1. Spirit Fanfics >
  2. Amizade colorida >
  3. Capítulo X

História Amizade colorida - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Então, eu estou com um bloqueio e por isso os capítulos podem demorar para sair. Isso está me atrapalhando a manter o ritmo mas estou dando o meu melhor. Peço desculpas e compreensão a todos que estão acompanhando a minha história
.
.
.
Boa leitura
Espero que gostem
;3

Capítulo 10 - Capítulo X


- Que porra é essa Emma? - Ray perguntou surpreso afastando as mãos

- O braço da poltrona é desconfortável - Respondeu se acomodando

- E você acha que meu colo é mais confortável? - Perguntou segurando o sorriso

- Não muito - Emma se virou de lado deitou. Colocou as pernas e o tronco sobre os braços da poltrona - Mas é a melhor opção que tenho

- Você sabe que eu posso ficar de pau duro? - Perguntou a olhando com um sorriso sugestivo

- Sei - Sorriu para ele - O que você ta lendo? - Pegou o livro das mãos dele

- Você é abusada - Ray comentou a olhando

- Sou não - Respondeu com um sorriso folheando o livro

- É sim - Discretamente colocou sua mão sobre a coxa dela - Você interrompeu minha leitura, atrapalha meu silêncio, me usa de acento

- Você reclama muito - Disse rindo dos argumentos dele

- Só estou aprontando quão abusada você é - Respondeu a olhando

- Para de reclamar - Ela se aproximou e mordeu sua bochecha 

Ray entrelaçou seus dedos nos cabelos dela - Então senta no meu pau Emma

Foi até seu pescoço e a mordeu fazendo a ruiva gemer. Ele deu mais algumas mordidas apertando sua coxa com força enquanto ela fica se contorcendo. Emma tentou pedir para que ele parasse mas não conseguiu. O sinal do intervalo soou para alivio dela. Ray se afastou a olhando com um sorriso sugestivo. Emma sentiu seu corpo todo mais quente que o normal. Levantou e se recompos ajeitando seu uniforme 

- Vai ficar aí? - A ruiva perguntou ao notar que ele ainda está no sentado de cabeça baixa

- Você me deixou com tesão - Levantou o rosto sorrindo para ela 

A ruiva ruborizou - Você também - Respondeu sorrindo envergonhada para ele. Ddesceu as escadas

 

Emma voltou pra sala de aula.  Se sentou no seu lugar e ficou conversando com Guilda. Quando vê Ray entrar ela discretamente troca sorrisos com ele. Mordeu o lábio sentindo aquele arrepio que ele lhe causou

- Você ficou com alguém? - Guilda perguntou

Emma arregalou os olhos surpresa - Não, por que? 

- Parece que você ta com um chupão no pescoço - Guilda respondeu olhando a amiga

- Deve ser uma picada de um mosquito - Usou a primeira desculpa que veio a mente

Passou o restante da aula tentando esconder a mancha no seu pescoço, na qual ainda não conseguiu ver. Quando foi buscar Phil negou colo para que ele não notasse. Em casa, correu pro seu quarto e se olhou no espelho. Só um idiota acreditaria que aquilo é uma picada de mosquito, concluiu sentindo ódio. Tirou uma foto e mandou pro Ray

Emma: Olha o que você fez

Vestiu um moletom na tentativa falha de esconder a o chupão. Ouviu seu celular vibrar com a uma mensagem dele

Ray: kk Não imaginei que ia ficar assim 

Emma: Você tinha visto? 

Ray: Sim

Emma: E não me disse nada?! 

A ruiva se irritou com ele

Ray: Eu estava mais concentrado em resolver o meu problema

Emma: O que eu faço agora? To desesperada!

Ray: Esconde com o cabelo

Emma: Que cabelo Ray? 

Ray: kkk Isso funcionaria com outra garota

A ruiva revirou os olhos. É impressão sua ou ele ta falando da Anna? De qualquer forma isso não importa

Emma: Vou ver o que farei 

Ray: Se quiser te empresto o meu cachecol

Emma: Aceito, obrigada 

Ray: De nada cenoura 

A ruiva mordeu o lábio e mandou uma mensagem por impulso

Emma: Anna me mostrou a sua conversa

Ray: Espera aí. Minha mãe ta me chamando

Emma deitou na cama arrependida do que enviou. Por que disse isso? Foi clara com ele sobre essa relação. O que pensará se voltar atrás? Sentiu o celular vibrar. O olhou e vê uma video chamada de Ray. Droga! Pensou se sentando na cama ajeitando os cabelos. Se olhou na tela do celular e tentou manter a calma. Atendeu a ligação e vê o rosto de Ray

- Por que me ligou - Emma perguntou 

- Acho melhor para conversar - Respondeu olhando para baixo - Achei que não era pra da satisfação, mas se quiser  podemos fazer uma troca de informações 

- Não estou pedindo satisfação - Emma um pouco irritada

- Então deve estar arrependida de colorir nossa amizade - Emma vê os pelos brancos de Minerva aparecendo na tela

- Não é isso - Disse incomodada com aquela conversa 

- Então você não quer magoar sua amiga - Deduziu

- Por isso eu disse que essa relação é complicada - Emma colocou a mão no rosto 

- Qual o trato que fizemos? - Ray perguntou 

- Que somos amigos e nos pegamos de vez em quando? - Respondeu com uma pergunta porque não sabe exatamente o que ele quer ouvir

- Não - Levantou o dedo indicador - Que a gente pode parar de ter benefícios caso um de nós comece a namora

- Se você começar a namorar a Anna eu não teria coragem de falar pra ela que... 

- Então não fala pra ela - Ray concluiu a interrompendo fazendo carinho no gato - Não vamos deixar de ser amigos porque tivemos benefícios

- Isso não estraga a amizade? - Emma perguntou 

- Puta que pariu Emma - Ray colocou a mão na testa - Achei que você saberia pois tu tem beneficios comigo e Norman - Disse com certo desprezo 

- É - Respondeu engolindo em seco ficando em silêncio olhando ao redor

- Agora deixa eu ver a marca no seu pescoço - Pediu sorrindo 

- Tá bom - A ruiva puxou a gola do moletom e aproximou a câmera

- Não consigo ver - Ray respondeu - Acho que é melhor tirar o moletom

- Verdade - Emma apoiou o celular perto dos pés para que ainda aparecesse ela. Tirou o moletom e aproximou a câmera mostrando o seu pescoço - Agora dá pra ver? 

- Posso te contar um segredo? - Ray perguntou

- Diga - Pediu

- Eu já tinha visto o chupão - Ray sorriu - Só quis ver você tirar o moletom 

Emma revirou os olhos - Você é um bobo ridículo 

Ray ficou rindo - Vou desligar cenourinha, vou jantar

- Ta bom - Emma respondeu - Por favor, não esqueça o cachecol 

- Não se preocupe

- Até amanhã 

Ray acenou e desligou

 

Emma deixou Phil na creche e seguiu o mais rápido para não chegar atrasada. Vê Ray a esperando encostado numa árvore com suas mãos nos bolsos

- Demorou - Ray comentou a olhando 

- Me desculpa - Pediu ofegante 

Ray se aproximou e mexeu no seu cabelo sorrindo - A coisa ainta feia

- Culpa sua! - Emma inflou suas bochechas irritada 

Ray tirou o cachecol azul do pescoço e enrolou no dela

- Quem me deixou de pau duro foi você - Comentou com certo sarcasmo 

- Mas não precisava me morder daquela forma - Emma argumentou

- Não resisti - Ray comentou com um sorriso - Ninguém mandou ser tão gostosa

Emma ruborizou e abaixou a cabeça envergonhada - Seu bobo 

 

Chegando no colégio ela vê suas amigas conversando. Se cumprimentam e logo notou algo estranho entre Anna e Ray. Ela sorri discretamente pra ele enquanto trocam olhares.

- Eu vou entrar - Ray disse se afastando

Elas ficaram vendo ele se afastar 

- Meninas - Anna disse empolgada - Pedi pra ficar com Ray! 

Emma gelou. Então é por isso

- É sério amiga? - Guilda perguntou animada

- Sim - Anna respondeu sorridente - Vou mostrar a conversa para vocês 

Ela pegou o celular e abriu suas mensagens

Anna: Vou ser bem direta, quer ficar comigo? 

Ray: Bora rs Achei que ia mais pedir 

Anna: Rs Tem algum lugar em mente? 

Não fala biblioteca, não fala biblioteca, não fala biblioteca, pediu

Ray: Na biblioteca

Ele disse, respirou fundo decepcionada. Por um momento se achou especial por saber onde é o seu esconderijo

Anna: Vou te procurar na hora do intervalo 

Ray: Vou te esperar

- Que ótimo amiga - Guilda disse 

- Eu nem consegui dormir essa noite - Disse animada

- Vocês trocaram mensagens que horas? - Emma perguntou

- Foi depois do jantar - Anna respondeu pensando

- Ah sim - Emma forçou um sorriso. 

 

A aula começou e a ruiva está cabisbaixa. Maldito dia. Tudo apenas piora com causa do cheiro do Ray impreguinado neste cachecol. Na hora do intervalo Anna não parava de falar o quão animada está. Emma já está de saco cheio com a ansiedade dela que sua vontade é de tirar esse cachecol e mostrar o que Ray havia feito, só pra que calasse a boca. A loira mexeu no celular e sorriu pra tela. Se despediu e foi até a biblioteca. A ruiva revirou os olhos. Depois de um tempo se deu conta que estava sozinha pois Guilda está conversando com Don. Emma percebeu que está sobrando. Decidiu ir pra sala de aula ficar só. Entrou se assustando com a presença de Norman. Ele está sozinho no seu lugar fazendo algumas anotações 

- Não queria te atrapalhar - Emma disse dando meia volta 

- Não tem problema - Norman respondeu sorrindo - Pode ficar e me fazer companhia

Eletem um sorriso encantador, pensou se aproximando 

- É o seu projeto do curso? - Emma perguntou sentando do lado dele 

- É sim - Respondeu - Não vejo a hora disso acabar

- Que interessante - Emma comentou vendo as anotações - Seus amigos parecem legais.  Podia nos apresentar qualquer dia

- É uma boa - Norman respondeu sorrindo trocando olhares - Está tudo bem? 

- Por que? - Emma perguntou surpresa

- Você parece abatida - Norman respondeu mexendo no seu cabelo

- Não é nada - Respondeu sorrindo para ele

- Que bom Emma - Sorriu para ela

Seu sorriso lhe dizia que vai ficar tudo bem, como se soubesse o que está de errado. Emma acariciou seu pescoço olhando seus olhos azuis. Norman se aproximou e beijou sua boca. Um beijo lento que se transformou em algo mais necessitado. A puxou para mais perto. Emma entrelaçou os dedos nos seus cabelos brancos  para manter o ritmo intenso que tanto adora e que só ele proporciona. Se afastaram assustados ao ouvir alguém entrar. 

- Não queria interromper - Ray disse fechando a porta

- Está tudo bem - Emma disse se recompondo

- Vocês podem ter mais privacidade no quartinho de limpeza - Ray comentou com certa ironia se aproximando

Emma arregalou os olhos surpresa

- Ou na biblioteca - Norman o refutou - Você passa muito tempo lá

- Gosto de ficar só - Ray ironizou - Mas uma boa amizade me faz ter vontade de ficar lá por horas

- Boa amizade? - Norman perguntou com certo desprezo

- Você me entendeu - Ray disse se encostando na sua mesa - Afinal, você não estava apenas conversando 

Emma queria morrer nesse momento. Seus dois amigos coloridos insinuando suas relações como se ela não estivesse ali

- Exatamente isso o que você está insinuando - Noman disse - Mas eu não precisei embebedar ninguém 

Ray ficou sério - Bom, eu não precisei me aproveitar de uma doença 

- Mas precisou de um joguinho idiota para conseguir o que queria - Norman refutou

- Então me diga, o que eu queria? - Ray perguntou com ironia

- Vocês podem parar com essa discussão ridícula! - Emma disse irritada ao se levantar da cadeira assustando os rapazes 


Notas Finais


Obrigada por ler :3
Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...