1. Spirit Fanfics >
  2. A New Life - Marvel >
  3. Novo Lar

História A New Life - Marvel - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Novo Lar


Dois dias depois...

                    CARTER POV

Estou indo para S.H.I.E.L.D. pra poder falar a minha decisão pro Fury.

Eu estava certa, passei esses dois últimos dias plantada no Central Park e fazendo fotossíntese. E, depois de pensar muito, tomei uma decisão e espero que seja a certa.

Cheguei na frente da sala do Fury e bati na porta e ele disse q eu podia entrar.

- Olá, Carter.

- Oi.

- Então, já fez sua decisão?

- Sim... - respirei fundo e soltei a bomba. - Eu aceito.

- Ótimo! Arrume suas coisas, você vai hoje mesmo para a sede dos Vingadores.

- Tá falando da Torre Stark?

- Agora não é só a Torre Stark, é a Torre dos Vingadores. Você deve ter visto que depois do estrago na luta contra o Loki, Tony refez tudo. - ele disse, mas eu estava nem aí pros detalhes.

A Torre Stark, ou Torre dos Vingadores, tanto faz é o mesmo lugar, é tipo a minha casa dos sonhos da Barbie, só que sem a Barbie.

- Sim, seja rápida para arrumar suas coisas. Tenho que lhe apresentar aos seus novos colegas.

Sai da sala bastante feliz, morar na Torre Stark vai incrível, eu vou ter que deixar meu confortável apartamento, mas comparando ele com a Torre... melhor nem comentar.

Após terminar de arrumar as minhas coisas, um carro preto parou na frente do meu prédio, de lá nós fomos para a Torre.

                       STEVE POV

Estávamos todos reunidos na sala, pois o Fury disse se tinha um anúncio a nos fazer, geralmente é pra falar sobre uma nova missão ou algo assim.

Estávamos todos distraídos até a voz de Jarvis falar:

- Senhores, o Nick Fury já chegou e ele está acompanhado.

- Quem? - perguntou Nat.

- Uma mulher. Uma agente, senhorita Romanoff.

- Ah ta. Deve ser a Maria. - Nat falou saindo da sala.

- Pode liberar a entre da deles, Jarvis. - disse Stark. - Quanto mais rápido for, melhor.

- Claro, senhor.

As portas do elevador se abriram e Fury saiu dali junto com a... Carter?

O que ela ta fazendo aqui?

- Carter!?

- Oi, Steve.

- Já se conhecem? - perguntou Fury.

- Já. Nós esbarramos na S.H.I.E.L.D uma vez. - ela respondeu.

- Bom,Vingadores, estou aqui para anunciar que vocês terão uma nova colega. - nós nos entreolhamos. - Essa é Carter Benson, uma das minhas melhores agentes, ela é uma vingadora agora.

Eu não sei os outros, mas meu queixo caiu quando ouvi isso, fiquei realmente surpreso.

- Como assim nós vamos ter outro... - Nat falou entrando na sala e parou logo de falar quando viu a Carter. - CARTER?

- NATASHA? - as duas se olharam surpresas e depois se abraçaram. - Criatura! Quanto tempo!

- Pois é, achei que você tinha sumido do mapa!

- Achou errado, minha querida! - elas riram.

- Então, você já conhecia a Dona Aranha, ai? - perguntou Tony.

- Sim, Tony, conheço ela há um tempo e você também. - ela falou e ele olhou para ela com uma cara de "quê?". - Lembra da garotinha que puxava o seu cabelo só pra poder pegar as suas coisas? - ele fez que sim com a cabeça. - Prazer, sou eu. Eu sabia que tinha mudado, mas não achei que fosse tanto.

- Num pode ser. - ele falou surpreso. Ela revirou os olhos e foi na direção dele e puxou o seu cabelo e disse:

- Se você não me dar isso aqui, eu corto o seu cabelo.

- Eita, gente! É você mesmo. - ele disse passando a mão no cabelo.

-Bom, pelo que vi, você já conhece a maioria, então vou indo tenho mais coisas para fazer. Até mais. - disse Fury indo embora.

- Até. - falamos todos juntos.

- Carter, sou o Dr. Banner, mas pode me chamar só de Bruce, também sou o...

- Hulk. O Verdão, eu sei. Muito legal conhecer você.

- Sou o Clint. Acho que você se lembra de mim.

- O cara de Budapeste que atira flechas.

- Bom, já que conhece todo mundo,vou mostrar o seu quarto. - Nat falou ja puxando ela para o elevador.

- Claro.

                      CARTER POV

Nat me arrastou pro 3 andar que era onde ficam os quartos.Faz muito tempo que não a vejo, a última vez foi há 2 anos e não foi muito legal ...

- Chegamos, esse é o seu quarto, o meu fica aqui do lado e o da frente é do Steve.

- Ahh tá, obrigado, Nat!

- Então entra aí. Temos que colocar o papo em dia. - nós rimos e entramos no meu quarto que era MARAVILHOSO.

Ele era branco, com uma cama gigante no meio, tinha uma porta que deduzi ser o banheiro, eu tenho uma suíte.

AMEI.

Depois tem o closet que parece não ser muito grande, mas adorei, tinha uma parede que era praticamente toda de vidro, mais ou menos do lado da cama tinha um escrivaninha com um computador e outras coisas, do lado da porta tinha um penteadeira e do outro lado tinha uma estante com livros, um pouco na frente da cama tinha uma sofá pequeno e uma mesinha de centro e a coisa mais legal que tem la é que a TV sai do TETO - isso é ou não é o paraíso? - Porque se for, não quero mais sair daqui.

- Gostou daqui, né?

- Tá brincando? Isso é maravilhoso,é tipo o dobro do meu apartamento e mais lindo também.

- Bom, o Jarvis vai mandar as suas coisas pra cá depois.

- Jarvis?

- Jarvis é o sistema que o Tony criou, ele é que sabe de tudo e as vezes aparece do nada. Se você chamar, ele faz o que você pedir.

- Sério? - ela fez que sim com a cabeça. - Jarvis, tá ai?

- Olá, senhorita Benson. Quer alguma coisa? - ouvi uma voz parecida com a humana só que um pouco mais robótica.

- Eu não quero nada Jarvis, só queria saber se tu tava aqui mesmo. E não me chame pelo sobrenome, é esquisito.

- Como quiser, senhorita Carter.

-Caramba! Gostei. - nós rimos.

- Então... -ela começou. - Steve me falou que vocês já se conheciam...

- Ah é. Esbarrei com ele no corredor, depois eu vi ele na sala de treinamento e depois fomos numa lanchonete, porque ele ia me pagar alguma coisa lá.

- Ué, porque?

- Na sala de treinamento ele me ajudou com uns golpes e disse pra ele que se eu conseguisse fazer certo, ele teria que me pagar alguma coisa.

-Ah bom!

- E você? Como vai a vida?

- Normal, missões com os meninos, treino... nada demais. - ela falou sem animação. - Mas ,agora que você está aqui, tenho alguém pra conversar.

- Tá faltando alguém, não tá?

- Sim, o Thor, ele deve tá em Asgard. Uma hora ou outra ele vem ficar aqui.

- Senhorita Carter, suas coisas estão em frente a porta. - falou Jarvis.

- Valeu, Jarvis.

- De nada.

- Bom, vou deixar você desfazer as suas coisas e descansar. Te vejo mais tarde. - ela disse já saindo.

- Tchau. - Nat fechou a porta e pude ficar sozinha no meu lindo quarto novo.

Acho que vou me dar bem aqui, pelo menos eu acho.

Depois de um tempo desfiz minha mala e organizei as coisas no closet, depois decidi tirar um cochilo. Eu precisava disso pois eu tava morrendo de sono.

Acordei com alguém me chamando.

- Carter? Carter?

- O que é? Hein?Me deixa dormir. - a pessoa riu e disse em seguida.

- Carter, vim te chamar porque o jantar já vai ficar pronto. - Abri os olhos e dei de cara com os lindos olhos azuis de Steve Rogers, que estava sentado perto de mim na cama tocando meu cabelo com uma das mãos.

- Eu só vou ir porque é comida, se não fosse eu não iria. - falei com a voz rouca e Steve riu, deve ter achado que era uma piada, mal ele sabe que é verdade.

- Vou te esperar lá em baixo, ok?

- Tá né, é aquele ditado.

- Qual? - ele perguntou curioso. Olhei pra ele com uma cara de "Como você não sabe?", ai lembrei que ele não é desse século.

- Nenhum, isso é só uma expressão.

- Ah tá! Tô indo. - ele disse abrindo a porta e saindo.

Tomei um banho e coloquei uma roupa simples, uma calça jeans,uma blusa com um desenho de caveira na região do peito esquerdo e botei meu chinelo, eles são confortáveis.

Cheguei lá em baixo e todos já estavam na mesa e tinha mais uma pessoa loira que não vi quem é, pois estava de costas pra mim e falando no telefone.

- Alô Alô, cheguei meu povo! - falei indo me sentar na minha cadeira que era entre o Steve e Clint.

- Tá, vamos logo, porque tô morrendo de fome. - Clint disse.

- Como você quiser, alteza. - falei debochando, Steve e Nat tiveram que segurar o riso.

Todos nós comemos em silêncio, o que é bom, assim posso me concentrar somente nessa comida maravilhosa! Sério quem fez ta de parabéns.

- Ah, Oi. Você deve ser a Carter, né? A nova Vingadora? - perguntou uma mulher ruiva assim que chegou á sala.

- Sim, sou eu e você é a...? - perguntei.

- Pepper Potts.

- Legal te conhecer, Pepper. Gostei do seu nome. - ela deu um sorriso e se sentou ao lado de Tony.

- Você trabalha na S.H.I.E.L.D. agora? - perguntou Tony e todos olharam pra mim.

- Uhum.

- Hum, isso me lembra a sua...

- A minha mãe?

- Sim. Onde ela tá agora?

-Ela tá...morta. Ela morreu faz um tempo. - falei em um tom de voz mais baixo.

- Desculpa, eu não sabia.

- Tudo bem. - ficou um silêncio, daqueles bem chatos.

- Vocês se conhecem? - perguntou Pepper.

- Sim, o pai dela era o contador do meu pai e da empresa. Praticamente ela se  criou na nossa casa, mesmo com a diferença de idade.

- Pois é. - falei.

- Foi o Fury que te chamou pra iniciativa? - perguntou Banner.

- Sim, eu mal tinha chegado direito lá e ela já soltou a bomba.

- Ele sempre faz isso. - Nat falou.

- Eu achei que você estava inativa ou que tinha saído da S.H.I.E.L.D. - Clint soltou assim do nada.

- É, eu me afastei um pouco depois de uma missão mal sucedida, mas isso já faz muito tempo, não tem o porque falar disso. - respondi tentando esquecer todas as lembranças que vinham na minha mente.

Todos terminamos de comer rápido e depois nós fomos dormir. Adivinha quem não conseguiu dormir?

Isso mesmo. Euzinha aqui.

Já são 3 e meia da manhã e não consegui pregar o olho. Resolvi ir comer alguma coisa, já que eu não durmo, vou comer alguma coisa.

Fui até a geladeira pra ver o que tinha, mas não era nada do que estava afim de comer. Até que achei um bolo de chocolate que só de olhar ja me deu fome, peguei um garfo e um prato,  coloquei um pedaço.

Pelos deuses da culinária, esse bolo é divino.

Enquanto eu estava comendo meu lindo e delicioso bolo, algum ser humano chega.

- Não consegue dormir? - perguntou o ser humano.

- CARAI VELHO, SE QUER ME MATAR ME DA UM TIRO, MAS NÃO ME ASSUSTA! - gritei vira no para a pessoa e adivinha quem era?

Se pensou num tal de Steve Rogers, acertou miserável.

- Primeiro: cuidado com o que fala... - ele disse, devido ao palavrão. -Segundo: você não respondeu a minha pergunta.

- Não, eu não consegui dormi. Feliz?respondi a sua pergunta. Agora, vou voltar pro meu bolo. - falei colocando garfo na boca, sério ainda não acredito que esse bolo seja tão bom.

- Me dá um pouco?

- Carter não divide comida - Se foi uma coisa que aprendi com o Joey de Friends é: Comida é coisa seria.
E que Joey não divide comida também.

- Então tá. - ele disse vindo na minha direção e tentava pegar um pedacinho do meu bolo.

- Não toca no bolo. - disse tentando empurrar ele pra longe. Não deu certo.

- Azar, já toquei. - ele disse de forma descontraída depois de já ter engolindo todo o MEU pedaço.

Que ousadia é essa meu, filho? Tomou muito Nescau de manhã pra ter essa ousadia toda?

- Você não tem medo da morte, né? - ele sinalizou negativamente com a cabeça. - Pois é hoje que ela vem te buscar. - e sai correndo atrás dele.

Quem olhasse ia achar que preciamos dois idiotas brincando de pega-pega.

Depois de um tempinho correndo,o ser que estava fora de forma, no caso, eu parei de correr.

- Tempo! Tempo... -respirei fundo. - Tá legal, já deu. Não quero mais e aquele bolo nem tava bom.

- Aham, sei. Eu proponho uma trégua. O que você acha? - ele perguntou, não sei como esse homem não ta com falta de ar.

- O que eu ganho em troca?

- A gente pode ver um filme. Você escolhe.

- Então vem logo.

Fomos para a sala e coloquei no maravilhoso portal mágico de séries e filmes, mais conhecido como Netflix.

Fui procurando nos catálogos, até que resolvi colocar em Jogos Vorazes - Em Chamas, como eu adoro esse filme. Steve sentou ao meu lado no sofá e começamos a ver o filme.

Depois de um tempo meus olhos começaram a ficar mais pesados, depois da morte da Mags não entendi mais nada, Steve tava mexendo no meu cabelo e isso me deixa com mais sono ainda, depois de um tempo só vi a escuridão e dormi.

                        STEVE POV

Carter escolheu um filme e nós olhamos, até que eu percebi que ela estava lutando contra o sono e então depois de um tempo dormiu.

Depois de uma certa parte do filme eu não entendi mais nada, então resolvi tentar dormir também.

                    No outro dia...

Acordei com a luz do sol entrando pela janela da sala. Carter ainda estava dormindo serenamente nos meu braços, o que me despertou uma sensação boa - sei lá - dá a impressão de que posso proteje-la.

Tentei sair devagar, só que não adiantou muita coisa já que ela estava acordando.

- Bom dia. - Ela disse com a voz rouca.

- Bom dia.

- A gente dormiu aqui? - ela perguntou já se sentando pra me olhar melhor.

- Sim, nós estávamos vendo o filme que você escolheu, você colocou a cabeça no meu ombro e depois de um tempo caiu no sono. - falei olhando nos olhos dela.

- Ah tá.

- Bom dia, pombinhos. - Tony disse entrando na sala. - Espero que não tenham feito nada de mais nesse sofá, ele é o meu favorito. - ele falou e eu revirei os olhos.

Tony e seus comentários desnecessários.

- Se com nada de mais você quer dizer dormir... então sim a gente só dormiu. - Carter falou.

- Dormir? Sei! - ele nos olhou com uma cara maliciosa.

- Sim, dormir. Sabe quando uma pessoa fecha os olhos e fica um tempo assim e depois de algumas horas ela acorda?Então, isso é dormir. É como se você estivesse morto, só que ao mesmo tempo você esta vivo. É maravilhoso. - ela falou com ironia.

- Então tá, se precisarem de mim, estarei no laboratório com o Banner. - ele falou já vindo embora.

- Pode ficar lá, ninguém vai precisar de você agora. -Carter falou e Tony colocou a língua para ela e saiu.

- Senhores o café está pronto. - falou Jarvis.

- EPA JÁ TÔ INDO! - Carter saiu correndo e foi direto para a cozinha.

Quando cheguei lá, vi Thor comendo normalmente - ou seja - engolindo toda comida que via pela frente, inclusive o bolo que a Carter tava comendo ontem de noite.

- AH CARA, QUEM FOI O DESGRAÇADO QUE COMEU O MEU BOLO? - ela falou indignada/irritada/chateada.

- Fui eu! Algum problema? - Thor falou com sua voz grave.

- Eita... - ela falou olhando pra ele,os olhos dela quase saltaram pra fora. - Não. Claro que não. Eu nem queria mesmo, pode comer a vontade.

- Então está bem. Sou Thor, filho de...

- Odin, pai de todos. Eu sei, já estudei sobre ele.

- Interessante. Gostei de você, Lady...

- Carter.

- Prazer em conhece-la. - ele falou beijando as costas da mão dela.

- O-o-o prazer é todo meu. - ela falou sem graça. Fingi uma tosse e eles me viram ali parado na porta e Thor veio me dar um abraço.

- STEVE MEU AMIGO! - ele gritou e depois ouvimos o som de um trovão. - Desculpa, isso sempre acontece. Como você vai?

- Vou bem. Como a Jane está?

- Ótima! Acabei de vê-la no laboratório dela e depois vim direto pra cá.

- Bom dia, gente! -Nat disse entrando na cozinha.

- Olá, Natasha. Como vai?

- Oi,loirinho. Eu tô bem. Acabou de chegar? - perguntou a ruiva.

- Aham.

Depois Clint veio comer com a gente, Bruce veio pegar uma fruta e logo volto para o seu laboratório. Depois do café fui para o meu quarto ler alguns arquivos.

                  CARTER POV

Depois de tomar o café, fui para o meu quarto e fui tomar um banho, aproveitei e lavei o cabelo.

Durante o banho fiquei pensando que dormir nos braços fortes - e lindos - de Steve nem foi tão ruim assim, na verdade até que era bem confortável.

Sai do banho e fui procurar um roupa pra mim poder ir treinar. Coloquei uma regata preta, um short e um tênis.

Comecei com alguns chutes e depois fui pra esteira, claro tudo isso escutando música, pra mim treinar sem estiver escutando alguma coisa é ruim,com o silêncio não consigo me concentrar direito,preciso de barulho pra que me concentre direito. Estava tão concentrada que nem vi a Nat chegar.

- Oi, Nat. Não te vi ai.

- Eu percebi. - ela riu, sai da esteira pra poder falar com ela melhor. - Então... Eu vi você e o Steve dormindo juntos hoje de manhã...

-Ah até tu, Natasha? - falei sem animação. - Primeiro o Stark, agora você, quem mais viu?

- Todos nós. Clint viu e foi nos chamar pra ver, ele até tirou uma foto de vocês dois e logo depois Thor chegou e viu a cena,ele não entendeu o que estava acontecendo, mas depois Clint explicou pra ele. - eu revirei os olhos. - Até que vocês fazem um belo casal. - comecei a rir. - Que foi?

- Casal? Eu e o Steve? - ri mais ainda. - Tu fumou o quê pra ter essas ideias?

- Nada. Na verdade todo mundo aqui pensa isso. - ela falou séria.

- Tá. - parei de rir, porque minha barriga ja tava doendo. - Bom, então vão ficar só pensando mesmo, não tem nada entre eu e ele.

- Aham,sei.-ela falou debochando.

- É sério, Nat. Eu não me apaixono ou me interesso por ninguém faz uns 4 anos e acredito que isso não vai acontecer tão cedo. - falei. Nat sabia o porquê então só concordou.

Vocês devem estar pensando "como ela sabe?"

Simples: eu conheço a Nat há um tempo. A gente até fez uma ou duas missões juntas e nós sempre nos falávamos quando nos entravamos na S.H.I.E.L.D., nós não éramos as "melhores amigas pra sempre", mas era uma pessoa que sempre que precisasse, eu poderia contar. Com ela e com a Maria Hill...

AI MEU PAI, A TIA PEGGY!!

- Que horas são? - perguntei.

- Duas e meia da tarde, porquê? - ela falou.

- AI MEUS DEUSES ESQUECI QUE TENHO QUE IR NO HOSPITAL! - gritei pegando minhas coisas.

- A sua madrinha ainda tá lá? - ela perguntou, Nat ja sabia sobre a Tia Peggy.

-SIM!ARGH! TENHO QUE IR, FUI! - sai correndo e fui pro meu quarto tomar um banho rápido, não podia ir pro hospital suando igual a um porco.

Coloquei um blusa branca, um jeans, meu coturno e uma jaqueta. Trombei com alguém no meio do caminho e era o Clint.

- Ai! Foi mal, Clint. Não te vi. - falei ja saindo.

- De boa. Vai pra algum lugar?

- Sim, tenho que ir correndo pro hospital, tenho que visitar alguém.

- Quer o meu carro emprestado?

- Sério isso?!

- Claro. - abracei ele com força.

- OBRIGADA CLINT! NEM TE CONHEÇO MAS JÁ TE ADORO. - falei saindo correndo até a garagem.

- De nada.

Peguei a chave que tinha a inicial do Clint e fui para o carro, fui diretamente pro hospital.

Sai de lá e quase cai, não sei qual é o meu problema sempre que estou aqui quase caio de cara no chão, mas fazer o que né.

Fui pegar o meu crachá de visitante e fui em direção ao quarto da Tia Peggy.

- Atrasada, Dona Carter? - ela disse com o seu bom humor.

- Desculpa, Tia. Eu dormi tarde ontem, por que eu não conseguia pregar o olho. Só consegui dormir vendo um filme lá pela madrugada e ainda passei muito tempo treinando hoje. Me esqueci. - falei

- Tudo bem, minha querida.

- Ah, tenho uma novidade!

- O quê? - ela perguntou.

- Você está olhando para a mais nova integrante dos Vingadores. - falei fingindo uma pose de super-herói voando e isso fez ela rir.

- Você aceitou então? - afirmei com a cabeça. - Isso é ótimo, isso pode distrair mais você e quem sabe pode encontrar alguém novo...

- Ah,Tia. Creio que isso não vai acontecer tão cedo.

- Nunca se sabe quando vamos nos apaixonar, as vezes apenas acontece, eu sei bem disso. - ela falou com um tom nostálgico. Estranho, ela nunca me falou nada de ter se apaixonado por ninguém além do meu tio Daniel.

- Humm, interessante, Dona Peggy. - Nós rimos e toda tarde foi praticamente isso: eu e tia Peggy conversando e rindo as vezes de alguma coisa que falei.

Gosto de passar o maior tempo que posso junto com ela, já que ela não tem tanto tempo assim aqui.

Não gosto de pensar nisso, mas as vezes me vem na cabeça e não tem como ignorar.

Sinceramente não sei como vai ser quando ela se for, sinto que vai ficar um vazio enorme dentro de mim,que provavelmente nunca vai ser preenchido de novo.

Por volta das seis horas, fui embora, ainda estava sol, então na volta, estacionei o carro e fui dar uma caminhada pelo Central Park, já disse que amo esse lugar? Porque eu amo.

Enquanto estava lá,ficava olhando as famílias que estavam se divertindo ou casais passeando ou crianças correndo.

Fiquei pensando que se minha vida fosse a mesma de uns 4 anos atrás,eu estaria aqui com o Ian e possivelmente com os nossos filhos também, mas essa não é a realidade.  Fiquei um tempinho la olhando,até que alguém chega perto de mim e fala perto de mim.

-Pensando muito, senhorita Carter?

             





                       CONTINUA... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...