1. Spirit Fanfics >
  2. A Noiva Trocada do Grã-Duque >
  3. Revelação

História A Noiva Trocada do Grã-Duque - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Ola galerinha linda do meu S2 }
como foi a semana de vocês?? estão bem nessa pandemia?? espero que sim!!
sem mais, espero que gostem ^^
:*

Capítulo 4 - Revelação


Fanfic / Fanfiction A Noiva Trocada do Grã-Duque - Capítulo 4 - Revelação

Capítulo3- revelação

          A semana tem sido intensa na casa do Gran duque. A grã-duquesa descobriu mas desvios e fraudes feitos pelas mãos dos membros da reunião, acarretando a prisão de mais três membros, o que deixou o conde miuga furioso, o fazendo fazer uma reunião secreta para impedi-la custasse o que custasse.

-conde miuga vocifera- aquelazinha está indo longe demais!!!

-visconde Antoine diz surpreso e indignado-quem diria que aquela mulher iria sobreviver e dar todo esse trabalho..

-marques Victor Suspira- precisamos tirá-la do caminho.

-visconde Lucario lembra- mas ela não cumpriu com o contrato de herdeiro..

-marques Victor- arrumamos outra depois alguém mais influenciável.

-visconde Antoine diz exasperado- aquela jovem já prendeu quatro dos nossos, precisamos ser rápidos!!

-visconde Lucario- alguém tem algum plano??

-visconde Antoine levanta um vidrinho sorrindo malicioso- que tal isso??em pequenas doses é o medicamento poderoso, mas se passar um pouquinho pela ou repetir por muito tempo...-sorri cruel.

-conde miuga sorri cruel- ótimo!! Vamos arrumar um laranja!!

           Enquanto isso a grã-duquesa resolve ir à cidade com grã duque acorrentado, para ver a situação do povo ao redor do grã-duque, visto que ele é responsável pelo que acontece com essa gente. A população ao ver grande animal acorrentado corre temeroso, o que faz a grã-duquesa suspirar. No pouco que viam as pessoas estavam sujas, maltrapilhas, doentes e famintos. O que não deveria ser isso, visto que o grã duque possuía verbas direcionadas para cada área. Senhor jaken era o único que os acompanhava, ficando horrorizado pela situação do povo, o povo que eu grã duque amava e se preocupava tanto. De repente ao virar a rua novamente as pessoas correm fugindo e Kagome pensou "não conseguirei informações assim..." Até que o grand truck puxa suavemente a coleira para chamar sua atenção. havia uma pequena criança, uma menininha sentada no chão com pratinho vazio sua frente, parecia ignorar as suas presenças. A grã-duquesa o manda sentar sendo oberecida e entrega a coleira a Jaken que fica levemente estático. Logo se aproxima se abaixando perto da pequena dando um sorriso doce jamais visto a pequena, que ao vê-la sorri docemente sem falar nada e Kagome pensa " muda??" e se vira para jaken pedindo o q trouxeram para comer que entrega a sua senhora prontamente que entrega um pão e um pouco de leite a pequena que apesar do brilho em seus olhos já estava sendo cautelosa, então Kagome sorri suavemente pegando um pedaço do pão o comendo e bebendo um pouco do leite oferecendo o resto. assim que Kagome termina a pequena come seu pão apressada, chegando a quase engasgar tomando o leite para ajudar.

-kagome diz satisfeita- como se chama pequena??

-Rin.. -diz entre mastigadas.

-kagome diz ainda sorrindo gentilmente- onde estão seus pais Rin?

- Rin abaixar a cabeça parando de comer- morreram doentes e famintos alguns anos...

-kagome continua oprimindo o que sentirá pela criança a sua frente, seu sorriso suave ainda nos lábios para encorajar a pequena criança a se abrir- quantos anos você tem??

-Rin sorri docemente erguendo a mãozinha aberta- cinco...

-kagome continua- você tem parentes?? Pessoas que cuidem de você??

- a menina nega e diz feliz- não tenho parentes, mas Shippou cuida de mim!!

           De repente se ouve um barulho de lata caindo e cochichos. A grã-duquesa acalma grã duque e diz calmamente.

-pode sair não faremos mal, só precisamos de respostas..

      logo surge um pequeno garotinho ruivo, que corre em defesa da pequena enquanto o outro menino foge indo embora, o grand-duc e o mordomo apenas a observar a grã-duquesa lidando com as duas pequenas crianças de forma que jamais fora vista a grã duquesa estava sorrindo gentilmente e falando calmamente com os pequenos. O pequeno garoto se prontifica na frente da pequena menina parecendo forte porém suas perninhas tremiam feito vara verde.

-shippou gagueja parecendo forte- o..o... O que quer saber c.. com a Rin?? E.. e.. ela não fez nada!! É só uma menina e ..e ... Ainda está aprendendo a .. a falar!!- fala o garotinho em defesa da pequena menina que sorri doce os observando de traz do pequeno ruivo.

-kagome sorri gentilmente, pegando outro pão e mais leite entregando ao pequeno ruivo que a encara surpreso- você deve ser shippou, não se preocupe percebo que ela é bem novinha e sei que não fez nada diga-me alguém cuida de vocês??

      O pequeno aceita o alimento o cheirando logo comendo apreensivo, dando a metade para Rin que aceita feliz comendo animada, Kagome pega mais oferecendo ao menino que aceita comendo os observando calmamente para disfarçar seu nervosismo pelo enorme cachorro sentado atrás da morena.

-shippou pigarreia fortalecendo a voz um pouco- não senhorita, nós somos órfãos e como sou o mais velho, venho cuidando dela desde que os tios se foram.

-kagome- quantos anos tem shippou? me permite perguntar o que houve com os seus pais e com o povo dessa cidade?? - a morena finalmente percebe algo diferente os pés do menino apareceu um patas e atrás dele uma pequena calda ruiva surgia, a morena diz surpresa- O que é isso? -o menino bebe seu leite e responde- é sim sou um filhote de raposa, tenho 25 anos, minha mãe morreu quando nasce e meu pai era amigo do pai da Rin. E assim como os pais da Rin meu pai morreu de uma doença misteriosa. O povo está doente e faminto, morrendo todos os dias e ainda precisam pagar impostos tão altos que não sobra nada para comprar remédios ou comida.

-kagome diz confusa- yokai??

-mais antes do pequeno explicar, jaken os interrompe dizendo preocupado- mais e os suprimentos do jovem mestre o grã duque??

-kagome olha de um para o outro e o pequeno diz dando de ombros- que suprimentos?? Dizem que desde que foi amaldiçoado, nosso povo vem morrer no dia após dia pagando preços exorbitantes. Todo ano só aumenta e isso já tem muitos anos pelo que sei.

       O granduque abaixa as orelhas colando a calda ao corpo sentindo a mágoa na voz do pequeno yokai raposa. Kagome percebe a mudança de comportamento do grã duque se compadecendo ao notar a repentina tristeza.

-shippou se volta para a morena- a senhorita quer saber sobre essas coisas porque?? Ninguém pode fazer nada por nós!! E a senhorita deve estar perdida, essa cidade logo se tornará fantasma esse precisa de mais informações uma madame com cachorro yokai gigante não vai conseguir muita coisa...

-kagome exclama surpresa novamente olhando para o esposo- yokai??- voltando a olhar para o menino surpresa- então ele??

-shippou-sim, acho que é um daí yokai, parece adulto, porque está na forma animal, não pode voltar a forma humanoide??

-a morena olha para o mordomo que Suspira suavemente e finalmente revela- desculpe senhora não ter revelado antes, yokais não são bem quistos, e o grã duque era um bom líder, honrado e generoso... Mesmo sendo um homem frio e calculista, sempre fez o certo. Um certo dia uma bruxa aqui se aproximar e bom disse se apaixonar pelo amo sesshoumaru, mas ele sempre frio a rejeitou e ainda foi Cortez ao recusá-la, e ela disse "você não sabe amar nem ser amado e como me rejeitás não terás ninguém! 6 sobre ser um yokai eu aceitei como tal, e ainda me rejeitás??!! Então serás fera e só voltarás a ter controle de si mesmo se encontrar o amor!! O que o conhecendo serás impossível!!" - relatou o mordomo- e ela o amaldiçoou.... Passamos por isso a 500 anos, e até hoje nosso lorde está preso nessa forma, pois ninguém se aproxima dele por teme-lo...

-kagome diz curiosa- você disse que passaram isso a 500 anos!?? Jaken você também??

-jaken afirma- sou um yokai tipo kappa. 

-shippou diz surpreso- vocês estão dizendo que- aponta para o cachorrão- ele é o Grã duque??

-jaken afirma- exatamente e esta jovem é a Lady Kagome nossa atual grã-duquesa.

-as crianças encaram surpresos e a morena diz gentilmente- vamos resolver os problemas da cidade podem ter certeza - se vira para jaken- quero os nomes dos responsáveis o mais rápido possível- jaken afirma e a morena volta a atenção para as crianças novamente- Como estão sozinhos, gostariam de vir comigo?? Tenho certeza que o Grã duque aprova minha decisão.. -olhando para o grande cachorrão.

          O enorme animal abaixa a cabeça como se afirmasse o que emociona Jaken, pois eu amo estava conseguindo se expressar às vezes fazendo O mordomo pensar " lady kagome é uma mulher especial, será que ela acabará com a maldição do lord sesshoumaru??".

-shippou e Rin se entreolham e Rin afirma com a cabeça sorrindo feliz e shippou diz- se ela vai então eu vou..

-jaken expõe preocupado- Kagome Sama eles são meio jovens para trabalhar...

- o daí yokai o encara soltando um rosnado o que faz todos recuar menos Kagome que diz sorrindo- eu sei muito bem e os convidei como filhos adotivos, não posso permitir que eles trabalhem quando precisam aproveitar sua infância que já é sofrida o bastante..

-rin se alarma- e shippou diz tentando parecer um homenzinho- podemos trabalhar Kagome Sama!! - Rin afirma com a cabeça nervosa e ele continua- trabalharemos para pagar nossos gastos como moradia e alimentação!!

-kagome põe as mãos nas cabeças de ambos sorrindo gentilmente- tá ok, vocês vão me servir os únicos que além de mim que teram contato será Jaken e o grã duque seshoumaru, faram o que mandarmos sem exitar, correto??

        As crianças sorrirem e afirmam, jaken e o Grã duque pensam curiosos " o que ela está planejando??". Em seguida voltam para casa do Grã duque, onde jaken os ganharem, alimentarem e arrumar quartos para ambos, sussurrando no ouvido dele para decorar para as crianças, e voltou a lembrar dos documentos e nomes dos responsáveis pela situação da cidade.


Notas Finais


obrigada por comentar, seguir, compartilhar, acompanhar e etc, até semana que vem :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...