História Begin Of Lie - Jikook - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook
Visualizações 85
Palavras 1.561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente tem uma surpresa pra vocês nesse cap para compensar a demorar tá!

Quando aparecer S/N apenas leia com seu nome... Isso aí! Vocês vão fazer uma participação especial nesse capítulo! Gostaram? Espero que sim.

Boa leitura. Um beijo..

Capítulo 16 - Uma fã


           O sol batia quente sobre a janela do quarto, a cortina balança calma com a brisa que passava fresca pela sacada aberta, acordei devagar de uma noite mal dormida entre choros e lágrimas depois de uma conversa estressante, suspirei ao olhar pro lado e não ver Jungkook ali, afinal ele não iria ficar preso em um quarto no Hawaii só porque eu estou cansado demais para socializar. Contar para Namjoon só me trouxe a certeza de que quando todos soubessem poderia ser difícil, nem todos eram como o hyung, meus pais não são como o hyung, e eu podia perde-los, e isso era tão assustador, eu não pude deixar de pensar no pior, seria tão dolorido. Me enrolei ainda mais entre os lençóis da cama, tentando sumir por entre os travesseiros e apenas imaginar que eu vivia em mundo que tudo estava bem, inclusive meu relacionamento com Jungkook.

Já havia passado alguns minutos que estava imerso nas minhas paranóias quando senti mãos passearem por minha cintura, nuca, passe do logo depois pelos meus cabelos… o cheiro típico de Jungkook invadiu o quarto enquanto seus beijos molhados eram distribuídos de forma gentil pela minha pele. Ah eu o amava, o amava tanto que era difícil imaginar alguém julgando tudo isso, era tão verdadeiro, tão real, quase que palpável tão bom de sentir.

- Você está muito quieto, me parecia tão cansado que não quis te acordar, fui tomar café com os outros e trouxe o seu… oque foi hyung? Foi a conversa com o Nam hyung?

- Eu achei que você não iria voltar agora… - Falei ainda com voz de sono.

Jungkook passava as mãos gentilmente pelas minhas costas, sempre subindo para os meus cabelos em um carinho tão gostoso, com esse mesmo cheiro que sempre me acalmava, eu amo o cheiro dele, as mãos dele, a pele eu o amava e vem isso já era fato. Me virei pra cima encarando seus olhos escuros como duas grandes jabuticabas me olhando com tanta intensidade, um sorrisinho em seus lábios vermelhos, com as mesmas blusas brancas, e um short qualquer, ele ficava tão bonito assim ao natural.

- Você está Bonito hoje… - Falei simplista.

- Hyung… oque está acontecendo hm? Quer que eu fique aqui com você? Nós podemos sair outro dia, eu não vou me importar.

Jungkook passeava as mãos pelos lençóis que me cobriam, deslizando as cobertas para fora do meu corpo telefonado meu abdômen nu e um short leve qualquer que encontrei na mala, eu estava tão inerte em meus próprios pensamentos conturbados que não notei as mãos de Jimin pela minha barriga, raspando suas unhas curtas de leve por entre meu corpo, nas lateraise descendo para as minhas coxas, nesse momento voltei em mim, sentindo um aperto quente e forte sobre minha pele. Abri os olhos devagar contemplando o seu sorriso bonito, e seus rosto de aproximar, beijando minha bochecha, descendo para meus lábios em um beijo gostoso e molhado, me deixando quente em segundos e cheio de arfares, Jungkook conseguia me excitar com apenas um olhar… tão entregue eu me sentia, eu amava tanto o sentir…

- Jungkook não podemos…

- Porque não podemos? Você tem algum compromisso importante nas férias? - Sorriu ao arquear as sobrancelhas.

- Não mas ainda é manhã eu não me sinto… hmm - Gemi quando senti ele sugar a pele do meu pescoço.

- Você mente não hyung… seu corpo não consegue mentir pra mim.

- Jungkook não seja assim hm? Eu quero ver a praia!

- Ah ! Agora você quer ver a praia ? - Ele sorria doce. - Então se levante logo daí.

E eu me levantei, segui para o banheiro para um banho relaxante, queria me limpas de todos os pensamentos ruins que tive na noite passada e me preencher do que era bom e real e eu sabia que Jungkook era tudo isso.

***

Descemos todos juntos para a praia quando a noite chegou, as meses sobrepostas sobre a areia branca deixavam todo o bar com cara de lual, as blusas de flores coloridas adornavam a maioria das pessoas inclusive a nós. Jungkook era só sorrisos, ficava ao meu lado todo o tempo enquanto apontava para cada coisa nova que encontrava, Jin gastava seu inglês com a maioria das pessoas do bar que o achavam bonitos demais para questionar sua pronúncia errada, Tae e Hobi hyung pulavam ondinhas mais a frente, oque me fazia rir contagiado com a risada extravagantes de Hoseok ao molhar os pés na água fria, Yoongi e Namjoon Hyung ouviam com atenção um rapaz moreno tocar um violão em um palco de madeira, a música era bonita e com cara de Hawaii, não era como Sunshine ou ouyro clichê, era um rap, cheio de contracorpo e melodias novas, a letra era forte, cheia de conquistas sobre o mar, o amor e o perdão, talvez o nome da música fosse Life, é vida, de algum cantor que viveu o bastante pra escrever, ou talvez fosse dele mesmo que talvez cantava seu amor pelo mar bonito e azul do Hawaii.

Me sentei sobre as cadeiras de bambu próximo ao balcão, Jungkook corria em direção a Tae Hosoek, sorri ao ouvir o som da sua gargalhada fofa, era cômico como as coisas estavam acontecendo, hoje por várias vezes que quis chorar, tudo era tão bonito que me emocionava, mas depois de uma dose ou outro eu já sorria, e ganhava elogios da moça do bar. Agora a canção era outra, mais animada mas ainda assim acústica, a letra era sobre beber e sorrir, sobre amizade e férias, talvez essa música fosse a minha, contando o quão incrível estavam sendo as primeiras horas de Hawaii, e eu que sempre me senti tão inferior hoje me sentia no topo do mundo, segurando uma Bandeira escrita Park Jimin esteve aqui.

- Um dólar pelos seus pensamentos… - Disse uma moça em inglês que se sentava ao meu lado.

- Eu não sou muito bom no inglês… - Respondi a ela.

- Eu também não. - Ela sorriu. - Eu sou do Brasil, sabe a terra do samba, do Sol e de praias azuis…

- É eu conheço eu já fui lá algumas vezes… a trabalho.

- É… eu sei… Park Jimin do BTS… olha é meio estranho chegar aqui e encontrar alguém que sou fã, na verdade por dentro eu estou gritando como uma louca, mas… eu prometi pra minha terapeuta que seria uma pessoa mais contida e centrada nessas férias. - Ela sorria. - Meu nome é S/N, e é um prazer te conhecer…

- Eu ano espera por isso, na verdade achei que não havia ninguém aqui no Hawaii que nos conhecesse…

- Não brinca que todos os outros também estão aqui???

- É… eles estão, e por favor fique calma. - Sorri.

- É… eu vou fingir que estou. - Sorriu corada. - Sabe eu nunca conheci uma pessoa famosa antes, é um pouco louco te achar do outro lado do seu país… mas eu estou aqui com uns amigos sabe… e eu tenho que ir, mas antes que quero te dizer que nós sabe, nós Army's amamos muito vocês, vocês fazem a diferença em nossas vidas e mesmo sem saber nos ajudam em várias ocasiões. Diz pro jin que ele o homem mais bonito que eu já vi é que a voz dele é linda, diz pro Jungkook que eu tenho orgulho dele e que tudo que ele faz é incrível, diz pra ele que ele está se tornando um ótimo produtor, diz Yoongi que ele não é tão sério como aparenta e que a gente sabe… a gente sabe que no fundo ele é doce, na verdade nem tão no fundo assim, que as letras dele são extraordinárias e que cada passo que ele dá é motivo de vitória, diz pro Hosoek que eu nunca vi um sol mais bonito que ele, que ele é o melhor dançarino do mundo, e que Hope world trouxe esperança para todas nós, diz pro Namjoon que ele é o melhor lider, que ele tem covinhas adoráveis e que cada palavra que ele canta nos deixa orgulhosas, diz que a gente sabe que ele se cobra muito e talvez ele não saiba disso mas, ele é mais do que o melhor, diz pro Taehyung que a voz dele é mágica, que até menso fazendo rap ele é incrível, que ele tem olhos lindos e… que nós o amamos muito, e que 5 o'clock só é completa porque ele ajudou a compor… e Jimin… diz pra você mesmo quando se olhar de olhar no espelho hoje, que não ah nada mais bonito que você, que sua voz é como a dos anjos, que sua dança e extraordinária, que cada movimento seu é completo, e diz também que amar… amar é sempre certo.

Depois de tantas palavras ela apenas se levantou… Passou a mão pelo balcão e sorriu, disse que estava atrasada e não me deu espaço para mais nem uma palavra, não que meu vocabulário em inglês fosse muita coisa, mas eu estava emocionado demais para me lembrar disso. Depois de tudo a vi se encontrar com mais algumas pessoas e sorri pra mim mais uma vez, ao mesmo tempo Jungkook de aproximava com Tae e Hobi…

- Quem era? - Ele me perguntou…

- Uma fã…


Notas Finais


Eu amo vocês ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...