1. Spirit Fanfics >
  2. Baby Boy >
  3. Conselho

História Baby Boy - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Então só avisando que a gente vai começar com calma.
Espero que gostem desde já!!!
Bjuuss

Capítulo 1 - Conselho


Fanfic / Fanfiction Baby Boy - Capítulo 1 - Conselho


         Cassian:


- Eu não acredito, o que eu vou fazer agora? - Cassian se desesperava, o jovem de apenas 19 anos, estudante de arquitetura tinha um grande problema.

- Você vai conseguir outro Cass - dizia a loira ao seu lado no banco, tomando água.

- Anna, não tem como, eu não vou achar outro emprego que nem aquele. 

- Você vai dar seu jeito, um gatão como você, alto, educado e fofo, devia ser modelo! - o mesmo dava risada da amiga, realmente Cassian não era nada feio se encaixava no padrão de muitos, alto na média, cabelos castanhos, olhos castanhos, com leves sardas no rosto e um sorriso cativante - Não estou brincando sobre isso, e se quiser você pode morar comigo,sobre o dinheiro depois vemos.

O jovem suspirou fundo, naquele momento era a única alternativa a seguir.

- Tudo bem, eu aceito. Mas não vou deixar de te 

pagar pode até cobrar juros.

- Esse é o meu garoto! Agora vamos, antes que aquela velha nos mate!


Thomas:


Thomas andava pelo corredor da empresa conferindo se todos os contratos estavam na pasta,chegou em frente a sala batendo calmamente na porta e recebendo um 'entre'. Uma figura elegante de uma mulher se encontrava a sua frente.

-Oque foi agora? 

-Achei que ia ficar feliz em me ver - o moreno abriu um leve sorriso em divertimento, enquanto a mesma que não passava dos 32 o olhava com deboche -, os últimos contratos revisados. - ele lhe entregou a pasta vendo a conferir.

- Que ótimo, já ia pedir para irem atrás. Sobre a minha proposta já sabe a resposta?

- Sendo sincero acho que sim mas, não sei o definitivo, o que me lembre que ainda tenho três dias pra pensar Sr. Katherine. - a mesma sorria com a situação e enquanto o via sentar-se a sua frente.

- Tudo bem. Então - ela parou a cadeira,encostando na mesma - Por que ainda está aqui?

- Bem achei que como bom funcionário e amigo, e já que é sexta-

- Hmmmm….

- Devia chamar minha chefe para beber, o que acha?

- Acho que por ser meio jovem devia aproveitar - o mesmo sorriu -, e como sua amiga e chefe, não acho que seja justo ser apenas nós. - Thomas olhou para a mesma confuso, enquanto Katherine virava a carreira e apertava um pequeno botão - Anya hoje vamos curtir depois do trabalho, aproveita e liga pro Niall e chame seu paquera.

- Tudo bem senhorita, e ele não é meu paquera.

Katherine olhou para o mesmo a sua com frente com um "acreditamos", enquanto Thomas dava risada da situação .

-Se é só isso senhor já pode ir.

- Não precisa falar, já fui.


Cassian :


Enquanto eu andava pelo Campos pensava no que poderia fazer, nessa época do ano seria difícil achar um emprego de meio período decente, mas talvez alguns bicos poderiam me ajudar por enquanto com Anna. Por hora arrumaria minhas coisas e iria para lá, antes de ser despejado por aquele velho ranzinza. Meu celular começou a vibrar e eu tirei o do bolso:


Anna: Onde você está? Te espero no eestacionamento, é importante!

Chat: 15:48pm


Lá vem ela, a última vez que ela falou é "importante" quase me fudi.


Você: Espera um pouco to do outro lado desse trem.

Chat: 15:49pm


Anna:  ok, só anda logo.>< 

Chat 15:49pm


Depois de chegar lá me deparo com ela sorridente encostada em seu ? branco, apesar de Anna ser uma garota de família, ela acaba sendo muito independente em alguns momentos tomando ações que muitas pessoas não tomaria. Enquanto paro de me distrair com pensamentos, olhei bem para aquela cara que conheço muito bem, ela provavelmente queria que saísse com ela.

- Cass! - lá vem - Consegui entradas de um bar para gente!! - tem certas horas que essa pessoa é doida, e coloca doida nisso.

- Não. - respondi simplista.

- Por que!?

- Porque, pelo que me lembro da última vez você quase me meteu em uma briga,e ainda tive que cuidar de ti! - falei já começando a me estressar, claro podia ser sexta, sábado o dia que ela quiser, eu não iria.

- Cass pensa comigo,- ela chegou perto de mim arrumando o colarinho da camisa - lá vai estar cheio de pessoas, e entre elas quem sabe seu daddy?

- Você não desistiu dessa ideia, não?

- Nãoo! - A algumas horas Anna veio com uma ideia louca para eu conseguir dinheiro, virando o acompanhante de alguém, ou melhor um "baby sugar", claramente que discordei dessa coisa falando que é maluquice, o que é. Mas até agora me pergunto o por quê disso não sair da minha cabeça, quer dizer não vou ser um prostituto por dinheiro, né? - Ainda acho que essa ideia é válida, pesquisei por isso, você pode impor algumas coisas, preferenciais no meio, é melhor do que ficar sem emprego.

- Anna - suspirei,vendo a loira se afastar - Não estávamos discutindo outro assunto?

- Sim estamos e você vai, agora entre no carro para pegarmos suas coisas - olhei pra ela confuso -, ou vai esperar outra ordem de despejo daquele velho?

Não posso contrariar, só aceito e sigo a ordem.


___


Como que eu pude concordar? Foi só falar uma letra errada que ela consegue virar o jogo contra mim! Pra quem não entende, nesse exato momento já são 19h,estou sentado no sofá esperando Anna acabar de se arrumar. Como ela fez eu aceitar em ir? Também não sei, mas foram questões de segundo para essa garota tirar um sim da minha boca, o que eu acho inacreditável.


Thomas:


- Desembucha Thomas - Anya olhava para mim convencida, devo dizer.

- Desembuchar o quê? 

- Não se faça de bobo, Rokovt,você sabe muito bem oque ela quis dizer, sempre que nos chama pra beber tem algo no meio. Não vai me dizer que é sobre o moreninho do café? - Katherine me encarou e eu apenas desviei o olhar,se há estava tão claro para elas do adiantaria eu falar? - É esse mesmo! Acertamos Anya!

As duas comemoram batendo as mãos enquanto volto para meu gin. Logo percebo que elas voltam a me encarar.

- O que?

- Vai Thomas fala logo, já tem mesmo um tempinho que você não fala dele.

- Não é nada de mais, Anya, só acho que ele mudou de turno.

- E por isso está tão cabisbaixo? Thomas o que ele fez com você? Agora você estaria por aí nesse bar pegando alguém para ser seu submisso por uma noite. - encaro Katherine - Sei que não posso falar muito, já que te encorajei a procurar por algo fixo.

- Isso é verdade, mas ela está certa Thomas, vá lá pegar alguém.

- Como se fosse fácil falar, realmente me encantei por ele - suspirei -, mudando de assunto cadê o seu bombadinho, e o seu ruivo?

- Ele já está vindo.

- Ele não é meu ruivo - Anya respondeu um pouco vermelha oque me fez rir 

- Anya - falou Katherine, chamando sua atenção -, anda logo e agarra aquilo lá, estou ficando cansada desse flerte que vocês ficam dando.

Enquanto as duas ficaram "conversando", parei para observar aquele bar, realmente estava começando a lotar e por um mísero segundo achei ter visto meu moreninho, meu não, o que eu gosto, aaah voltando, saindo disso percebi que Niall e Cristian chegaram, sentando-se à mesa, após pedirmos de novo todos se envolveram em algum assunto que eu comentava as vezes sem saber ou perceber sobre.


Cassian:


Por que estou aqui? Por que tive que sair mesmo? Porque Anna deu um jeito de me fazer dizer sim. O lugar está começando a lotar e tudo que quero é não ficar aqui. Antes de me dar conta quase que a doida me deixa para trás, saí rápido e segurei nela sendo levado ao bar, era mesmo impressionante se nesse momento eu não gostaria de estar aqui, tudo que eu queria era dormir.

Um tempo se passou e no mesmo lugar que Anna me deixou ainda continuo, agora com sua bolsa em meus braços, sentado com nenhum drink nas mãos,vendo a ir devorar algum cara ou só engambelar ele. Não sei se pego algo pra beber ou se fico encarando as pessoas falarem, dançarem ou se pagarem. Rodeio me para frente do bar sendo atendido por um cardápio, havia muitas opções, o que me surpreendeu foi antes de eu ter falado algo o garçom aparece na minha frente com um copo na mão entregando o para mim.

- Com licença- ele voltou a me ver - eu não pedi isso.

- Aquele - apontou para um cara conversando em grupo - mandou para você.

Ele saiu dali sem deixar eu falar nada. Okay, não sei oque faço agora, vamos lá Cassian ou você bebe ou deixa ai, simples. Eu estava para colocar o copo avermelhado na boca quando.

- Se fosse eu não ia. - olhei ao meu lado vendo, um cara com um meio terno, só faltava o blazer me encarar - Acho que é novo aqui, não?

- Sim. E por que eu não deveria beber?

- Porque esse bebida está batizada. - fiquei mais confuso olhando para ele - Quer dizer que você aceita passar uma noite com que a pagou.

- E se não for verdade?

- Ai você que se arrisque - ele pegou duas cervejas, voltando a olhar para mim em seguida -,bem boa sorte moreninho, mas se fosse eu seguia o conselho, tchau.

E lá fiquei eu sozinho de novo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...