História A bordo no navio ouro verde - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Orgulho e Paixão
Personagens Afrânio Cavalcante, Aurélio Cavalcante, Barão de Ouro Verde, Camilo Sampaio Bittencourt, Ema Cavalcante, Ernesto Pricelli, Jane Benedito, Julieta Sampaio Bittencourt "Rainha do Café", Personagens Originais, Susana Adonato, Xavier Vida
Tags Aurélio, Aurieta, Julieta, Orgulhoepaixão
Visualizações 193
Palavras 1.187
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIEEE VOLTEI E ESPERO QUE GOSTEM DESCULPA OS ERROS

Capítulo 2 - Enfim só nos


Fanfic / Fanfiction A bordo no navio ouro verde - Capítulo 2 - Enfim só nos

- nao acredito que Catarina fez issi- Aurélio estava andando de um lado para o outro enquanto Juliet estava encostada na parede

- é né - enfim Aurélio para de andar e olha para Julieta

- deve ter outra saída melhor eu ir atrás não saia daqui não posso te perder

"Te perder" isso ficou rodando na cabeça de Julieta enquanto Aurélio saiu atrás de uma outra alternativa d saida , Julieta ficou indesiza em qual sentido ele quis dizer isso

Depois de poucos minutos ele volta

- nada onde estamos é um corredor pequeno então só tem uma saída e essa varanda - Aurélio aponta para uma portinha que levava para uma pequena varanda

- melhor esperarmos , ela não vai deixar nós aqui - Julieta estava triste Aurélio mostrava desinteresse total no pouco tempo que estavam ali

- melhor irmos pra varanda , lá tem mais ....ar - Julieta estava sentada em uma cadeira que ali tinha e Aurélio dá a mão para a rainha do café com um sorriso no rosto ah que saudades Julieta estava daquele sorriso

- claro, vamos- Julieta estraga sua mão

- melhor você ir na frente vou levar essas cadeiras pra gente se sentar - Julieta apenas acena com a cabeça e sai

Em pouco tempo Aurélio aparece com as cadeiras e ajeita para Julieta sentar-se

*Como ele não mudou nada continua cavalheiro como sempre * julieta percebia tudo percebeu que ele começou a ussar menos paletó , naquele momento ele trajava uma calça e uma camisa social com um chapéu talvez por que acaba de sair do seu quarto

- obrigada- Julieta fala quando Aurélio ajeita sua cadeira

- como vai o vale do café? - Aurélio pergunta se sentando

- é ... Vai ótimo , consegui comprar muitas terras esses meses - Julieta percebeu que ele estava tentando fugir do assunto principal

- que bom , que a senhora conseguiu avançar - Aurélio não conseguia olha na cara de Julieta

- Aurélio , você pode estar ainda com raiva de tudo mais pelalmenos olhe para mim - ele virá a cadeira e se inclina para perto dela

- nesses três meses o que eu mais tentei foi sentir raiva de você , mas eu não consigo , nunca consegui - Aurélio enfim olha nos olhos dela

- perdão , perdão , dias depois que você saiu petulia veio atrás de mim disse que foi tudo armação , Susana acabou inchotando ela e para se vigar contou todas tramóias dela para mim - Julieta também se inclina para perto de Aurélio e eles se dão a mão

- fiquei muito feliz quando te vi sem o preto cores combina com você - Aurélio dá um pequeno sorriso

- você , foi você que fez isso - Julieta já tinha sua rota pelo rosto de Aurélio da boca prós olhos e dos olhos para a boca sempre era assim que ela observava seu rosto

-aurelio....preciso te perguntar uma coisa

- pode perguntar me....Julieta - quase , quase ele chama ela de *meu amor"

A porta é aberta e Aurélio levanta

- até que fim - e sai da varanda e Julieta intristesse

- Olá chefe - Catarina da um sorriso enorme para Aurélio

- depois precisamos conversar - - Aurélio fala para Catarina antes de sair e deixa as duas só

- vocês conversaram ? - Catarina pergunta para Julieta

- não , ele está magoado muito magoado , Catarina ele nao vai me perdoar - Julieta estava com os olhos marejados

Já era hora do jantar nem Aurélio e nem Julieta saíram dos seus quartos com medo de se encontrar de se esbarrar na primeira esquina dos corredores

Todos já estavam em seus quartos Julieta andava de um lado para o outro não estava pensando se ia ou não ao quarto de Aurélio falar tudo que tinha pra falar pedir perdão se fosse preciso

- eu vou-te Julieta para e fala pra si mesmo , ela já sabia onde era o quarto Catarina havia lhe proporcionado um ótimo toor pelo navio

Aurélio ainda estava acordado vendo alguns papéis e pensando nela era quase impossivel para ele nao pensar em Julieta nas noite que ele passa sozinho

Batem na porta de Aurélio

- pode entrar Catarina - Catarina ficou de assim que encontrasse alguns documentos perdidos iria deixar em seu quarto

- sou eu - Aurélio levanta assustado

- aconteceu alguma coisa? Você está bem ? - Aurélio se aproxima dela com um semblante de interrogação

- não quer dizer sim - Julieta fecha os olhos e depois abre devagar olhando para Aurélio

- o que te fizeram?

- nada ou tudo , Aurélio precisamos conversar não vou conseguir dormir se não tivermos uma conversa definitiva sobre nós dois se nao vamos ficar juntos eu vou ficar infeliz mais sei que vai ser o que você quer , provavelmente você nem me ame mais.....

Julieta falava tão rápido andando que Aurélio a impedido de continuar lhe roubou um beijo

O beijo foi calmo mais quente ficaram ali se beijando mais quando ar se fazia necessário eles infelizmente tivermos que se separar

- Julieta ....ah Julieta passaram três meses e em nem um dia deixei de te amar , nunca diga que vou deixar de te amar

- me perdoa por favor- eles estavam comas testas grudadas

- sim , sim sim - Aurélio fala rodopiando Julieta lhe ofertando vários e vários beijos

A porta se abre

- uau que bom que se resolveram - catarina entra com os papéis perdidos- desculpa atrapalhar vou deixar isso aqui e sair

- obrigada , nossa cupida- Julieta agradece antes de Catarina sair e deixa o casal sozinho

Catarina apenas sorri e se retira deixa os dois a sós

- eu te amo , passei esses três messes só pensando em meu erro com você , meu amor - Julieta fala nos braços de Aurélio acariciando seu rosto

- eu te amo tanto Julieta tanto - eles se beijam e caem na cama

Aquela noite seria uma bela noite de prazer e matar a saudade

Não importa onde eles estivessem na cama na sala cozinha ela sempre seria um cavalheiro e muito educado com ela o amor se fazia presente em qualquer lugar

- voce Aurélio Cavalcante é o dono absoluto de minhas emoções - Julieta fala enquanto velava o sono de Aurélio , depois de sua noite de amor

No dia seguinte eles comunicaram a volta a todos e no outro dia Aurélio pediu de novo a mão de julieta em casamento e em dois meses já estavam no vale para o dia do casamento foi uma cerimônia linda organizada por ema claro , depois do casório eles foram passar a lua de meu em nada mais nada menos que o navio ouro verde claro e no último dia de lua de mel julieta faz uma Surpresa a Aurélio dizendo que um bebê iria nascer e claro ele ficou muito feliz

Não existe felizes para sempre mais se você estar com seu verdadeiro amor o feliz para sempre vai existe entre os dois ou até três , no cade AURIETA que tiveram uma filha chamada aurora vitória

FIM.


Notas Finais


E é o fim obrigado por ler gosto muito de escrever e amei escrever essa vão lá na minha outra história que já tá bem grande é sobre AURIETA também e tenho outras histórias aqui no Spirit


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...