1. Spirit Fanfics >
  2. Because Of You >
  3. Perfeito Desastre

História Because Of You - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Vamos nos aproximando do fim ;-;

Capítulo 43 - Perfeito Desastre



 

POV's LEXY


 

Joe ficara ali por mais um tempo para podermos matar a saudade. E eu que já havia um dia perdido a esperança de o encontrar novamente, mas eis que a vida me dá pelo menos mais um presente em minha vida para poder me animar um pouco, o que era raro ultimamente, pois só ficava realmente feliz quando estava do lado de Alisssa e de Mel, somente elas faziam minha felicidade nos últimos momentos ...

Mas então logo tive que me despedir de meu irmão, pois o mesmo, disseram que não queria me atrapalhar, mas que estaria na igreja para me ver, mau sabia ele o que estava acontecendo comigo, era bem pior do que nossos pais, mas eu não podia dizer nada disso a ele, não queria mais um brigado com Brian, eu não suportaria ele afastando mais uma pessoa de mim, me isolando novamente.

Era como se Brian me quisesse somente para ele, mas só quando ele queria, caso contrário eu tinha que ficar em meu canto isolada esperando por um chamado seu. Isso era horrível.

_Até mais tarde maninha!-Sorriu gentilmente me beijando levemente na testa e logo se afastando, apenas sussurrei um"até"e logo que ele sumiu pela rua eu fechei a porta.

Respirei fundo caminhando lentamente rumo a janela onde eu abri a mesma e sai na sacada dando de cara com a praia sentindo já aquele ventinho gelado tocando meu rosto, suspirei pesado colocando a franja atrás da orelha logo desviando minha atenção para um porta-retratos na mesinha do lado, uma foto minha e de Brian, o que me fez engolir seco mergulhando em algumas breves lembranças.

A palavra cansada era a que mais saia de minha boca nos últimos meses se fosse reparar, e era realmente o que eu estava sentindo, as pessoas falam que passamos por três estágios em um relacionamento antes de ver se você ama uma pessoa e é realmente isso que quer para a vida, se vai continuar ou não, a primeira é simples, é o que a gente passa no começo do relacionamento, quando a gente se sente apaixonado e vê no parceiro a imagem de uma pessoa perfeita, sem defeitos, uma fase de aceitação, por que para você não importa o que a pessoa faça que ela continuará sendo perfeita Já a segunda sua visão e todos seus ideais pela pessoa mudam completamente, entra então a fase da decepção, por que chega uma hora que você passa a enxergar a pessoa amada do jeito que ela realmente é, onde você tem a verdadeira visão de como a pessoa é, passa a ver seus defeitos, e passa a ver que aquela imagem de perfeição nunca existiu desde o princípio, por que afinal ninguém é perfeito e por último vem a parte em que você para,e pensa no futuro, para por na balança da vida o lado bom e o lado ruim da pessoa, ver o quanto ela te faz feliz e o quanto ela te faz chorar, para que, no fim você descida se é realmente isso ou não que você quer para a sua vida, se você o ama e deseja seguir em frente mesmo sabendo o jeito da pessoa, ou se joga tudo para o alto e esqueça que tudo isso aconteceu.

E eu já estava entre o segundo e o terceiro estagio do relacionamento.

Por que tudo que eu sabia era que eu estava cansada, de lutar e de correr atrás, de persistir, de tentar mudar a mesma coisa que vinha tentando mudar desde o começo, chega uma hora em que você acha que já é inútil insistir que a pessoa mude em uma coisa que você vivi dizendo a ela que precisa ser mudado, e ela simplesmente não entende, ou somente ignora e segue de olhos fechados vivendo naquela angustiante vida sem graça e monótona.

Então naquele momento passei a pensar se era realmente o que eu queria, continuar com Brian, me casar e sofrer como tudo indica que seria, por que ele não tinha a noção do que estava fazendo comigo, eu não sei o que passa na cabeça de Brian, o que eu sabia era que as brigas estavam longe de acabar. Então a pior sensação invade o coração da gente que ama incondicionalmente a pessoa, aquela dor no coração por que você ama a pessoa e não quer desistir por que não se imagina mais sem ela, mas sabe também que as coisas nunca irá mudar e que você ainda vai continuar sofrendo pelo mesmo motivo de sempre, então enquanto você sofre essa luta interna você simplesmente segue fingindo uma falsa felicidade que não existe apenas tampando o sol com a peneira.

Eu já não sabia mais se Brian merecia mais meu amor, por que a magoa que crescia dentro de mim a cada dia, a cada briga talvez estivesse sufocando esse sentimento de carinho, afeto e o principal, o amor. Eu estava farta de carregar esse peso, o desprezo e o descaso da pessoa que amanha provavelmente eu chamaria de esposo.

Sai de meus devaneio ouvindo o barulho da trinca da porta, funguei secando meu rosto das lágrimas que escaparam nesse pouco tempo respirando fundo para disfarçar o choro e me viro entrando novamente onde vejo Brian entrando que assusta com minha presença me olhando confuso, o olhei curiosa me aproximando calma.

_O que faz aqui?-Perguntei curiosa passando as mãos por meus antebraços sentindo um pouco de frio.

_ Esqueci umas coisas aqui!-Sorriu passando por mim e indo rumo ao nosso quarto e eu apenas o segui.

Enquanto ele procurava o que havia esquecido eu me sentei na cama observando cada movimento seu, oprimi meus lábios, pensando que eu tinha que conversar com ele sobre tudo que estive pensando, não queria briga e muito menos queria estragar nosso casamento, mas se ele realmente me ama ainda como diz ele tem que me ouvir e entender, que não podemos continuar assim depois que nos casarmos, as coisas se tornariam diferente, então tínhamos que seguir sérios com tudo isso, eu tinha que saber se Brian estava pronto para receber toda essa responsabilidade, saber por que ainda está comigo por mais de toda a briga.

Essa era a hora de colocar todos os pingos nos i's para podermos seguir em frente como uma família. Esperei ele pegar tudo o que queria e quando ia saindo rapidamente eu o chamei, o mesmo me olhou curioso e se aproximou de mim se sentando ao meu lado, eu o olhei e sorri minimamente sendo retribuída pelo mesmo.

_ Pode falar minha vida!-Me incentivou.

O problema era que Brian e eu já brigamos tanto que eu tinha medo de começar a ter uma dr com ele e surgir uma briga, a gente querendo ou não perdeu certa parte de nossa intimidade, pois eu fraca, passei a ter medo dele, mas o que eu precisava ter agora era força e coragem, por que ele não poderia sair daqui sem que as coisas sejam esclarecidas.

Senti meu coração arder e meu estômago girar, como sempre aquela sensação de angustia, medo e desespero me tomara me impedindo de dizer uma se quer palavra, e eu já sabia o quanto isso irritava Brian, sem mesmo ele saber o motivo da conversa, ver-me chorando já o irritava, ele estava farto de minha fraqueza, de meu modo de ser do meu jeito idiota de lidar com as coisas, mas eu já não conseguia mudar, não tinha força, eu tinha medo, muito medo de tudo, da vida talvez ele não seja o único errado da história, pois eu sempre estrago tudo com esse meu jeito bobo de ser, pelo menos uma vez na vida eu queria ser forte e simplesmente abrir a boca e soltar tudo que eu tinha que dizer, talvez assim ele me escutasse.

Engoli seco tentando impedir que as lágrimas saíssem, mas meu silêncio já havia o incomodado. Brian pigarreou e logo suspirou pesado passando a mão pelo rosto.

_O que foi que aconteceu agora Alexia?-Falou se ajeitando na cama meio nervoso.

Depois de muito silêncio apenas o encarando quando percebi que sua paciência havia se esgotando ponto para se retirar consegui abrir a boca.

_ Hoje é o nosso casamento… -Falei dando uma pequena pausa o vendo me encarar querendo que eu continuasse logo com aquilo.

Por mais dificiil que era para mim por para fora todos os meus sentimentos e e todas as minhas palavras que sempre guardei para mim, por que era assim, em vez de eu ser uma pessoa firme e sempre que ter um conflito falar tudo para que tudo fosse resolvido, eu guardava todo o sentimento de odio e dor dentro de meu coração e tudo que tinha que ser dito em minha mente deixando a todos com a duvida de que se eu realmente sentia alguma coisa, por que nada, absolutamente nada saia de mim.

Talvez eu tivesse apenas medo do que poderia acontecer depois que tudo o que estava dentro de mim fosse colocado para fora. Mas agora era a hora… a hora de tudo ser dito, a hora de tudo se colocar no lugar, agora eu veria se continuaria ou se por fim, abandonaria tudo.

_Vamos Lexi… Você não sabe o quanto isso é irritante, você começa as coisas e não fala só chora…- Diz apontando para meu rosto só assim me fazendo notar que as lágrimas escorriam sozinhas não me permitindo as controlar._Isso que me irrita, isso que me desanima, você não é forte, não é corajosa, é só uma menininha chorona, que não sabe enfrentar as coisas, você sabe que se não fosse assim as coisas seriam totalmente diferente, tenho certeza, mas você não muda, NUNCA MUDA…

Senti meu coração saltar quando ouvi essas palavras, mas era a real Brian por mais de arrogante tinha razão eu não podia deixá-lo sempre pisar em mim eu tinha que ser forte.

_Já chega Brian!-Digo firme me levantando e o olhando firme já sentindo um pouco de raiva tomando conta de mim o assustando um pouco o fazendo me encarar.

_Então fala Lexi… Fala!-Quase gritara comigo.

_Eu não consigo, você não vê o quanto é difícil para mim, impor os defeitos de quem eu amo, ao contrário de você eu tenho medo de te magoar!-Falei lhe apontando o dedo cara a cara, porem ainda chorando.

_Não!-Disse no tom mais ríspido possível.-Eu vou te falar uma coisa Alexia, eu estou totalmente farto desse seu jeitinho mimado e irritante, você deveria fazer ideia do quanto isso me incomoda Esse… Esse seu jeito, você não se impõe, só chora, nunca fala o que está acontecendo -Brian veio para cima de mim o que me fez encolher os ombros e fechar os olhos.

Brian me pegou pelos antebraços e me deu um pequeno solavanco o que me fez engolir o choro e o encarar temendo o pior, pois depois de todos esses anos eu não esperava mais nada de Brian. Ele me olhou firme nos olhos semicerrando seus finos lábios.

_Vamos, você não me enfrenta! Tem medo de mim Alexia? Até quando?Eu não sou um monstro assim como você pensa!-Falou a última frase suavizando a voz suspirando cansado.-Fala de uma vez o que você quer!-Completou me soltando.

Passei as mãos apavorada por meu rosto tentando me controlar, já que estava cada vez mais dificil.

_E-eu…-Comecei, mas logo engoli seco me calando sentindo as lágrimas rolarem mais grossas por meu resto, e mais uma vez me vi fraquejando.

Mas eu não queria estragar mais o dia do meu casamento, pois se eu falasse naquele momento tudo o que eu queria tinha medo de Brian em vez de pensar em seus erros e mudar, achar tudo um cúmulo e me deixar no dia mais importante de minha vida. Então quando pensei em correr e me trancar no banheiro escutei o pequeno choro de minha filha. Corri até o quarto da mesma e a peguei no colo de modo protetor beijando sua pequena cabeça a fazendo se acalmar.

Enquanto a chacoalhava e dizia que estava tudo bem vi Brian se aproximar da porta completamente sério, evitei então muito contato, mas o vi se encostar no batente já com suas coisas em mãos.

_Eu estou indo, estarei te esperando naquele altar, não se atrase!-Falou o mais mesquinho possível e logo o vi sumir do meu campo de visão e logo escutei a porta sendo batida de modo brusco.

Fechei meus olhos apertando Ally para mais perto de mim deixando as lágrimas rolarem, me assustei então quando ouvi a voz de alguém me gritando na parte superior da casa.

_Lexy cheguei com seu vestido!-Gritou Nat subindo as escadas.

Eu quero que você saiba
Que não importa
Onde tomamos essa estrada
Alguém tem que partir
E eu quero que você saiba
Que você não poderia ter me amado melhor
Mas eu quero que você siga em frente
Então, já fui embora

Already Gone
Kelly Clarkson

 

Continua...



 


Notas Finais


Esse Brian...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...