1. Spirit Fanfics >
  2. Aquele Olhar (VMIN) >
  3. “Você é velho!”

História Aquele Olhar (VMIN) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi!
Obrigada pelos favoritos!
Espero que gostem, perdão por qualquer erro de ortografia!

Capítulo 2 - “Você é velho!”


— Me respeita, Kim Taehyung!


   Gargalhei, e o mesmo saiu com o rosto vermelho de vergonha, Adoro deixar as pessoas assim. Vesti as roupas que o mais velho tinha deixado para mim, uma cueca preta, camisa soltinha azul escura e calça de moletom cinza. Sequei os meus cabelos e parei um pouco para me olhar no espelho...

   — Gostoso — Pisco para o meu reflexo — "Na moral, se visse um clone meu na rua, eu pegava de jeito!". Depois de me alto valorizar e trocar elogios com o meu reflexo, sai do banheiro. E encontrei Park sentado, na cama, ele estava lendo algumas coisas.

   —Você tirou seis na minha prova, melhore! — Falou, olhando para mim — Não presta atenção na aula,não?

    Difícil quando tem um deus grego dando aula...

   —Suas aulas são chatas, desculpe.

    —Não são ! — Ele revirou os olhos indignado, me fazendo rir de sua atitude — Bom, vamos comer, fiz a sua comida favorita

   — Como sabe qual é a minha comida favorita? — Levanto uma sobrancelha.

     — Você tem cara de quem ama uma pizza de chocolate.

   — Ok,me convenceu — sorri, eu realmente amo pizzas, especialmente as de chocolate!


   ( .   .   . )


—Não é minha culpa! Aquele garoto que fica me perturbando! — levo mais um pedaço de pizza aos lábios.

   — Joo é realmente uma peste, mas você não deve falar palavrões na minha aula! — Me repreendeu.

   —Tarde demais.

   — É cada palavrão que vocês soltam! Isso é falta de educação, sabia?

   — Minha avó fala isso todos os dias para mim - Ri, e o mais velho revirou os olhos.

   — Taehyung, mudando de assunto... me conte um pouco sobre você — Apoiou os cotovelos na mesa e me olhou.

   — Ok... Hã... Bom, eu moro com a minha avó materna, meus pais não querem saber de mim, mas sempre mandam dinheiro, etc... Tenho medo de baratas, amo comida japonesa, sou MESTRE em "pagação de mico" e eu tenho uma gatinha chamada Mysti.

   — Uh... Eu tenho um cachorro chamado Mylo - Falou.

   — Cade ele? Eu adoro animais! — Meu sorriso aumentou, olho em minha volta procurando pelo cachorro.

   — Do jeito que é dorminhoco, ele deve estar no quintal, dormindo no sofá — Se levantou — Venha.

   Fomos até o quintal da casa dele, todo verdinho e decorado, tem uma piscina pequena. E uma hortinha de morangos.

   — Eu disse, ele esta ali - apontou para o pequeno sofázinho, Onde tinha um cachorrinho dormindo.

   —Aaaaah — Me ajoelho em frente ao cachorro, um lindo Golden — Que coisinha fofa! — Meus olhos brilhavam, era um filhotinho! Quem não se encanta com um filhotinho???? É muito fofo!

   —Ok,ok, não o acorde, ele fica correndo por ai igual a um doido. Teve uma vez esse fofinho ai estava correndo pela casa, quando fui ver ele bateu a cabeça na porta de vidro e ainda ficou balançado o rabinho, com a Linguinha de fora, feliz da vida!

   — Serio? —gargalhei — Eu queria ter visto isso.

   —Eu dei boas risadas —Riu também, e se sentou na poltrona —Bom acho que terá que dormir aqui...

   —Não quero incomodar, você ja fez muito por mim, senhor Park.

   — Fora da escola, me chame apenas de Jimin, ou até mesmo de Hyung, não sou velho!

   —Certo... Jimin-hyung —Me sento no tapete da pequena Varandinha. 

   —Bom, eu não tenho quarto de hóspedes, entao terá que dormir na cama comigo.

   —Eu posso ficar n... - ele me interrompeu.

   — Não! Não vai ficar no sofá.


   (   .   .   .   )


    —Bom... Você quer mais pizza? —Perguntou, estavamos assistindo a um filme, sentados na cama.

   —Quero sim — digo, e ele colocou mais uma fatia de pizza no prato que eu segurava —obrigado — sorri, e comi um pedaço.

   — Por que você gosta desse filme? — Perguntou, estavamos assistindo 50 tons de liberdade, um filme americano.

   — Sei lá — bebi um pouco de Pepsi —Eu só vi o primeiro — Me ajeitei onde estava sentado.

   —Eu nunca vi... Ele tem muitas cenas... Bem... Picantes. — Ele pareceu um pouco incomodado com aquilo, mas Park não tirava os olhos do filme em momento algum!

   —Sim —concordei, dando uma risadinha — Quer por um outro filme? — O olhei, desviando minha atenção do lindo Christian Grey.

   — Não! Não.. podemos assistir esse — Ele disse, aumentando mais o volume da televisão. Acho que esse homem nunca viu pornô em toda a sua vida.


(   .   .   .   )


estavamos assistindo a uma cena de sexo entre os personagens do filme, percebi que Jimin continuava bem concentrado então só por "curiosidade" desci o meu olhar para sua calça e para a minha surpresa...

   —Porra, você esta duro? —Ri, vendo sua ereção enorme, por sinal!

   — Taehyung! — ele colocou a almofada no colo, envergonhado com o rosto bem vermelho

   —Se excitou com o filme?

   —Ah... não estou duro! —ele tentou disfarçar, mas era óbvio que ele tinha se excitado.

   — Quer ajuda? — Sorri de lado, me aproximando dele.

  —Que?! Ta louco? —Jimin me olhou surpreso pela minha ousadia.

  — Ah, pelo amor de deus, Ninguém vai saber e eu também estou excitado — aponto para a calça de moletom em meu corpo, o volume de meu membro duro aparecia.

   — Kim Taehyung seu abusado! Você é meu aluno!

   — isso impede de que? Falta apenas um ano para eu completar a escola! Não nos veremos mais.

   —Sabe como isso se chama?

   —Tesão pelo professor? —Admiti, Com uma cara de "tédio".

   — FALTA DE SEXO! — Seu rosto estava realmente bem vermelho.

   —Ótimo, então tire a minha falta de sexo —Me ajoelho a frente dele, descendo da cama para isso.

  —Não, não podemos! Sou seu professor, Kim!

  —Ninguém vai saber, hyung... Por favor! — Insisti.


   Vei... Eu disse que sou mestre em "pagação de mico"


   —Vai me dizer que não ta afim de me foder? Eu percebo os seus olhares pra minha bunda durante a aula - continuei, sorrindo travesso. — Você não para de me olhar, Senhor Park.

   —Lógico! Você só sabe fazer bagunça —tentou se defender.

   —Eu nem converso durante a aula! Apenas fico ouvindo música —retruquei.

   —Coisa que eu ja proibi! —cruzou os braços, e me olhou serio.

revirei os olhos.

   — Jimin, ninguém vai saber, eu prometo.

  —Por que você quer tanto isso? Gosta de mim por acaso? —levantou uma sobrancelha.

  —H-hã? Lógico que não, você é velho! —agora o vermelho era eu. Dei língua pra ele e desviei o olhar.

   —Aham! Vejo você me olhando também! E eu tenho apenas 26 anos! 

   —Velho...

   — Ah é? Vou te mostrar do que o velho aqui é capaz — disse, me sentando em seu colo.

   —Uh... Gostei — sorri de lado. Ele segurou em minha nuca e me puxou para um beijo intenso e gostoso, me dando o prazer de sentir o gostinho de chocolate em sua boca, suas mãos foram para as minhas coxas e logo.. estavam maltratando a minha bunda de tanto apertar.


(   .   .   .   )


   — Aahw... P-porra Taehyung... Que boquinha —Disse Jimin, entre gemidos altos e excitantes. Eu estava apenas com a camisa, ajoelhado no chão, enquanto chupava o pau do meu querido professor gostoso. O mesmo se encontrava nu também e em pé. Estávamos em cima do tapete preto e felpudo de seu quarto.

   Seu pau pulsava e logo sua porra inundou a minha boca, fazendo um pouco escorrer pelo canto, Park abriu um sorriso por ter tido um orgasmo fantástico e me fez levantar, dando um beijo em minha boca sentindo seu próprio gosto que eu tinha tanto adorado.


   (   .   .   .   )


   — Aaahw... Jimin... Hmmm —Eu estava de quatro em cima da cama enquanto Jimin metia rápido em mim.

   —Cacete... ... —Jimin segurava em minha cintura com força, indo mais forte, Eu estava tendo o primeiro orgasmo daquela noite. Park levou sua mão até meu cabelo e puxou com um pouco de força, me dando uma forte estocada.

   Nossos gemidos ecoavam pelo quarto. Mudamos de posição mais uma vez. Ele colocou as minhas pernas em seus ombros, introduziu o seu pênis em meu interior com brutalidade, me arrancando um gemido alto.

   —J-Jiminnie... Ahw... E-eu vou... Gozar.... Waaaah...

   —T-Taehyung... Q-que bunda gostosa! —O mais velho deu um tapa em minha nádega a deixando vermelha, ele apertava a carne da minha bunda com força, e sorria sádico. Ele parou de me estocar e saiu de dentro de mim, me fazendo gemer em reprovação, o mesmo foi ate o seu closet e voltou com uma bolsa preta.

   —Vamos mudar um pouco a brincadeira, sim? —sorriu, tirando algemas rosas de dentro da bolsa. Concordei imediatamente, balançando a cabeça. Jimin prendeu as minhas mãos com as algemas, e usou outras para prender meus pés, me deixou novamente de quatro na cama e com as perninhas se paradas.

   — Voce curte isso?.. — ele se ajoelhou atrás de mim, referindo-se as correntes em mim, me prendendo. 

   — Um pouco de BDSM não mata ninguém.. — Abri um sorriso safado, logo empinando mais a bunda pra ele o mais velho pós as mãos em minhas nádegas e deu um tapa em uma, de repente eu apenas senti ele lambendo a minha entradinha.

   — Ohw... Jiminnie hyung... —fecho os meus olhos, aproveitando mais o prazer de ter os seus lábios chupando o meu Buraquinho, segundos depois ele introduziu o pau, me arrancando um gemido alto de prazer. Eu estava indo a loucura, depois de mais um tempo fodendo, ele gozou dentro de mim, seu sêmen escorria pela minha entradinha...


(   .   .   .  )


   — Ah... —nos deitamos ofegantes na cama, depois de passar horas transando, eram quatro da madrugada e amanhã tinha aula, mas a minha bunda doía tanto que eu não tinha forças nem para levantar.

   Jimin apagou a luz pelo outro interruptor ao lado da cama, ligou o ar condicionado pelo Controle que estava em cima do criado mudo., puxou a coberta e depois me puxou, fazendo eu me deitar em seu peito, senti o seu cheiro natural... de hortelã!.

   —Vamos dormir... —Disse, acariciando os meus cabelos, assenti e logo Fechei os meus olhos tentando dormir, agarrado ao mesmo. 

Essa foi sem dúvida.. a melhor noite da minha vida!


Notas Finais


Obrigada por ler!
Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...