História Academy DarkWood - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 1.162
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Mistério, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 17 - Capítulo 17


Fanfic / Fanfiction Academy DarkWood - Capítulo 17 - Capítulo 17

Acabou, eu não sentia mais nada a não ser dor, a dor de perder a única coisa que eu ainda tinha de importante na vida, Misha não era simplesmente um Pet, eu me identificava muito com ela. Já era bem tarde da noite quando eu estava voltando de uma caminhada noturna já que não conseguia ficar no mesmo ambiente que o merda do meu tio por muito tempo, era uma noite bem fria eu não me importava com nada mais, só queria desaparecer desse mundo idiota, continuei andando com as mãos no bolso do meu moletom até ouvir uns barulhos em um beco e ver dois moleques correndo e rindo. Fui até lá quando me deparei com uma das cenas mais horríveis, uma gata com seus filhotes, eles foram mortos pelos covardes que tinham corrido, eles estavam provavelmente arremessando coisas nela enquanto ela protegia os filhotes, aquilo me deixou de coração partido, a que ponto chegava a crueldade humana, eu não podia fazer mais nada, estava saindo do beco quando um Miado me fez parar, foi quanto eu notei uma pequena criaturinha nas sombras encolhida e com medo, me aproximei e a peguei, ela era linda, branca como a neve e com lindos olhos azuis, mas com o medo estampado neles por ver a mãe e os irmãos serem mortos brutalmente por dois vermes. Eu não podia deixa-lá ali, estava muito frio e provavelmente ela morreria se eu a deixasse, então a coloquei dentro do meu moletom junto ao meu peito para mantê-la aquecida, e fui pra casa, eu cuidei dela, a alimentei dei amor e carinho, coisa que ela nunca havia conhecido antes, ela não tinha mais ninguém além de mim, e eu sabia como era essa sensação. Eu fiz tudo que pude pra cuidar dela e a fiz minha família. Mas não consegui protege-la daquele monstro. O corpo já sem vida de Misha ainda estava no meu colo, minhas mãos estavam cheias do sangue da minha melhor amiga. Olhei pro homem com um olhar mortal que sorria da minha dor.

- Eu vou te matar! - falei olhando pra ele séria.

- Que droga, eu disse que não iria fazer sujeira, mas esse animal desprezível me arranhou, ela teve a sua punição por isso. - ele disse limpando o fio de sangue que escorria do seu rosto devido ao arranhão, simplesmente ignorando oque eu havia dito, meus punhos fechados e manchados de sangue pulsavam para esmurrar aquele verme, a raiva já tinha tomado conta de mim.

- Em fim, vocês me deram muito trabalho, eu sou um homem ocupado sabe? Não posso ficar vindo pessoalmente arrumar a bagunça que uns imbecis que nem vocês fazem, e claro que não ficaram empunes, serão levados para outra cela, já que fizeram eu sujar essa...agora vão...- ele disse dando sinal para os guarda e saindo. Fomos levados para outras celas todos juntos, eu tinha acabado de sair de lá, e já tinha voltado, tudo isso é culpa mim, se eu tivesse notado a traição de Cody antes, já estaríamos bem logo daqui nesse momento, agora Misha está morta e estamos presos aqui, pensava comigo mesma sentada em um canto da cela.

- Aquele Maldito traidor...- Kyle falava sem parar.

- como a gente foi burro, ele era bom de mais pra ser verdade. - Danny complementou.

- Merda, estávamos tão perto! - Zack disse furioso.

- Isso tudo foi culpa minha...eu devia ter notado antes! - falei sem olhar pra eles.

- Não foi não, a gente não tinha como saber! - Ouvi Kyle dizer.

- Agora...ela está morta, e a culpa é minha, eu não consegui protege-la! - disse segurando as lágrimas.

-  Eu...sinto muito... - ele disse - Ela parecia importante pra você! 

- Ela era tudo que tinha! - falei ainda sem olhar pra eles, que ficaram em silêncio por um tempo.

- Olha...Vai ficar tudo bem, aquele maldito não vai ficar empune por isso.

E não iria ficar mesmo, eu iria matar aquele maldito nem que seja a última coisa que eu faça.

Porque tudo sempre foi tão horrível pra mim? Primeiro foram meus pais, depois tive que conviver com os abusos daquele verme que diz ser da minha família, e agora a Misha. Eu não tinha nenhum motivo pra contínuar vivendo, nada por que lutar, nenhum sonho, exatamente nada. A dor e a culpa me corroía por dentro, se ao menos eu tivesse o meu canivete ainda, poderia acabar com tudo isso e.... senti uma mão no meu ombro.

-  Lynn, olha...eu não sou muito bom com essas coisas mas...bem... só quero que saiba que não está sozinha...a gente vai dar um jeito nessa merda toda. - Kyle disse sorrindo junto com os outros dois, meu olhos encheram de lágrimas e eu não consegui segurar o choro, foi como se ele tivesse lido meus pensamentos, ...talvez, bom só talvez, eu ainda tivesse o porquê viver, conseguir ajudar eles a saírem daquele inferno seria um bom motivo pra contínuar.

Os dias foram passando e com ele a fome e a fraqueza, aquilo era torturante, quando eles nos deixaram finalmente sair eu estava faminta, e segui direto pro refeitório já que era hora do almoço, assim que terminei fui direto pro meu quarto, tomei um banho e deitei na minha cama macia e confortável, eu tinha que fazer tudo que aqueles malditos queriam, tinha que agir como uma estudante normal, pra ai sim bolar outro plano de fuga, dessa vez com cautela e sem confiar em ninguém além dos meninos. Fiquei pensando em como faria isso tudo até pegar no sono já que estava exausta. 

Quando acordei com alguém batendo na minha porta, levantei ainda sonolenta e abri, dando de cara com Kyle.

- Oi...bem... você não desceu pra comer então eu pensei bom...- ele disse meio sem jeito cossando a nuca - ah ela deve estar com fome né... então eu trouxe o meu jantar pra você, eu não estava com muita fome... então...- ele disse desviando o olhar enquanto eu o encarava sem entender.

- Oque? - disse olhando pra ele séria.

- bom mas...se você não quiser eu do pro Danny, aquele cara sempre ta com fome. - ele disse se virando.

- Espera - falei -... Eu aceito... Obrigada! - disse olhando pra ele, que me entregou a bandeja com comida.

- aqui, mas olha... Não se acostuma não, só tô fazendo isso porque você está triste e tals...e eu não quero te ver triste e...- olhei pra ele erguendo uma sombrancelha  - N-não que eu me importo se você tá triste mas...espera eu... só quis fazer uma gentileza e... - ele disse se embaralhando todo.

- Kyle...- o interrompi - valeu cara, você não é tão babaca quanto eu pensei. - sorri.

De nada, tá me devendo um favor agora - ele sorriu debochado e começou a andar pro seu quarto, ri e entrei pro meu fechando a porta. Sentei na minha cama, coloquei a bandeja no meu colo, e comecei a comer, eu estava morrendo de fome então não demorou muito pra acabar com tudo.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...