τнє ωєsτ
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Vila Nova de Gaia, Porto, Portugal
Aniversário: 30 de Novembro
Cadastro:

whoffle - NON-STOP


мy sυท αท∂ sταrs ;; @yvecisne

That strange little boy

Postado


.:☾so we get lost in between☽:.




.:∂αs ciทʑαs ทós ทαscємσs;; ∂σ ρó rєssυrgirємσs:.

「nome completo」
Ivan Avilov Strange

Ivan — significa "agraciado por Deus" ou "Deus perdoa". É um nome de origem hebraica, eslava e russa; Ivan foi o nome de nove imperadores da Bulgária e seis czares russos, incluindo o mais conhecido deles, Ivan IV da Rússia, também chamado de “Ivan, o Terrível”.

Avilov — Sobrenome que ele mesmo adotou, em homenagem à mulher que o trouxe ao mundo.



「apelido & alcunha」
Ias — É, simplesmente, os seus três nomes juntos: Ivan Avilov Strange. O apelido teria nascido com Kaya Odinson, que achou interessante abreviar o nome do mago para "Ias"; só se sabe que o nome realmente colou e até seu próprio pai costuma usá-lo. Contudo, não é que desgoste do nome, apenas não se sente confortável ao ser chamado de Ias por razões que se recusa a compartilhar. Nada de novo sob o sol.

Andarilho — Ivan ganhou essa "alcunha de herói" pelo simples motivo de ficar passeando pelo mundo, apenas se intrometendo nos assuntos quando alguém se lembra de envolvê-lo ou o assunto é interessante o suficiente para que Ivan se intrometa.




「idade & data de nascimento & signo」
Ivan possui 23 anos. Nasceu na bela manhã de 27 de Janeiro de 2018, fazendo dele um aquariano com ascendência em peixes e lua em gémeos.



「sexo | sexualidade」
Masculino e Pansexual assumido.



「nacionalidade & raça」
Russo com dupla-nacionalidade Americana.



「photoplayer」
Ezra Miller


「aparência」





Ivan é um individuo alto, extremamente alto; não é todos os dias que se vê um jovem adulto de 1.92 passeando pelas ruas com uma cara fechada. Mas, para além de sua altura exagerada, o seu cabelo também é algo que dá muito orgulho a seu dono; os longos caracóis de Ivan são extremamente bem cuidados, caindo em uma cascata até seus ombros, possuindo uma tonalidade de completo negro que costuma brilhar, mostrando o quão hidratado está.

A sua face tem a forma de um hexágono graças à mandibula extremamente quadrada do rapaz, mandibula essa sempre coberta por uma barba por fazer (uma barba que Ivan nunca tira, até mesmo costuma fazer magia para impedir o seu crescimento já que sem ela parece muito mais novo do que é e bem, ele detesta isso). Sua boca é avermelhada por nascença, fazendo contraste com a pele pálida e livre de sinais com que os deuses abençoaram o rapaz Strange, e possui o formado do tão aclamado “arco do cupido”, um formato de boca que muitas mulheres sonham em ter. Outra coisa que se destaca no rosto do rapaz é o seu nariz e o seu formato ondulado, exagerado e delineado, fazendo ele uma das primeiras coisas a se notar no rosto de Avilov. Os seus olhos são castanhos-escuros, beirando o negro e possuem um brilho misterioso e envolvente e costumam dizer mais coisas do que a própria boca do rapaz. É mais fácil você descobrir o que Ivan está pensando pelo seu olhar e as acentuadas expressões faciais que tem.

É um rapaz esguio e que, à primeira vista, não parece alguém a ser levado à sério. Na verdade, Ivan não se preocupa muito com seus músculos ou se a sua aparência física está dentro dos padrões para um homem, ele não costuma se preocupar com muita coisa sobre a sua aparência física (bem, ele não se importa com quase nada, mas realmente aparência física é algo que ele ignora com todas as suas forças em si). Mas há sim um singelo “tanquinho” na parte abdominal e algumas elevações em seus braços, mas apenas porquê bem, ele não quer levar porrada tão facilmente, não é? A clavícula do rapaz é acentuada, sendo sempre possível ver os ossos do garoto quando ele não está usando uma gola alta. O pomo de adão também é extremamente acentuado, combinando totalmente com a voz grave e marcante de Ivan Strange. Em seus braços, é muito fácil ver as veias salientes do rapaz, talvez por sua pele clara ou não. Ivan as Ezra Miller || Young Ivan as Finn Wolfhard



「personalidade」
Para o início de tudo: Ivan Strange não é Stephen Strange. E, muito menos, tem os traços de um herói, na verdade, Ivan não nasceu para ser um herói ou alguém em que as pessoas possam confiar suas vidas e segredos.

Primeiramente, Ivan é um homem independente. Não gosta de ficar dependente a alguém, nem financeiramente nem amorosamente, já que isso se mostrou uma fraqueza gigantesca. As suas opiniões e ações raramente são influenciadas por alguém e, na verdade, ele simplesmente detesta que alguém se meta dentro dos assuntos dele. Por viver longe de qualquer tipo de dependência emocional, é um rapaz completamente desobrigado e descontraído, alheio a qualquer tipo de responsabilidade e compromissos afetivos, amorosos e/ou morais. Se nega a seguir qualquer tipo de vida convencional, não segue regras de religiões ou ideologias políticas ou doutrinas, ele simplesmente acha que a igualdade deveria ser real e ponto final. E, por fim, tem uma rebeldia inserida dentro dele, mas é uma rebeldia dirigida totalmente às autoridades; às quais Ivan raramente (lê-se nunca) obedece.

A sua preferência pela solidão é, também, um reflexo pela necessidade que o rapaz tem por paz e tranquilidade, de espaço e de tempo para estar sozinho; a sua falta de autoconfiança e introversão também são grandes agentes dessa solidão por qual Ivan passa.

A confiança do rapaz é extremamente difícil de conseguir. Na verdade, a personalidade sarcástica e ironicamente amigável de Ivan não costuma passar uma mensagem confiável às pessoas do exterior mas, se alguém estiver realmente determinado a se aproximar do mago, pode ter a certeza que terá encontrado o amigo mais leal e honesto de todos. O rapaz não é imune à gostar de alguém, na verdade, ele se apega muito facilmente, por isso tenta se afastar das pessoas mas bem, quando se apega à alguém ele costuma tratar essa pessoa melhor do que ele se trata a si mesmo.

Socialmente, Ivan gosta imenso de falar e mostrar as suas ideias nada-haver mas tudo é extremamente superficial. Na verdade, ele detesta a sua necessidade de falar e conversar com alguém, contudo, a grande influência de seu signo solar impede-o de ficar calado no seu canto como ele gostaria muito de estar. Tem um senso de humor extremamente negro e não se importa em fazer piadinhas que possam machucar alguém mas, se machuca alguém, no final sempre acaba por ir pedir desculpa; ao contrário do que dizem, Ivan não é um filho da puta sem coração. E sim, é muito fácil deixá-lo envergonhado, como não está acostumado à proximidade com outros humanos, ele detesta que as pessoas se aproximem demais e que toquem demais em locais para além de seus braços e mãos; é muito fácil deixá-lo vermelho. Mas não se engane, ele é um cara que sabe muito bem o que há de fazer na cama e, então, se você o provocar demais, arque com as consequências. Mas há uma linha a não ser cruzada. Se Ivan não demonstrar que está "curtindo" das interações do outro, é melhor parar ou o rapaz pode se tornar extremamente agressivo.

Tem uma forma de falar extremamente lógica e prática e, por isso, às vezes pode passar a imagem de um garoto frio; mas Ivan apenas aprendeu que às vezes é necessário seguir o caminho errado para chegar ao lado certo. Também é alguém que tem uma resposta verbal muito rápida às situações; quando era mais novo costumava falar tanto que as pessoas comummente se perdiam na sua incoerência e confusão, agora, ele precisa de estar muito bêbado ou chapado para voltar a falar assim. Algo interessante para se notar em Ivan é que ele é um indivíduo extremamente versátil, principalmente quando é confrontado com imensas tarefas diferentes; ao contrário de uma pessoa normal, que faria as mais importantes primeiro, ele faz tudo ao mesmo tempo, se desgastando imenso.

Mas, além de tudo isso, devemos ter em conta uma única coisa: Ivan não é um indivíduo saudável fisicamente e, muito menos, psicologicamente. Fisicamente, temos os constantes ataques de epilepsia constantemente agravados pelas drogas que o rapaz costuma usar. A grande razão disso são as constantes visões que têm quando está sob o efeito de drogas, mesmo que isso agrave ainda mais a doença com qual nasceu. No nível psicológico temos as constantes crises de pânico após a tragédia de Florença, um trauma que o rapaz se recusa a partilhar com alguém, nem mesmo os psicólogos que Stephen pagava para que ele visitasse. E, acima de tudo isso, a sua paranoia, que fica mais forte a cada dia que passa.



「gostos & desgostos」
Gostos:
- Literatura, principalmente a poesia;
- O inverno russo;
- Chás, principalmente chás de plantas exóticas;
- Países nórdicos;
- Matemática;
- Línguas antigas, principalmente o latim;
- Viajar;
- Teorias da Conspiração;
- Ficar entrando em áreas restritas de museus, bares e parlamentos com o seu anel de tempo e espaço.

Desgostos:
- A intromissão de outras pessoas nos seus problemas pessoais;
- Que interrompam a sua paz;
- Calor extremo;
- Estereótipos de qualquer tipo;
- Não poder usar sua capacidade mental ao máximo;
- Pessoas irritantes, que gostam se auto-afirmar.



「história」
Nevava em Moscovo naquela manhã de janeiro de 2018 e, por isso, muitos decidiram não sair à rua e aproveitar o seu sábado com uma chávena de café à janela da rua.

Mas essa não era a realidade de Katrina, que berrava a todos os pulmões, anunciando a dor que sentia enquanto seu precioso filho rasgava-a por dentro. O parto era complicado e, infelizmente, os médicos sabiam que o destino da jovem que mal tinha chegado aos seus vinte anos já estava tragicamente traçado. Duas crianças saíram da mãe, contudo, apenas uma delas vingou e, nos braços da mãe, recebeu o nome de Ivan.

O pai daquele pequeno recém-nascido não esteve presente no seu nascimento, ou no funeral de sua mãe e seu irmão. A única coisa que se limitou a fazer foi pagar a conta do hospital e enviar o garoto para um bom orfanato em Moscovo. O mesmo orfanato aonde sua mãe havia passado a adolescência, após ter fugido de um pai abusivo. O pequeno Ivan não saíra ileso do parto complicado, tendo ficado com uma sequela em seu cérebro que causava constantes ataques epiléticos; mas isso nunca impediu que a criança fosse feliz.

A memória de Katrina nunca desapareceu de Ivan, na verdade, ele sempre ficava perguntando coisas sobre a sua progenitora e, mesmo sem se lembrar dela, o rapaz tinha um amor imenso pela mulher que o trouxe ao mundo e, por isso, adotou o nome da mulher como seu segundo nome. Por muito tempo pensou em mudar o seu nome para Katrina, mas depois se apercebeu que Ivan era um nome lindo e escolhido pessoalmente por sua progenitora e, por isso, desistiu da ideia. Mas nada o impedia de andar para cima e para baixo com o belo cachecol branco que sua mãe usava na época do orfanato.

Durante seus sete primeiros anos de vida, passou por quatro famílias. Algumas delas foram negadas pelo estado, outras se assustaram demais com os constantes ataques epiléticos do rapaz e, por fim, outras negaram-se a ter, debaixo de seu teto, um rapaz que alegava falar com fantasmas e monstros que as outras crianças tinham medo. Quantas vezes Ivan não foi apanhado falando com um armário ou com a escuridão por debaixo de camas? Por essa e por muitas outras, Ivan sempre voltava para o orfanato. Era como se o destino o desejasse ali dentro.

Mas tudo mudou no dia em que um Vingador foi chamado àquele local gélido no centro de Moscovo. Stephen Strange fora chamado ali por um voluntário do orfanato que achara estranho as constantes conversas de Ivan e um suposto monstro do armário chamado Alberto, que, dizia a criança, era um turista da Dimensão Negra. O mago supremo descobriu que realmente havia um demónio tentando se aproveitar da inocência e da constante vontade de Ivan de fazer amigos diferentes e baniu-o. Bem, não demorou muito para que Ivan fizesse amizade com o Mago Supremo e se encantasse pelas maravilhas que ele podia fazer com suas mãos. Por outro lado, o mago sabia que o garoto não era uma criança normal e que deveria ser mantido debaixo de olho; juntou, assim, tudo e matou dois coelhos com uma só cajadada: adotou a criança, transformando-a em seu filho e podendo mantê-lo completamente protegido.

Ivan tinha já uma irmã, Ray. Por escolha do destino, ambos se deram extremamente bem de cara e não demorou para que Ivan se sentisse em casa no Sanctum do Mago Supremo e Vingador. E sim, ele queimou tanto a paciência do pai que ele finalmente deixou-o começar o seu treinamento para ser um mago. E, pouco tempo depois Stephen soube que Ivan não era uma criança normal: a ligação que ele tinha com as artes místicas eram extremamente poderosas.

E assim ele cresceu. Foi um dos primeiros membros dos Miracle Wonders, já que ele tinha aquela incansável vontade de ser um herói, exatamente como o pai. E foi aí que conheceu Kaya e Siara, pessoas que viriam a ser importantes em sua vida pelos próximos anos, principalmente Kaya, por quem Ivan nutriu (quase automaticamente) uma grande paixoneta. A garota demorou um pouco para retrubir os sentimentos do garoto, mas Ivan foi tirado da friendzone e é isso que importa. Nunca chegaram a assumir nada, eram muito novos para tal – e Thor realmente não gostava de tanta aproximação entre as crianças – mas Ivan tinha uma vida extremamente agradável.

Claro que tudo teve um fim trágico após a grande Tragédia de Florença, aonde Kaya encontrou seu trágico fim. Ivan pode assistir a tudo e, depois daquele dia, ele jamais foi o mesmo. Esperava que Stephen fosse dormir para que ele pudesse ficar preso na sala dos livros, procurando uma maneira de, pelo menos, ter uma chance de se despedir da garota que gostava. Todas as suas tentativas foram falhas e, no final, ele se resguardou em Ray, sua irmã e seu único pilar. Saiu dos Miracle Wonders juntamente da irmã, assumindo a vida de um jovem normal alguns meses depois da morte da Asgardiana.

Só que, após tanto tormento, ela sumiu. Ivan, que já não se encontrava nos melhores termos com Stephen, culpou-o pelo que aconteceu com Ray e, logo, presumiu que a irmã estivesse morta. Ivan tornou-se ainda pior do que já era e, finalmente, assumiu a personalidade quebrada que hoje tem. Passou alguns anos tentando conciliar uma vida de adolescente, a magia e os seus ataques epiléticos e as constantes crises de pânico que tinha. No fim, ele simplesmente se cansou e, com seus dezassete anos, saiu do Sanctum sem avisar o pai.

Claro, Stephen não demorou a encontra-lo; estamos falando do mago supremo, afinal de contas. Ivan, que já estava pronto para passar a fronteira para o México, ganhou coragem e disse ao pai todos os tormentos por quais estava passando. O homem tentou enviar o filho adotivo para psicólogos e psiquiatras, mas nada resultou. Por fim, confiando nos poderes místicos do rapaz, deixou-o ir.

Ivan tinha dezoito anos quando conseguiu a sua independência. Passou por todo o continente americano, caçando uns quantos bandidos para conseguir o seu ganha-pão. Viveu aventuras por quais imensas pessoas sonham, mas nada preenchia o vazio que fora deixado por tanta perda em uma só vida. E, por fim, Ivan tinha apenas memórias das pessoas que amou e que partiram: um cachecol, uma pulseira e um apelido que não conseguia ouvir sem chorar. Acabou por se agarrar à bebida e drogas, contudo, tem um autocontrole razoável para não cair completamente na desgraça.

Aos vinte e dois anos, instalou-se em Moscovo, sua cidade-natal. Não vê o pai ou Wong a três anos e nunca mais ouviu falar da irmã; recusa-se a falar novamente com qualquer pessoa relacionada aos Miracle Wonders, principalmente Siara e Thor.

Até aos dias de hoje, tem vivido em uma casa humilde em Moscovo, caçando alguns bandidos e se trancando em casa, fazendo o máximo para esquecer a sua vida e esperar que morra, eventualmente.



「família」

Stephen Strange | Pai | Vivo | Sanctum de Nova Iorque
Antes de mais nada: Ivan não detesta Stephen, na verdade, ele é completamente louco pelo pai adotivo e, por ele, iria até ao inferno e voltava. Mas isso não muda nada do que aconteceu entre os dois magos e o quanto que as suas brigas marcaram e ainda doem dentro do rapaz. Inclusive porquê Stephen ainda usa a maneira mais dura para tentar lidar com o filho que perdeu completamente o controle.

Mesmo que nunca responda, as cartas que o pai manda são das poucas coisas que ainda fazem Ivan Strange se sentir amado por alguém da infinidade de universos que por aí há. E, acima de tudo, está completamente ciente de que é o único filho que lhe resta e que, também, as coisas não são fáceis para o homem.

Muitas são as vezes que Ivan pensa em ir visitá-lo, mas ele ainda não se sente pronto para voltar ao local aonde passou por tanta dor e, então, apenas finge que quer distância do homem.



Rachel Strange | Viva | Desconhecido
Na infância, Ivan e Rachel eram muito próximos. O típico par de irmãos, que costumava brigar por um lápis, mas, no final do dia, sempre acabavam juntos e muito bem resolvidos. E se aproximaram ainda mais após a tragédia de Florença.
Até que ela desapareceu completamente. Ivan se sentiu extremamente abandonado após isso e, possivelmente, o desaparecimento da irmã piorou seu frágil estado emocional. Mesmo assim, ele sempre tinha a irmã consigo pois sempre carregava uma pulseira que pegara antes de seu quarto no Sanctum ser trancado.

Mas Ray está viva, talvez mais viva que o próprio Ivan. O rapaz ainda não sabe mas, assim que descobrir, a sua reação será de pura raiva. Sentir-se-á traído e, até, poderá desconfiar que a irmã fugiu de propósito, para deixá-lo sozinho. O perdão será uma coisa difícil para Ray conseguir, mesmo que Ivan, em seu âmago, esteja extremamente feliz por vê-la viva.




「profissão atual」
Caçador de Recompensas.



「poderes」
- Visões do futuro ou de universos alternativos durante crises de epilepsia;
- Intangibilidade (habilidade de Invisibilidade ou Quase-Invisibilidade e passar através de material sólido);
- Transmutação (habilidade de transformar uma coisa em outra. Ele usa feitiços nesses casos);
- Telepatia (habilidade de se conectar com outras pessoas pela mente);
- Manipulação Elemental;
- Projeção Astral (seu corpo fica indefeso enquando a alma de Ivan pode vagar por onde quiser e interagir livremente com o sobrenatural no plano astral);
- Escudos de Proteção;
- Ilusões.
(Todos os seus poderes vieram de extremo estudo e dedicação às artes místicas, porém, ele está longe de ser um grande conhecedor das mesmas.)



「armas」

Um livro que contem imensos feitiços de todos os tipos; alguns poderosos, outros apenas para lavar a louça ou impedir o crescimento de pelos faciais. O livro é completamente desgastado, dando a impressão que ninguém pega nele a anos e, se você não for instruído nas artes místicas, ao abrí-lo, não verá nada mais do que páginas em branco.



O seu anel de espaço e tempo é algo com qual o jovem não pode sair sem. Ele vai de uma ponta a outra do mundo com ele e, sem brincadeiras, talvez seja a coisa mais importante que ele carrega consigo.



「habilidades & inabilidades」
Ivan é ótimo na cozinha e no bar. É verdade, ele tem um dom com mixologia e é capaz de fazer uma bebida incrível mesmo com poucas coisas, existem dons para tudo, não? Ele também é muito bom passando palavras para o papel, até parece que se expressa melhor escrevendo e, acima de tudo, ele corre como uma flecha. É sério, esse rapaz é muito rápido.

Nunca o peça para nadar, ele não sabe nadar, ele é um desastre perto do mar ou da piscina. Também não sabe mexer bem com tecnologia além de seu próprio celular (que não é muito avançado, se podemos dizer bem).



「medos & fraquezas」
Ivan teme apenas uma coisa: a morte daqueles por quem ainda sente apego, ou seja, seu pai. Já foi mencionada o grande amor que o rapaz nutre por Stephen Strange e, se algo acontecesse com o mago, Ivan não conseguiria suportar a dor.

Claro que um grande mostro do seu passado é Kaya (e Ray, mas nem tanto depois que ele descobre que ela está viva) e a tristeza de nunca ter conseguido salvá-la, mesmo que ele tivesse consigo poder suficiente para fazê-lo.



「traumas & fobias & doenças」
Crises de Pânico;
Paranóia;
Epilepsia.



「hobbies & manias」
Gosta de passear pelos bairros de Moscovo na época da neve. Também costuma passar o tempo observando a vida privada de pessoas importantes e assistir reuniões secretas de governos e organizações.



「segredos」
Enviado por mp



「par」
Sim.




.:ωнy sнσυℓ∂ i ρℓαy τнis gαмє σƒ ρrєτєท∂?:.


「RELAÇÕES」

「 Par 」
Ivan é um rapaz que sabe bem usar a sedução a seu favor. Ele seria o primeiro a admitir que não possui uma beleza convencional, mas também é o primeiro a saber como encantar a pessoa que quer encantar. Sabe usar o ambiente a seu favor e, bem, ele pode ser um príncipe encantado se tentar. Não se surpreenda, então, se ele “tiver” mais do que uma pessoa.

Mas, quando ele realmente se prende a alguém emocionalmente, ele vai fazer de tudo para agradar a pessoa com quem está. Como Ivan não tem muita autoconfiança, ele irá sempre tentar vender motivos para que a pessoa não o deixe e passar 99% do tempo ficando stressado e pensando que está chateando a pessoa com as suas atitudes. Claro que, graças a isso, ele colocará a pessoa à frente de tudo, até mesmo dele. Quando apaixonado, Ivan Strange não mede esforços para que aquela pessoa seja a única que possua seu coração.


「 Amigos 」
Como já referido, Ivan é uma pessoa difícil para fazer amizades. Para ele, amizades são aquelas fortes e sólidas, capazes de aguentar anos sem trocar uma única palavra e continuar a mesma; mas, com ele, é muito difícil conseguir esse tipo de ligação.

Um amigo de Ivan tem o direito de pedir qualquer coisa do rapaz. Como acontece com o par, Ivan tem muita insegurança e, novamente, tentará não irritar os amigos com a sua personalidade desconcertada e, eventualmente, vender milhentas razões para que não o deixem sozinho. Mas, no final do dia, Ivan é um amigo incrível que, além de te ajudar até mesmo com os mais complicados problemas, ele também pode passar dias inteiros dizendo o quão incrível você é e o quão especial é.


「 Inimigos 」
É fácil para alguém cair nas más graças de Ivan, contudo, a inimizade é algo um pouco mais difícil. O rapaz pode ser agressivo com as pessoas que passam da linha, contudo, ele não costuma guardar muito rancor das pessoas, mas, quando ele ganha… Deus é mais.

Com um inimigo, Ivan gosta de provocar a cada segundo que passe; ele simplesmente não dá descanso à pessoa, apagando todas as possibilidades de uma possível reconciliação. Usa e abusa do sarcasmo e da ironia e, principalmente, de uma crueldade que muitos não imaginassem que existia. Não existe qualquer empatia direcionada ao seus inimigos, então, literalmente, Ivan assistiria eles queimando com um copo de água na mão e não sentir um singelo remorso.


「 Demais habitantes 」
Novamente mencionando o que já foi antes dito, Ivan não é um herói, ou seja, ele não tem aquele instinto de “eu estou fazendo isso pela segurança do cidadão”; ele está fazendo o que faz pela sua própria segurança e de sua família, de mais ninguém. Claro que não é um monstro sem coração, ele também se preocupa em colocar as pessoas num local seguro, longe do ponto de batalha para que ninguém se machuque, contudo, essa não é uma das suas maiores preocupações.

É comum, também, que o sentimento de indiferença do “”herói”” em relação aos cidadãos seja recíproco. Ivan não é a mesma pessoa que era com treze anos e, desde que saiu dos Miracle Wonders, jamais se deu ao trabalho de literalmente salvar o mundo.


「 Governo 」
Aqui vemos alguém que cagou e andou para o governo. Não pode ser considerado um anarquista, contudo, Ivan tem um ódio imenso direcionado ao governo dos imensos países (menos a Rússia, talvez, é aquele patriotismo incrustado em suas veias) e sabe que grande parte dos políticos são corruptos até ao núcleo, então ele ignora qualquer ordem dada por eles.

O mesmo se aplica às autoridades que, por todo o mundo, sabem que assim que Ivan põe um pé no seu país a única coisa que podem fazer é esperar que um ‘angst teen’ reclame sobre o quão inútil eles são, enquanto coloca (ele mesmo) um criminoso atrás das grades.


「 Antigos hérois 」
Ele não detesta os antigos heróis, na verdade, até gosta imenso de alguns (como a Feiticeira Escarlate e o Homem de Ferro, heróis que poderiam ser considerado seus “padrinhos” quando ele ainda tinha contato com eles). Contudo, estar perto de todo aquele heroísmo e vontade de salvar o planeta pelo bem maior o lembra de sua infância e tudo de bom que perdeu tão facilmente, e, por isso, gosta de evitá-los, como sempre faz com seus problemas.

Entretanto, ele foi bem-educado pelo pai, ou seja, se vir algum tratá-lo-á com educação, mas não espere dramáticos reencontros com direito a abraços e lágrimas (bem, talvez isso possa acontecer com Wanda, é sério, Ivan adorava essa mulher).


「 Kaya Odinson」
Kaya e Ivan poderiam ter sido aquele tipo de casal que se conheceu cedo na infância e nunca mais se largou por um instante, pelo menos é assim em vários universos alternativos que Ivan costuma assistir. Talvez por isso que o sentimento que o rapaz tinha pela Asgardiana não mudou (é possível dizer que cresceu, até) nem um pouco, mesmo depois de dez anos.

A vontade de agir da garota sempre instigava Ivan a agir também e, em contrapartida, ele sempre estava (tentando) ajudar a fazer o que era mais lógico. Strange era dos únicos que realmente conseguiria entender um pouco dos sentimentos que Kaya tentava esconder atrás da tranquilidade que mostrava e ela também conseguia ver a tristeza por detrás dos sonhos grandes de Avilov.

A morte da garota destruiu-o por completo e, até hoje, a culpa de a nunca conseguir ter salvo cai em suas costas. As memórias de Kaya Odinson o assombram como o maior fantasma de seu passado e a principal razão pela aversão a qualquer tipo de heroísmo que ele tenha. Ele detesta ter mudado tanto, ele sabe que, ela o pudesse ver, estaria mais do que dececionada, contudo, ele sabe bem que nunca conseguirá fazer o que ela fez.




.:ทσ σทє sєємs τσ cαrє, σr sτσρs τσ ทστicє τнατ ωє'rє τнєrє:.


「PERGUNTAS」

「 O que pensa sobre uma possível guerra? 」
A guerra. Bem, ele sabe que se uma guerra tiver que acontecer, será por um bem maior e, bem, se for necessária uma batalha de grandes dimensões para que o mundo e as pessoas de quem Ivan gosta permaneçam vivas, ela irá acontecer, quer ele goste ou não.

Contudo, como um bom aluno de História, Ivan sabe que a guerra trás destruição e morte e, como qualquer pessoa normal, ele teme pelo que pode acontecer com sua família se, eventualmente, uma guerra estourar por aí.


「 Por que decidiu se juntar a equipe? 」
De livre vontade, garanto-lhe que não foi. A aversão que Ivan têm pelo heroísmo desde a Tragédia de Florença o impediria de entrar num grupo de heróis de bom grado, por tanto, pode-se presumir que foi arrastado por alguém que já conhecia de antes e, eventualmente, fez o mesmo que sempre fez:

Se interessou pelo que estava acontecendo e alinhou em retirar as ameaças, desde que ninguém o irritasse.


「 Mataria ou morreria por alguém/algo? 」
Matar? Sem problemas. Morrer ele morreria sem pensar duas vezes por sua família e amigos e, claramente, pela memória de Kaya. Contudo, ele preferiria pensar em alguma alternativa aonde ele e as pessoas pudessem sair vivas mas, se não houvesse alternativa, ele morreria na paz. Já tem muito tempo em que um de seus desejos era morrer.

「 Prefere lutar em grupo ou individualmente? 」
Individualmente.

「 Você fazia parte da unidade Miracle Wonders? Se sim, por qual motivo decidiu sair? 」
Sim. Ivan decidiu sair graças aos constantes ataques que pânico que tinha durante as missões, que praticamente o impossibilitavam de fazer alguma coisa e literalmente ajudar o time a salvar o mundo. Ele se viu como um peso morto, uma pessoa sem qualquer tipo de utilidade e perfil de herói e, por isso, decidiu sair.

「 Qual é a sua maior ambição? 」
Ele não fica espalhando aos sete ventos, mas, definitivamente, ele queria ser reconhecido como um verdadeiro herói, mesmo que qualquer tipo de heroísmo o deixe extremamente nervoso e irritadiço. E sim, ele queria voltar a ter a proximidade que tinha com sua família quando era mais novo e, sim, alguma paz na sua cabeça.

E esse é um desejo antigo e muito bem escondido, já que Ivan não gosta de passar a imagem de sentimental: mas ele sempre desejou ter uma família só dele, aonde ele pudesse dar aos seus filhos tudo que seu pai adotivo lhe deu.


「 Sucumbiria as trevas? Se sim, por qual motivo? 」
Possivelmente. Ivan sabe bem que, às vezes, a paz necessita que hajam medidas extremas e radicais para que ela saia estável e, às vezes, é impossível alcança-la sem fazer coisas desprezíveis. Ele não se importaria de ser um agente duplo ou algo do género, afinal, ele é uma pessoa que, em teoria, cairia muito facilmente nas trevas.

Mas, sim, existe grande possibilidade dele tornar-se “ruim” e, isso seria a promessa de poder ter sua mãe biológica e/ou Kaya de volta.


「 Sabe que pode vir a falecer? 」
Sim. Se tiver que ser, o mais heróicamente melhor <3

「 Está ciente de que seu personagem pode ou não ser aceito? 」
Sim.

[esquerda]「 Aonde se encontra atualmente? 」
Moscovo, Russia



.:αท∂ ωнατ ∂σ yσυ ∂σ ωнєท τнє ∂isταทcє is τσ ωi∂є?:.


「EXTRAS」

「fatos & curiosidades」
- Por mais estranho que possa parecer, Ivan tem uma ótima voz para cantar;
- Ele é fluente em latim;
- Ele tem alguns amigos demónios e, um deles, é o Alberto da sua infância. Mas, dessa vez, o demónio não quer se aproveitar dele, não totalmente;
- Ele é um mestre na astrologia e no tarot, mas ninguém precisa de saber disso;
- Ama cães mais do que ama o seu cabelo;
- Possivelmente sabe quase de todos os segredos mundiais, tendo em conta que está quase sempre assistindo reuniões secretas para se entreter, mas, para a sorte dos políticos, ele não costuma espalhar. A não ser que ele deixe escapar numa conversa, como você acha que existe tanta teoria da conspiração na net?



「objeto de valor」

Parece um cachecol normal, mas, por esse pedaço de pano, Ivan destruiria uma cidade. Era um objeto que sua mãe usava muito e, inclusive, usava no dia em que o trouxe ao mundo e, por isso, Ivan nunca o larga, não importa o quão quente esteja. Ele o usa na cintura, na cabeça, no pescoço, no tornozelo não importa aonde, desde que ele esteja com o cachecol, ele está bem.



Outra coisa que parece extremamente simples e que se encontra em qualquer lojinha num canto mas que Ivan preferia morrer do que dar: uma pulseira que era de sua irmã. Mesmo que ele mal se lembre das feições dela, Ivan ainda tem muito apreço pela irmã adotiva e, pensando ele que ela está morta, usa a pulseira dela como se ele houvesse possibilidade de Ray estar com ele.



「roupas」
Ivan não pode ser considerado um ícone da moda, na verdade, pessoas que gostam de moda têm um ataque cardíaco quando o vêm. Literalmente pega qualquer coisa do seu guarda roupa e veste e feito; às vezes, essa loucura resulta em uma roupa bonita, outras vezes, parece que ele veio de outro século (ou até mesmo outro mundo) e não sabe o que está fazendo ali.
Mostrar Spoiler: A desgraça da moda

Casual;;





Formal;;

http://media.zenfs.com/en-US/homerun/cosmopolitan_438/0c4eef10b510da5505bca05658f4c5e4" class="imagemResponsiva" alt="" />



Gala;;





Banho;;



Pijama;;



Fantasia;;



Missões;;




「objetivos & sonhos」
Como mencionado anteriormente, Ivan sempre desejou ser um herói de verdade, contudo, ele não possui sequer um traço para ser um, por tanto, nega o seu desejo – isso, talvez, seja uma das principais razões pela sua aversão ao heroísmo –. Também deseja ter a sua própria família, contudo, não sabe se vai ser capaz de fazê-lo.



「frase marcante de seu personagem」
"Eu nunca deixo ninguém ver o pior de mim."
"Ninguém merece ser esquecido"
"Por muito tempo a escuridão foi tudo o que tive; não estou reclamando, no entanto."



「algo a mais?」
Não.

Permalink Comentários (2)

[08/06/2017] The gospel for the fallen ones

[06/06/2017] Right hand man

[28/05/2017] And i was running far away

[06/05/2017] The best of the worst sides


Atualizações do Usuário

Usuário: whoffle
Favoritei a categoria
Categoria: Riverdale
Categoria: Riverdale
Riverdale é uma série de televisão americana de drama adolescente, baseada nos personagens da Archie Comics. A série gira em torno de Archie Andrews, Betty Cooper, Veronica Lodge..
Usuário: whoffle
Favoritei a história
História: The Royalty - Hot L&#233;sbico (Interativa)
História: The Royalty - Hot Lésbico (Interativa)
Era uma lei. Toda princesa a partir dos 16 anos é obrigada a ir para Windsor, um renomado colégio interno que tinha como objetivo formar a educação de diversas princesas que lá ..
Usuário: whoffle
Favoritei o style
Style: The Night Sky
Style: The Night Sky
Escreveu Créditos :Planta: :Citação: Efeito da nav cedido pela @Ayzet, obrigada bebê. Mas também acho que já vi em um style da @Misuzu- Então, crédito a vocês.
Usuário: whoffle
Favoritei o style
Style: Mountain.
Style: Mountain.
.moutain qualquer pergunta sobre o style podem mandar mp; [style modificado] Ok, o que a louca está fazendo acordada às 04:44? Eu até pensei em esperar mais tarde, depois ..
Usuário: whoffle
Favoritei a história
História: Elementar - Interativa
História: Elementar - Interativa
Quando Mia Santos desaparece no primeiro dia do carnaval, a polícia achou que ela teria fugido com alguém e voltaria depois das festividades. Mas, quando o carnaval acaba e a gar..