História Amor a primeira vista - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Momoland
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Nancy, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 1.164
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), LGBT, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eta que as coisas estão ficando boa, sô!

Boa leitura.

Capítulo 9 - A tragédia


Assim que ele me nomeia seu secretário particular, acabo ficando em uma de suas principais empresas centrais, aonde ele vai sempre. 

Enquanto eu revisava uns papéis, fico lembrando do acontecimento de ontem. Nossos corpos uns nos outros, o gosto dos lábios dele.. Eu realmente estava dando uma oportunidade ao amor novamente.

Verifico alguns emails, e um deles é um convite de casamento, enviado por um tal de " HopeJons."

Jin- Que legal, um casamento. 

Hyundai- Quem vai casar, me aproximo de sua mesa. 

Jin- Bom dia, senhor Hyundai. Esse email chegou faz poucos minutos, é um convite de casamento.

Hyundai- Certo, secretário. Venha até minha sala, por gentileza. - Pisco pra ele.

Jin- -Sigo o mesmo. Chegando lá ele tranca a porta e aperta minha cintura, enquanto me beijava lentamente.

Hyundai- Fiquei pensando em você a noite toda, Seokjin.. Você realmente me atraí..

Jin- Hyundai, estamos em local de trabalho, alguém pode ver.. -Digo mordendo seus lábios.-

Hyundai- Eu sei! Mas não consegui resistir a você, Jin.. - Continuo o beijando.

Sinto o maior passar as mãos por minhas costas, me deitando em sua mesa, enquanto caía os objetos no chão. Ele fica por cima de mim e mordo meu pescoço.

Me sinto tão excitado e completo, queria que aquele momento durasse para sempre ou fosse um pouco mais além.. 

Arrumo meu cabelo bagunçado e volto a minha mesa ao lado de fora, sorrindo baixinho para mim mesmo. Mais tarde o Hyun me leva para jantar em um restaurante muito chique, estávamos vivendo um início de um maravilhoso romance.

Suga on.

J-Hope havia acabado de chegar em casa, eu estava largado no sofá vendo série, enquanto pensava em várias coisas. Ele passa direto e vai para o banheiro. No mesmo instante recebo uma mensagem, era a Jennie.

Jennie: Oi Suga, tudo bem?

Suga: Oi. Mais o menos é com você?

Jennie: Bem, eu acho né. Queria perguntar se você conhece alguém chamado "Tae" ou "Taehyung".

Suga: Eu não sei, acho que não.

Jennie: Entendi..

Rapidamente me vem à memória o documento qur havia um nome escrito Taehyung.

Suga: Espere, eu conheço só o nome, não a pessoa. J-Hope trouxe um documento na mala, com alguém chamado Taehyung.

Jennie: Eu sabia!😠

Suga: Sabia o quê? Diga, está me assustando.

Jennie: Não dá pra falar por mensagem, Suga. Precisa ser pessoalmente.

Suga: Me encontra na sorveteria daqui a 20 minutos. 

Jennie: Ok. Estou a caminho.

Jennie ficou Off-line.

Me levanto do sofá e arrumo meu cabelo, pego as chaves e saio.

J-Hope on.

Vejo Suga sair bem apressado, porém ele esquece seu celular desbloqueado. Acabo vendo as mensagens e fico perturbado.

J-Hope: Maldita empregada. Suga não pode descobrir, não pode.. - Falo com ódio no olhar.

Suga on.

Chego até o local marcado, vendo que Jennie ainda não havia chegado. Do nada avisto ela vindo na minha direção, atravessando a rua.

Derrepente um carro em alta velocidade vem e acerta em cheio ela. As pessoas na rua começam a gritar e chegar a moça. Eu apenas dou uma carreira até ela, vendo que ainda tinha vida.

Suga: Alguém chama uma ambulância! Rápido! - Grito.

Jennie- S-suga.. -Falo com dificuldade.- O J-Hope..

Suga- Poupe palavras, ambulância já vem, Jennie.

Jennie- Suga.. Eu preciso dizer.. O J-Hope está.. está.. - Fecho meus olhos.

Suga - Jennie? Jennie! Socorro! SOCORRO, UMA AMBULÂNCIA!

Nem podia acreditar que ela havia morrido por uma parada cardíaca. Eu me sentia horrível, por não consegui ajuda-lá. O pior de tudo é que ela não conseguiu me dizer, o que tinha para falar. Sabia que poderia ser algo importante, em relação ao J-Hope ou esse tal de Taehyung. 

J-Hope- Suga? Finalmente achei você.

Suga- Hope, como me achou? - Falo cabisbaixo.

J-Hope- Eu saí para da uma volta. Ai vi você entra numa ambulância e fiquei preocupado. O que aconteceu?

Suga- Perdi uma amiga minha, ela foi atropelada.- Choro baixinho.

J-Hope - Oh meu amor.. Eu sinto muito. -Abraço ele.- Vai ficar tudo bem.

Suga - -Aperto ele, chorando enquanto ficava com meu rosto sobre seu peito.- Ela era boa.. 

J-Hope- Tenbo certeza que era sim, amor. - Olho para o cadáver que estava sendo coberto com um saco.

J-Hope pensamento.

Você entrou no caminho errado, Jennie. Eu ate gostava de você, porém sabia que havia algo errado quando começou a me encarar e me evitar. Ninguém mandou se meter aonde não é chamada. Agora vai levar seu segredinho pro túmulo.

Suga on.

Suga- Será que ela tinha família, amor? - Falo baixinho.

J- Hope- Eu não sei. Mas não se preocupe, eu me encarrego disso. Era parecia ser muito sua amigo, é o mínimo que podíamos fazer por ela.

Suga - Obrigada, amor. De verdade mesmo. - O dou um selinho.

J-Hope- De nada, amor. - Retribuo.

Levo Suga para casa e deixo ele dormindo sobre a cama. Arrumo minha mala e viajo para casa de Tae.

[...]

Ao chegar lá sem avisar, eu conto o que havia acontecido e como era de se esperar, o mesmo caí em choro. Jennie era como da família, uma irmã para ele.

Marcamos o funeral para o dia seguinte. Pretendo que Suga queira ir, então apenas penso em que desculpa irei dá a ele.

Suga on
7 dias - Contagem regressiva.

Ao acordar sinto um cheirinho muito bom de panquecas. Desço e vejo Hope cozinhando ali.

Suga - Isso parece está muito bom, amor.

J-Hope - Espero está mesmo, deu maior trabalho, sabe.. - Sorrio.- Sente-se, irei te servir.

Suga- Ok. Aí, eu nem acredito que a família da Jennie fez uma cerimônia simples.. Queria tanto ter ido. - Digo triste.

J-Hope- Pensa pelo lado positivo, amor. Nunca é um adeus, lembre disso.

Suga - Sim, isso é verdade. Bom, vamos comer! - Rio e começo a comer.- Tá divino! 

J-Hope - Obrigado! -Rio.

Meu casamento estava chegando, o que me deixava ainda mais nervoso com tudo isso. Minha mãe me ajudou a escolher toda a decoração, e meu perno, que seria na cor branca.

Faltava apenas 2 dias, e era como 2 anos. Queria logo subir ao altar e me unir com J-Hope.

Hyundai On.

Hyundai- Jin, eu não tenho par para ir no casamento do meu amigo. Você vem? - Rio.

Jin- Claro, será um prazer! - Sorrio fofo.

Hyundai- Você é tão fofo, dá vontade de ficar beijando o dia todo. - Beijo ele.

Jin- Pode beijar, eu deixo! - Rio e retribuo.

Hyundai- Irei ficar mimado desse jeito. - Sorrio.

Suga on.

Coloquei meu terno e ajeitei minha gravata, enquanto me olhava no espelho. Minha mãe me ajudava, ela parecia tão feliz.

Flashback off 

Suga - Aí mãe, eu estou tão feliz, nem acredito que vou me casar.

Sra.Nonh: Aí meu filho, estou tão orgulhosa de você! Te desejo toda felicidade do mundo! - Beijo sua testa.

Suga - Amém mamãe. - Sorrio.

Era chegado a hora. Finalmente eu iria me unir ao J-Hope. Nada poderia estragar aquele momento perfeito, nada!.


Continua...


Notas Finais


Será mesmo, que nada vai estragar??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...