História A Jornada Para Se Tornar O Rei - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Personagens Alvida, Arlong, Basil Hawkins, Bellemere, Benn Beckman, Bepo, Boa Hancock, Brook, Buggy, Capone Bege, Carrot, Cavendish, Coby, Crocodile, Donquixote Doflamingo, Donquixote Rosinante (Corazón), Dracule Mihawk, Edward Newgate (Barba Branca), Eustass "Captain" Kid, Franky, Gol D. Roger, Hina, Jewelry Bonney, Jinbei, Kalifa, Killer, Koala, Kuina, Kuzan (Aokiji), Makino, Monkey D. Dragon, Monkey D. Garp, Monkey D. Luffy, Nami, Nefertari Vivi, Nico Olvia, Nico Robin, Nojiko, Personagens Originais, Portgas D. Ace, Portgas D. Rouge, Rebecca, Rob Lucci, Roronoa Zoro, Sabo, Sakazuki (Akainu), Sanji, Scratchmen Apoo, Sengoku, Shanks, Smoker, Tashigi, Tony Tony Chopper, Trafalgar D. Water Law, Usopp, Viola, X Drake, Yasopp, Zeff
Tags Ecchi, Harem, Hentai, Luffy, One Piece
Visualizações 54
Palavras 3.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Seinen, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem!!! :3

Capítulo 2 - Roronoa Zoro


Fanfic / Fanfiction A Jornada Para Se Tornar O Rei - Capítulo 2 - Roronoa Zoro

## 4 anos depois.

# Monkey D. Luffy.

- Luffy estava andando calmamente por uma ilha bem longe do local marcado para o encontro com seus amigos, ao amanhecer do próximo dia daria um jeito de chegar lá, por mais que com um barco normal, só fosse chegar a ilha marcada somente daqui à algumas semanas.

- Luffy olhou para uma mulher que andava sozinha pela rua, ela estava na sua frente e parecia andar devagar, como se estivesse aproveitando o momento. A mulher era linda, isso Luffy viu de longe, mas oque chamou a atenção dele logo após isso, foi outra coisa. A mulher que parecia ter uma pele cristalina, tinha machucados por todo o corpo, isso despertou logo que imediatamente o instinto de Luffy, *Essa mulher está em apuros* Luffy pensou. Além de seu instinto, sua curiosidade e raiva também despertaram, a curiosidade para saber oque tinha acontecido a ela e raiva por saber que aquilo era ematomas de golpes, e por isso ficava com ódio de imaginar a linda mulher a sua frente apanhado injustamente. Decidiu fazer alguma coisa, não iria deixar a mulher ir embora sem saber oque à aconteceu. Luffy levantou de leve seu dedo indicador, quase não o movendo, ao mesmo tempo em frente a mulher, uma pequena bola nasceu no chão, e seu pé foi de encontro a essa mesma bola, fazendo ela cair.

- Oe, você está bem?- Perguntou Luffy enquanto dava a mão a mulher. A mulher corou enquanto olhava para o rapaz, que por sinal era muito lindo

- Ah s-sim, obrigada- A mulher gaguejou enquanto pegava na mão e se levantava

- Meu nome é Monkey D. Luffy, prazer em conhecê-la!- Luffy falava sorrindo para a mesma que corou novamente, o rapaz a sua frente era alto, tinha cabelos poucos longos, um físico incrível, e também possuia varias joias e correntes de ouro pelo corpo, o rapaz vestia uma blusa social vermelha de mangas longas, a blusa entrava para dentro da calça preta que usava, tinha botas de cano longo que iam até o meio das canelas,suas blusa era desabotoada até um pouco perto do abdômen, fazendo com que mostrasse sua enorme cicatriz em forma de X.

- AH S-sim, meu nome é Ana Shun,é um prazer em conhecê-lo também- Ela estendeu a mão para cumprimentá-lo

- Ana, você está sangrando, não esta doendo?- Luffy perguntou preocupado olhando para o joelho da garota que estava sangrando graças a queda

- N-não se preocupe com isso, foi apenas um arranhão- A garota tentava disfarçar a dor, mas não passou despercebido pelos olhos de Luffy

- Venha, você estava indo para sua casa, não é? Eu te acompanho até lá

- N-não é preciso, e-eu to bem!- A garota tentava disfarçar a timidez e além disso também parecia esconder alguma coisa de Luffy, oque Luffy também percebeu.*A razão desses machucados está na casa dela* Pensou Luffy enquanto analisava melhor a mulher a sua frente

- Vamos, não custa nada Ana, eu não posso deixar uma mulher linda como você simplesmente ir com esse machucados- Luffy olhou dentro dos olhos dela com um lindo olhar sedutor, fazendo a garota corar

- Okay, então vamos!- Ana estava um pouco corada e com resseio de acontecer o pior com o garoto a sua frente, mas vendo que ele era uma boa pessoa resolveu ceder

## Alguns minutos depois.

- Luffy e Ana andavam alegremente lado a lado, a mulher ria e gargalhava com as histórias de Luffy, ela realmente estava rindo de verdade, algo que não fazia a muito tempo. Eles estavam tão distraídos que nem perceberam que chegaram a casa de Ana, Luffy estava para se despedir de Ana, mas quando ia fazer, ouve alguém chamando grosseiramente por Ana, viu que a mesma assim que escutou a voz, tremeu em medo, *Bingo! Cheguei aonde queria!* Luffy comemorou para si mesmo

- Vá, por favor, depois nós se falamos!- A mulher falou apressadamente para Luffy e em seguida deu uma pequena corrida para a sua casa, mas Luffy segurou o pulso dela delicadamente

- Oque foi? Porque essa presa de repente?- Luffy disfarçou o fato de já saber oque se passava

- N-nada, e-eu só- Ana foi atrapalhada quando um homem de porte médio e bastante gordo abriu o p## 4 anos depois.

# Monkey D. Luffy.

- Luffy estava andando calmamente por uma ilha bem longe do local marcado para o encontro com seus amigos, ao amanhecer do próximo dia daria um jeito de chegar lá, por mais que com um barco normal, só fosse chegar a ilha marcada somente daqui à algumas semanas.

- Luffy olhou para uma mulher que andava sozinha pela rua, ela estava na sua frente e parecia andar devagar, como se estivesse aproveitando o momento. A mulher era linda, isso Luffy viu de longe, mas oque chamou a atenção dele logo após isso, foi outra coisa. A mulher que parecia ter uma pele cristalina, tinha machucados por todo o corpo, isso despertou logo que imediatamente o instinto de Luffy, *Essa mulher está em apuros* Luffy pensou. Além de seu instinto, sua curiosidade e raiva também despertaram, a curiosidade para saber oque tinha acontecido a ela e raiva por saber que aquilo era ematomas de golpes, e por isso ficava com ódio de imaginar a linda mulher a sua frente apanhado injustamente. Decidiu fazer alguma coisa, não iria deixar a mulher ir embora sem saber oque à aconteceu. Luffy levantou de leve seu dedo indicador, quase não o movendo, ao mesmo tempo em frente a mulher, uma pequena bola nasceu no chão, e seu pé foi de encontro a essa mesma bola, fazendo ela cair.

- Oe, você está bem?- Perguntou Luffy enquanto dava a mão a mulher. A mulher corou enquanto olhava para o rapaz, que por sinal era muito lindo

- Ah s-sim, obrigada- A mulher gaguejou enquanto pegava na mão e se levantava

- Meu nome é Monkey D. Luffy, prazer em conhecê-la!- Luffy falava sorrindo para a mesma que corou novamente, o rapaz a sua frente era alto, tinha cabelos poucos longos, um físico incrível, e também possuia varias joias e correntes de ouro pelo corpo, o rapaz vestia uma blusa social vermelha de mangas longas, a blusa entrava para dentro da calça preta que usava, tinha botas de cano longo que iam até o meio das canelas,suas blusa era desabotoada até um pouco perto do abdômen, fazendo com que mostrasse sua enorme cicatriz em forma de X.

- AH S-sim, meu nome é Ana Shun,é um prazer em conhecê-lo também- Ela estendeu a mão para cumprimentá-lo

- Ana, você está sangrando, não esta doendo?- Luffy perguntou preocupado olhando para o joelho da garota que estava sangrando graças a queda

- N-não se preocupe com isso, foi apenas um arranhão- A garota tentava disfarçar a dor, mas não passou despercebido pelos olhos de Luffy

- Venha, você estava indo para sua casa, não é? Eu te acompanho até lá

- N-não é preciso, e-eu to bem!- A garota tentava disfarçar a timidez e além disso também parecia esconder alguma coisa de Luffy, oque Luffy também percebeu.*A razão desses machucados está na casa dela* Pensou Luffy enquanto analisava melhor a mulher a sua frente

- Vamos, não custa nada Ana, eu não posso deixar uma mulher linda como você simplesmente ir com esse machucados- Luffy olhou dentro dos olhos dela com um lindo olhar sedutor, fazendo a garota corar

- Okay, então vamos!- Ana estava um pouco corada e com resseio de acontecer o pior com o garoto a sua frente, mas vendo que ele era uma boa pessoa resolveu ceder

## Alguns minutos depois.

- Luffy e Ana andavam alegremente lado a lado, a mulher ria e gargalhava com as histórias de Luffy, ela realmente estava rindo de verdade, algo que não fazia a muito tempo. Eles estavam tão distraídos que nem perceberam que chegaram a casa de Ana, Luffy estava para se despedir de Ana, mas quando ia fazer, ouve alguém chamando grosseiramente por Ana, viu que a mesma assim que escutou a voz, tremeu em medo, *Bingo! Cheguei aonde queria!* Luffy comemorou para si mesmo

- Vá, por favor, depois nós se falamos!- A mulher falou apressadamente para Luffy e em seguida deu uma pequena corrida para a sua casa, mas Luffy segurou o pulso dela delicadamente

- Oque foi? Porque essa presa de repente?- Luffy disfarçou o fato de já saber oque se passava

- N-nada, e-eu só- Ana foi atrapalhada quando um homem de porte médio e bastante gordo abriu o porte médio e bastante gordo abriu o portão com agressividade

- Você vai pagar por isso! Pensa que me engana? Saindo de casa pra se encontrar com homem? Você vai se arrepender disso!- O homem gritou para a mulher furioso. A mulher estava parada, estava gelada de medo, aquilo que ela tinha medo se concretizou, o marido viu que ela estava acompanhado de outro, por mais que fosse apenas amigos, o marido não ia a perdoa, oque ia resulter em uma noite de espancamento. Luffy olhava aquilo ao lado da mulher,*pois é, esta na hora da diversão* Luffy sorriu maliciosamente imaginando oque veria a seguir.

## Algumas horas depois.

- A garota rebolava seu quadril de cima para baixo repetida vezes. Naquele quarto se podia ouvir vários gemidos sexuais saindo da boca da mulher de cabelos loiros e do moreno com varias jóias pelo seu corpo

- V-você é t-tão bo-bom!- Falava a mulher entre gemidos

- É,eu sei- Falava Luffy sorrindo malicioso para Ana, que cavalgava no seu membro

- V-você es-esta gos-gostando?- Ana virou a cabeça para olhar para os olhos de Luffy, enquanto ainda rebolava para ele

- Continue rebolando no meu pau!- Luffy falou olhando orgulhoso para ela e levou uma garrafa de sake até sua boca

- S-sim!- a mulher gemeu e isso só fazia o ego de Luffy inflar. Era assim com todas, conhecia, transava e depois ouvia elas falando que tinha sido a melhor noite das vidas delas. *Haha,essa vida de sexo é a melhor que existe, e principalmente se misturar isso com a vida de aventuras de um pirata!* Luffy ria internamente imaginando quando começasse sua vida de pirata novamente.

## Ao mesmo tempo.

# Bando dos Chapeus De Palha.

- Sunny Go estava atracado a um porto de uma ilha no novo mundo, ilha essa que seria o ponto de encontro do bando com Luffy e Zoro

- Que dia bom para tomar um bronzeado!- Nami esticava os braços enquanto se bronzeava. Ussop e Chopper andavam pelos convés, diferente de 4 anos atrás eles não estavam brincando de esconde-esconde, agora que ficaram mais maduros essas brincadeiras não tinham mais tanto espaço quanto antigamente.

- Sanji se encontrava na cozinha preparando o almoço, enquanto cozinhava assubiava uma linda melodia, capaz de chamar a atenção de qualquer um que escutasse, mesmo que fosse de longe.

- Franky estava preparando alguma engenhoca para o navio, já tinha feito muitas mudanças no navio durante esses quatro anos, mas para Franky nunca é o bastante, estava determinado a criar o melhor navio para seu capitão.

- Nami-san, acho que é amanhã não é?- Perguntou Robin para Nami que estava ao seu lado

- Sim, finalmente, depois de quatro anos o Luffy finalmente vai voltar- Nami falava sorrindo se lembrando do seu capitão

- Sera que Zoro-san e Luffy mudaram muito?- Robin perguntou sorrindo para sua amiga

- Acho que não, quero dizer, talvez o Zoro, mas acho que o Luffy sempre continuará a ser o idiota brincalhão que ele é!- Nami sorria se lembrando dos bons momentos junto do seu capitão e sua tripulação. Um aperto de saudade se fez no coração de Nami, mas logo foi preenchido por alegria, já estava próximo dele voltar

- Também acho, é dificil imaginar Luffy e Zoro diferente do que são- Robin também sorria.

## Ao mesmo tempo.

# Roronoa Zoro.

- Zoro andava pelos becos da cidade, não queria atenção para si agora, resolveu aparecer somente quando seu capitão aparecesse. Andando encontrou um bar, sorriu de canto, existia pouca coisa que ele gostasse de fazer mais do que beber. Entrou no bar, bonito até, era limpo e tinha algumas dançarinas seminuas, sorriu mais ainda ao ver as dançarinas, a única coisa que ele gostava mais de fazer do que beber era sexo. Alguns minutos se passaram e lá estava ele, no melhor camarote do bar, e acompanhado das cincos melhores dançarinas do bar, as garotas rebolavam na cara dele, sensualizavam, falavam frases eróticas, tudo oque o espadachim mais gostava, mas infelizmente o conforto dele foi cortado por vários homens que invadiu o bar

- Vamos, saem todos os homens e fiquem só as dançarinas, esse bar de merda agora é meu!- O homem que aparentemente estava no comando dos outros gritou para todos. Nesse momento pode se vê um homem subordinado dele puxando uma espada e cortando um homem inocente que estava ali e outro subordinado dele agarrou uma dançarina que tentou fugir e começou a tocar ela enquanto ela pedia para ele parar.

- Zoro só rosnou para si, ele já tinha visto o homem na frente, ele vestia uma blusa azul com uma logo de pirata, tinha enormes cabelos loiros, uma mascara listrada de azul e branco e em seus punhos uma especie de manopla

- Ei Killer, não acha que já ta na hora de você ir?- Zoro falou se levantando do sofá onde estava sentado e aparecendo no varanda do segundo andar que dava de frente para a entrada, aonde estava Killer

- Roronoa Zoro, então você apareceu depois de tanto tempo!- Killer falou fitando Zoro de baixo

- Nem tente, eu já passei esse seu nível a muito tempo!- Zoro falou firme balançando a cabeça

- Hunf, não acha que esta se superestimando?- Killer fala num tom raivoso

- Não, você que é fraco demais- Zoro encarou Killer nos olhos

- Você não sabe com quem ta falando não é? Enquanto você estava andando por ai eu estava lutando contra Comandantes de Yonkou e as vezes até contra Almirantes! Minha recompensa atual é de 940.000.000 berries

- Ohh? Tudo isso? Parece que você ainda é mais fraco do que pensei!- Zoro deu um riso de canto

- Você tá morto!- Killer rosnou as palavras e aperto a manopla e duas lâminas de forma estranha sairam dela. Zoro pulou da sacada e caiu a alguns metros de Killer caminhou até ele e pegou nas mesas uma faca de pão, levantou o braço que estava segurando a faca e apontou para Killer

- Oque pensa que esta fazendo?- Killer perguntou tentando entender oque se passava na mente do esverdeado

- Você é tão burro assim? É óbvio que essa é a arma que eu vou usar contra você!- Zoro ainda mantinha um sorriso convencido no rosto

- Hahahahahaha, você acha que pôde? Com isso?- Killer estava gargalhando com o feito de Zoro

- Por quê não?- Zoro perguntou

- Desgraçado, oque forte você acha que é?- Killer parou de gargalhar e falou um tom irritadiço

- Hunf, acho que esta na hora de nós parar de falação e começar a lutar!- Zoro falou ainda sorrindo

- Concordo.- Killer fala. Zoro vê que seu inimigo pulou na sua direção, e rapidamente segura o ataque de Killer que acaba criando um corte enorme na parede do bar. Killer se assusta vendo que o homem a sua frente parou um ataque seu apenas usando uma faca de cozinha.

- Só isso?- Zoro provoca o homem que apenas cerro os dentes e fitava Zoro com ódio. Killer vai na direção de Zoro e começa a atacar ele com toda sua força e velocidade, mas Zoro apenas refletia tudo com a faca.

- PARE DE ME SUBESTIMAR!!!- Killer grita a pleno pulmões e se afasta de Zoro começando a se preparar para uma técnica. Zoro esperava ele fazer sua técnica

- Vai se arrepender de ser tão arrogante!!- Killer fala para Zoro com odio, nunca tinha sido tão humilhado em toda sua vida e isso fazia ele querer matar Zoro com todas suas forças. As lâminas de Killer se cobrem de Haki e um vapor começou a sair de suas manoplas, *dessa vez vou usar 100% é impossível ele sair dessa sem um ferimento mortal!* Killer pensava olhando para Zoro. Zoro apenas esperava Killer atacar, sabia que o ataque não iria funcionar nele e por isso esperava pelo momento de humilha-lo, um sorriso maníaco se fez no rosto de Zoro.

- MORRA!!! Killer gritou e saltou com tudo para a frente de Zoro. O ataque fez com a cidade inteira tremesse e consequentemente o bar inteiro ficou somente pó, ficando apenas livre de escombros a parte em que Killer e Zoro estavam. A poeira abaixou e Killer ficou totalmente incrédulo, o seu ataque mais poderoso, o ataque que fez uma ilha inteira tremer, foi parado apenas por uma FACA DE CORTAR PÃO!!!

- Só isso?- Zoro fez a mesma pergunta de antes enquanto ria da cara de Killer, mesmo que ele estivesse usando máscara ainda dava pra perceber o enorme medo na face de Killer. As lâminas que estavam ainda sendo seguradas pela faca de Zoro começaram a rachar e por fim se quebrando por completo. Killer inconscientemente começa a andar para trás, sua pernas tremiam e seu corpo suava frio, e a única coisa que conseguia pensar era em fugir.

- Que patético! Isso é o preço que você paga por tentar me enfrentar- Zoro aponta para a calça de Killer que estava molhada e saia um liquido pela barra da calça. Zoro fechou o semblante e colocou a mão que segura a pequena faca para cima.

- Killer sentiu um enorme arrepio se passar pela espinha e engoliu em seco, era a mesma sensação... Não... Era pior ainda... Uma sensação pior ainda... de quando ficou cara a cara com Kaidou. Com um simples movimento Zoro abaixou sua mão uma velocidade incrível, Killer antes de perecer pode ver... A ilha tinha sido totalmente cortada ao meio em um corte limpo e preciso, parecia até que uma linha tinha separado a ilha inteira.

- Naquela mesma ilha, só que em uma parte mais afastada da cidade, alguns marinheiros assistiam aquilo usando um binóculos e relatando via den-den-mushi para algum oficial.

- Sim senhor! Vamos fazer isso!- O soldado respondia o den-den-mushi

- Certifique-se de colocar uma à altura!- O homem do outro lado da linha falava

- Sim, Sakasuki-sama!- O homem respondeu e o telefone se desligou. 


Notas Finais


Oque vocês acharam? Espero vocês no próximo cap :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...