1. Spirit Fanfics >
  2. Always looking at you - Seo Changbin >
  3. Problemas! - capitulo 7

História Always looking at you - Seo Changbin - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora , tava sem ideia e ainda tô , vou escrevendo algumas coisa para ver se eu tenho ideia.
Boa leitura .

Capítulo 7 - Problemas! - capitulo 7


Fanfic / Fanfiction Always looking at you - Seo Changbin - Capítulo 7 - Problemas! - capitulo 7

Cafeteria Lee

Algumas semanas depois 

13:35 PM

POV S/N

Depois do nosso primeiro encontro, continuamos saindo durante o final de semana , rolou alguns beijos o que me deixou todo boiola quando chegava em casa. Bom eu e ele pedimos que o que estava acontecendo entre nós para ficar em silêncio, ele pediu para falar sobre isso no nosso último encontro , eu aceitei claro porquê a Yujin não confia nele se ela descobrir iria fazer de tudo para me afastar dele. E ele falou que o Hyunjin também não iria gostar muito disso , ele é namorado da minha amiga se contasse pra ele , ele iria contar para ela , aí viu a merda.

Ele e eu estamos nos entendendo bem , conversamos bastante, na escola hoje tivemos que ficar longe um do outro , para não levantar suspeita , via várias garotas indo até ele , me deixava pensativa e se elas fossem mais bonita doque eu ? Eu ainda não avia encontrado em mim o que Changbin encontrou , eu me achava a pessoa mais feia daquela escola , mas ele o cara mais desejado várias garotas lindas gostam dele , até a líder de torcida aque é mais desejada pela escola e ele deu um fora nela! Quando ninguém estava olhando ele mandou um beijinho no ar para mim , fiquei com cara de idiota o dia todo.

Estava limpando o balcão , e organizando alguns doces , ouvi o sininho da porta fazer barulho não virei para trás achando que era alguns daqueles garotos feios , mas não ouvi gritaria , escutei só um pequeno barulhinho de alguma coisa batendo no vidro de onde dava direto a visão dos doces. Olhei para trás e não vi ninguém , me aproximei do balcão e vi de relance cabelos negros que parecia ser liso , só o topo da cabeça , me encostei no balcão e olhei para baixo e avia uma menininha ela olhava atentamente para os doces.

Mas aquela garota estava com as roupas sujas , seu vestido cor de rosa estava rasgado na ponta e com pingos de lama , os pezinhos dela estava sujos e seu rosto também , eu cheguei na conclusão de que ela mora na rua, ela olhou para cima e me viu deu um pequeno sorriso tímido e se afastou só balcão preste a sair da cafeteria.

- ei mocinha espera ! - chamei ela e a garotinha só parou e me olhou , ela tinha um sorriso , mas seu olhar demonstrava dor , essa criança nem devia estar passando por isso , como um ser humano pode fazer isso com uma criança? Esse mundo é podre , contém varia pessoa podres e nojentas , mas irá sempre ter as boas que estaram pronta para ajudar quem precisa - você está com fome ? Quer alguma coisa ? 

- n-não quero arrumar problemas para você.

- mas você não vai - sorri para ela , para demostrar confiança.

- E-eu tinha ido em outra loja , mas os funcionários de lá me trataram como animal , eu só pedi um pãozinho , mas eles disseram que eu iria causar problemas para a padaria , então fui embora - ela falou com um olhar triste , mas não chorava , acho que para ela isso já era normal, me segurei para não chorar , ela é uma garota linda , e forte , ela era muito forte.

- vem cá! , Irei lhe dá comida - sorri para ela novamente.

- o-oh não irei , atrapalhar a senhora estou indo.

- você não irá me atrapalhar em nada , venha cá ! - pensei pela portinha do balcão, e fui até ela e segurei uma de suas mãos e levei até uma mesa ela me seguiu quieta , talvez por medo. - fique aqui tá bom ? , Eu irei pegar uma marmita que deixei no microondas e depois vou comprar um pedaço de bolo para você ok ? - ela concordou tímida , mais bem tímida mesmo , fui até a cozinha e contei rapidamente para as garotas que estavam conversando na cozinha sobre a garota , peguei a comida e levei  até a mesa da garotinha que estava encolhida na sua cadeira quando olhei era um garoto mechendo com ela , ele estava mechendo em suas bochechas e tocou na barra de seu vestido quase levantado , corri até a mesa e o empurrei para longe dela. - o que você está fazendo seu doente ?! , Ela é apenas uma criança não chegue perto dela , por favor você pode se retirar ? - apontei para a porta , ele olhou para a porta, depois olhou para mim , e riu cinicamente , ele chegou perto de mim e segurou meu queixo me fazendo olha-lo, eu estava morrendo de raiva e eu poderia fazer a maior burrada da minha vida - solte-me ! Não lhe dei permissão para me tocar , ou eu irei fazer algo bem pior!- ele só riu e tentou me beijar dei um tapa em seu rosto que fez um estalo , a garotinha avia se assutado e correu para trás do balcão , ela é esperta correu para o balcão por causa da pequena janela que avia ali , poderia facilmente chamar uma das meninas , o cara se afastou e tocou no seu rosto , ele me olhou com um olhar mortal , mas eu não me intimidei só o encarei desafiadora.

- quem você acha que eu sou garçonete ?!!- falou processo de raiva , onde ela avia levado o tapa estava vermelho.

- não sei! E não quero saber quem você é !! Quero que sai daqui ! Você praticamente assédiou uma criança , isso é inaceitável ! Por favor se retire ! - apontei novamente para a porta , ele na desviou o olhar de mim , e veio para cima para me bater , como eu avia feito judô ,sabia como se livrar de coisas assim , então só fiz me abaixar girar meu corpo ficando de costa , segurei seu braço direito que iria me atingir e abaixei um pouco meu quadril o deixando abaixo de seu umbigo e peguei um leve impulso o tirando do chão , puxei a manga de sua camisa para ter forças , para jogalo para frente , eu o puxei por cima de meu ombro , fazendo ele cair de lado e com tudo no chão , foi tão rápido que não deu tempo para ele processar o que estava acontecendo , quando fui perceber ele estava no chão parado , ele estava de olhos abertos , óbvio que doeu bastante por duas coisas. Primeiro ele não sabia cair mesmo que soubesse não tinha tatame para amortecer a queda ,  segundo , não avia tatame e era o concreto duro , eu coloquei minha mão na boca , e como sua queda avia feito muito barulho as garotas saíram da cozinha e o Sr Lee também.

- O que está acontecendo? - perguntou Sr Lee , quando olhou para o chão e viu o homem jogado , arregalou os olhos e me olhou - o que você fez s/n ? , Ele é o homem mais importante da cidade , e ele está praticamente jogado no chão ! , O que deu em você? 

- e-ele ... E-ele , tava assediando uma garotinha , e eu o empurrei para longe dela mais ele ia me bater e eu só me defendi , e ainda tentou me beijar a força - contei toda a verdade de uma vez , mas pela cara dele , não estava acreditando.

- e onde está essa "garotinha "?- andei até o balcão e ela estava escondida , chamei ela , sorri para ela dizendo que estava tudo bem , ela segurou minha mão e fui até meu chefe. 

- essa garota é uma menina de rua , você não pode derrubar todo mundo que encostar nela!

- mas ela não é uma atração de circo ! Nem um animal para ser tratada assim!! Só porque ela é menina de rua que qualquer um pode assedia-la ! Ela é somente uma criança inferno !! - aumentei o tom de minha voz , as meninas ficaram assutada e abaixaram as cabeças , a garotinha estava com medo e se escondeu atrás da minha perna , Sr Lee me olhou mortalmente.

- está demitida! - só falou isso , ata ele bem acha que eu vou me ajoelhar para não ser demitida , ele está me demitindo só por ter salvando uma criança? Sério isso ? 

- tá bom - falei ele me encarou com os olhos levemente arregalados , com a cara de que não foi isso que ele pensou , tirei meu avental e joguei em sua direção - mede esse assediador fazer o trabalho melhor do que eu , já que você é o cheira cu dele ! - ele ficou parado processando o que acabou de acontecer - vem querida , eu irei lhe dá uma casa para você morar - estiquei minha mão em sua direção , ela segurou estávamos quase saindo da cafeteria quando uma das garotas falou .

- espera ! Eu também me demito , isso é uma injustiça da sua parte está defendendo ele ! Não trabalho mais aqui - tirou seu avental e jogou no chão .

- eu também não ! - tirou seu avental e jogou no chão também 

-eu também !

- e eu também não trabalho mais aqui! - falou e todas tiraram seus aventais e jogaram no chão andamos até a saída e fomos embora , andei até minha casa conversando com a garotinha que me falou que seu nome é só Jina , ela nunca foi registrada se foi ela não sabe , quando chegamos em casa , ela ficou com vergonha de entrar , ela entrou com muita vergonha olhou para casa canto mas ficou parada, ela estava com medo de quebra alguma coisa.

Depois de algumas horas a convenci que essa agora também é a casa dela , dei banho nela e coloquei uma blusa minha que não cabia mais em mim , ficou igual um vestido nela , comemos bastante assistimos filmes,desenhos , Changbin falou que irá passar aqui , ele já deve estar chegando , a campainha tocou e eu fui atender , ele estava lindo como sempre me deu um selinho e beijou minha testa , mandei ele entrar ,quando ele entrou e olhou para o sofá deu um grito fofinho e correu na direção do sofá eu me assustei e Jina também , ele começou a fazer cosquinha nela , e imitava voz de bebezinho falando que ela é muito fofa , e ela ria alto eu ri com os dois .

Quando eles pararam de brincar, eu e ele conversamos eu contei o que avia acontecido na cafeteria , e contei que estava pensando em adotar Jina , e colocar meu sobrenome , ele falou se eu quisesse poderia colocar o dele  , ele falou que não se importa em ter ela quase como filha dele ele avia gostado de Jina e falou que eu seria uma mãe maravilhosa , mas ele falou só se eu quisesse. Continuamos conversando um pouco mais Jina avia dormido assistindo desenho e Changbin a levou para meu quarto e a colocou na cama a cobriu e eu o levei até a porta , antes de sair me deu um beijo , abraçou minha cintura , assim ficamos por alguns minutos , até ele dizer que já tem mesmo que ir para casa , demos um último selinho e ele foi para casa .


Notas Finais


Esse foi o capítulo de hoje, bom o capítulo de hoje basicamente se resumiu em assédio , não fiquem caladas denunciem ! , Dá medo , mas é preciso. Não fiquem caladas! E se conhecem pessoas que já sofreram assédio incentivem a denunciar também.
Foi isso , e eu tava pensando em fazer um one-shot de alguns dos meninos, vocês decidem de quem vai ser tá bom ?
Beijo meus girassóis mágicos , até o próximo capítulo 🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...