1. Spirit Fanfics >
  2. Aceita-me >
  3. A culpa é do pai

História Aceita-me - Capítulo 54


Escrita por:


Capítulo 54 - A culpa é do pai


Sasuke estava a fazer um puzzle com as filhas no fim de semana. Era uma das poucas coisas que ele conseguia fazer com elas. Naruto tinha ido a uma reunião em outra aldeia, pelo qual os três estavam sozinhos. As meninas eram muito energéticas, Sasuke não conseguia acompanha-las, no meio do puzzle elas desistiram e foram brincar na rua. Deixando o papá delas sozinho no sofá. Ele não conseguia fazer mais nada. Pensado que ia ter de passar mais três meses daquela maneira. Ele estava um pouco farto, Naguiza foi com o Uchiha depois da irmã ter caído da árvore. Ela estava em pânico, Sasuke foi até a rua preocupado e viu a menina deitada no chão a chorar se agarrando á perna. Como ele estava, não conseguia pegar nela e a levar par o hospital. Então viu melhor a perna de Naomi, apenas estava esfolada, não era grande coisa, ela estava mais assustada de que outra coisa. Ele ajudou a filha mais nova a se levantar e a levou para o sofá ao lado dele. Naguiza se sentou um pouco também, agora que se tinham magoado estavam quietas.

-Deixa ver Naomi.- Sasuke tentava lavar o esfolado da filha.- Vá. Deixa o papá ver isso, vai ficar bom de novo.- Ele viu a perna, não era nada de mais.

-Papá não...- Gritava Naomi quando o Sasuke estava a colocar um creme para as feridas. Na casa deles isso não faltava, visto que muitas vezes as meninas, ou até mesmo o Naruto se magoavam.- Isso dói.

-Tem que ser Naomi.- Ela se pôs quieta colocando gelo na perna e Naguiza continuava a fazer o puzzle com o seu papá. Sasuke coloca a mão na barriga ao sentir-se mover, aquele bebé ia ser muito energético, nunca sentiu a barriga dele a se mover daquela maneira.

-Papá... O bebé se mexe muito.- Dizia Naguiza.- Isso dói?

-As vezes sim.- Ele sorri.- Queres sentir?- Naguiza também sorri e coloca a mão devagar na barriga do homem.- Estás a sentir?- Ela fez que sim. Naomi estava também a olhar.- Anda cá filha, queres sentir também?

-Posso?

-Podes.- Ela colocou a mão também. Aquilo era muito estranho.- Ai...- As meninas tiraram as mãos. Elas não queriam magoar o seu papá.- Não foram vocês lindas.- Ele sorriu.- Só hoje é que está a ser complicado, o bebé se mexe de mais.

-Papá... Tu gostas de estar assim?

-Não Naguiza, eu não gosto, mas vai ficar tudo bem.- Disse sorrindo para a filha mais velha.

-Ter um bebé é muito mau? Dói muito papá.- Sasuke olha para a mais nova.

-Um pouco, sim.- Ele mostra a cicatriz que ele tinha dos partos anteriores.- Dói mais depois.

-Nós fizemos isso?- Naguiza pergunta.

-Sim

-Nós não queremos mais manos.- Disse Naomi chateada.- O papá vai ter dor.

-Não faz mal filha... Depois passa.- Ele sorri não a querendo preocupar.

-Ouve lá pequenote... Se tu causas muita dor ao papá estás tramado comigo, percebeste?- Naguiza ameaça o bebé ainda não nascido.

-Naguiza, não digas isso, vai ficar tudo bem amor.- Disse sorrindo.

-Papá, a mana tem razão... O bebé não te pode magoar, se ele o fizer nós vamos estar aqui para te defender.- Sasuke tenta acalmar as meninas.

-O bebé não faz por mal. O culpado é vosso pai.- Naruto chega a casa e as meninas olham para ele e o homem de cabelo preto sorri, a diversão dele estava a chegar.

-Pai... Foste tu que fizeste isso ao papá?- Naomi olha com uma cara de poucos amigos, ela tinha os joelhos todos esfolados mas já não se importava.

-O papá não merece isso.- Naguiza falava e Naruto não percebia o que estava a acontecer.- Forte tu que colocaste o bebé na barriga do papá?

-Sim fui...- Ele de repente tinha as duas filhas em cima dele a gritar e a bater, elas não tinha muita força mas estava a doer um pouco...- Mas o que raio se passou.

-Meninas chega... Deixem o vosso pai em paz.- Sasuke sorriu, elas pararam.

-Faz isso mais uma vez que nós não perdoamos mais.- Elas se viraram e foram para o quarto brincar.

-O que se passou?- Disse preocupado e Sasuke explicou a sorrir.- Sasuke?

-Eu não as ia deixar magoar o bebé...- Ele sorriu.- Sabes o que me apetece agora?- Disse se aproximando do marido?

-O quê?- Naruto foi beijado.- Agora?

-Eu preciso disso...- Sasuke falou. Ele tinha muita vontade. Os dois foram para o quarto, Sasuke beija o loiro bem quente, passa a língua no peito dele e vai mais abaixo, ele adorava brincar com o marido, passou a língua em todo o comprimento e engoliu tudo o que veio para a boca. O loiro brincou um pouco com ele também, beijava a barriga e brincava com os dedos e com a língua acabando por ficar duro de novo, mas quando Naruto ia entrar em Sasuke, ele tirou Naruto de cima dele.- Não dá?

-Como assim não dá?- Naruto olha sem perceber e Sasuke se senta na cama.- Me colocas em fogo e não me deixas fazer o resto?

-Não dá.- Colocou a mão na barriga e correu para o vaso. Naruto o seguiu.- Tira a mão de cima de mim...- Disse furioso quando Naruto fazia festas nas costas para ajudar o marido a vomitar.

-Calma.- Aquelas mudanças de humor.

-Não me chegues a tocar.- Naruto se afasta e se vai vestir. Depois Sasuke se deita na cama também vestindo o pijama.

-Estás melhor?- Ele nem respondeu.- Queres alguma coisa.

-Não quero nada. Se eu quiser eu sei o que devo fazer.- Olhou zangado para o loiro.

-Como queiras.- Saiu do quarto e foi comprar ramen para eles e para as filhas. Depois de Sasuke comer o ramen com o gelo que agora fazia questão de colocar vai todo mansinho para cima de Naruto.- O que queres?- Disse suspirando

-Não fales assim para mim... Estou a carregar o teu bebé dentro de mim.- Disse vindo lágrimas aos olhos.

-Não Sasuke... Essas mudanças de humor vão matar-me um dia.- Sasuke mesmo com lágrimas nos olhos mostrou uma cara super zangada para ele.- Desculpa.... Diz lá, o que queres?

-Sorvete de nutella, com morangos, suspiro, chantilly com pedaços de chocolate branco.

-Não bastava estares com temperamento instável também és muito exigente.- Sasuke ficou Chateado com Naruto.

-Como queiras. Boa noite.- Foi para a cama e as filhas ficaram a olhar para ele.

-Pai...- Disse Naomi chateada.

-Pai... você precisava de falar assim para o papá.- Naguiza também estava, elas agora estavam a defender o seu papá com unhas e dentes.- Onde vai?

-Vou comprar esse gelado quase impossível de teu papá...- Disse indo para a rua.- Quero vos deitadas quando chegar.- Quando chegou a casa foi ver as meninas, estavam a dormir.- Está aqui toma.

-Agora não quero.- Disse continuando a ler o seu livro. Naruto esteve na rua durante mais de uma hora para arranjar tudo e agora ele não queria...

-Estás a brincar com a minha cara... Tu agora vais comer esta bosta.- Sasuke se assustou e ficou com lágrimas nos olhos.- Não chores..- Naruto estava cansado daquilo, nunca tinha desejado tanto o marido não estar grávido como naquela gravidez. O Uchiha então parou e comeu o que o loiro lhe tinha levado, aquilo sabia tão bem.

-Desculpa. Eu não consigo comer mais.- Faltava pouco, mas o bebé dentro dele não parava quieto o que lhe fazia muito mal disposto.

-Ele se mexe demasiado.

-Sim... É horrível, estou enorme, cansado, com mudanças de humor péssimas. Nunca tive uma gravidez tão má e tão estranha ao mesmo tempo.- Passava a mão na barriga.- Odeio isto.

-Eu sei, mas falta pouco.- Sasuke se levantou para vomitar.- Vá vamos nos deitar.- Foi ajudar o marido.- Aguenta firme, falta pouco.

-Isto está a ser tão estranho.

Passado alguns dias, a situação que era estranha ficou ainda mais estranha. Ele estava enorme, ele nem com nove meses ele estava tão grande como os seis meses de agora. Aquilo era muito estranho o que levou Sasuke a desconfiar de algo, mas deixou a ideia de lado, não podia ser. Ele nem quis pensar mais nisso, não seria de certo, o bebé era grande, era só isso. Sasuke se esqueceu por completo da ideia maribulante que veio a cabeça e continuou a vida dele como se nada fosse.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...