kroth

kroth
Nome:
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Indisponivel
Aniversário: 27 de Março
Cadastro:

kroth

Coitadinha. Morreu de amor.

(3) Pare

Postado

Sabe, hoje eu descobri porquê eu odeio tanto o whatsapp. E quando eu percebi o real motivo, foi difícil de aceitar e eu acabei precisando refletir nisso por horas. Eu preciso usar redes sociais por vários motivos, alguns mais e outros menos importantes, então eu me prendo a elas. Mas algo que sempre me deixou atordoada foi a maneira como as pessoas grudam em mim. Digo, nao que eu nao goste, mas eu sou do tipo de gente que gosta de falar só, de fazer as coisas sozinha, eu gosto de não ter ninguém. Ninguém mesmo. Mas quando eu estou sozinha eu me sinto muito mal, sinto que falta algo e quero pelo menos uma pessoa comigo, mesmo que eu vá afastar ela em questão de segundos, mesmo sem querer machucar ou ser prepotente.

Eu gosto de gente, mas a minha pessoa favorita no mundo sou eu. Sempre foi eu. Por mais que eu me odeie, eu me amo. Dá para entender como eu penso?

Eu gosto de mim porque eu nao me encho de perguntas, eu não me persigo, eu sei quando parar. Eu sei quando eu quero abrir uma rede social ou aplicativo, olhar de um lado para o outro e não fazer absolutamente nada. Então só eu sei a sensação horrível e diária de abrir determinado aplicativo e encontrar o mesmo tipo de mensagens lá.

Essa é a real função do aplicativo? Talvez seja por isso que eu odeie.

Perguntas. Eu odeio perguntas. Eu me sinto perseguida quando me perguntam até que horas do dia são. Eu não gosto de perguntas porque elas fazem o meu corpo inteiro congelar, e no whatsapp (na verdade, até no Weibo) eu tenho essas perguntas.

Como você tá?
Onde você tá?
O que tá fazendo?
Por que fez isso?
Você vai?
Você quer fazer tal coisa?

Eu me sinto pressionada quando me fazem perguntas, independente do que for.

Você já foi ao mercado essa semana?
Já decidiu o que vai fazer com a sua vida agora?
VOCÊ foi ao médico? Você almoçou?
Por que não atende as minhas ligações?

Eu sinto como se estivessem me esmagando quando recebo essas coisas; eu me amo porque eu não faço isso, mas eu me odeio porque às vezes quero fazer. Eu quero que se importem mas eu não quero que me persigam. Eu quero ficar só mas eu sinto falta quando não tem ninguém. É assim que a mente trabalha, eu acho. E se nao for, é simplesmente falta de conhecimento minha, porque nunca perguntei a outra pessoa. Eu tenho medo de lidar com gente porque uma pergunta leva a outra e isso nunca tem fim, eu estou cansada de me sentir presa no meio disso, eu me sinto no meio de uma corda bamba. Dá pra entender?

Eu estou fazendo perguntas porque eu mesma não aguento mais. Eu quero desistir de isso tudo. Eu não sei o que eu quero maior parte do tempo, mas as vezes eu sinto que quero sumir. Eu quero parar de sentir que tem alguém me observando o tempo todo e contando aos outros o que eu estou fazendo de errado. Eu sinto que é por isso que sempre me perguntam independente do meio de comunicação: “você está bem?”

Não, eu não estou bem. Eu estou ótima. Eu estou destruída.

Acabei de receber outra mensagem: “por que você está mais ou menos?”

É um ciclo que não termina, eu não aguento mais sufocar com isso.

Permalink Comentários (1)

[12/07/2017] PWP Week

[04/04/2017] Projetinhos

[08/06/2016] (2 ) Thaysa Kroth e o StandUP Comedy

[29/03/2016] (1) Primeira nota


Atualizações do Usuário

Usuário: kroth
Serase aviso que mvc tem epilogo e eu to enrolando a mais de um ano por não saber se devo postar
Usuário: kroth
madruguei chorando com Love and other drugs, por que eu choro com romances mesmo quando tem cena +18 a cada 5 minutos????????????????www
Usuário: kroth
Eu gosto de como eu decidi transformar relatos meus em uma fanfic e da forma que eu abordei, eu não gosto é de escrever amor em Plano B
Usuário: kroth
Quero reescrever plano b inteira
Usuário: kroth
Vocês também se odeiam?


Dados do Usuário

Tumblr: baozicons.tumblr.com

Twitter: http://twitter.com/whyminseok

Citação Pessoal:
Wolke ist kein platz für dich