História A n g e l - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Angel, Anjo, Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin
Visualizações 26
Palavras 1.856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HEEY♡
Voltei nenês, de madrugada pq eu posso huhuh :3
Não tenho nada a declarar, só fiquem com o capítulo

Capítulo 10 - Cortando os Laços


— Jimin? — Me chama e eu o olho.

— Sim?

— Você poderia cortar minhas asas? — Diz me encarando e eu me exalto um pouco.

— Como assim?! — O encaro perplexo. — Como assim cortar suas asas, Jungkook?!

Pergunto e o vejo tirar sua camiseta, fazendo-me corar um pouco. Ele tira a camiseta e a deixa de lado, logo me encarando.

— Olhe minhas costas, por favor — pede e eu, mesmo hesitando, olhei e vi que suas asas já estavam crescendo, eram pequenas ainda, mas já estavam crescendo. Por um momento eu me sobresaltei, nunca tinha visto uma asa na vida! E, meu Deus, como isso é possível mesmo?!

— Jungkook... Meu Deus! — Ele me olhou confuso e eu estava rindo. — É uma asa! De verdade!

— Sim...? — Ele confirmou meio tipo "qual o seu problema?" — Nunca viu uma?

— Não... é minha primeira vez vendo uma asa, e é tão linda... — respondo ainda olhando.

— Então, pode cortar para mim? — Perguntou fazendo-me lembrar o motivo daquilo.

— Mas como assim cortar?

— Cortar ela, aqui... — Ele enfia a mão no bolso da calça e tira de lá um canivete. — Pegue — Me estendeu o canivete e eu, hesitante, o peguei. — É só cortar; simples.

— Não, não é simples! — Falei segurando o canivete e ele bufou.

— Jimin, se você fizer isso, vai me ajudar bastante, elas estão crescendo erradas e a doutora Saaky disse que tem de corta-las, mas quem é encarregado de fazer isso é a doutora Yiana... — Ele deu uma pausa e me olhou. — Eu odeio ela!

— Também odeio — digo e ele ri.

— Então, pode me ajudar? — Perguntou, agora, me olhando.

— Ok... posso... — Não sei onde ou em que estou me metendo, mas farei para ajuda-lo. Afinal, ele também me ajudou mais cedo.

— É... eu vou deitar aqui no chão, e você corta, ok? — Pergunta e eu concordo. Estava nervoso, porque porra! Vou cortar a asa de Jungkook.

Ele se deitou de bruços, estava sem camisa, então pude ver suas costas nuas e, suas asas. Fiquei de joelhos ao lado de seu corpo, peguei o canivete com a mão e a aproximei de suas asas. Estava nervoso, céus!

— Ah!!! Eu não consigo, caralho! — Digo frustrado enquanto mantenho o canivete longe de suas asas.

— Jimin, você precisa fazer isso... por favor, hm? — Ele se virou e me encarou pidonho.

— Mas... Aish!... ok, eu faço! — Ele sorri e volta a se deitar de bruços.

Dessa vez eu toco em suas asas prematuras, ele se mexeu quando eu as toquei.

— O machuquei? — Pergunto confuso e ele nega.

— Não... apenas quando é tocada fazem um efeito sobre meu corpo, nada demais...

Concordo e tomo coragem o suficiente apenas para encostar a ponta do canivete no, como dizer, "ossinho"? É, não sei o nome, mas é isto. Aquilo era totalmente estranho e confuso para mim, porque; cacete! É a minha primeira vez vendo uma asa de verdade e eu sou encarregado de corta-la! Porra! Que merda.

Fecho os olhos e pressiono o canivete contra o "ossinho" que liga as asas à pele, sentindo-o se retorcer.

— PORRA! — Grita enquanto soca o chão, mordendo os lábios.

— Doeu?! — Pergunto preocupado e exaltado ao mesmo tempo.

— Porra, é claro que doeu! Cacete! — Ele fechou os olhos e bufou alto. — Continua logo, quanto mais cedo terminar, melhor.

— Ok... — Mesmo hesitante, começo a movimentar o canivete contra o ossinho.

Ele começa a xingar alto, fechando os punhos e mordendo os lábios, porra! Continuo a cortar o ossinho, até que teve uma hora em que eu tive que, praticamente, me sentar em seu quadril, para ter uma visão melhor.

— Ainda está doendo? — Pergunto preocupado enquanto continuo cortando.

— S-Sim, pra caralho! — Não pude ver sua expressão, mas suponho que ele está de olhos fechados enquanto morde os lábios.

Isso é realmente bizarro, sério! Bizarro até demais, nunca achei que faria uma coisa dessas... O máximo que eu achava que um dia faria era entrar em pelo menos uma faculdade... mas, pelo jeito, não verei uma pelos próximos belos anos...

Quando me dei conta; tinha acabado de cortar o primeiro "ossinho" que ligava a asa esquerda ao corpo. Agora iria para a asa direita, dê me coragem, senhor...

— Vou cortar a outra, tudo bem pra você? — Pergunto e ele assente positivamente. Posso imaginar a dor que ele deve estar sentindo... mas só de pensar me dá calafrios. Onde eu me meti...

Levei o canivete até o "ossinho" da asa direita, tomando coragem e, finalmente, começando a cortar. Podia sentir seu corpo embaixo de mim ter alguns espasmos, provavelmente de dor. Estranhei quando o senti tremer, mais que o normal.

— Jungkook, você não quer parar um pouco? — Pergunto e ele nega. — Ok...

Estava vendo que isso não iria dar certo, caralho, eu só me meto em merda. O que estou fazendo com a minha vida?! Meu Deus!

Continuo o vai e vem com o canivete, mas estava indo devagar, por conta da dor, não iria ir forte.

— Jimin, pelo amor de Deus, acaba com isso logo! — Ele gritou e eu apenas assento positivamente, fazendo movimentos mais rápidos, resultando em uma dor mais forte.

Em compensação, acabei rápido. Quando sai de cima dele e peguei as duas pequenas asinhas na mão, ele apenas fechou os olhos e continuou deitado. Observei as duas asas nas minhas mãos, olhando mais de perto; eram incrivelmente incríveis e perfeitas. Eram negras e tinha contraste em azul, uma linda combinação. Mas agora tinha que me preocupar com outra coisa.

— Jungkook... — Deixo as asas de lado no chão e me sento ao seu lado.

— Hm? — Murmura ainda de olhos fechados.

— Eu preciso, pelo menos, tampar esses dois buracos nas suas costas — digo olhando para suas costas, que tinham dois rasgadinhos e sangravam.

— Curativo... meu bolso... — Ele ao menos conseguia dizer palavras inteiras, céus...

Vasculho seus bolsos a procura do suposto curativo e acho dois numa embalagem. Sem demorar, faço os curativos nas suas costas. Logo pegando sua camiseta do chão e vestindo-o lentamente. Me sento ao seu lado, pego sua cabeça e a repouso no meu colo. De início ele hesitou um pouco, mas deitou a cabeça no meu colo.

— Dorme um pouco, ok? — Digo e ele assente. Não sei o porque, mas queria protegê-lo. Sinto como se tivesse que protegê-lo.

E, com esses pensamentos que eu percebo que ele dormiu.

°

°

— Jimin...? — Ele pergunta levantando a cabeça do meu colo.

— Acordou? — Pergunto e ele assente.

— Quanto tempo eu dormi? — Perguntou-me e eu ri dando de ombros.

— Não sei ao certo, mas foi bastante tempo — Digo sorrindo dócil, mas minha coluna estava doendo para um caralho, porquê eu estou sentado a horas sem encostar as costas, e ainda com ele no meu colo.

— Desculpa... — Diz se sentando ao meu lado.

— Pelo quê?

— Por ter feito você, sabe, cortar minhas asas quando não tinha nada haver com o assunto.

— Ah... não tem problema, de verdade — Digo sorrindo e ele assente olhando o horizonte. — Só estou morrendo de dor na coluna — Digo rindo e ele me olha.

— Ah, meu Deus, Jimin... vem, deita aqui — Ele me puxa e me faz deitar no seu colo, coro de início, mas continuo deitado. — Obrigado, de verdade...

— Disponha... — Digo esfregando os olhos de sono.

— Quer conversar? — Pergunta depois de termos ficados em silêncio por alguns minutos.

— Sei lá... você quer?

— Pode ser... — Responde e eu assinto.

— Quando entrou aqui? — Pergunto e ele me olha. — Quer dizer, qual o seu código? O meu é 00023, ja que eu fui a vigésima terceira pessoa a entrar aqui...

— 0001 — Diz, agora olhando o horizonte e eu fico confuso. — Sim, eu fui a primeira pessoa a entrar aqui.

— Nossa, sério? — Pergunto surpreso e ele assente.

— Meus pais descobriram e aí eu vim parar aqui — Diz dando de ombros. — Já estou longos cinco anos aqui...

— Uau... — Foi a única reação que eu consegui ter.

— E, finalmente, minhas asas ja estão crescendo — ele diz sorrindo e eu o acompanho.

— Quando poderá sair daqui? — Pergunto e ele sorri.

— Quando elas crescerem totalmente.

— Então já está perto, não?! — Pergunto feliz e ele assente.

— Você também sairá um dia, as asas crescem de acordo com cada pessoa, não tem um tempo específico para todos — ele diz e eu me alegro em ouvir aquilo.

— Então minhas asas podem, sei lá, crescer amanhã? — Pergunto me levantando do seu colo e ele assente. — Mentira?!

— Verdade, Jimin.

— Caralho, nunca fiquei tão animado quanto agora — Digo sorrindo e ele sorri junto comigo.

Nos encaramos sorrindo por alguns minutos, estava tão animado e ele parecia também. Seu sorriso é tão lindo que eu poderia tirar uma foto e guardar para o resto da vida, mas infelizmente não tenho celular aqui dentro.

— Jimin... — Me chama ainda me encarando sorrindo.

— Hm?

— Posso te beijar?

— Oi? — Pergunto tentando processar o que ele tinha dito.

— 'Tô zoando — Responde sorrindo, mas agora sem muito ânimo. 

— Ah, sim... — Olho para frente e me concentro na paisagem. Se eu dissesse que o clima não ficou estranho eu estaria mentindo

— Então... vamos entrar? — Pergunta e eu assunto, me levantando e andando rápido até a escada. Não sei porquê estava andando tão rápido assim.

Coloco os pés no primeiro degrau da escada, seguro firme nos lados e aos poucos desço a escada. Logo Jungkook desceu também, então voltamos para o quarto juntos.

— Boa noite... — digo já deitado na cama, pronto para dormir.

— Boa noite, Jimin... — Responde quase num sussurro e desliga a luz.

°

°

No outro dia, acordei e vi que estava sozinho no quarto. Levantei-me da cama e fui ao banheiro, fiz minha higienes de todos os dias e sai do banheiro, logo saindo do quarto também. Não tinha ninguém no corredor da ala, estranho...

Segui até o pátio e ouvi vozes vindo do refeitório, segui até o lugar e quando entrei vi que estavam todos sentados nas mesas, ainda tinham três pessoas na fila para pegar o café da manhã, então entrei na mesma e peguei minha bandeija com meu café.

Olhei em volta e vi os meninos sentados numas das mesas, segui até a mesa e me sentei ao lado de Tae.

— Bom dia, gente — Digo e todos respondem o mesmo.

— O que aconteceu para você não acordar no horário normal? — Hoseok perguntou me olhando e eu olhei para Jungkook, que comia quieto.

— Sei lá... apenas devo ter dormido demais, só isso — respondo e ele me olha como se soubesse sobre todos os meus pecados. Eu hein...

— Por que não o acordou, Jungkook? — Jin perguntou e ele deu de ombros.

— Preferi deixa-lo dormindo mesmo — Jungkook respondeu sem nem me olhar uma única vez, estranho...

— Quero ver se ele não tivesse acordado no horário, ia ficar com fome — Yoongi diz e eu dou de ombros.

— Mas eu acordei, gente, 'tô aqui! — Falei rindo e eles também riram.

Para de falar quando Tae me cutuca e sussurro no meu ouvido;

— Precisamos conversar bem sério...


Notas Finais


Tenso, bem tenso...
Bem, foi esse o capítulo 10.
E DPS DE 9 CAPÍTULOS TIVEMOS UMA INTERAÇÃO JIKOOK, EU OUVI UM AMÉM?
Já vou dizendo que estamos na metade da fanfic gente.
Não defini ainda, mas acho que vão ser 19 capítulo + epílogo, no total de 20 capítulos.
Tadinho do Jungkook gente, teve a asa cortada, E O PEDIDO DE BEIJO?!
Vocês acham que ele estava brincando mesmo ou ele queria? Digam ai nenês
E esse Tae todo misterioso aí? Hm... sei não hein...
Até♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...