1. Spirit Fanfics >
  2. Beyblade Cross-Fire >
  3. Paz... Que paz?

História Beyblade Cross-Fire - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Bem, finalmente estou escrevendo, na verdade, estou publicando o primeiro dessa fic que já estou um tempo trabalhando. Espero que gostem.

O personagem de hoje é o nosso protagonista, Lucas Hernández.

Capítulo 1 - Paz... Que paz?


Fanfic / Fanfiction Beyblade Cross-Fire - Capítulo 1 - Paz... Que paz?

Japão, final do Torneio nacional de beyblade

Dois beys partem para o primeiro embate , sendo este o início da luta. Os dois se chocam, e acabam indo pra lados diferentes. Recuperados , partem para um novo embate, onde um bey branco, com detalhes na cores azul, preto e roxo, com um lobo desenhado em seu parafuso, parece levar uma pequena vantagem. O blader, ao perceber isso, ordena que continue atacando

- Amaterasu, ataque com tudo!!! - Grita um garoto alto, olhos vermelhos, cabelos longos na mesma cor, ele parece estar com sede de vitória .

O bey vai com uma velocidade absurda contra o rival, que, com calma e estratégia, contra-ataca:

- Então vamos com tudo também, pra cima dele, Valtryek!!! – Grita Valt, enérgico como sempre.

Os dois se encaminham para o encontro, mas o cavalheiro é mais rápido , e se desvia no último segundo. Em seguida , tenta atacar pelas costas, mas é a sua vez de errar o golpe. Os dois bey param frente a frente, como se estivessem se encarando. Os dois bladers trocam olhares desafiadores.

- Admiro a tua jornada, cara, realmente tu superou barreiras pra chegar a esse final, mas não irei perder pra você, dessa vez, ganharei o nacional-Reflite Valt, encarando seu rival . De fato, o outro finalista tinha evoluído muito nesse ano que passou, apesar de todos os obstáculos, mas ele nunca tinha conquistado esse título , então a vontade de ganhar era grande.

- Parece que ele virá com tudo, não é mesmo, Amaterasu??? –o bey  gira em concordância com o blader- Como eu pensei, mas isso só será o meu combustível pra continuar lutando, não me importo com o resultado, apenas com o combate. Vamos dar o nosso melhor!!!...

Dois anos antes ...

Um garoto está correndo por uma loja, com uma caixa de peças em cada braço, em direção ao fundos. Ele tenta se esquivar das caixas, mas são muitas, e acaba derrubando algumas. 

- Cuidado com isso, moleque!!!- Grita um senhor de meia idade, de estatura média, que usava um macacão de mecânico-  Essas peças me custaram caro, então, se você estragar uma que seja, será descontado do seu salário, entendeu?

- Entendi, senhor liyuang –   Responde o seu ajudante, recolhendo as caixas e as colocando no lugar- Mas eu tenho nome, e é Lucas Hernández.

- Volta ao trabalho, vagabundo-Responde com grosseria o dono da loja-Pelo que eu sei, eu sou responsável por isso aqui, enquanto que você é apenas um servo, que tá aqui por aqui por quê ninguém te aguenta, então, cala a boca, se não vai apanhar do mestre de novo.

Lucas olha com raiva pro homem, pega a vassoura e começa a varrer a loja. Quando ele sai de perto, murmura:

- Esse velho ainda vai ter o dele, assim como esse dojo de merda. Me prometem um beyblade , e depois que entra, viro saco de pancada deles. Ainda farei esses arrombados engolirem esse orgulho, mas enquanto a chance não aparece, eu tenho que limpar essa loja.

Após o serviço feito, ele pega algumas peças e começa a avalia-las, vendo suas propriedades, materiais e detalhes técnicos. Toda a informação é anotada em um caderno pequeno, de capa preta. Além das anotações , havia desenhos de projetos dele, além de uma foto de um cavalheiro de armadura azul reluzente, que por alguma razão,  estava no caderno , preso por um clipes na capa

- Por que eu tô com essa foto no caderno? Realmente não sei, mas não quero que perder essa foto, algo me diz que há algo a mais nessa foto, então preciso disso perto de mim até encontrar as respostas. Com a minha sorte, tenho certeza que é uma merda grande. 

Ele continua as anotações por um tempo , até esconder o caderno no lugar de sempre e ir dormir

Em outro lugar...

Duas criaturas conversam muito, a respeito de a sua mestra estar na procura do escolhido que trará seu líder supremo de volta. O ambiente é incrivelmente igual ao do planeta terra, na verdade, é a terra.

- Como ela tem tanta certeza que o escolhido está tão próxima do escolhido??? Já não é a primeira vez que isso acontece-  Questiona um cavalheiro de armadura negra, com detalhes em dourado, montado em um cavalo - Sempre achei questionável  a escolha da sua mestra, sem ofensas pra você .

- Se contenha , Black Knight-  Responde uma menina de pele pálida, que usa um vestido curto e uma espécie de short, além de estar com duas facas em uma bainha presa na sua cintura- Ela  está no mundo dos humanos, não pode usar sua forma total, além disso, só pode aparecer em sonhos, mas ainda não conseguiu ver quem é.

- Você está certa, Chandrix Lotus, mas a situação está piorando, se não acharmos a majestade logo, teremos uma guerra que pode acabar com os dois mundos. Vamos esperar e torcer pra quem quer que seja esse infeliz, ele desperte esse poder logo

Lotus encara seu amigo com um sorriso, que é de seu feitio, e fala:

- Vamos esperar, ela irá dar o sinal assim que acontecer, mas não chegou a nossa hora, então, muita calma zé da armadura.

- Tá bom, tampinha.

Os dois acabam rindo, mas aqueles pensamentos não saem de sua mente, mesmo sabendo da profecia.

 CONTINUA....

 

 

 

 

 


Notas Finais


Bem, agradeço a quem leu até aqui, pois se tá lendo isso, é por que gostou.
Tenha um ótimo dia (noite)!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...