1. Spirit Fanfics >
  2. BNHA X Leitor >
  3. Você é a admiradora de Iida

História BNHA X Leitor - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Howdy, cá estou eu novamente!

Estou fazendo pela primeira vez um pedido, então desculpem se for meio... Decepcionante para quem pediu. BUT, não esqueçam que podem fazer pedidos livremente.

Qualquer que seja o gênero, eu apenas não admito furry. Nada contra, só não sou muito familiarizada com o gênero. Mas características animalescas podem sim ser admitidas (no estilo neko, sabem?).

Enfim, não quero tornar as notas grandes mas acho que é notável que eu mudei um pouco a narrativa. Foi uma escolha minha, eu estava um pouco cansada de escrever "você" em todas as frases. Vou alternar também para a primeira pessoa em breve, gosto de estar sempre variando!

De qualquer forma, espero que gostem.

Capítulo 4 - Você é a admiradora de Iida


Fanfic / Fanfiction BNHA X Leitor - Capítulo 4 - Você é a admiradora de Iida

Já faziam oito exatas semanas que Iida vinha recebendo cartas em seu armário. Quando chegava a escola e trocava seus sapatos, lá estava ela. Um envelope azul, dessa vez. Alguns corações desenhados a mão enfeitavam o envelope enquanto o azulado abria, pegando a folha de dentro. Em uma caligrafia perfeita demais para ser de seus colegas, uma adorável mensagem.

"Hey, Iida-Kun!

Você sabia que na Grécia Antiga os gregos não sabiam como descrever azul? Era uma cor tão imponente e chamativa que eles tinham muito receio de dar nome a ela. Ela era insubstituível, inexplicável e intrigante. Além de ser minha cor favorita! Você é azul, o que eu sinto por você também. Eu sinto algo inexplicável no meu peito quando vejo você.

Beijos, com carinho.

Admiradora Secreta.

Ps: Algo em mim também está azul, mas você conseguirá descobrir?"

O garoto ofegou, ajeitando os óculos e repassando mentalmente as palavras. Para ele, a sensação de ter alguém apaixonado por si era simplesmente desconhecida. Não se considerava alguém atraente tanto fisicamente quanto emocionalmente falando. Ele era mandão, um nerd absoluto e amante de livros. Além de que sua cabeça não pensava em nada além de estudos e a realização do seu sonho: se tornar herói.

Mas havia alguém que estava, aparentemente, apaixonado por ele. Ele recebia cartões, doces, pingentes e até mesmo óculos quando os seus quebravam. E sinceramente, era um pouco assustador. Essa pessoa, quem quer que seja acompanhava cada passo de Tenya, e isso fazia ele ficar tenso.

–Bom dia! –A voz de Uraraka soou ao seu lado, alta o suficiente para fazer o garoto de cabelos azuis extremecer e enfiar a carta com força de volta ao armário.

–B-bom dia, Uraraka-San! –Ele respondeu, a mão no peito tentando controlar as batidas. Uma parte, pelo susto, a outra, pela carta. Ele se sentia um tolo por se apaixonar por alguém que sequer conhecia. Não sabia o nome, a idade nem mesmo se a pessoa REALMENTE estudava ali. Diferente, dessa vez, ele havia uma pista. Ele olhou ao redor, curioso.

–Procurando algo? –A garota de cabelos castanhos perguntou, bem humorada e cumprimentando Izuku que recém chegava até os dois.

–A-ah… não, nada… bem, acho que vou acabar me atrasando. Até mais! –Ele se apressou, correndo para longe dos dois amigos. Os dois não deixaram passar, havia algo estranho. Não só pelo fato de que ainda faltavam 20 minutos para o sinal bater.

Iida puxou uma lufada de ar, tentando acalmar seu coração pulsante. Ainda pensava no quão estúpido era por se apaixonar por alguém apenas com cartas. Mas veja bem, essa pessoa era atenciosa, demarcava os seus pontos bons, perguntava sobre ele e sabia como tocá-lo fazendo citações inteligentes e cartas tão bem feitas. Era algo surreal.

Andando pelos corredores, buscava com atenção alguém, uma garota com algo que remetia a cor azul. E ele percebeu que essa era uma cor certamente popular. Haviam garotas com cabelos azuis, olhos azuis, meias azuis, peculiaridades azuis. Ele se viu em um oceano infindável de tons borbulhantes daquela cor. Olhou para a hora e decidiu terminar sua busca por hoje, até entrar em sua sala. Seus olhos corriam mais rápido que sua mente e então lá estava! Mina Ashido exibia uma linda gravata azul, sentando-se em sua classe com um sorriso.

–Mina-San! –Exclamou alto, correndo até ela. A garota pareceu nervosa, tentando esconder a gravata. –Sua… sua gravata ela… é azul!

–Uwaaah! Você me pegou, 'gomen! Eu saí apressada de casa e acabei esquecendo minha gravata, não tive tempo de buscar uma vermelha então acabei comprando uma azul no caminho. Olha, eu prometo que vou trocar assim que a Momo chegar! Por favor, não conte ao Aizawa-Sensei, sim? –Ela explicou-se, balançando os braços. Iida pareceu bem decepcionado aos olhos da garota alien que o viu voltar para a sua mesa sem dizer uma palavra.

Quebra de tempo u3u

Não sabia mais o que pensar, não havia ninguém mais além de Mina com algo azul em sua turma ou que fosse necessariamente próximo a ele. Sua colega, (s/n) não deixou de notar a aparente falta de empolgação do garoto.

–Ei, Iida! –Chamou em um sussurro, estavam no último período de aula, naquele o qual Aizawa se tornava mais ranzinza pela expectativa de ficar sozinho sem aqueles alunos barulhentos. Ela viu as orbes azuis se virarem, sem mover um músculo. (S/n) estremeceu, o maxilar tenso do garoto e as sobrancelhas franzidas o deixavam extremamente sexy, um rosto completamente dominador.

Se Iida soubesse o tanto de pensamentos indecentes que a garota já teve com eles. Nos quais ele a punia por notas baixas, ou onde ele a desafiava na biblioteca a manter-se em silêncio enquanto lhe fodia. Eram tantas opções! Certamente Tenya ficaria paralisado de vergonha. E essa era a chave principal do porquê ele nunca desconfiou de (s/n) como sua admiradora secreta. Ela era tímida, pura e inabalável. Alguém que faria um par perfeito com Todoroki e até mesmo Midoriya, não com o estudante compulsivo.

–Você está bem? –Ela perguntou, tocando suavemente o ombro dele. Iida apenas confirmou com um balançar discreto de cabeça e uma ordem silenciosa para que ela se voltasse a aula. E assim o fez, ficou em silêncio até os últimos minutos de aula. Então, ela ficou cansada de esperar.

Quando o professor solicitou que Iida limpasse o quadro, ela viu sua chance.

Iida se levantou, andando como um robô e apagando o quadro com certa… agressividade. Ele estava frustrado, não tinha idéia do que fazer em relação a admiradora que era pra lá de secreta. Ele até questionou sua própria sanidade, duvidando de que aquela fosse apenas um delírio do seu cérebro. Foi então, quando ele se virou que tudo fez sentido. Estava tão claro, sob seu nariz. Ele teve de se segurar para não soltar um grito esganiçado.

Ali, na primeira mesa da primeira fileira, (s/n) sorria enquanto suas pernas levemente abertas davam um vislumbre da calcinha de renda azul. Os olhos dela fixados nos de Iida através dos óculos. Como ele não percebeu antes? Ela sempre fora especialmente atenciosa com ele, pedindo sua ajuda e o ajudando mutuamente sempre que podia. Ela também o elogiava ao máximo, dizendo como seria ótimo vê-lo se tornar um herói de perto. Mas ele sequer imaginou, estava tão absorto a esses pequenos - mas óbvios - sinais que se sentiu meio… burro.

Ele andou até a mesa, a mão batendo fortemente contra a classe de (s/n) fez com que todos olhassem e a garota deu um pequeno pulo.

–Você e eu, depois da escola. Meu dormitório. Teremos uma séria conversa. –Ele ditou, quase no automático. Ela, por sua vez, com um sorriso e luxúria escaldante nos olhos respondeu:

–Mal posso esperar, Tenya. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...