1. Spirit Fanfics >
  2. Amores divididos >
  3. O norte.

História Amores divididos - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - O norte.


Fanfic / Fanfiction Amores divididos - Capítulo 14 - O norte.

 


acordei tarde e com uma ressaca braba. mas o pior era a ressaca moral. nao queria ter feito aquilo com a erica, muito menos do jeito q foi. e trair meu proprio pai com a mulher dele??? imperdoavel!
fui ate a sala. meu pai descansava no sofá abraçado a erica q mal se mexia. ela nao fez questao nenhuma de olhar pra mim. mas eu a entendia, tambem nao conseguia encara-la. nem na cozinha, o local do crime, eu queria ir.
- oh, meu garoto! foi o primeiro a dormir e o ultimo a acordar? q matematica é essa?
- boa tarde, pai. - eu ri, feliz por encontra-lo bem humorado. - acho q aquele energetico tava batizado.
- mas q pilantras! aumentaram o valor do condominio pra isso?
- ha, deixa pra la. 
- vá comer alguma coisa. nao é bom ficar de estomago vazio.
fui ate a cozinha, comovido com a preocupação do meu pai. ele era mesmo um anjo na terra. fiz um sanduiche e voltei pro quarto. nao queria abusar.
dormi mais algumas horas. ao menos dormindo me sentia menos mal. quando acordei ja passava das 11. nao queria ter dormido o dia todo, no dia seguinte meu pai viajava de novo, queria ao menos aproveitar algumas horas ao lado dele. 
se a erica nos desse licença.
levantei e fui tomar um banho. a agua do chuveiro sempre ajudava a mandar os problemas pelo ralo. era assim q eu gostava de pensar. terminei e voltei pro quarto. tomei um susto! a erica esperava por mim.
- opa!
- sandro, a gente precisa conversar.
- mas precisa ser agora? - perguntei, indicando a toalha na minha cintura.
- o que eu tenho pra falar é rapido.
- tá, manda. - falei, indo até meu guarda-roupa pra separar uma cueca.
ela cruzou os braços, dava pra cortar a tensao no ar com uma faca.
- sandro, daqui a umas horas o raul viaja e vamos ficar so nos dois sozinhos outra vez.
- ce jura? - ironizei.
- eu nao to brincando!
voltei com a cueca na mao e a joguei sobre a cama.
- ainda nao entendi o q vc ta fazendo aqui? se era pra falar da gente pq nao esperou meu pai viajar? é uma treta nossa, nao é?
- ai q tá. a gente tem q conversar agora, antes q ele viaje. o raul é o nosso norte, sem ele aqui a gente se perde, briga, faz besteira. so quero q a gente se entenda. vamos ficar numa boa enquanto ele tiver fora. 
me aproximei dela e percebi imediatamente o quanto ela ficou tensa. era obvio q ela nao me queria perto, mesmo falando q queria ficar de boa comigo.
- posso te fazer uma pergunta?
- manda!
- vc gostou? pelo menos?
- que?
respirei fundo.
- preciso saber se vc gostou do q a gente fez. 
vi os olhos dela esquivando dos meus.
- que diferença faz?
- pra mim muita! me sentiria menos culpado.
finalmente ela me encarou, tremi naquele olhar.
- o q ta feito ta feito. a gente pode ter se arrependido mas agora ja era. como vc disse, é melhor pra todo mundo a gente fingir q nao aconteceu nada.
- só fala. por favor.
- gostei, sandro! era isso q vc queria ouvir? eu gozei, foi bom, foi gostoso. agora deu, esquece. nao sei nem pq vim aqui mais.
me deu um tesao quando ela falou q gozou comigo. nao esperava q ela fosse tao sincera. mas tambem nao fazia muita diferença agora.
- tá tudo bem, érica. de boa real.
- tá. boa noite, sandro. - ela respondeu saindo.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...