História Amor em grego - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Inosasu, Itasaku, Naruhina
Visualizações 110
Palavras 1.683
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo, mina! Obrigada pelo carinho de vocês. Continuem favoritando e comentando, onegai! Mandem mensagem também! Boa leitura ❤❤

Capítulo 29 - Resgate


Fanfic / Fanfiction Amor em grego - Capítulo 29 - Resgate

Os dois nos deixaram e nos entreolhamos ao ouvir o barulho da porta sendo trancada. O cômodo não tinha janelas, apenas um basculante cumprido, que mal passava um braço por ele.

- O que podemos fazer?

- Como assim? – indagou Hinata

- Temos que tentar nos comunicar – Respondi - Alguém estava com celular no bolso?

- O meu! – Ino quase gritou- Está aqui- apontou pro sutiã e tivemos que ajudá-la a tirar de lá, por conta dos pulsos amarrados.

Comemoramos em silêncio e Ino desbloqueou o aparelho, para nossa infelicidade, tinha apenas 5% de bateria.

- Bloqueia de volta e desativa a localização e os dados móveis, temos que decidir pra quem ligar- Falou Hina.

- Droga, isso vai ser um problema- ela encarava a tela ainda ligada e logo em seguida bloqueou.

~♡~

Esperávamos a algum tempo e a tela saiu do modo descanso. Olhamos rápido.

- É o rastreio de celular – Shino falou e logo em seguida um mapa apareceu na tela

- É Gumma, algumas horas daqui. Vamos!! – falei

Sasuke e Naruto concordaram sem pensar duas vezes, mas Shino advertiu e Kakashi tinha um pé atrás.

- Devemos chamar a polícia. – foi a vez de Kakashi.

- Chame, mas eu não vou ficar aqui parado- foi a vez de Sasuke.

Shino revirou os olhos, mas resolveu ir conosco. Fomos em dois carros, eu e Sasuke no meu, Naruto, shino e Kakashi no outro. Chegamos ao local na madrugada e estacionamos um pouco distante para observar o movimento. Vimos quatro homens ao todo, éramos cinco e um detetive armado.

Decidimos esperar que saíssem outra vez, eram um a cada 10 minutos e vimos acontecer duas vezes. Estávamos agora, fora do carro e em lugares estratégicos, eu tinha um porrete e Sasuke corda para amarrá-los. Agora era só esperar.

~♡~

Levamos muito tempo decidindo e até fizemos algumas ligações mal sucedidas e celular perdeu mais bateria.

- 3% meninas. – Alertou Ino

- Que droga, não vai dar.

- Calma, Saky, vamos ligar pro meu primo Neji, essa hora ele tá no escritório, a farmácia é 24h.

- Certo.

Discamos o número que Hinata falou e passamos o celular para ela. Chamou 3 vezes antes que ele atendesse.

#Ligação on#

# Neji! Precisamos de ajuda!

# Hinata, o que....

# Alô? Alô?

Ela olhou para o celular e tentou ligar o aparelho em vão, havia descarregado.

- Será que eles vão nos soltar?

- Espero que sim, Hina. – Respondi.

Ino chegou perto e encostou em nós num ato de carinho. O silêncio ali tornou-se ensurdecedor, como estar no fundo de uma piscina. Ouvimos um barulho forte, como se alguém apanhasse e nos encolhemos. Minutos depois ouvimos o mesmo barulho e começamos a estranhar. Ino me ajudou a subir numa mesa que empurramos, com cuidado, para baixo do basculante.

Olhei pelo vidro e vi Itachi abaixado na grama alta e Sasuke atrás com Naruto e Kakashi, amarrando mais um mascarado. Desci num pulo e abri um sorrisão.

- São eles! – Comemorei.

- Quem? – perguntou Ino e Hinata levou as mãos a boca.

- Naruto, Sasuke, Itachi e Kakashi. Precisamos nos desamarrar.

Começamos um trabalho em grupo, tentando soltar as cordas, mas sem sucesso, aqueles nós eram impossíveis de serem desfeitos assim.

- Aah! Isso não vai sair assim – Hina desistiu.

- Credo, servimos para nada, nem pra desamarrar nossas mãos.

- Calma aí meninas, eles estão vindo. Vamos esperar.

Pensei em voltar para cima da mesinha, mas Ino me recomendou sentar no chão com elas, ouvimos dois tiros e o coração falhou por um segundo. Subi na mesa e dessa vez nenhuma das duas se opuseram. Não vi ninguém e quis gritar, mas precisava ser cautelosa. Desci da mesa e me juntei a elas, que estavam tão aflitas quanto eu. Só nos restava esperar ali.

- Viu alguém, Sakura?

- Não, Ino. – nós três seguravamos as lágrimas.

- Eles não tem arma, aí meu Deus. – Hinata levou as mãos aos olhos.

Alguns minutos se passaram depois dos tiros e ouvimos um barulho forte atrás da porta. Os passos foram se aproximando e a mesma medida, nos encolhemos uma na outra. A chave foi enfiada na porta e a mesma foi destrancada, seria esse o nosso fim? Fechamos os olhos e escondemos o rosto uma na outra.

~♡~

O primeiro cara saiu e eu o acertei em cheio na nuca, ele desmaiou e Sasuke com Naruto e Kakashi o amarraram, nas mãos, pés e puseram fita na boca. Mais dez muitos se passaram e o segundo saiu, acertei também na nuca e ele foi amarrado com o outro. Agora faltavam dois, mas eles não saíram em dez minutos, provavelmente por estarem desconfiados.

Resolvemos, eu e Shino, dar a volta na pequena cabana, fui na frente e ele me dava cobertura por estar armado. Me adiantei de mais pelo nervosismo de encontrar Sakura bem, mas pude ouvir Shino me chamar num sussurro. Assim que sai atrás da cabana dei de cara com um homem e entendi o motivo de ter sido chamado. Parti pra cima dele e o desmaiei com um soco na garganta. Arrastei o terceiro mascarado de volta para frente e ele também foi amarrado com os outros dois.

Voltamos para a lateral da casa e vi a porta da frente ser aberta, o homem que passou por ela tinha uma pistola nas mãos e a apontou para Sasuke. Meu coração de irmão não aguentou ver aquilo, larguei o porrete no chão e caminhei para frente de Sasuke com as mãos levantadas. Shino permaneceu lá e tinha o último mascarado sob sua mira.

- Calma! Não faremos mal a vocês, só queremos as meninas e queremos saber por que estão fazendo isso.

- Ah é? Quem me garante? Todos os meus companheiros estão amarrados e desacordados.

- Foi necessário, não sabíamos quantos vocês eram e nem se estavam armados. Você tem família? – estranhamente me tornei falador nesse momento.

- Não me venha com esse papo, algo me diz que não faz o seu tipo.

- O que vocês querem?

- Façamos assim – ele ignorou minha pergunta- Soltem eles e entregamos as meninas a vocês.

- Quem me garante?

- Não há garantia.

Olhei para Sasuke que pareceu entender que eu pediria para que eles soltassem os outros, mas ele negou com a cabeça. Quando eu ia tentar novamente convencer o homem a minha frente, a polícia estava chegando, os carros não tinham as sirenes ligadas, mas ao passarem debaixo de um poste, deu para ver as cores dos carros.

O homem se desesperou e apontou a arma, que estava apontada para o chão, novamente na direção de Sasuke.

- Soltem eles e a gente sai, não queremos problema com a polícia.

- Sinto muito cara, mas não vou soltar ninguém – ouvi Sasuke responder ao colar a fita na boca do recém atingido por mim.

Olhei para o homem que hesitou por um segundo, me dando o sinal de que ele atiraria. Não pensei duas vezes e me joguei na frente de Sasuke. Do instante que ouvi o disparo até o momento que senti o projétil entrar mim, foi incrivelmente rápido, mas quando senti o que no começo pareceu uma picada de mosquito, começar a queimar e doer como se eu fosse perder aquela parte de mim, esse instante pareceu durar horas.

- ITACHI!!!!!! -Sasuke gritou e quando senti o chão contra o meu peito ouvi outro disparo e olhei para o homem a minha frente que caia também atingido, mas por Shino.

Ele abaixou perto de mim olhando todo o meu corpo, procurando os vestígios daquele tiro, enquanto deitou minha cabeça em seu colo.

- Seu idiota! O que você fez??

- Calma Sasuke, foi no meu ombro – Ri fraco, me acostumando aquela dor e puxei a blusa para o lado, com a mão direita, revelando o ferimento em meu ombro esquerdo. – O projétil ainda está aqui, posso senti-lo.

Sasuke respirou um pouco mais aliviado – Podia ter sido pior.

- Que irmão mais velho seria eu, se deixasse você levar esse tiro? Me ajude a levantar, temos que achar as meninas.

Levantei com a ajuda de Sasuke e vi Shino conversando com os policiais, que eu nem vi chegar. Eles algemavam os caras que estavam amarrados e Shino contava como e porque disparou no quarto homem. Naruto estava perto deles com Kakashi, mas veio sozinho em nossa direção.

- Como tá seu ombro?

- Já esteve melhor.

- Você e Kakashi correram?

Naruto revirou os olhos com a pergunta de Sasuke- Teme, Baka, vamos lá soltar elas.

Concordamos com a cabeça e adentramos a cabana seguindo Naruto. Entramos num corredor escuro que descia e o dobe bateu a cabeça com tudo num cano mais baixo, fazendo um barulho só. Ele parou e levou as mãos ao topo da cabeça, Sasuke balançou a cabeça em reprovação enquanto continuamos andando. Parei frente à porta e enfiei a chave, esperei o Naruto nos alcançar e destranquei.

A cena que encontramos foi no mínimo engraçada e ao mesmo tempo dolorosa, as três abaixadas mais grudadas que chiclete em banco de praça e de olhos fechados. Observamos calados, feridos por dentro pelo medo que elas passaram, mas Naruto resolveu descontrair.

- O que vocês estão fazendo? – ele perguntou rindo.

Elas se desgrudaram e olharam para nós sem acreditar, se olharam novamente e depois para nós outra vez.

- Vocês estão bem? – Ino indagou

- Estamos, exceto Itachi-baka que levou um tiro pelo Teme.

Sakura levantou e deu passos rápidos até mim, como se despertasse e todo aquele medo evaporasse, como era incrível aquela mulher de cabelos rosa.

- Cadê, Itachi??? – ela resmungou visivelmente preocupada.

Eu segurava a barriga com a mão esquerda, de modo que meu braço e ombro ficassem imóveis, puxei novamente a blusa com a mão direita e as três fizeram careta de dor.

- Tá tudo bem, minha flor. O que importa é que você está bem.

- Como tudo bem? Tá sangrando, Itachi. Vamos embora.

Todos concordaram e Naruto usou uma faca para cortar as cordas e os panos que ficaram pendurados como um colar nelas


Notas Finais


Coitadas!
Itachi baleado, por favor não me matem. 😂
Espero que gostem e até a próxima 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...