História Casais KDA - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias League Of Legends (LOL)
Personagens Ahri, Akali, Evelynn, Kai'Sa, Sivir, Sona
Tags Akalynn, K/da, Kai'siv, Lesbicas
Visualizações 77
Palavras 5.783
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O que uma DJ Ioniana, muda, com cara de japonesa, e uma raposa Pop star tem em comum? (Além de serem muito fofas.) Nenhuma das duas gosta de perder tempo.

Eu sei que essa nota não tem nada a ver. Então por favor comentem pq demorou muito pra escrever isso tudo
Obs: Esse cap se passa antes do anterior

Capítulo 2 - Absinto, Sundae e Mixagem (SonAhri)


Fanfic / Fanfiction Casais KDA - Capítulo 2 - Absinto, Sundae e Mixagem (SonAhri)

SonAhri

Ahhh, os holofotes. Existe lugar melhor para alguém como ela? Não. Não tem, afinal estrelas foram feitas para brilhar, e o brilho de Ahri pode ser cegante. 

Ahri estava no final de mais um show da K/DA, ouvindo os aplausos e os gritos apaixonados por ela e pelo grupo, que agradava suas orelhas de raposa e atiçava suas nove caudas, enquanto elas saíam de palco, mandando beijos para plateia e se despedindo.

- Nossa, que show daora que foi esse! - Akali falou animada entrando no camarim da banda e tirando a sua máscara.

- Foi muito legal, mas eu não sei por quê mas eu tô tão cansada de tanto dançar. - Kai'sa, a coreógrafa da banda, falou alongado os braços um pouco doloridos.

- Vou te dizer que eu também tô um pouco cansada. - A Diva Evelynn falou tirando suas garras douradas das unhas e se sentando num banco.

- Ah Qualé gente! Vocês tão parecendo um bando de velhas. Olha pra mim eu tô cheia de energia, vamos sair, ir a algum lugar, que tal?

- Eu topo! - A rapper falou levantando a mão direita no ar como uma aluna de uma escola respondendo a chamada.

- Eu invejo o entusiasmo das duas, mas eu acho nem eu, nem a Bokkie estamos no clima pra sair pra qualquer lugar. - Eve falou trocando a roupa do show.

- Eve, a Ahri tá agitada e você sabe o que quer dizer né? - Falou Kai'sa olhando para a Diva com um olhar de "não vai contra e só segue"

- Sei… - Ela sabia. Na verdade, tinha acabado de se tocar de que aquela raposa estava afim de uma "presa" por isso toda aquela animação. E como na mansão delas, ninguém lá tem nenhum pudor em relação a dormir com outros membros da banda, incluindo Eve e Kali que são namoradas, elas não tem ciúmes quando uma delas dorme, toma banho, faz algum carinho ou qualquer coisa do tipo uma com Kai'sa ou Ahri. Ou quando as quatro dormem todas juntas na mesma cama, é como um grande encontro íntimo entre amigas.

Mas, como foi dito antes, Eve e Kai'sa não estavam com disposição para nada muito menos transar, e mesmo que Kali estivesse meio disposta, Eve precisava dela com disposição para o dia seguinte para visitar a sua mãe, pois Ahri tem uma energia sexual quase interminável quando ela está animada assim, e ela fala por experiência própria, uma vez ela ignorou o desejo da raposa e então a Gumiho invadiu o quarto dela a noite e só deixou ela dormir depois que o sol nasceu.

Então ela precisava de um sacrifício.

- Okay Gumiho, você venceu. Aonde você quer ir? 

- YES! - Ela falou comemorando erguendo o punho ao céu e parando pra pensar até se decidir. - A uma danceteria.

- Ah não. - Kai'sa falou desanimada.

- Eu vou me trocar e já se preparem por que hoje tem! - Disse indo pegar uma roupa boa pra dançar.

- Eve, tem certeza? Você disse que tava cansada. - Akali falou um pouco preocupada com a mudança repentina da namorada.

- Eu nem vou dançar, eu no máximo vou tomar uma bebida ou outra pra relaxar, e você nem pense em ir dormir com aquela raposa pervertida, preciso de você respirando amanhã de manhã e sem as pernas estarem bambas.

- Ela tá no cio?

- E você tá meio lerdinha né?

- Eu acho que eu vou com vocês, não tô afim de ficar sozinha em casa. - Kai'sa falou se juntando na conversa até que Ahri volta vestindo um cropped branco e uma legging preta.

- Eai Vamos? A limusine tá lá na frente.

- Vamos! - Akali estava animada.

- Fazer o que né? - A Bokkie e a Diva falaram em uníssono com uma expressão de cansaço puro.

Enquanto a limusine passava pelas ruas da cidade a noite Ahri ficava se arrumando no espelho de bolso botando um pouco de blush e um batom vermelho vivo, se preparando para seduzir. 

- Como estou? - Ahri perguntou para as garotas sentadas do outro lado da limusine.

- Linda. - Akali disse num tom doce.

- Tá parecendo uma puta de esquina. - Eve falou, de graça. E Kai'sa nada disse por que ela tava dormindo no banco do carro.

- Obrigada Kali, e Obrigada você também Eve, eu quero ficar atraente.

- Quantas garotas você quer comer hoje pra botar tanta maquiagem? - Evelynn disse ríspida.

- Em primeiro lugar: Eu não vou comer ninguém, vou foder. Não sou canibal. - A Diva revirou os olhos. - E em segundo lugar: Eu acho que uma ou duas, talvez três.

- Que fogo hein? - Akali disse um pouco impressionada.

- Uh, chegamos. - Falou olhando a fachada do local onde elas iriam enquanto Evelynn acordava Kai'sa que chegava a babar no banco do carro de luxo.

- "Changnyeo bar e danceteria, apresenta: DJ Sona. Ao vivo." - Akali falou lendo a fachada do local que era uma balada com luzes neon por todo o canto, algumas figuras pouco simpáticas e o prédio parecia uma caixa de concreto com luzes. - Que lugar legal.

- Defina: "legal" bebê.

- DJ Sona? Esse nome é familiar. - Kai'sa falou tentando lembrar de onde ela havia ouvido esse nome.

- É a tecladista da banda Pentakill se eu não me engano. - A Diva disse. - Mas ela tinha cabelo ruivo não azul. - Ela falou enquanto olhava para o cartaz que mostrava a DJ com  um capacete com duas mechas enormes Azuis.

- Que fofa! Ela parece a Hatsune Miku.

- Calma raposinha, sossega esses teus nove rabo. - Kai'sa falou tentando conter a Raposa.

- Sossega, eu não vou tentar pegar a DJ, a menos que ela dê mole. - Falou com uma cara maliciosa.

Entrando na danceteria, que parecia mais uma boate, elas viram diversas máquinas de fumaça cobrirem o chão do local com feixes frenéticos de luzes coloridas por todo o lugar, em diversos cantos mais escuros do local haviam alguns casais se pegando aos olhares de todos. Enquanto isso Ahri foi dançar na pista de dança, e as garotas ficaram no bar e foram pedir algo para tomar.

- É open bar hoje, o que vão querer? - O barman perguntou.

- Pra mim Vodka - Eve pediu. - O que você quer Kai?

- Um licor só pra não dormir.

- E a Akali vai quer um--

- Absinto. - A rapper falou cortando a fala da namorada.

- EHHHHHH!?? - As duas se espantaram com o pedido da mais nova.

- Tô afim de algo forte.

- Akali, você quase nunca bebe, e quando bebe só bebe uma lata de cerveja e já fica praticamente bêbada. - A Diva disse a namorada.

- Vai ser só um shot, não é pra tanto.

- Só se for pra alguém que tá acostumado com bebida, e você é muito fraca pra álcool.

- Confia em mim Kai'sa. - Akali falou quando chegaram as bebidas no balcão.

Durante a empreitada alcoólica de Akali, num canto mais afastado da pista de dança, Ahri beijava uma mulher um pouco mais baixa do que ela, cabelos negros um rosto vermelho pela exitação, vestindo uma camisa vermelha por baixo de uma camisa de flanela. O desejo da Gumiho era tanto que sua mão que passeava pelo corpo da menor foi de seu cabelo fazendo um caminho pelos seios, sua cintura até chegar no seu ventre e adentrar o seu short chegando na barra da sua calcinha, até que ela sentiu a garota menor empurrar ela.

- Tá maluca!

- O que foi? Já acabou a sua vontade de experimentar? - Foi dar outro beijo mas teve a boca tapada.

- Eu não posso trair o meu noivo. - A garota falou mostrando o anel na mão direita enquanto Ahri lambeu a mão esquerda dela que tampava sua boca.

- É? Por que você tava toda atiradinha pra mim enquanto eu te beijava. Eu até senti uma coisinha toca na minha cauda.

- Você é bonita, e famosa, mas eu não posso fazer isso. - Falou saíndo dali nervosa o mais rápido possível.

- Eu sou mesmo tá bom! E saiba que muita gente mataria pra ter essa oportunidade que você jogou no lixo! - Ahri gritou para a garota que a ignorou e saiu correndo.

- AF! Que saco. - Falou cruzando os braços e abriu o Tinder vendo se havia alguma garota disponível na área, mas não recebia nenhum "Match", o que era estranho afinal ela era uma celebridade conhecida mundialmente. Ela ficou olhando o aplicativo até que uma garota praticamente da mesma altura dela tocou o seu ombro chamando sua atenção, ela tinha cabelo azul presos em duas mechas grandes e olhos da mesma cor e mantinha as duas mãos juntas de modo tímido com o rosto meio vermelho e tentava desviar o olhar, como se a raposa fosse muito brilhante para seus olhos e tivesse que desviar o olhar.

- An… Oi? Com licença, precisa de ajuda azulzinha? - Falou um pouco confusa.

A garota azulada começou a gesticular com as mãos na linguagem de sinais dizendo: 

- Perdão, eu me chamo Sona, eu sou sua grande fã!

- Oh! Você é muda. Desculpa. - Ahri falou se desculpando pela falta de delicadeza com a garota muda.  Ahri sempre foi muito estudiosa desde sempre, então ela teve aula em diversos colégios particulares em Ionia, seu país de origem, onde aprendeu a fazer linguagem de sinais e entender um pouquinho da linguagem das mãos.

- Não é nada, eu também sou meio tímida daí as pessoas acham só tenho vergonha de falar. - Ela disse tirando um sorriso risonho da loira e deu uma curta risada, por mais que suas cordas vocais não funcionam muito bem para ela falar mas funcionavam pra ela conseguir gritar, rir de vez em quando.

- Você é engraçada, mas Peraí, Sona?

A mulher azulada apenas assentiu com a cabeça. 

- Você não é a DJ? - Ela falou e a outra assentiu com a cabeça novamente.

- Mas como você tá aqui e tá tocando lá. - Ahri disse se virando para o palco e vendo a caixa de mixagem de som tocar sozinha.

- Eu botei uma série de músicas em loop, ninguém se importa muito com o que tá tocando exatamente, só importa ter uma trilha sonora no meio dessa pegação toda. - Ela disse com uma expressão um pouco decepcionada.

- É, você tá certa, eu nem percebi que você tinha saído do palco se você não tivesse vindo falar comigo. Aliás, Por que você veio falar comigo?

- É que eu sou uma grande fã sua e das outras garotas do grupo e achei que não teria outra chance de falar com a Ahri, a raposa do Kpop.

- É o meu apelido da época de carreira solo. - Ahri finalmente sentiu algo que não fosse desejo essa noite. Ela viu toda aquela animação e inocência da DJ e sentiu uma enorme vontade de dar um abraço apertado de tão fofa que ela era, quase comparável a Evelynn que sempre queria estar perto de Akali e abraça-la e toca-la em todos os sentidos. Mas se conteve por algum motivo.

 

- Falando nisso, as outras garotas vieram com você? Eu queria poder ter ido no show de vocês de hoje cedo, mas tinha essa minha apresentação então não deu.

 

- Ah sim. Ela também vieram comigo elas tão bem ali-- Novamente ela foi cortada pela sua visão de Akali bêbada em cima da mesa do balcão do bar com uma garrafa de bebida na mão e virando direto na boca.

- AKAAALIIII!!!! - A Gumiho praticamente gritou desesperada indo correndo até a rapper que era contida por Eve e Kai'sa que tentavam segurar ela pelas pernas, mas num surto de bebedeira ela deu uma garrafada do olho de Kai'sa.

- AI MEU DEUS, KAI!! - Ahri gritou muito preocupada indo socorrer a amiga.

- Eu tô bem, só segura a Kali.

- Ninguém vai me pegar vivaAAA! - Akali falou antes de acabar caindo pra trás do balcão. Depois disso tudo que as duas conseguiram ver foi um vulto de Evelynn pulando por cima do balcão depois de rapidamente ter tirado os saltos e ir socorrer a namorada.

- Akali! Você tá bem? - Eve passava o braço por baixo do pescoço dela para ela levantar.

- Eve… 

- Sim amor sou eu! Você se machucou?

- Machuquei…? Eu não mas e você? - A mais nova perguntou deixando Evelynn um pouco confusa.

- Como assim meu bem?

- Ué? Você não é o anjo que caiu do céu pra me salvar? - A Diva revirou os olhos em resposta àquela cantada velha e sem graça.

- Ai meu Deus, Kali, não me assusta desse jeito, vem vamos embora. - Falou levantando-a e botando o braço dela por cima do ombro dando apoio para Akali não cair.

- NÃÃÃÃO! Eu quero beber e dança mais…

- Não depois de deixar o olho da Kai'sa roxo. - Evelynn olhou para trás pra ver como Kai'sa estava e viu ela com uma lata de cerveja pro olho roxo.

- Eu tô bem Eve, não se preocupa. - Kai'sa falou tranquilizando a Diva.

- Ok, a limusine tá esperando lá na frente, vem Ahri. - Chamou Eve enquanto Ahri ainda estava parada do lado do balcão e meio atônita indo até o dono do bar.

- Desculpa a confusão. - Falou fazendo mesura. - Eu prometo pagar por qualquer prejuízo.

- É bom, porque eu acho que a sua amiga quebrou algumas garrafas importadas atrás do meu balcão. - O homem falou com um olhar sério enquanto Ahri se desculpava pela bebedeira da rapper. Depois disso a raposa procurou pela garota de cabelos azuis que estava falando com ela antes e a viu de longe só observando a cena.

- Desculpa por esse papelão.

- Vocês são muito engraçadas. - Gesticulou a DJ.

- Eu realmente tenho que ir. Eu adoraria poder ficar um pouco mais com você Sona.

 

- Tudo bem eu te dou o meu número. - Sona rapidamente tirou um cartão com a sua logo e do seu show. - Aí é meu contato profissional e atrás é meu contato pessoal. Me liga. - Ela fez uma carinha fofa no final da frase que Ahri sentiu seu coração de uma leve derretida.

- T-tá… Eu te mando mensagem depois. - A Gumiho foi rapidamente até o carro e viu Akali deitada no banco do carro murmurando várias coisas inteligíveis.

- Eve. Me faz o favor de lembrar de matar a sua namorada quando a gente chegar em casa.

- Por que? O que houve?

- É que por causa dela eu quase perdi a chance de ficar com uma garota linda.

- E perdeu?

- Bem… Não mas--

- Então não me venha com ameaças ao meu bebê, tá bom? - Evelynn disse com a voz num tom horripilante.

- Ta. - Falou se dando por vencida. - E você tá bem Kai?

- Vou sobreviver. Mas fala aí, quem é a tal garota linda que você conheceu? Qual o nome dela? - Falou a Bokkie com a mesma lata no local da pancada no olho.

- O nome dela e Sona.

- A DJ? Porra! Você não perde tempo né? - Ahri realmente era uma garota objetiva em questão de seus desejos, e ela realmente havia gostado daquela garota fofa e lindas esperava que ela gostasse dela também.

- Aposto que você só quer pegar ela por causa que ela é DJ, então as mãos dela devem ser u-- Akali ainda bêbada falava entrando na conversa até ser cortada pela Gumiho.

- Cala boca sua bebum! A Sona é uma garota incrível e você não pode dizer nada desse tipo dela!

- Não tá mais aqui quem falou… - A rapper falou antes de bocejar e cair no sono.

- Dormiu. Espero que a ressaca dela não seja tão pesada amanhã de manhã. - Evelynn falou acariciando os cabelos castanhos da namorada.

- Você sabe que ela não aguenta beber, por que você deixou ela fazer isso? E que foi que ela bebeu que deixou ela tão doidona? - Ahri perguntou para a Diva.

- Eu sei que ela não aguenta, é que ela foi muito rápida, não deu tempo de parar ela. E ela bebeu uma dose de absinto.

- Absinto?!?? Eve sua maluca!

- Ha ha ha ha. Desculpa por estragar a sua noite Ahri. - Evelynn falou numa risada.

- Não foi tão ruim assim. - Ahri falou olhando para o cartão de contato com Sona e lembrando rapidamente daquele sorriso que derreteu o coração dela anteriormente.

 "Fofa" - Ahri pensou.

_____________________________________

 

SonAhri II

Na manhã do dia seguinte ao encontro da raposa e da DJ, Ahri estava sentada no sofá da sala pensativa com o cartão de contato de Sona em mãos, enquanto milhares de pensamentos voavam por sua cabeça e enchendo ela de dúvidas como: "Será que ela vai gostar de mim?" "Vou parecer grudenta mandando mensagem depois do primeiro encontro?" "Será que ela acha que eu só quero ir pra cama com ela como eu queria com aquela mulher de antes"

Durante sua tempestade de dúvidas ela sentiu uma mão em seu ombro chamando sua atenção.

- Oi Kai.

- Você tá bem? Não te vi comer nada desde ontem a noite. - A Bokkie falou preocupada.

- Eu tô… Pensando…

- Pensando sobre o quê exatamente? - Kai'sa disse enquanto sentava no sofá do lado de Ahri e então deu alguns tapinhas no seu colo, incentivando a raposa a deitar a cabeça no seu colo, e foi o que ela fez. - Vai me fala o que te aflige.

- Sona…

- Entendo. Você acha que ela não vai querer te ver de novo.

- Mais ou menos. É que eu tenho… Medo.

- Medo do que exatamente?

- Que ela ache que eu sou uma piranha vagabunda. - Ahri declarou seca, Kai'sa ficou um pouco surpresa com a declaração repentina da raposa, que baixou as suas orelhas.

- B-bom, Por que ela acharia isso?

- É quando ela foi falar comigo, eu tava me pegando num canto com uma garota qualquer da balada.

- Por isso você tem medo.

- É…

- Olha se ela te viu eu acho que ela não acha isso de você.

- Eu não tenho como saber…

- Na verdade tem sim. - Kai'sa disse colocando o cartão com o contato da DJ na frente dos olhos dela. - Manda uma mensagem pra ela e pergunta. O que pode dar errado?

- Ela dizer que não gosta de mim.

- Um "não" nós já temos, mas o que custa tentar. - Falou antes de levantar a raposa do seu colo para encará-la nos olhos. - Você só não pode desistir sem tentar, e pelo o que você disse a Sona parece ser uma mulher incrível.

- … 

- …

- Tá você venceu.

- Ótimo vou preparar algo pra você comer. - Falou se levantando e indo em direção a cozinha. - Deixa eu adivinhar, Sundae?

- Eu vou precisar. E nem pense em economizar na cereja.

Kai'sa fez um rápido aceno com a cabeça  indo preparar o Sundae de Ahri na sua máquina de fazer sorvete.

Enquanto a raposa discava o número do cartão no seu celular o adicionando aos contatos como "Sona". E então mandou a mensagem: 

[AHRI] Oi

E esperou a resposta enquanto Kai'sa voltava com sua delícia gelada em mãos e não muito depois de ela dar a primeira colherada seu celular vibrou e ela viu a resposta da DJ.

[SONA] Oi

 

[AHRI] Desculpa a demora

 

[SONA] Tudo bem

 

[SONA] Não tô fazendo nada mesmo

 

[SONA] E você?

 

[AHRI] Nada demais. Só acordei te mandei um Oi e comi um Sundae

 

[SONA] Nossa que café da manhã hein?

 

[AHRI] É que me ofereceram e eu não resisti

 

[SONA] Então meu plano de convidar você pra tomar sorvete hj depois do almoço foi pro espaço :(

 

Ahri ficou boquiaberta com o que a DJ disse e deixou a colher que ela comia o Sundae cair no chão.

 

[AHRI] NÃO ESPERA

 

[AHRI] EU ADORARIA

 

[SONA] Calma raposinha, desliga o Caps Lock e respira.

 

[AHRI] Desculpa a euforia, é que eu não esperava que você fosse me convidar pra isso

 

[SONA] Eu adorei nosso encontro na balada. Pena que acabou sendo interrompido sem querer

 

[AHRI] Maldita Akali >:(

 

[SONA] o que foi que ela tomou que fez ela ficar tão doida?

 

[AHRI] o que acontece é que ela não aguenta beber e então a retardada resolveu beber Absinto.

 

[SONA] Caraca isso explica muita coisa

 

[SONA] Então, vamos nos encontrar numa sorveteria muito boa lá no centro

 

[AHRI] Acho que eu conheço. É aquela que o mascote é uma casquinha de sorvete né?

 

[SONA] É SoFdeeZ o nome

 

[SONA] Que tal a gente se encontrar lá pelas 13:00. Depois do almoço

 

[AHRI] Pode ser

 

Após isso as duas conversaram brevemente sobre alguns dos seus gostos pessoais e outros fatos. Elas estavam se conhecendo melhor. Até Kai'sa chamar Ahri para almoçar, já que Akali e Evelynn iam almoçar na casa da mãe da senhora Si Ra, ela não queria comer sozinha. Depois do almoço Ahri foi direto pro quarto se vestir e passar uma maquiagem bem básica e até fazer as unhas. Ela colocou uma roupa boa pra sair, pegou um Uber para a sorveteria.

Sona ficava um pouco impaciente quando chegava adiantada em algum lugar, sempre mantinha uma dúvida constante na sua mente enquanto ficava cada vez mais apreensiva. "Será que ela vai vir?" "Ela deve me achar uma esquisitona" "Eu nem consigo falar direito com ela sem as minhas mãos" "O máximo que posso falar com ela é Ai!"

- Soninha! - Seu monólogo interno foi sanado por um voz que veio de trás dela e ela então virou a cabeça para ver quem a chamava e suspirou de surpresa ao ver Ahri com um casaco moleton fino rosa, uma saia longa branca e uma sapatilha também branca que dava um visual adorável àquela raposa linda.

Sona apenas acenou um pouco pasma com toda a beleza de Ahri, que foi até ela e lhe deu um beijinho rápido na bochecha que fez ela corar um pouquinho.

- Desculpa a demora. Tá me esperando a muito tempo?

- Não muito. Na verdade eu que me adiantei.

- Já fez o pedido?

- Ainda não.

- Bom, Vamo esperar até vir um garçom pra gente fazer o nosso pedido.

- Ok.

Então o silêncio predominou rapidamente a mesa das duas, parecia que os assuntos de interesses que as duas conversavam sobre no celular simplesmente sumiram.

- E-eu amei a sua roupa. - A Gumiho a elogiou tentando quebrar o gelo, vendo o vestido azul claro sem alças que ela usava junto da mini saia de mesma cor, aquela peça ficava perfeita nela em contraste com a cabeleira azul enorme de Sona.

- Obrigada. Eu também amei a sua. - Disse causando constrangimento na raposa.

- Seu cabelo fica ainda melhor com a iluminação natural do que com luz de balada.

- É, você fica muito mais bonita com esse visual mais simples. - Sona disse meio rindo.

Aquela conversa foi progredindo lentamente até ser interrompido pelo garçom que veio anotar os pedidos. Sona pediu uma banana split com calda de morango enquanto Ahri pediu um Sundae simples com calda de cereja. A partir do momento em que os sorvetes chegaram é que a conversa começou a andar.

- É sério!?

- Sim. O Olaf não sabia que eu era muda até o Karthus falar pra ele. Ele achava que eu era só muito calada. - A DJ falou se lembrando das figuras que eram o pessoal da Pentakill.

- Bem, quando a Kali ,que foi a última a entrar na banda, foi fazer o teste ela achou que a minha cauda e as minha orelhas eram parte de um cosplay. Até eu finalmente falar pra ela que era uma vastaya. - As duas riram lembrando das histórias engraçadas dos amigos.

- Eu sempre quis saber, como você faz pra elas ficarem com aquele aspecto de lindo de diamante? - Perguntou curiosa.

- O segredo é que na verdade eu cubro a minha cauda com um papel reluzente e colorido, enquanto as outras 8 caudas são feitas por projetores holográficos no palco, e eu nunca mostro as nove caudas enquanto estamos nos apresentando.

- Nossa, elas são tão bem feitas que parecem uma extensão de você.

- Somos profissionais, então não precisamos economizar em efeitos especiais. Mas e você eu quero muito saber como você mudou de ruiva pra esse cabelo azul em tão pouco tempo.

- Na verdade eu nunca pintei o cabelo, era uma peruca.

- O QUÊ? Mentira! - Ahri estava espantada.

- É sério, minha cor de cabelo natural é azul e eu não acho que vermelho ia ficar bom de pintar, mas como eu precisava ficar no padrão da banda, eu cortei o cabelo e botei aquela peruca ruiva.

- Nossa seu cabelo é tão lindo. Precisava mesmo cortar?

- Era isso ou a peruca não ia caber. - As duas garotas terminaram de comer, dividiram o pagamento da conta e resolveu acompanhar Sona até sua casa. Chegando na calçada na frente da casa Ahri parou e encarou a DJ olhando diretamente para ela.

- Sona… 

A raposa viu a expressão fofa no rosto dela que dizia: O que foi?

- Eu falei com o nosso organizador de shows e com a Eve e sugeri pra eles que nós possamos ter uma mixagem diferente no próximo show mês que vem. E eu disse que conhecia uma ótima DJ. - Sona olhava naqueles olhos castanhos com um olhar de desacreditada. - Então, que tal você tocar no próximo show da K/DA?

Sona gritou, abraçou e beijou Ahri na bochecha, que ficou confusa com toda a aproximação repentina da azulada e por um instante ela colocou ambas as mãos na cintura dela, a puxou para mais perto. Então a DJ se deu conta do que fez e tirou os braços do pescoço da Gumiho e gesticulou meio tremendo.

- Desculpa

- Pelo o que? - Ahri falou num tom doce que fez sua cauda balançar tanto de um lado para o outro que mais duas caudas suas se revelaram. Enquanto ela se aproximava lentamente Sona tentava desviar o olhar até ter o queixo segurado pela raposa que fez ela olhar no fundo de seus olhos.

- Ahhr... - A tentativa falha de Sona de falar o nome da Pop star, acabou saindo como um gemido, enquanto seu número de caudas aumentava, agora indo para 7 grandes caudas de pelugem loira.

- Sona… - Gemeu entre dentes enquanto seus lábios rosados se conectavam com a boca carnuda da azulada, agora liberando suas 9 caudas de uma só vez. Suas bocas estavam se deliciando com o sabores dos sorvetes que ainda estavam com o gosto fresco em suas papilas gustativas, ao mesmo tempo se abraçando deixando suas emoções levarem elas para bem longe.

_____________________________________

 

SonAhri III

Ahri estava delirando de tanto prazer. Após seu momento favorito durante os shows, que é a salva de aplausos dos finais dos shows, em que ela se sente nas nuvens por causa de toda a atenção e os holofotes virados para ela, ela ainda estava aproveitando o final do show para dar uns amassos com a sua namorada, Sona, no camarim dela.

Sona havia se realizado, uma de suas ambições que era tocar num estádio lotado havia se realizado. A proposta que sua namorada Ahri lhe fez, permitiu que ela fizesse um remix da música Pop/Stars. O grande show da K/DA em colaboração com a DJ Sona foi um sucesso absurdo. E pra comemorar, Ahri lhe fez uma visita no camarim dela.

- E então? Você gostou? - Ahri perguntou interrompendo um beijo ardente que ela deu na DJ enquanto agarrava a cintura dela, se referindo ao show.

- Eu A-M-E-I. - Ela gesticulou cada letra, lentamente. - Foi quase a realização de um sonho.

- O que você quer fazer agora?

- Eu quero realizar o seu sonho. - Ela falou deixando Ahri surpresa.

- O que? Aqui? Agora? - Ela perguntou animada mas um pouco vermelha ainda e sua cauda balançava de um lado pro outro de excitação. Enquanto Sona apenas fez que sim com a cabeça e deu uma mordida na orelha de raposa dela e deu um leve gemido na orelha dela.

- Eu quero você

Ahri nada disse e apertou com violência  a bunda da DJ que já era apertada o suficiente por conta do collant apertadíssimo que era a roupa de DJ dela.

- Não me provoque. Eu tô te avisando, eu não não me contenho quando eu tô com tesão. - Foi a vez da raposa sussurrar e morder na orelha da azulada. E logo depois segurar as suas coxas e carrega-la até a bancada que tinha no camarim dela e dominar seus lábios mais uma vez. Sentindo as mãos de Sona acariciando seus lindos cabelos loiros e fazendo um carinho nas orelhas dela lhe tirando um curto gemido. Que em resposta pegou as mãos dela e prendeu sobre a a cabeça dela.

- Você adora as minhas orelhas né? - A Gumiho praticamente gemeu alto enquanto falava isso. Mas como Sona havia sido incapacitada de responder ela apenas assentiu com a cabeça.

Então um sorriso cheio de segundas intenções surgiu no rosto de Ahri, ela segurou as duas mãos da azulada com apenas uma mão enquanto a outra ia diretamente para o zíper frontal da roupa apertada da DJ, abrindo-o lentamente até chegar no limite, que era perto da cintura. A raposa tirou aquelas beldades que eram os seios enormes de Sona pra fora da roupa.

- Tão bonitos… - Falou dando um sopro nos mamilos dela, que deixou os pelos da nuca da DJ arrepiados.

Foi até o pescoço nu de Sona e depositou diversos beijos e mordidinhas por toda aquela extensão, só ouvindo os gemidos e gritinhos que a DJ fazia em resposta as suas mordidas e beijos que desciam até seus seios. Onde ela acariciava o mamilo esquerdo com a sua língua quente e tocava e apertava o direito com a sua mão livre.

Sona estava enlouquecendo com a sensação de toque da Gumiho, ela era tão perfeita que para ela parecia uma deusa, um ser divino que veio até ela para abençoa-la com a sua graça. Sua boca que lhe oferecia sensações deliciosas, suas mãos que lhe ofereciam prazer e sua personalidade forte eram um deleite para uma mera mortal que desfrutava daquela benção.

A mão de Ahri que antes repousava no seu seio direito começou a trilhar uma caminho descendente até chegar a sua virilha por dentro do collant e acariciar a sua vagina que Ahri sentiu completamente encharcada.

- Olha só o que temos aqui. Você está mais excitada do que parece Soninha. - Ela virou o rosto vermelho para o lado e apenas sentiu os dedos da Gumiho dentro de si. Seus gemidos saíram fazendo Ahri afrouxar o aperto dos seus pulsos que em algum momento acabou os soltando e colocando a sua outra mão por dentro da roupa dela e apertou a sua bunda.

- Você é tão macia…

Sona aproveitou as mão livres e puxou Ahri para um beijo quente, na intenção de conter seus gemidos. Seu interior estava quente e sua respiração ofegante ela sentiu os dedos de Ahri apertarem dentro dela e seu gozo escorrendo pela mão da raposa, que tirou os dedos de dentro dela e levou até a boca e lambeu sensualmente.

- Deliciosa.

- Não é justo, você ainda tá toda vestida e eu só faltou você rasgar a minha roupa. - Sona gesticulou brava

- Ok. Faça as honras. - A raposa abriu os braços e deixou suas 9 caudas aparecerem de uma vez. Sona hipnotizada pela visão daquela deusa em sua frente foi até ela e tateou a lateral do seu corpo procurando um zíper, até o achar e abrir o bustiê que a raposa usava expondo seu corpo escultural só com um short, suas meias e uma linda gargantilha que lhe dava um toque tão bonito.

Sona a abraçou, roçando seus mamilos nos de Ahri e beijou a dobra do seu pescoço, indo devagar até o vale no meio dos  seios da raposa e beijando lentamente até chegar na borda do shorts dela, que tirou com a ajuda de Ahri para não machucar suas caudas,e então beijou a parte interna da sua coxa. Então ela teve a visão perfeita daquela lótus pura e intocada que seria violada pela sua língua. Ela não esperou um segundo para toma-la em seus lábios e penetrar com sua língua. Os gemidos de Ahri eram baixos, mas ainda assim muito audíveis aos ouvidos da azulada que se deliciava com o néctar que escorria pela seus lábios. Até ela colocar os dedos, então Ahri sentiu um onda de prazer percorrer seu íntimo e lhe causar um pequeno choque repentino que arrepiou suas caudas.

Sona notando a inquietude das causas de pelugem loira, ela agarrou na base das caudas com uma mão enquanto tocava o sexo da Gumiho com a outra. Quando sentiu o toque de Sona, literalmente, no seu rabo ela quase caiu no chão de tanto tesão se não fosse a parede em que ela se apoiou com ambas as mãos, e então com apenas uma mão ela agarrou a nuca da DJ e a fez olhar nos seus olhos e ela viu um olhar faminto e necessitado, muito diferente do olhar de instantes atrás de quando quem dominava era a própria Ahri, agora ela estava a mercê de azulada. Seu ápice era iminente seu coração a mil por hora até que a língua de Sona tocou seu ponto G e derramou toda sua essência na boca da namorada.

- Ah… Ah… você foi incrível. - Disse se ajoelhando pra ficar na altura da namorada e beijar seus lábios ainda molhados com o seu gosto.

 

- Eu te amo tanto. - Sona gesticulou com o seu olhar apaixonado.

 

- Eu também. - Ahri falou em libras. E Sona apenas sentiu seu coração apertar e então ela se jogou em cima dela e começaram a se tocar novamente, só que mais apaixonadas dessa vez.

 


Notas Finais


Tão fofas não?
Espero que tenham gostado e agradeço a paciência.
S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...