1. Spirit Fanfics >
  2. Amizade colorida >
  3. Capítulo IX

História Amizade colorida - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura
Esperto que gostem

Capítulo 9 - Capítulo IX


Ray ficou em choque a olhando - Isso é serio? 

- É sim - Emma baixou o olhar mexendo na comida - Ela quer ficar com você desde do jogo da garrafa

- Nossa - Comentou surpreso - E o que você quer que eu faça? 

- Eu não sei - Emma respondeu enrolando o macarrão no garfo - Ela só pediu que eu desenrolasse

- E mesmo assim você pediu pra ficar comigo - Ray disse. Emma engoliu em seco o olhando - Eu tenho a impressão que, primeiro: Você quer ter benefícios comigo igual tem com Norman e segundo: Sua relação com ele não parece ser tão complicada quanto diz ao tentar colorir nossa amizade

- Falando assim parece que eu sou fissurada em sexo - Comentou com certo desprezo

- Desculpa Emma mas parece mesmo - Levou o garfo até a boca comendo macarrão. Emma arregalou os olhos surpresa com a afirmação dele - Você quer benefícios comigo mesmo tendo me dito que tem uma relação complicada com Norman - Ray sorriu pra ela - Ninfomaníaca - Sussurrou

Emma ruborizou e inflou as bochechas irritada - Retira o que disse

- Não - Apertou a bochecha dela - Ninfeta - Sussurrou sorrindo 

- Você é um ridículo! - Emma quase gritou

- Calma Emma - Ray olhou para os adultos erguendo as sobrancelhas. Emma virou o olhar na direção deles, que nem notaram a discução - Não estamos sozinhos 

- Então retira o que disse!  - Emma pediu ainda irritada

- Ta bom - Ray se rendeu - Me desculpa. Não acho que você seja ninfomaníaca e nem uma ninfeta 

- Obrigada - Emma disse sem esboçar um sorriso

- Agora por que isso? - Ray perguntou confuso - Por que amizade colorida? 

- É complicado - Emma pediu passando as mãos pelos cabelos - E não quero falar sobre isso 

- Tudo bem - Ray compreendeu

Eles deram continuidade a sua refeição em silêncio. Ao terminar Ray foi pegar o prato da ruiva

- Não precisa - Emma o impediu - Eu posso levar

- Para de graça atena - Ray disse - Não precisa ajudar

Ela deixou que ele pegasse seu prato. Ficou vendo ele levar até a lava louça. Ray também recolheu a louça da mesa e colocou pra lavar enquanto Isabela a limpa. Krone pegou Phil no colo que acabou dormindo após o almoço durante o desenho 

- Ele pode dormir no meu - Ray sugeriu 

- Obrigada - Krone disse 

- Não se preocupe irmã - Emma disse se aproximando dela - Deixa que eu levo ele

- Ta bom - Krone disse dando o menino no colo da ruiva

- Acompanha ela filho - Isabela pediu - Mas eu estou cronometrando o tempo

- Calma dona Isabela - Leslie abraçou ela por trás 

- Vamos logo Emma - Ray disse indo até a escada - Tem que aproveitar que meu pai conseguiu acalmar a fera 

- A lingua dele é igual a sua - Sarah comentou olhando Isabela

Ray levou Emma até seu quarto. Abriu a porta para que ela entrasse. A ruiva deitou o menino na cama enquanto Ray fechou as cortinas

- Minha vó nem conheceu o Minerva - Ray comentou quase sussurrando vendo o gato deitado na cama

- Emma? - Phil acordou um pouco assustado

- Você está no quarto do Ray - Emma disse baixo acariciando os cabelos dele 

- Posso cantar uma canção de ninar se você quiser - Ray sugeriu se aproximando 

- Eu quero - Disse fechando os olhos 

Ray umideceu os lábios e cantarolou a música da Isabela. Emma ficou o observando. Ele está com um pequeno sorriso enquanto olha o menino adormecer. Depois de alguma minutos eles notaram que Phil pegou no sono

- Vamos - Ray sussurrou

- Eu levo o Minerva - Emma disse pegando o gato no colo saindo do quarto 

- Vamos ficar na rua - Ray sugeriu encostando a porta

Emma ruborizou - Pra que? 

- Não é nada disso que você está pensando - Ray comentou com um sorriso nos lábios indo na frente

- Não tem como saber o que estou pensando - Emma retrucou o seguindo 

- Sua carinha entregou - Disse descendo as escadas 

- Que gato mais fofo - Krone comentou vendo Emma com Minerva. Ela o levou até o sofá para que a irma o acariciasse

- Nosso segundo filho - Isabela disse segurando seus braços 

- Ele é muito fofo - Sarah comentou - Tenho uns sete gatos em casa

- Ela parece a velha louca dos Simpsons - Ray ironizou falando pra Emma

Isabela começou a rir

- E você ta rindo - Sarah comentou discente 

- Desculpa mãe - Isabela tentou segurar o riso - Mas parece mesmo

- Droga! - Sarah disse irritada - Odeio concordar com você - Disse pro Ray, que sorriu de forma convencida - Por isso parei de adotar gatos

Emma e Krone se olharam assustadas com a situação. 

- Nós vamos ficar lá fora - Ray disse passando pela sala

- Só vou deixar por causa da comparação - Isabela disse rindo

- Toma cuidado - Leslie comentou um pouco desconfiado vendo eles passando 

Ray abriu a porta deixando Emma passar. Saiu e a fechou. Eles se sentaram na calçada

- Sua família é muito louca - Emma quebrou o silêncio 

- É daí pra pior - Ray disse - Meu pai quer que eu faça auto escola

- Isso é bom - Emma comentou sorrindo 

- É - Ray disse com certo desprezo - Isso vai ser útil quando eu for pra faculdade

- Ah sim - Emma disse um pouco surpresa - Você já decidiu o que vai fazer? - Perguntou o olhando

- Não - Respondeu sério - Ainda tenho tempo pra decidir isso

A ruiva pensou um pouco olhando ao redor - Vamos fugir? - Emma perguntou sorrindo 

Ray a olhou sem entender - Que? 

- Pra ficar na praça seu bobo - Respondeu sorrindo

Ele sorriu - Bora

Eles olharam para trás ao ouvir um barulho da porta

- Só estou conferindo algo - Leslie disse os olhando

- Nós vamos ali na praça - Ray disse se levantando - Daqui a pouco estamos de volta 

- Está certo - Leslie concordou

 

Eles caminharam até o fim da rua. A praça está um pouco movimentada. Emma correu em direção ao balanço, que está vazio, se sentou nele começando a se balançar 

- Quantos anos você tem criança? - Ray perguntou ironizando 

- Para de ser bobo - Emma disse aos risos

- A boba aqui é você - Disse pegandoo celular tirando uma foto dela se divertindo

Depoisde um tempo Emma parou e saiu se aproximando de Ray animada. O rapaz pegou sua mão e a levou até uma árvore. Ele se encostou nela e a puxou para perto abraçando a ruiva 

- Você está muito bonita com essa roupa - Sussurrou no seu ouvido

- Você é um bobo - Emma disse ruborizada olhando para baixo ao se afastar

Ele desceu suas mãos e entrelaçou seus dedos com nos dela a mantendo perto

- Então - Ray disse - Como funciona essa parada de amizade colorida? 

- Nós somos amigos e nos pegamos de vez em quando - Emma respondeu - Por isso podemos ficar com quem quisermos sem dá satisfação e a gente pode parar caso um de nós começar a namorar

- Entendi mas me responde uma coisa - A puxou pela cintura - Eu tenho pegada? - Sussurrou no seu ouvido 

- Ainda nessa cara?! - Emma se afastou com as mãos no seu tórax - Parece o pequeno príncipe que não volta atrás de nenhuma pergunta

- Aprendi com ele - Respondeu sorrindo pra ela - Você ainda não me respondeu 

- Para de ser bobo - Emma se aproximou e mordeu sua bochecha. Ela se afastou e tirou suas mãos da sua cintura e ficou com os dedos entrelaçados com os dele - A gente podia ter trago o Phil para brincar - Comentou olhando ao redor

- Verdade - Ray também olhou em volta - A gente pode vim aqui outro dia com ele

- Pode ser - Emma sorriu pra ele

Trocaram olhares. A ruiva soltou suas mãos e tocou seu rosto. Se aproximou e beijou sua boca lentamente. Ray a puxou pela cintura colando seus corpos. Logo Emma percebeu que ele é diferente do Norman pois o albino não ficaria com ela em publico. Se afastaram para recuperar o fôlego e a ruiva olhou para baixo. Ray levantou seu rosto com suas mãos e mordeu seu lábio. Ela apertou sua costela arfando. O moreno voltou a beija-la de forma mais necessitada. Desceu sua mão até sua cintura lhe trazendo para mais perto lhe apertando 

Emma se afastou ofegante - É melhor a gente voltar 

- Está bem - Ray disse soltando ela a contra gosto 

Eles voltaram conversando sobre assuntos aleatórios. Entraram em casa

- Onde vocês estavam? - Sarah perguntou os recebendo 

- Na praça - Ray respondeu - A criança queria brincar - Apontou para a ruiva

Emma revirou os olhos - Você é muito bobo

- Eles me avisaram quando saíram - Leslie comentou

- Na próxima vamos levar o Phil para brincar! - Emma disse para a irmã animada

- Você tem muita energia - Sarah comentou

- Porque a idade mental dela é de uma criança - Ray ironizou

- Você é um ridículo - Emma disse um pouco irritada 

- É difícil aturar esse garoto - Sarah disse com certo sarcasmo - Te dou toda razão de chamar ele de ridículo 

- Obrigado vovó - Ray ironizou 

 

Um pouco depois do crepúsculo Emma e Krone já estão voltando pra casa com Phil. A ruiva foi direto pro quarto assim que chegou em casa. Se deitou na cama para mexer no celular. Engoliu em seco ao ver Norman marcado numa foto com Bárbara. Respirou fundo um pouco irritada. Passou direto, não vai dá ibope para as amizades dele, principalmente a dela

 

Na manhã seguinte, Emma levou seu irmão pra creche e seguiu pro colégio. Se encontrou com suas amigas

- Emma! Guilda! - Anna disse empolgada - Ontem o Ray veio falar comigo! 

A ruiva ficou de boca aberta - O que ele disse? 

- Vou mostar - Ela respondeu mexendo no celular

Sentiu sei rosto esquentar vendo a alegria da loira. Ela lhe deu o celular para que as duas pudessem ler as mensagens 

Ray: Soube que você gostou de ficar comigo no jogo da garrafa

Anna: É verdade sim rs

Ray: Eu gostei de ficar contigo. Você beija bem rs

Anna: Obrigada rs 

Ray: Se quiser ficar comigo de novo é só me pedir que vai ser um prazer ;) 

- E por que você não pediu pra ficar com ele? - Guilda perguntou agitada 

- Porque eu fiquei nervosa! - Anna disse muito animada - Mas eu vou pedir!

- Aproveita que ele ficou bem claro que quer ficar com você- Guilda disse

- É verdade! - Concordou animada - Obrigada amiga! - Ela abraçou Emma

- Por nada - A ruiva respondeu forçando um sorriso

Elas foram caminhando pelos corredores 

- Não comentem com ninguém - Anna pediu - E nem sorriem ao ver ele

Entraram na sala e sentiu seu coração acelerar ao ver Norman conversando com Ray. Elas se aproximaram deles e não sabia para qual dos dois olhar

- A gente viu você no sábado - Anna comentou olhando o albino 

- Onde? - Norman perguntou

- Passando perto da sorveteria com um grupo - Guilda respondeu - Dois garotos e uma garota 

- Ah sim - Se lembrou sorrindo - São meus amigos do curso. Estamos trabalhando num projeto

Ele trocou olhares com Emma. A ruiva desviou o olhar coçando a nuca. Discretamente olhou Ray, que já estava a olhando. Suas bochechas esquentaram. O professor chegou e começou a sua aula. Emma não conseguiu se concentrar direito. O que deu na sua cabeça para ter benefícios com dois de seus amigos? Parece retardada!  Sua vontade é de voltar no tempo e impedir tudo isso de acontecer porque agora ta com ciumes do Norman com a Barbara. Tocou sua testa irritada. Não tem como isso piorar. Puta merda! Levantou o rosto, pior que tem! Também sente ciúmes do Ray com a Anna. Agora está completamente fudida porque não tem ninguém para conversar sobre sua isso. 

 

No intervalo, Emma ficou conversando com suas amigas.  Ao ver Ray se afastando do grupo decidiu ir atrás dele porém esperou um pouco. Deu alguma desculpa para suas amigas e foi caminhando até a biblioteca. Subiu as escadas e vê Ray sentado na poltrona com um livro na mão 

- Então é você - Disse respirando aliviado

- Achou que fosse quem? - Perguntou se aproximando 

- Qualquer pessoa aleatória que tivesse descoberto meu esconderijo - Respondeu a olhando 

Emma foi até ele e se sentou no seu colo.


Notas Finais


Isso tem um nome: Fogo no rabo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...