História Boku no Hero Academia v2 - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Izuku Midoriya (Deku), Personagens Originais
Tags Ação, Boku No Hero, Luta, Shounen
Visualizações 15
Palavras 2.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Saga, Shounen, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - O Dia Chegou I


Fanfic / Fanfiction Boku no Hero Academia v2 - Capítulo 3 - O Dia Chegou I

Era véspera do exame de admissão da Academia U. A. naquela noite. Takeda praticava o uso do One for All e Kimura estudava algumas plantas em especial. Desde que o menino conseguiu usar a sua individualidade com mais precisão, ele passou a se empenhar mais nos estudos desta. Dentre as várias plantas que o garoto conhecia, ele dava mais importância para três delas: Algodoeiro, que podia amortecer quedas se estivesse em grande quantidade; Azaleias, que podiam imobilizar um oponente por alguns minutos e Vinhas, que podiam ajudá-lo a escalar estruturas.

- Yuudai, vem jantar e se prepara para dormir! O exame vai ser cedo! - gritou a mãe do menino do andar de baixo.

Kimura desceu as escadas e começou a comer. Naquela noite, a mãe dele havia feito Yakissoba, que era o prato favorito do filho. Ele comeu com calma, para poder aproveitar ao máximo o sabor da comida. O menino lia um livro de botânica enquanto degustava a refeição, dando prioridade às paginas que falavam sobre as plantas que ele considerava mais úteis. 

- Yuudai, você tem crescido tanto recentemente... eu acredito que você vai passar nesse exame.

- Obrigado, mamãe. - disse Kimura num tom preocupado.

- Você está preocupado, filho?

- Sim, mas não comigo. O Takeda não possui individualidade e... bem, ele sonha em graduar na U. A. desde pequeno.

- Ah, acho que não podemos fazer muita coi-

- Nada disso! Vamos torcer para que ele desperte a individualidade dele!

A mãe de Kimura olhou para o lado um pouco desacreditada. Yuudai percebeu o desânimo da mãe e voltou ao livro e à comida.

Na casa de Takeda, este treinava incansavelmente, e continuou assim até o relógio marcar dez horas da noite. Nesse horário, ele foi dormir. Kimura também se deitou no mesmo horário, os dois estavam ansiosos para o exame.

Na Academia U.A., os professores e a equipe da escola debatiam sobre o exame.

- Eu não acredito que seja uma boa ideia colocar todos os concorrentes para se enfrentarem. - disse a professora Creati.

- Qualquer coisa eu posso pará-los com minhas vinhas. - falou a professora Maria.

- Você sozinha pode não ser muito efetiva. - comentou Creati.

- Se nós ainda tivéssemos o Cementoss poderíamos fazer esse exame com menos preocupações... - disse Uravity.

- Não temos mais tempo para mudar o exame, então parem. - falou Shouto, fazendo todos se calarem. - Mandaremos os concorrentes para o Terreno Beta e para o Terreno Gamma, entendido?

- Sim. - todos ali presentes responderam simultaneamente.

- No Terreno Beta, os jovens serão supervisionados por Froppy. - contou Shouto.

- Gero. Certo, pode contar comigo. - falou Froppy.

- No Terreno Gamma, Cellophane será o supervisor.

- Conte comigo também, Shouto! - falou Cellophane, que ficou animado.

- Shouto, quem serão os professores de cada turma? - perguntou Tailman.

- Ótima pergunta. A Turma 1-A terá como professora a Creati e a Turma 1-B terá você como professor, Tailman.

- Isso! - Creati se animou.

- Ah! Ótimo! - falou Tailman.

- Bem, agora que já temos tudo organizado, quem são os alunos por recomendação? - questionou Tenya.

- Sim, quem são eles? - Earphone Jack também ficou curiosa.

- Bem, eles são Izumi Kota, filho dos falecidos Water Hose e Yaoyorozu Yuu, filho de Creati.

- Hum... esse ano foram poucos. - comentou Uravity

- De qualquer forma, temos dois alunos confirmados. - disse Maria.

- Bem, agora que já organizamos tudo, descansem, pois amanhã o dia será longo. - ordenou Shouto.

Todos se levantaram e foram para suas respectivas casas. Como de costume, Deku ia para casa acompanhado de Uravity. Uravity olhava preocupada para Deku, que havia se mantido quieto durante toda a reunião. Os dois estavam em um relacionamento de dez anos e ela nunca tinha o visto tão tenso.

- Deku, aconteceu alguma coisa?

- Ah, é que esse ano vai ter um concorrente pelo qual eu estou torcendo.

- É o Kimura Yuudai, né?

- Não, é um garoto chamado Takeda Ryota.

- Engraçado, ele nem está entre os favoritos.

- Eu não estou acompanhando muito esse ano, quem são os favoritos, Uraraka?

- São o Kimura Yuudai e um outro garoto chamado Tatsuya Hikaru.

- Qual a individualidade do Tatsuya?

- Ele se torna um dragão, mas isso deixa ele com fome. Se ele fica muito tempo como dragão ele pode até desmaiar de fome.

- Ah, isso é interessante!

Nesse tempo, os dois chegaram em casa e se prepararam para dormir. Uravity se deitou primeiro e caiu no sono logo depois. Deku leu o jornal e dormiu em seguida.

Na manhã seguinte...

O despertador tocou as 6 da manhã, fazendo Kimura acordar levando um susto. Era o grande dia, o dia que podia determinar se ele iria ou não ser um grande herói. O garoto pegou seu livro de botânica, vestiu sua roupa de treino e tomou café da manhã. Ele havia marcado de se encontrar com Takeda em frente a uma cafeteria. Depois de tomar café, ele se despediu de sua mãe e saiu de casa lendo o livro no caminho. Chegando no ponto de encontro, ele viu seu amigo, que estava vestindo uma roupa de treino que lembrava muito o traje de Deku. Yuudai acelerou os passos em direção à Ryota, fazendo este perceber sua presença.

- Kimura! Você chegou!

- Takeda!

Os dois se aproximaram e fizeram um "high-five".

- Kimura, hoje você irá ver a minha individualidade em ação!

- E você também verá a minha mais de perto!

- Aliás, soube que você é um dos favoritos, Kimura. Você realmente é forte, eu quero bater de frente com você um dia!

- Com o One for All você certamente me superará!

- Bem, eu concordo! De qualquer forma, vamos andando.

- Ah, sim. Vamos pra U. A.!

Os dois seguiram caminho para a U. A., onde ocorreria o exame de admissão. Chegando lá, eles foram para um grande auditório, onde estava a professora Earphone Jack, que explicaria a prova. Todos se sentaram e receberam um dispositivo, que estava desligado.

- Bom dia! Hoje, como vocês sabem, é o grande exame de admissão da Academia U. A.! Agora, se me permitem, irei explicar as regras.

Todos os jovens que iriam fazer a prova se calaram para ouvir o que Earphone Jack tinha para dizer.

- Saindo deste auditório, vocês terão acesso à dois ônibus. O ônibus A, te leva para o Terreno Beta e o ônibus B te leva para o Terreno Gamma. Em suas mãos deve ter um dispositivo desligado, ele ligará quando eu terminar de explicar as regras. O aparelho mostrará qual ônibus você deve pegar. Entenderam?

- Sim! - todos responderam juntos.

- Certo, agora vamos descobrir como será a prova. - o telão que estava atrás de Jack ligou, ficando numa tela amarela sem nada - O nosso exame durará uma hora e será no formato de Battle Royale, ou seja, cada um por si. É permitido formar times, como vocês devem estar imaginando. Agora, vou explicar o sistema de pontos; quando você derrota um oponente, você poder ganhar um número de pontos, que vai de um até dez. O seu numero de pontos é determinado pela sua performance no combate, ou seja, não ajam sem pensar. Quando você é derrotado, você obrigatoriamente deve sair do campo de batalha, caso contrário será retirado à força, mas seus pontos continuarão valendo. O combate só será liberado um minuto depois da entrada de todos os concorrentes na arena. Todos entenderam?

- Sim! - todos responderam juntos novamente.

- Sendo assim, boa sorte e... Plus Ultra! - o telão amarelo passou a exibir o slogan "Plus Ultra" em vermelho e todos os dispositivos ligaram.

- Ei, Takeda. Em que ônibus você ficou, eu fiquei no A.

- Eu fiquei no A também, Kimura.

- Quer formar um time? - perguntou Kimura.

- Bem, hoje eu irei sozinho. - respondeu Takeda.

Todos os alunos embarcaram nos seus respectivos ônibus e foram para os seus respectivos terrenos.

Todos os concorrentes do campo A se prepararam para começar e Froppy começou a contagem regressiva.

- 3!

Todos os jovens se prepararam para correr.

- 2!

Todos os jovens observaram seus oponentes.

- 1 e...

Todos os jovens olharam para frente.

- Podem ir! Gero! - os portões se abriram e todos correram.

Kimura preparou algumas vinhas antes de entrar na arena e usou-as para escalar prédios altos que estavam no terreno. Enquanto escalava, ele percebeu que alguns concorrentes também estavam subindo nos prédios, em especial, um chamou sua atenção: um grande dragão brilhante voava para chegar no mesmo prédio que ele. Ao chegar no topo, Yuudai encontrou o dragão que agora era um menino de cabelos vermelhos e olhos amarelos.

- Combate liberado! - gritou Froppy.

- Incrível, agora posso deixar bem claro quem é o melhor favorito. - falou o garoto, que exibia um sorriso confiante.

- Pode vir, não tenho medo de você! - gritou Kimura, enquanto criava um graveto.

Kimura agarrou o graveto e correu em direção do oponente, que se tornou novamente um dragão. Yuudai se lembrou que havia um menino que estava entre os favoritos que podia se transformar em dragão chamado Tatsuya Hikaru, que mostrava ser muito orgulhoso. Kimura bolou uma estratégia para parar Tatsuya, mas isso poderia deixá-lo em perigo. 

- Olha só! Você precisa se transformar em um monstro para derrotar um simples garoto que empunha um graveto?!

Tatsuya se irritou e ficou mais ofensivo do que antes, isso tinha mexido com o ego dele. Kimura tirou os sapatos, largou o graveto - que era só uma isca - e fez algumas acrobacias para ir de um prédio para outro. Tatsuya o seguia por todos os prédios, controlando a velocidade para não ficar com muita fome. Kimura estava chegando onde ele queria: um arranha-céu. O garoto havia criado usando todo o seu braço direito inúmeras Soleirolias durante o caminho. Estas flores, quando tocadas soltam um pó que se assemelha muito à fumaça. Yuudai foi liberando e tocando as flores em cima de um prédio, criando uma neblina que fez com que Tatsuya se perdesse. O garoto percebeu que quando ele usa muito uma parte do seu corpo para criar plantas, está parte acaba ficando paralisada por um tempo, logo, ele não poderia mais usar seu braço direito no exame. Kimura agora estava diante do arranha céu. Ele saltou e se prendeu na construção usando vinhas que ele tinha preparado com a mão esquerda. O jovem escalou o prédio usando os pés e a mão que estava disponível, mas de repente, ele ouviu uma voz não muito agradável.

- Kimura! Seu maldito! Vou te mostrar quem é o melhor favorito! - gritou Tatsuya.

O orgulhoso garoto voltou à forma de dragão e foi atrás de Kimura, que tinha finalmente chegado ao topo do arranha céu. Yuudai deu uma risada e em seguida sacrificou uma parte do seu braço, criando uma versão menor da árvore "Mamica de Porca", que possui muitos espinhos em seu tronco. Ao criar a árvore, o menino perdeu o equilíbrio e caiu em cima de Tatsuya, acertando-o com o tronco da árvore e derrubando-o. O menino soltou o tronco do seu corpo e usou o tempo de queda que era um tanto quanto grande - já que ele estava caindo de um arranha-céu - e criou vários algodoeiros com seus pés, pernas e tronco, amortecendo bastante a queda sem perder nenhum membro. Em cima dele, caiu Tatsuya, inconsciente e derrotado. 

- Eu... venci! - comemorou Kimura.

Ao gritar isso, ele acabou revelando a sua localização e uma dupla de concorrentes, caminhando lentamente, entrou na rua onde estava Kimura. Ele se levantou e tirou das suas costas um cacto. Yuudai rapidamente pegou o canivete que trouxera no bolso canivete e ajeitou a base do cacto, retirando os espinhos. Ele empunhou o cacto como se fosse uma espada.

- Podem vir! Não tenho medo de vocês!


Notas Finais


ihhh kimura vai apanha kkj.

PLUS ULTRA MEUSAMIGOS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...