1. Spirit Fanfics >
  2. Apenas por mais um minuto! >
  3. Capitulo único

História Apenas por mais um minuto! - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olaaaa
Acharam q não teriam novidades?
Temos aqui uma oneee
que do nada brotou em mente!
espero q gostem!

Capítulo 1 - Capitulo único


Eu não queria mais!

Eu não queria mais chorar, mesmo sabendo que era impossível!

Eu não queria mais sentir essa dor por causa desse sentimento, queria poder enterrar todas os males, nos mais profundos abismos.

 Mas novamente!

Era impossível!

O tanto que falei para mim mesma que não iria me apaixonar, o tanto que prometi a mim mesma nunca confiar em um homem simplesmente quebrar essa promessa me faz ver o quanto sou idiota.

 A sua intuição é igual concelho de mãe.

 Você não escuta, mas sempre será certo.

 Agora sobre as lágrima e mágoa.

Sobre a dor no peito e aquela ilusão que tudo acabou e que nunca irei superar está mais que presente em mim.

 Essa não sou eu! Então por que estou assim? Debilitada? Sentindo minha alma saindo do corpo? Por quê? Está-se não é eu então quem sou? E quem está que está a domar meu corpo?

 Maldita mágoa!

Maldito sentimentos!

 Por que não é aquela garota que todos temiam? Por que não é a garota sem sentimentos? O que aconteceu comigo? Por quando tempo eu vendei meus olhos e mudei dessa forma? Por quanto tempo eu dormi e aquele ser estranho dominou meu corpo? Por quanto tempo?

Em minha mente foram 5 meses de pura ilusão!

Mas na prática prova que foi uma eternidade!

 Que foram sorrisos sendo pagados por lágrimas!

Eu nunca pensei que ser traída doeria tanto como está doendo! Que eu sofreria tanto como estou sofrendo! Que eu choraria tanto quanto estou chorando! É uma coisa tão comum! Que infelizmente normalizaram!

Malditos sentimentos! Maldita seja eu! É pedir muito que o mundo se exploda e nada mais exista?

 É pedir demais que arranquem meu coração fora? Maldito drama!

Maldito seja tudo!

 - se continuar a soluçar vou ter que te dar um abraço!

 Olho para os quatro cantos do galpão a procura de alguém, até que finalmente vejo alguém.

- o que faz aqui? E eu já estou de saída!

Tento me recompor enxugando as lágrimas enquanto seu olhar sem emoção estava em minha direção e pulou de cima dos milhares tralhas.

 - eu não estou te expulsando! O olho e logo as lágrimas retornaram, virei à cara desposta a ir embora.

 - mas mesmo assim

O respondi com um fio de voz tentando recuperar minhas forças para poder sair daqui e encarar o mundo a fora.

 - qual o problema em te ver chorando? Olhe para mim!

Ouso Seus passos em minha direção e tento me afastar ao máximo, mas o mesmo me vida bruscamente me imprensando na parede, apesar de ter sido brusco, não sentir a parede bater com força.

 - não! Não é assim que as coisas funcionam!

 Abaixei a cabeça começando a me assustar com aquela aproximação. Não era como se ele tentasse algo comigo, mas eu queria apenas ter o meu espaço.

 - marrenta!

 Levanto meu olhar o fuzilado com o mesmo.

 - idiota!

O respondo e ele vai aos poucos se afastando, seu olhar vai em direção à janela ao topo da parede feita de vidro, mas logo retorna em minha direção como quem queria perguntar alguma coisa.

- eu te falo o que estou fazendo e você me fala porque está chorando!

Reviro os olhos enxugando as poucas lágrimas, decidida a sair, ainda não sei por que continuei aqui.

 - eu já estou de saída!

Assegurei, mas ele segurou em meu ombro o virando em sua direção.

 - não, não está!

Olho para ele indignado, ok que estou fragilizada e sem ação alguma, mas já chega, ninguém manda em mim, ainda mais agora.

 - e quem você pensa que é pra me impedir de sair?

 O pergunto o empurrando com força O fazendo bater em alguns dos entulhos do galpão.

 - um preguiçoso curioso! Só precisa me dizer o que te abalou, não quero detalhes!

 Ele levantou a mão para cima e eu balanço a cabeça com negatividade.

 - para que? Isso irá mudar uma vida?

O pergunto sem humor, ele abriu seu sorriso e desviou o olhar.

- se for algo interessante talvez. Mas se não eu me aquieto, subo ali nas tralhas e finjo que nada aconteceu.

O olho desacreditada com o que ouvir, suspiro fundo me afastando dele.

 - eu fui traída, agora da licença que essa conversa rendeu até demais.

Caminho em passos rápidos até a porta, odeio admitir, mas essa Mine conversa sem sentido me fez por breves segundos esquecer ele.

 - não vai antes de receber meu abraço!

Sinto um braço me puxar e o seu corpo colar ao meu. Automaticamente meu coração acelerou e eu fiquei por breves segundos sem reação específica.

 - como é que é?

 Perguntei sentindo o seu cheiro entrar em minhas narinas, um cheiro desconhecido, mas agradável ao ponto de ser reconfortante.

- ele foi um idiota! Como pode uma pessoa escolher outra garota tendo você? Ele tem retardo mental?

 Sorriu de lado sentido meus olhos aguarem e sedo ao abraço.

 - ele não devia ter feito aquilo, como pode dizer que me ama e minutos depois dizer que ama outra?

 Sinto uma de suas mãos irem até o meu cabelo e um cafuné se iniciar.

 - no final quem está perdendo é ele, quem não daria qualquer coisa para ter você?

Sorriu sem ânimo o abraçando ainda mais forte.

- não precisa dizer isto para me agradar, Shikamaru. Eu sei o quanto posso ser pertinente!

Demorei certos minutos para reconhecer o gênio preguiçoso da faculdade, como pode eu esquecer quem é o cara mais falado de todo este lugar? Sendo que participamos da mesma sala há três anos?

 - alguém se lembrou de mim! Temari! E eu não estou dizendo isto para te fazer sentir melhor, desde que você pisou seus pés nesta faculdade você é uma das garotas mais cobiçadas!

 Balanço a cabeça em negação.

 - ser reconhecida por ser bonita é uma coisa, mas ser reconhecido pela sua inteligência é outra bem diferente!

 Ouso sua risada e o aperto ainda mais contra meu corpo. O calor que ele transmitia de seu corpo para o meu era como está sentada ao colo de uma mãe, como se eu pudesse fazer qualquer coisa e sempre iria ser protegida.

- olha quem fala! Você é minha "rival" sempre estando ao meu lado.

- Mas nunca cheguei a passar, você sempre está um passo a frente.

- não é verdade! Você conseguiu namorar um dos caras mais populares! Eu nunca nem namorei, nisto você sem dúvidas está em minha frente.

Levanto meu olhar e ele abaixa o seu, sorriu de lado, se me disseram que isto me ocorreria nunca acreditaria.

 - ele é um idiota! E eu caí feito um patinho em sua ladainha.

Ele sorriu me puxando para mais perto de seu corpo.

 - até eu cair neste papo, achei que vocês seria o casal do ano, o cara lhe dava flores quase todos os dias, sempre te gloriava por toda a escola, ele iludiu a você e toda a escola.

 Acabo deixando uma risada escapar e aos poucos fomos se afastando.

- você é um idiota legal!

 Ele pareceu confuso, mas logo o vejo bocejar.

 - você me impediu de dormi! Mas valeu a pena, abracei a garota mais gata da escola, ganhei meu dia! Não! Meu ano inteiro! Vou nem lavar está roupa!

Acabo gargalhando com a sua "sinceridade" eu quase acreditei no que ele disse. Eu não imaginava que ter meu coração quebrado me faria ter uma conversa com ele, eu diria que valeu um pouco a pena, só preciso chorar mais um pouco para superar de vez.

 - você é engraçado! Obrigada por isso! Você me ajudou muito!

Ele sorriu de lado e alargou os braços.

 - se quiser mais um abraço estou disponível!

 Meus olhos ainda aguavam, meu coração ainda doía, mas doía bem menos quando estava em seus braços. Sorriu de lado me aproximando dele vagamente e o abraço. Agradecendo aos deuses por este contato. E depois de hoje eu gostaria de ter ainda mais!

 Talvez eu me quebre novamente. Talvez eu esteja carente e esteja imaginando coisas. Mas ele me ajudou de uma forma única. E se for para sentir tudo isto e ao menos ter um pouco mais de seu contato eu diria que gostaria.

- daqui a pouco começa a aula... Infelizmente!

O aperto ainda mais em meus braços e o respondo.

 - apenas por mais um minuto! Deixa-me continuar sentindo o seu corpo colado ao meu!

 Ele não me respondeu, mas pude sentir ele me aperta em seus braços.


Notas Finais


Espero q tenham gostado!
comentem o que acharam!
e obrigada por ler!
nos vemos por ai hhahhaah


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...