História Amor ou Ódio? - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Tags Exo, Jimyeom, Jinyhyang, Kaisoo, Kookbam, Markson, Namjae, Seokbum, Shinee, Yoonseok
Visualizações 25
Palavras 3.021
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 50 - Descobertas


~JINYOUNG ON~

Depois daquela visão, e do que Hyoga me disse, tudo começou a fazer sentido. Mas, ainda não entendi algo. Porquê nós? Porque tudo isso?

Escutei uma batida na porta logo Jimin a atravessou sorrindo:

Jimin -- Hey Jiny, você esta bem?

-- primeiro, mesmo você possuindo este dom, pessa para entrar, a porta estava aberta. E segundo, estou sim.

Jimin -- que bom. É que hoje na escola, não vimos você no intervalo e você parecia estranho.

--eu estava cansado.

Jimin -- têm certeza de quê é apenas isso?

-- o que mais seria?

Jimin -- não sei. Bom.. se você diz estar bem, quem sou eu pra contrariar.

Jimin levantou-se e logo saiu do meu quarto.

Suspirei olhando para o teto. Lembrei da conversa que tive hoje mais cedo com Taehyung.

Taehyung me pediu desculpas, dizendo não ter sido sua intenção. O desculpei porque também me deixei levar, mas àquele não era o real motivo de eu estar irritado/bravo com ele. O motivo foi ele ter mentido tantas coisas, ter ajudado seu irmão Jackson contra meu irmão; ter se passado por uma das feiticeiras; fingir gostar de mim. Eu sei que também errei, mas eu tentei esquecer tudo e ficar disposto a tentar de verdade, até àquela noite.

Suspirei novamente. Porque um simples pedido de desculpas muda tudo? Não, eu não posso fraquejar agora.

Lembrei da conversa com Hyoga.

A guerra que esta tão próxima. Se realmente minha visão ocorrer, e se tudo o que Hyoga me contou estiver certo, tudo pode mudar. Só não sei se vai ser pra melhor.


~JINYOUNG OFF~


Kai entrou em seu Castelo junto de seus amigos.

Kai-- onde vocês estavam?

Onew-- na escola?!

Kai-- Taemin?

Taemin -- desculpe kai, dormi na mesa kkkk.

Kai-- fiquei esperando vocês por um bom tempo sabia disso?

Taemin -- aham.. estava com uma boa companhia não é? Kkkk - kai estava sério - ha qual é kai, larga disso cara. Somos seus amigos pode nos contar sabia! -Kai suspirou.

Kai-- eu não sei se gosto mesmo dele, na real, não sei se ele gosta de mim.

Onew -- como você quer que ele goste de você se você dá encima do Youngjae?

Kai ficou quieto. Sabia que seus amigos tinham razão.

Taemin -- faz assim, conversa com ele. Largo essa "vingança" de lado e vai atrás do Seu futuro.

Kai o encarou.

Kai-- e você? Vocês não vão atrás das feiticeiras?

Onew -- pra que?

Taemin -- se eu quiser ela beija minhas botas e mãos

Kai-- sei! Quando vocês largarem dos filhos de Saturno e correrem atrás do Futuro de vocês, eu admito para Kyungsoo que to começando a gostar dele.

Taemin -- sério mesmo? - kai acenou positivo - ok, amanhã vou falar com a Hinna.

Onew -- vai falar mesmo?

Taemin -- sou galanteador, sexy, ninguém resiste ao meu olhar. E se resistir, bom, o Kai não disse nada sobre ser aceito.

Kai-- epa, pera ai

Onew -- verdade. O que é levar um fora só não é?

Os irmão riram e kai se amaldiçoou mentalmente.


          ¤¤ ¤¤ ¤¤ ¤¤ ¤¤ ¤¤


No Reino de Júpiter, avia algo errado.

Namjoon -- NÃO MÃE NÃO. CACETE VOCÊ NÃO ENTENDE? NÃO MANDA NA MINHA VIDA, SE EU QUISER PEDIR DESCULPAS EU NÃO PEÇO. -Namjoon gritava com sua mãe que arregalou os olhos - VOCÊ JÁ TEVE SUA ESCOLHA, VOCÊ ESCOLHEU O PAPAI, EU NÃO ESCOLHI AQUELE TRASTE. NÃO ESCOLHI.

Terra-- Nam meu filho calma.

Namjoon -- arrr.. você me tira do sério!

Todos seus irmãos estavam olhando da escada

Júpiter -- Namjoon, mais respeito com sua mãe. Como você ousa levantar a voz para ela.

Namjoon -- O que foi pai? Agora vai querer ficar do lado da mamãe ? Vai querer fazer eu me rebaixar para os filhos de Saturno? Ham?

Júpiter -- Namjoon, abaixe seu tom de voz!

Namjoon -- Quer saber vão a merda. - Namjoon disse subindo as escadas e caminhando para seu quarto.

Júpiter -- NAMJOON VOLTA AQUI. - a porta bateu com força - NAMJOON! NAM..

Terra-- calma querido. Ele só esta... esta..

Júpiter -- eu sei!

Jungkook -- Mãe você está bem?

Terra-- estou sim.- Jungkook a abraçou.

Yugyeom -- vou pegar um chá.

Jackson -- eu acalmo o Namjoon

Taehyung, Yoongi, Jaebum se Entre olharam. Namjoon jamais havia levantado a voz de tal maneira para sua mãe.

Taehyung caminhou para seu quarto e ao entrar, avistou alguém em sua cama.

Taehyung -- como entrou aqui?

Jinyoung -- não importa. Preciso conversar com você

Taehyung -- sobre o que?

Jinyoung -- sobre uma visão, uma guerra.

Taehyung franziu a testa.

Jinyoung -- O que seu irmão fez, agora a pouco, só tem a piorar. Não só com ele mas.. todos nos, dos mais velhos para os mais novos.

Taehyung -- então... Jaebum é o próximo? - Jinyoung assentiu - eu serei o quarto a pirar então?

Jinyoung -- não só você, eu também. Somos os filhos do meio.

Taehyung -- mas..

Jinyoung -- eu não confio muito em Hyoga. Prefiro arriscar te contado do que não fazer nada. Mas... se a guerra ocorrer mesmo, e o que ele disse for verdade. Eu mesmo mato você!

Jinyoung encarou Taehyung friamente.

Taehyung -- eu já lhe disse hoje, que não pretendo mentir. Eu errei antes e você aceitou as minhas desculpas. Isso não significou que o iremos "voltar a namorar " mas sim que vamos tentar uma amizade sincera não é?

Jinyoung -- sim. - Jinyoung levantou-se e esticou a mão para Taehyung que ao mesmo tempo a apertou - amigos! - sorriram fechato e então Jinyoung virou-se para a janela e pulou.

Taehyung correu e olhou pela janela, não vendo mais nada. Estranhou.

Alguém bateu na porta e Taehyung a abriu.

Yugyeom -- esta bem?

Taehyung -- sim!

Yugyeom sorriu e esticou um chá para Taehyung que sorriu pequeno.


       ¤¤ ¤¤ ¤¤ ¤¤ ¤¤ ¤¤ ¤¤ ¤¤ 


No Reino de Saturno, Jimin andava de um lado para o outro.

Yugyeom surgiu em seu quarto sorrindo.

Jimin -- eai, deu certo?

Yugyeom -- acho que sim.

Jinyoung -- vocês têm mesmo certeza disso?

Jimin-- temos sim. Yugyeom vai antes que ela sinta algo. - Yugyeom sumiu - Jinyoung, obrigado por ter nos contado. Temos que ficar alertas a Hyoga.

Jinyoung -- vocês tem que me explicar muita coisa ainda. Onde Kunpmook foi?

Jimin -- esta lendo o livro, ele tem uma boa memória então ira nos contar quando terminar. Pra não levantar muitas suspeitas.

Jinyoung -- tudo bem.

Youngjae -- MAS QUE MERDAA..

Ouviram Youngjae gritar da sala. E correram até o mesmo.

Marte-- Youngjae o que houve?

Youngjae -- NADA MÃE, NADA! ALIÁS, TUDO. PORQUÊ A SENHORA APROVOU ELE? PORQUE? - Youngjae chorava - AQUELE IDIOTA !

Marte -- calma filho, calma.

Youngjae -- EU ODEIO ELE, ODEIO! ELE TIROU TUDO DE MIM..

Marte -- calma..

Saturno -- como assim? Do que você esta falando filho?

Marte -- amor, vá para o quarto

Youngjae -- ME SOLTA MÃE! - Youngjae se desfez do abraço de sua mãe e subiu as escadas em direção a seu quarto.

Saturno -- o que tiraram dele?

Marte apenas chorou.

Hyoga estava em forma de fantasma ao lado de Seokjin.

Hyoga -- diz para seu pai o que Namjoon fez com seu irmão!

Seokjin -- que? Não! Isso pode piorar tudo.

Hyoga -- seu pai têm o direito de querer proteger os filhos não tem?

Seokjin -- verdade. - olhou para seus pais - Pai, O Nam...

Jinyoung --Jin, pode fazer um chá de calmamentes para a mamãe e para o Youngjae?

Hyoga -- anda Jin, conta!

Seokjin -- posso! - disse depois de ver sua mãe chorar e seu pai tentando a acalmar.

Seokjin foi para a cozinha.

Hyoga -- porque você não contou?

Seokjin -- não é uma boa hora

Hyoga -- é melhor eles saberem de uma vez só e...

Seokjin --chega Hyoga! Não quero que eles chorem mais ainda. Vou falar com o Youngjae antes de tudo, foi com ele, ele que têm a autorização para falar. Se ele não quiser falar eu não falo.a decisão é dele - Hyoga engoliu o seco.

Hyoga -- ashh!

Jinyoung --esta tudo bem Jin?

Seokjin -- sim estou falando com o Hyoga.

Jinyoung -- ah, ele esta aqui?

Seokjin -- aham. O feitiço não funciona mais.

Jinyoung -- ah.. então, Oi Hyoga. Kkk..

Seokjin -- ele disse oi também. E pra você não esquecer do que ele te disse!

Jinyoung -- não vou

Seokjin -- o que disse a ele Hyoga? O que ele te disse Jinyoung?

Jinyoung -- ahh.. era besteira.

Seokjin -- ok segredo. tão tá. Eu respeito isso.

Jinyoung saiu da cozinha. Passou por Jimin que entendeu o recado e subiu atrás do mesmo.

Jinyoung -- ela não pode mais ser vista por nós. Mas ela pode nos ver e ouvir.

Jimin -- vamos evitar falar dela, Pega seu celular.

Jimin e Jinyoung conversavam por mensagens em código.

Hyoga cruzou os braços ao ver trocarem mensagem que ele não conseguiu entender.

"Ela? Ela quem?" -pensava Hyoga.


~ELLEN ON~


Saimos da boate depois de nos despedir do chefe, Hinna e eu caminhamos para a casa, que logo ao chegar, escutamos risos familiares.

Hinna -- não pode ser?

Entramos e assim que chegamos na sala, nossos pensamentos se confirmaram.

--O que fazem aqui? - perguntei incrédula

Onew -- Oi também!

XX-- Filhas, porquê não nos contaram que estavam namorando? - perguntou nosso pai com uma cara séria.

Hinna -- porquê não estamos?!

Taemin -- como assim meu amor?

Hinna-- você está bêbado?

-- pai, mãe, podem nos dar um tempo sozinhos? - meu pai negou com a cabeça.

XX-- podemos sim filhas. -disse nossa mãe sorrindo. Logo ela pediu para conversar com eles no nosso quarto.

-- Onew, Taemin podem nos acompanhar.

Eu e Hinna caminhamos até nosso quarto e eles nos seguiram.

Onew-- diz ai, o pai de vocês é louco? Porque ele fala sozinho.

Taemin -- elas também são iguais ao pai. Já vi a sua namorada conversando com nin...

Hinna -- cala a boca!

-- ele não é louco. Ele estava falando com a nossa mãe.

Taemin-- eu disse, louucaaa.. - cantarolou.

Hinna -- vo transforma ele num...

-- não Hinna. E só para vocês saberem, nossa mãe é uma fantasma e nosso pai feiticeiro.

Taemin-- agora faz sentido

Onew -- ahh verdade. Esqueci que o irmão de vocês era fantasma também

Hinna-- o que estão fazendo aqui? E que história é essa de mentir que namoramos vocês?- minha irmã perguntou direto.

Onew-- sabe o que é, nós estamos tentando ajudar um amigo a conquistar o garoto que ele gosta.

-- e o que temos haver com isso?

Taemin -- primeiro: você é insensível. Segundo: fizemos uma aposta.

Hinna-- aposta?

Taemin -- é! Tipo, se eu e o Onew nos declarasse pra vocês ele iria se declarar para o Kyungsoo.

Hinna -- Kyungsoo? O nerd do terceiro ano? Quem quer ficar com ele?

-- não entendi o porquê nós duas? Porquê não os seus namoradinhos em?

Onew -- oras, por que vocês duas podem fingir sabe. Não gostamos dos filhos de Saturno verdadeiramente; só.. estávamos ajudando o Kai com uma coisa. Não perguntem é pessoal!

Taemin -- sim! Ele mesmo! Kai! - olhamos para Taemin.

Hinna-- tu ta legal?

-- e chamou nosso pai de louco.

Onew-- nem eu lhe entendi irmão.

Taemin -- lerdos. Eu respondi as perguntas da Hinna. - bufou e cruzou os braços.

Hinna -- então. Você quis dizer que o Kai, gosta do nerd?

Taemin -- parabéns, você acertou. Quer balão?

Hinna --seu.. seu.. grrr, não vou te ajudar a...

Taemin -- desculpe, foi sem querer.

Onew-- então, vocês podem ao menos fingir ser nossas namoradas?

Hinna-- eu não sei! Seu irmão é muito chato

Taemin-- pormeto te levar pra sair. Compro o que você quiser. - todos nos o olhamo.

-- isso é tão sério à este ponto?

Onew -- não! O Taemin é exagerado mesmo.

Hinna -- ok! Eu aceito

Taemin -- sério?

--sério?

Onew -- sério?

Hinna -- aham! Eu estava querendo comprar umas roupas novas.

Taemin -- interesseira!

Hinna -- você foi quem pediu e propôs. - ela sorriu.

Onew-- e você? Aceita ser minha namorada? - o olhei, confesso que meu coração falhou ao ouvir tais palavras fiquei sem falar apenas o olhando nos olhos. Até ele voltar a se pronunciar - Ellen? Hey. você esta me ouvindo? Ellen?

--...O que? Sim!

Onew-- a..aceita mesmo?

-- aham sim! - sorri pequeni para o mesmo.

Taemin -- hiiiii... mó climão em!- falou logo depois sussurrou - acho que sua irmã não sabe o que é fingir em kakaka .

Hinna-- nem vem que teu irmão também. Olha lá; todo corado perto da minha irmã

-- ok! Era só isso. Vocês já podem ir. Vamos os acompanhar até a saída, vocês chamem o seu motorista e tchau.

Empurrei ambos os dois pra saida, Hinna sorria logo atrás.

XX-- Onde vocês vão?

-- Oi pai. Vamos os acompanhar até a saida.

XX-- hm!

-- ja voltamos pai.

Hinna -- cadê a mãe?

XX-- saiu.

Taemin -- foi um prazer lhe conhecer senhor. Até amanhã!

Onew -- tchau senhor!

XX -- tchau. Até amanhã

--- eles não vão vir aqui amanhã

Hinna -- só o Taemin. Pai amanhã vou sair com o Tae ok?

XX-- pergunte a sua mãe quando ele voltar

Assim que saimos de casa, uma limusine estacionou.

-- bom, tchau pra vocês.

Onew -- err.. tchau!

"Vai Ellen, você consegue! "- disse a mim mesma.

-- Onew! - ele se virou e me olhou. Respirei fundo e lhe dei um beijo na bochecha.

Meu corpo arrepiou-se, senti algo estranho no estômago e sorri para disfarçar o que tinha acontecido. Ele corou, e sorriu nervoso.

Onew -- err... tchau!

Acenei para ele virei-me de costas entrando dentro de casa.


~ELLEN OFF~


assim que Ellen entrou para sua casa sua irmã a olhou estranhando o tal ato.

Hinna -- nossa!

Taemin -- eu... também vou ganhar um beijinho?

Hinna -- quê? Não! Cai fora

Taemin sorriu por Hinna ter corado.

Taemin -- ficou com vergonha? Pra que? Somos namorados agora; isto é comum, ainda mais na bochecha. Isso é  coisa de amigo.

Hinna -- foda-se!

Onew -- Taemin, vamos logo- disse Onew gritando da limusine.

Taemin -- ok! Eu dou o primeiro passo então. - Taemin apertou de leve as bochechas de Hinna e então selou seus lábios nos dela em um selinho simples.

Taemin -- até amanhã gatinha! -sorriu e saiu correndo em direção a limusine que logo deu partida.

Hinna sorriu assim que a limusine deu partida, e então entrou para sua casa com um sorriso no rosto.

Onew -- caralho! Taemin, você beijo ele mesmo.

Taemin -- foi só um selinho. Não sei porque eu fiz aquilo, parece que ela esta... slá, me atraindo de algum modo e..

Onew -- porquê você não diz que realmente gosta dela?

Taemin -- não gosto. Ela é diferente de todas as outras que eu peguei.ela me atrai um pouco, mas só  um pouco. 

Onew --Amor! Isso irmão é amor.

Taemin -- e a Ellen?

Onew -- admito estar sentido algo além de amizade por ela. Não sei ao certo, por isso não quero avançar sabe.

Taemin -- entendo. Eu.. - olhou para suas próprias mãos - eu.. só Não sei se posso realmente a amar. Não sei se meu dom permitiria.

Onew -- tentar é uma opção sabia?

Taemin olhou seu irmão e sorriu confirmando em seguida.


~JAEBUM ON~


--Mãe! Vou sair volto mais tarde.

Terra-- onde vai filho?

--só... vou dar uma volta.

Terra -- tudo bem! Não chegue tarde.

Sorru pra mesma e sai do Castelo. O motorista perguntou-me se eu queria ir de carro, mas neguei. Eu precisava caminhar um pouco.


                ***************


Assim que voltei, fui diretamente para o quarto de minha mãe, mas parei na porta ao escutar uma conversa.

" Terra-- escute-me bem: se você fizer mais alguma coisa para qualquer um de meus filhos, eu juro por tudo que te mato!"

"XX-- kakakakaka, fala sério Terra. Você? Me matar? Kakakaka.."

"Terra-- Nos deixe em paz Suny! Pare de se humilhar."

"Suny-- vocês tiraram o que era meu.."

"Terra-- ninguém tirou nada de você. Ninguém manda no coração "

"XX-- EU MANDO! Não importa o que vocês pensam, eu havia alertado vocês que iria mr vingar. Fiquem espertas, porque estou apenas começando! "

Ouvi uma risada que me fez arrepiar. Logi mais um choro baixo vindo de dentro do quarto e finalmente tive coragem de entrar.

-- Mãe?

Terra -- ah! Oi filho, demorou kkk..

-- a senhora esta bem?

Terra-- sim estou sim!

-- eu.. eu comprei um vestido pra você. - entreguei a sacola e elea sorriu - com quem estava falando? - ele me olhou seria.

Terra -- o que você ouviu?

-- nada de mais, só.. uma outra voz e...

Terra-- quanto tempo você estava na porta?

-- a..agora à pouco. Porque? - menti.

Terra-- obrigada pelo vestido. Ele é muito lindo filho. - sorriu admirando o vestido.

-- de nada mãe. Bom.. Vou indo para meu quarto - dei as costas.

Terra -- Jaebum! - a olhei - não se preocupe ok. Eu estava apenas no telefone, era uma antiga amiga da mamãe que.. está passando por um período um tanto ruim!Não se preocupe comigo ok! - assenti sorrindo logo me retirando do local.

" porque ela esta mentindo pra mim? Amiga coisa nenhuma seja lá quem for! Quer saber, Suny não é? Vou pesquisar quem é ela!"- pensei entrando em meu quarto e lugando o meu notebook.

Pesquisei o nome que minha mãe havia sitado no quarto e logo apareceu um artigo, cliquei e logo comecei a ler.

SUNY: A Deusa do Amor, agora denominada Deusa do Ódio caus e destruição.

Suny após ter sofrido a perca de dois amores não correspondido no passado, distanciou-se de todos àqueles que a admiravam, se tornando uma das mais poderosas Deusas. Suny não superou ter perdido os amores não correspondidos para suas melhores amigas, e jurou vingança. Assim que soube da União dos quatro maiores reinos, viu ali a oportunidade de vingança e então assim o fez; lançando um feitiço de Ódio sobre os filhos dos dois casais o qual havia sido 'traida'. ou seja, suas melhores amigas e seus 'amores passados'.》

Terminei a leitura ficando boquiaberto.

-- meu Deus, que horrível. Será que isso é verdade? Porque alguém faria isso? Ainda mais com crianças? Essa mulher devia ter muuuito ódio mesmo pra não se dar o valor e seguir em frente. Eu em!

Fechei meu notebook e susperei.

-- porquê minha mãe estava falando com alguém assim? - me pergunto - Melhor deixar pra lá. A Internet as vezes tem muita baboseira.

Suspirei e logo resolvi tirar um cochilo.


~JAEBUM OFF~


Terra suspirou. O dia que tanto quis evitar junto de sua melhor amiga Marte, estava prestes a ocorrer, só não faz ideia que será diferente de como pensará.









" Tanto quanto o Amor o Ódio também pôde unir! "





CONTINUA...


Notas Finais


Desculpem a demora!

Bjs até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...