História Broken Memories - God of the Destruction of the 7th Universe - Capítulo 6


Visualizações 86
Palavras 4.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, leitores e amigos! Estou de volta com mais um capítulo. Desculpem o atraso, mas sabem como é, tempo de escola e estudos. Ocupou meu tempinho. Mas não, não parei de escrever. Aqui está o novo capítulo. Espero que gostem.

Champa irá aprontar algo pra atrasar o encontro do Kaioshin e de Bills. Mas será que será o suficiente pra impedir o encontro dos dois deuses do Universo 7?

Capítulo 6 - Knowing the Supreme Kaioshins - Shin and Fuwa


Fanfic / Fanfiction Broken Memories - God of the Destruction of the 7th Universe - Capítulo 6 - Knowing the Supreme Kaioshins - Shin and Fuwa

Finalmente tinha chegado o dia: o dia de conhecer os Kaio. Eu estava ansioso, já Champa… Bom, nossa relação se resumia em discussões contínuas. Mas isso já tinha virado rotina. Agora ambos vivíamos discutindo como gato e cachorro. Nossa irmã havia nascido. Seu nome era Yan. Ela é bem fofa pra ser sincero. Champa estava nem aí pra ela, mas eu sempre estava próximo da pequena bebé. Esqueci de dizer que temos mais uma irmã. Mas há muito que ela sumiu e desde então nunca mais se ouviu falar da mesma.

Era a hora, o momento. Resta saber… Como Champa vai reagir ao conhecer o Kaioshin do Universo 6? E o pior… O que ele vai aprontar contra mim?

 

(…)

 

Estava eu e Whis no meu quarto. Agora tenho um quarto só meu, ou quase… Minha irmã dorme comigo no quarto. Champa tem o quarto dele, sabe, dormimos separados pra evitar o caos.

- Pronto, Yan já comeu, tem fralda trocada… Agora está dormindo como um anjinho. – dei um beijo na testa da pequena – Durma bem, princesinha do mano. Eu agora tenho de me aprontar. O Kaioshin Sama vem aqui pra me conhecer. Devo estar apresentável e a horas nesse encontro.

- Parece ansioso, Bills Sama. – Whis sorriu – Creio que o Kaioshin vai adorar lhe conhecer.

- Estou ansioso! – gritei empolgado – É uma honra conhecer o outro deus que vai me ajudar na tarefa de manter o universo em equilíbrio.

- Não vai ser só ele, pra ser exato. – Whis contava pelos dedos – Tem o Kaioshin do Norte, Sul… A Kaioshin do Tempo. Mas esses irá conhecer mais tarde. – ele sorriu novamente.

- Pensava existir só um Kaioshin.

- Tem muitas coisas que ainda tenho de lhe explicar. Com o tempo vai aprender. Não se preocupe.

- Tenho de me arrumar. Acha que esse traje e adequado? – aponto pra um traje de cor azul e detalhes dourados e entre outras cores.

- É sim. Sua mãe tem boa escolha em relação a vestimentas.

- Agradeço, Whis.

- Disponha. Agora eu vou aguardar lá em baixo. Se apresse.

Whis se retirou do quarto e lá fiquei eu me arrumando.

 

 

Champa’s POV on

 

Estava pronto. O vermelho realmente me fazia sentir bem. É minha cor preferida. Mas havia algo me incomodando: Bills também ia conhecer o Kaioshin dele junto a mim. Aquele inseto deve achar que vai fazer boa impressão na frente do Kaio. Está muito enganado. Eu vou rezar pra que seja um desastre natural.

- Vados, se quiser, pode ir me esperar lá em baixo.

- Tem certeza, Champa Sama? Não precisa de ajuda?

- Não, só me falta uns detalhes. Daqui pouco eu desço.

- Não se demore. Mais uma coisa, está elegante. – ela piscou pra mim, abandonando o meu aposento.

- Elegante, eu? – gaguejei um pouco.

- Sim, você. Bom, lhe espero lá em baixo.

Aquele comentário me fez ruborizar. Champa, que raio está pensando? Ela é uma anja e você é apenas um recém Deus da Destruição. Consegui ver que a mesma saiu com um sorriso nos lábios. Champa, não vai ser como os personagens de anime que se apaixonam há primeira vista. Ia ser estranho andar com minha instrutora. BIZARRO.

Fiquei pensativo em relação ao babaca do meu irmão. Não podia deixar que ele se saísse perfeito na frente do Kaioshin.

- E se ele não for a esse encontro? Seria uma catástrofe. O Kaioshin iria achar que ele não era um deus pontual. Bills seria logo excluído da listagem dos Hakaishins. Vou fazer de tudo pra que ele não coloque a cara na frente do Kaio. Se prepara, irmãozinho. Vou arruinar seu encontro.

Coloquei o resto dos acessórios dourados em mim, pra dar aquele toque de elegância divina e fui ter com meu querido irmãozinho. Ele estava acabando de se arrumar. Entrei no quarto e me sentei na cama do mesmo, cruzando minhas pernas, ficando o encarando.

- O que faz aqui, Champa? – ele me pergunta, tomando finalmente atenção em mim.

- Calma, querido irmão. Não posso vir lhe desejar boa sorte? – sorri, descruzando as pernas e me levantando – Não poderia deixar de vir aqui lhe desejar que tenha o melhor encontro de todos com seu Kaioshin. – sorri me colocando na frente dele.

- Você veio me desejar boa sorte? – ele me olhou nos olhos – Quer que acredite nisso?

- Não me importo que não acredite em mim, irmão. – o abraço, esboçando o melhor sorriso falso de todos – Pois você tem razão. – logo o corpo de meu gémeo paralisa – Não deve confiar no seu irmão. Sabe porquê? – logo sinto todo o poder de Bills bloquear – Porque deixei de confiar em você desde que você destruiu meu sonho! Você é um idiota!

- Você… Não pode fazer isso! – senti o corpo de meu irmão fraquejar – Whis virá me ajudar junto de Vados e nossos pais.

- Eles não vão vir. – sorriu me voltando de costas pra Bills – Sabe porquê? – viro apenas meu rosto pra ele, vendo o mesmo tentando se erguer – Porque eles estarão ocupados com o meu encontro com o Kaioshin, o mesmo encontro a que você irá faltar.

- Champa… Não faça isso… Por favor. Pela Yan…

- Acabei de o fazer!

Caminhei até há saída do aposento de meu irmão e fechei a porta. Levei minha mão há porta e coloquei um selo na mesma. Se Bills tentar sair, temo que apanhará um choque. Obrigado, Vados, por me ensinar a manusear tanto poder. E obrigado aos livros de magia que existe aqui em casa, me serviram pra muita coisa. Champa, está na hora de você brilhar.

 

Bills’s POV on

 

Eu estava vestido. Só faltava colocar os acessórios e estava completamente arrumado. Sinto alguém entrar no meu quarto. Ele se senta na minha cama e me fica encarando. Aquilo me assusta, então, decido perguntar:

- O que faz aqui, Champa?

- Calma, querido irmão. Não posso vir lhe desejar boa sorte? Não poderia deixar de vir aqui lhe desejar que tenha o melhor encontro de todos com seu Kaioshin. – ele sorriu, se levantando da cama e se aproximando de mim.

- Você veio me desejar boa sorte? – fixei meus olhos nos dele – Quer que acredite nisso?

- Não me importo que não acredite em mim, irmão. – ele me abraça, esboçando um sorriso sinistro – Pois você tem razão. – sinto meu corpo paralisar por completo – Não deve confiar no seu irmão. Sabe porquê? – sinto minha energia esvanecer, como se todo meu poder, tivesse sido bloqueado – Porque deixei de confiar em você desde que você destruiu meu sonho! Você é um idiota!

- Você… Não pode fazer isso! – meu corpo fraquejou – Whis virá me ajudar junto de Vados e nossos pais.

- Eles não vão vir. – ele me voltou as costas – Sabe porquê? – tento me erguer, vendo meu irmão virar apenas a cara pra mim – Porque eles estarão ocupados com o meu encontro com o Kaioshin, o mesmo encontro a que você irá faltar.

- Champa… Não faça isso… Por favor. Pela Yan…

- Acabei de o fazer!

Champa fecha a porta bruscamente. Tento me erguer e correr até há porta mas logo uma energia forte me repele e me joga contra algum lugar. Sinto minhas costas doerem violentamente devido ao impacto. Champa usou uma magia pra me prender aqui dentro? Champa tinha melhorado mesmo suas habilidades…

- Whis! Vados! Mãe! Pai! – gritei, tentando sair, sendo repelido mais uma vez pela forte magia do Champa – Não… Não pode ser! – me ajoelhei no chão, com meus olhos cobertos de lágrimas – O Kaioshin Sama me vai ver como uma pessoa que se atrasa e não comparece a seus compromissos. Que raio de Hakaishin sou eu? Talvez o Champa tenha razão, eu sou um idiota… Só me resta esperar…

Por sorte, a pequena Yan estava em um belo e profundo sono.

 

Champa’s POV on

 

Meu plano tinha corrido bem. Bills lutava pra sair daquele quarto, mas o selo que coloquei a porta, o repelia. Isso me deixou radiante. Desci as escadas e vi todo mundo nos esperando. Como Bills estava no quarto dando uma de “Bela Adormecida”, eu decidi me aproximar e finalmente conhecer o Kaioshin.

Ele tinha pele esverdeada, usava uns brincos de cor verde também. Suas vestes eram coloridas, porém, elegantes. Ele era um pouco gordinho tal como eu.

- Champa Sama! – Vados chamou entusiasmada – Pensava que iria se atrasar. Chegou mesmo a tempo. Quero lhe apresentar o Fuwa, o Kaioshin Supremo do Universo 6.

- Prazer, Fuwa Sama. Vai ser um prazer trabalhar com você.

Vi o suposto Kaioshin do sétimo Universo procurando por algo. Devia estar procurando pelo idiota do Bills.

Ele tinha uma pele lilás e cabelo platinado. Usava os mesmos brincos, mas de cor amarela. Ele usava um traje parecido ao de Fuwa, embora de cores diferentes e era baixinho.

- Champa, é seu nome?

- Sim, sou eu. Aconteceu alguma coisa? – fingi não saber de absolutamente nada.

- Eu procuro pelo Bills Sama. Ele deveria ter descido com você, não é verdade?

- O Bills está preso no banheiro. Sabe, ele está com diarreia, coitadinho. – inventei uma desculpa, contendo a imensa vontade de me rir.

- Isso é alguma palhaçada? – o Kaioshin parecia estar se irritando – Ele tinha de ficar mal da barriga logo no nosso encontro? Que insolente!

- Me perdoe, Shin Sama, o Bills não é assim… - mamãe pareceu ter ficando cabisbaixa, mas estava me pouco fudendo – Ele deve estar descendo, não é, Champa?

- Eu duvido. – prossegui com a treta – Meu irmão é tão imprudente. Não tente esconder as tolices que meu irmão faz, mamã…

- Chega! – ela gritou com nervos – Sei que você está chateado e com inveja de seu irmão. Mas isso é um assunto sério!

- Champa Sama. – Vados me chamou a um canto – Venha aqui, por favor. – a segui e logo ela começou – Você não fez nada com seu irmão, pois não?

- Eu? Claro que não. – menti, desviando o olhar – Porque acha que faria tamanha atrocidade?

- Porque sei que você é bem capaz disso para estragar a carreira de Hakaishin de seu irmão. Porque sei que você tem desejos de se vingar dele. Porque você acha que seu irmão lhe roubou o Universo 7.

- E ele não roubou? – retruquei, fazendo Vados levar a mão há fonte de sua cabeça – Você disse uma verdade. Ele me roubou o Universo 7. Destruiu meu maior sonho.

-Me fala, o que você fez?

- Quer a resposta? – a encaro nos olhos – Ele que caia da sanita, aliás, ele que suma!

Logo voltei de costas e fui ter com as pessoas. Me sentei ao pé de Fuwa e começamos a conversar. Shin e Whis ficaram impacientes esperando por Bills.

- Whis! Preciso falar com você! – Vados chamou o irmão.

- Agora vai se queixar a seu irmão, Vados Sama? – a provoquei – Eu já disse, meu imãozinho está trancando no banheiro, nadando em merda.

- Eu acho que já percebi o motivo de querer falar comigo, irmã.

- Shin, se quiser, o assunto é sobre o Bills. – ela chamou também o tal de Shin, o que me deixou nervoso.

- Alguém me pode explicar o que está acontecendo? – mamãe gritou nervosa – O que será que aconteceu nessa casa, meu deus!

- Se acalme, Hinikt, esse atraso de Bills deve ter algum motivo. Se eu descobrir que foi o Champa, ele não ficará impune.

- Não… Não o castiga. Ele apenas… Está confuso e acha que o irmão lhe destruiu a carreira. Isso irá passar, Anúbis.

- Se o diz, mas mesmo assim, acho a atitude de Champa irresponsável.

- Eu dou um jeito.

- Já acabaram? – encarei meus pais – Terminaram de jogar a culpa em mim?

- Pare de ser uma criança invejosa!

- Invejoso? E meu irmão? Ele me cobiçou o Universo 7!

- Chega de discussão!

Logo todos se silenciaram e eu continuei a conversa com o Fuwa.

 

Vados’s POV on

 

Eu estava preocupada com Bills. Segundo a Hinikt Sama, Bills não é de se atrasar aos compromissos. Sei que Champa lhe fez algo, resta saber o quê. Apesar de ser um recém Hakaishin, Champa aprende depressa e já sabe manusear poderes perigosos. Com todo esse odio e sentimento de vingança, não me admiraria que Champa fizesse algo com o irmão.

Decidi chamar o Whis e Shin á parte. Eu tinha de dizer o que estava entalado na garganta.

- Eu acho que o Champa Sama fez algo a Bills.

- Porque pensa isso? – Shin perguntou, mostrando alguma preocupação – E porque dizem que Bills cobiçou o Universo 7?

- Champa Sama não aceita que o Universo 7 é do irmão. – Whis explicou – Ele acha que o Bills Sama lhe roubou o posto. Por isso é que minha irmã acha que foi o Champa que provocou esse atraso do Bills.

- Por isso lhes peço ajuda. Só vocês podem encontrar o Bills. Sendo ambos “parceiros” do Bills, acho que está nas vossas mãos qualquer coisa que aconteça de ruim com ele.

- Mas isso não pode ficar assim. Tem de ser informado aos superiores.

- Shin, sei que deveria se prosseguir assim, mas não podemos o fazer… Esse assunto é muito delicado e iria causar mais problemas. Champa está com desejos vingativos, mas acredito que mais tarde ou mais cedo, esses sentimentos irão mudar. Eu confio nele.

- Volte para o seu lugar e fique de olho no Champa. Mas não diga nada a Fuwa ou aos pais dele. Deixe com a gente. Iremos encontrar o Hakaishin.

- Faça como o Shin falou. Isso fica entre nós. Já bastou a quase confusão que Champa ia criando.

- Obrigada aos dois. Fico grata a ambos.

Suspirei aliviada. Sabia que poderia confiar em meu irmão e no Kaio. Apenas voltei para lá como se nada tivesse acontecido. Champa me encarou com um sorriso nos lábios. Mal ele sabe que aquele sorriso dizia muito. Mas eu tenho de deixar isso passar. Confio que um dia, essa inveja besta passe.

- Acabaram o mexerico ali atrás? – debochou o Deus – Estava vendo que você iria se atrasar para a conversa também, Vados.

- Não se preocupe. – sorri provocativa – Não tem hora marcada.

Pude reparar o seu olhar virar um olhar de fúria. Ele sabia o que eu queria dizer com isso. Só resto encontrarem o Bills logo.

 

Whis’s POV on

 

Como Champa falou que Bills estava no banheiro, eu e Shin decidimos ir averiguar se isso era verdade ou era apenas uma brincadeira do Deus vingativo.

- Ele não está aqui. – Shin falou, ficando mais impaciente – O Hakaishin do sexto Universo mentiu.

- Eu sabia que no fundo ele estava zombando da situação. – suspirei – Espere… O último lugar que eu o deixei foi no quarto.

- De que estamos há espera? Vamos!

Nos deparamos com a porta trancada com um selo. Champa era realmente habilidoso.

- Não creio no que estou vendo…

- Esse é o poderoso Hakaishin do Universo 6. – sorri, apenas fazendo vários gestos – Mas ele não é tão poderoso quanto eu. – ergui minha mão e logo aquele selo se desfez – Aprendi a lidar com qualquer tipo de selo.

Bills estava caído no chão. Shin correu logo socorrendo o Hakaishin desacordado.

- Consegue me ouvir? Você está bem?

- Quem… Quem é… Você? – ele perguntou, com voz fraca.

 

Bills’s POV on

 

Me sentia fraco e sem forças. É como se todo meu poder e energia tivessem sido sugadas. É como se aquele selo estivesse sugando toda a vitalidade que me restava. Ouvi vozes do lado de fora. Tentei chamar por alguém, mas já nem possuía forças pra tal. Logo vi uma luminosidade em torno da porta. O tal selo de bloqueio tinha sido quebrado. Vi a silhueta de duas pessoas entrando. Logo meu corpo caiu. O senti sendo aparado por alguém desconhecido. Seria o Kaioshin?

- Quem… Quem é… Você?

- Sou o Kaioshin Supremo do Universo 7. Você é o Bills, suponho.

- Eu sou…

- Se mantenha calmo. Você está fraco demais. Me conte o que aconteceu.

- Foi o seu irmão, correto? – Whis perguntou e eu apenas assenti com a cabeça – Ele está mesmo decidido se vingar de você de todos os modos possíveis.

- Ele disse que vinha me desejar boa sorte com o Kaioshin Sama. Depois ele me abraçou e senti minha energia e poderes sumirem, como se tudo tivesse sido bloqueado.

- Ele bloqueou seus poderes e usou um selo que suga a vitalidade a quem estiver preso no local onde o selo foi colocado. Seu irmão é poderoso, sem dúvidas. Mas você tem uma resistência incrível pra ter aguentado aqui. Me dê suas mãos.

Apenas obedeci e senti um imenso poder fluir. Uma luz nos cercou a ambos. Era uma luminosidade calma, que transcendia paz. Logo senti toda minha energia e poderem serem restaurados. Era esse o poder do Deus da Criação?

- Pronto. Está como novo. Prazer em lhe conhecer, Bills Sama. – ele sorriu docilmente – Vai ser uma honra ser seu parceiro.

- Prazer é meu. Estou ansioso para ajudar você a melhorar esse universo incrível.

- O Universo 7 é um universo cheio de segredos e coisas boas. Você vai gostar do que se esconde nesse misterioso lugar.

- Era meu sonho conhecer a Terra do Universo 7. Muitos seres falam dela. E eu desejo a ver com meus olhos. Meu sonho sempre foi ser o Hakaishin do Universo 7.

-E era o sonho de seu irmão, suponho…

- Sim. – baixo a cabeça – Infelizmente ele está me odiando por ter conseguido realizar meu sonho e ele não.

- Mas o Universo 6 também é um universo formidável. Ele é um gémeo desse. Ele tem a sua própria Terra, embora ambos os universos tenham suas diferenças. É normal.

- Não entende… - respiro fundo e falo – Eu perdi o meu irmão ao realizar meu maior sonho. Eu tenho o que eu queria, mas tive de perder outra coisa para o ter.

- Você não perdeu o Champa. – Whis tentou me consolar – Foi ele que se perdeu a ele mesmo.

- Bom, vamos lá pra baixo? Temos muitas coisas pra conversar.

- Sim, vamos. Meus pais devem estar preocupados.

- Então vamos.

- Esperem! - corri para ver como minha irmã estava - Ela está bem? - aponto para a criança adormecida.

- Não se preocupe. Ela está dormindo profundamente.

- Que alívio. - suspiro de alivio - E já agora… Qual foi a desculpa que Champa deu pra minha ausência?

- Que você estava no banheiro. – o Kaisohin apenas suspirou – Você vai falar isso pra seus pais?

- Vou, isso irá diminuir os eventuais conflitos seguintes.

- Posso ver que você tem um coração grandioso.

Apenas sorri com tal comentário

Acompanhei o anjo e o deus até ao lugar onde meus pais e meu irmão estavam reunidos com Vados e o outro Kaioshin. Mamãe me olhou com pura preocupação, meu pai apenas permanecia com seu olhar sério. Champa, ao me ver, pude ver seu olhar me fuzilar com fúria.

- Bills, o que aconteceu, filho? – mamãe correu pra me abraçar – Você está bem?

- Estou. Eu apenas estava… No banheiro e me demorei.

- Eu lhes disse. – Champa logo se intrometeu na conversa – Ele estava no banheiro. Deve ter ido pelo cano abaixo. Por isso se perdeu a chegar até ao seu compromisso.

- Por acaso, eu não havia marcado hora para o nosso encontro. Não é, Hinikt Sama? – Shin olha minha mãe e faz uma piscadela e ela afirma com a cabeça – Viu? Sua mãe confirmou. Por isso, seu irmão está bem a tempo de colocar a conversa em dia comigo, senhor Champa.

Champa apenas bufou de raiva. Mamãe respirou de alívio por eu estar bem. Papai apenas me observava com um pequeno sorriso, embora seu olhar estivesse fixado no invejoso de meu gémeo. Fuwa apenas se mantinha calado. Vejo que ele é daqueles seres que não se quer meter na confusão.

- Bom, Bills Sama, vamos começar.

- Estou pronto. – me sento em um sofá, um pouco afastado de Champa – O que vamos conversar, Shin Sama?

- Quero antes de mais lhe dar os parabéns por ser o novo Hakaishin do sétimo Universo. Vai ser uma honra.

- Obrigado. Também vai ser uma honra trabalhar com você.

- Antes de mais. – Whis nos olhou a ambos – Preciso confirmar se o Bill realmente é o Hakaishin do Universo 7. Embora eu saiba que sim, mesmo assim, tenho de o fazer.

Ao ouvir isso, Champa ergueu as orelhas. Talvez ele ainda tivesse esperanças de ser um erro.

- Ambos estiquem as mãos, por favor. – assim o fiz e logo a minha mão e a de Shin reluziu – Se o selo de vossas mãos coincidir, significa que ambos estão conectados e que, de fato, Bills é o Hakaishin procurado. – senti palma de minha mão arder e logo algo se desenhou nela. O desenho era igual ao símbolo da mão de Shin – Bom, está confirmado. Ambos estão conectados e ele é o Hakaishin procurado.

- Bom, agora eu vou falar sobre as minhas funções e as suas. Preste atenção. – fiz o que Shin pediu – Eu tenho o dever de proteger as criaturas vivas e preservar os planetas. Caso o planeta esteja completamente corrompido pelo mal, a sua função é o destruir, para que assim, eu possa dar lugar a um novo. Ou seja, você vai destruir planetas que achar que estão poluídos, que já não têm salvação possível. E eu apenas vou dar uma nova vida a esse lugar.

- Percebo.

- Continuando. Você também pode destruir planetas em que os seres estão se desenvolvendo em uma taxa mais lenta. Um Hakaishin tem uma habilidade especial para desempenhar o papel de destruidor, já o Kaioshin, tem a sua habilidade de criação. E ambos partilham sua vitalidade. Caso um de nós morrer, ambos morremos. E a tarefa do anjo fica parada até que se encontre novo Kaioshin e Hakaishin.

- Entendi. Qual é essa habilidade especial que falou?

- Se chama Hakai e é um poder muito poderoso. Destrói qualquer existência. É a técnica principal de um Hakaishin.

- Tem de ter o máximo cuidado com o que destrói. Pode ser perigoso. Por isso devo alerta-lo sobre isso. – Whis alertou – O Hakai pode ser uma magia mortal.

- E mais uma coisa. Dois Hakaishins não podem lutar entre sim. Isso resultaria na destruição de um universo ou vários. Por isso, mesmo que seu irmão queira se vingar, enfrentando você, é estritamente proibido. Ele pode ser banido do cargo de Hakaishin por tal coisa.

- Papai já tinha falado disso. – baixo a cabeça – Eu desejo que eu e Champa nunca cheguemos a esse ponto.

- Mais um aviso: viagens no tempo são proibidas, tanto pra os Kaio, tanto para os Hakaishins. Um Kaioshin só é permitido viajar ao futuro, mas, só pra ver se surgiu alguma mudança boa em algum planeta. Fora isso, não podemos interagir com viagens temporais.

- E se o fizermos?

- Bom, é proibido. Se alterar alguma coisa, quer no passado, quero no futuro, aviso que o castigo pra isso, é bem severo.

- O que o Shin quer dizer, são capazes de até o banir do cargo de Hakaishin.

- Bom, percebeu as regras? Depois a gente treinará junto um dia. Estou ansioso pra ver suas habilidades florescerem.

- Eu treinarei muito pra ser um Hakaishin forte. E aceito a proposta de treinarmos juntos um dia desses.

Ambos apertamos as mãos. Tinha sido ótimo conhecer o Shin. Ele foi muito simpático. Logo o outro Kaio se juntou a ele e assim nos despedimos.

- Até breve, Shin. Foi um prazer!

- O prazer foi meu, Bills!

- Até mais, Fuwa! E aceito sua proposta! – Champa acenava para o Kaioshin do Universo 6.

- Tenha juízo, Champa Sama. Até um dia.

 

(…)

 

Apesar do imprevisto, até que o encontro com o Kaioshin foi do melhor. Shin é amável, prestável, simpático e humilde. Digno de uma criatura da luz. Ele irá me ajudar bastante na tarefa de manter o Universo 7 equilibrado. Whis é o nosso guia, aquele que nos guiará pelo caminho do bem. Espero não descarrilar, pois com essa vingança de Champa, não me admiro de rolar um caos. Estamos proibidos de lutar pelas leis… Mas estaremos proibidos de lutar pelo destino?


Notas Finais


Algum tempo passa após o encontro dos Kaioshins e dos Hakaishins. Está na hora de conhecer o supremo Zen'Oh. Como irá ser o encontro? Será que Champa irá ficar de boca fechada na frente do grande Zen?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...