História Cavaleiros - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias A Origem dos Guardiões, A Pequena Sereia, A Princesa e o Sapo, Cinderela, Como Treinar o seu Dragão, Enrolados, Frozen - Uma Aventura Congelante, Moana: Um Mar de Aventuras, Mulan, Os Três Mosqueteiros, Pocahontas, Valente
Personagens A Fada dos Dentes, Anna, Aramis, Ariel, Astrid, Athos, Banguela, Cinderela, Elsa, Fa Mulan, Flynn Rider, Jack Frost, Kristoff, Li Shang, Mérida, Moana Waialiki, Personagens Originais, Rapunzel, Soluço
Tags Aventura, Hiccistrid, Jelsa, Romance
Visualizações 81
Palavras 636
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Um momento de descontração às vezes é preciso né, espero que gostem do capítulo

Capítulo 4 - Jantar


Fanfic / Fanfiction Cavaleiros - Capítulo 4 - Jantar

Pov's Soluço

O dia começou bem, me levantei e vi o céu vívido e radiante, coisa rara por aqui, me arrumei e fui até a academia de dragões, tudo estava certo por lá, então decidi ir até o rebanho de iaques para resolver algumas questões de praga, segundo os pastores alguns animais estavam atacando o rebanho durante a noite. Estava passando pela praça quando fui abordado por Bela Neve a filha de Sudor.

_ Olá, você é o Soluço certo?- Bela Neve é alta e parece ter a minha idade, seus cabelos brancos contrastavam com sua pele  cor de caramelo.

_ Sim, sou eu.- Respondi com seriedade, afinal ela é a filha de um líder respeitado.

_ Confesso que o sistema de Berkeley é rudimentar, mas eficiente e seus métodos são incrivelmente peculiares.- Ao ouvir suas palavras vejo que ela estava analisando tudo na ilha e que veio totalmente preparada.

_ Gostaria de me acompanhar até os rebanhos de iaques?

_ Já visitei ontem pela manhã, mas adoraria acompanhá-lo até lá novamente.

Durante o caminho Bela Neve me fez tantas perguntas que ao chegarmos ao nosso destino minha cabeça já estava desmontada.

_ Ouvi histórias a seu respeito e devo dizer que são impressionantes.

_ Não é nada de mais.

_ Como não? Você mudou o modo como os vikings pensam, isso é incrível. Não concordo com o meu pai.

_ Em quê?

_ Você é um bom líder, e principalmente uma boa pessoa, vou interceder por você.

_ Obrigado Bela Neve.

_ Pode me chamar de Bela, até mais.- Ela andou alguns passos, mas parou e se virou na minha direção. - E mais uma coisa, deixe os iaques mais próximos a noite, predadores não atacam quando estão assim.- Ela gritou.

_ Obrigado!- Olhei para os pastores dando de ombros- Vocês ouviram ela, problema resolvido.

Depois de voltar dos rebanhos o dia foi agitado, dois incidentes com telhados, um com o Melequento e algumas discussões, até finalmente a hora do jantar.

Fui o primeiro a chegar, como bom anfitrião, logo depois entraram Astrid, minha mãe, Bocão, Toiler, Bela, Balek e Baletran, minutos depois entraram também Melequento, Perna-de-Peixe, Cabeça-Quente e Cabeça-Dura, esses últimos nem sei porque convidei.

_ Obrigada a todos por virem.- Minha mãe se levantou e cumprimentou a todos dando início ao jantar.

_ Então Toiler, ouvi dizer que você também é cavaleiro de dragão.- Astrid estava à minha direita e comia um pedaço de javali.

_ Sim, me tornei um cavaleiro de dragão a pouco tempo. Foi justamente durante uma visita de Berk a Larek, mas nada com vocês.

_ Soluço me contou um pouco sobre isso hoje.- Assim que Bela fez o comentário Astrid olhou pra mim com uma expressão de reprovação.

_ Ah, é mesmo? Então quer dizer que vocês saíram pra passear hoje?- Ela acertou o javali com tanta força que balançou levemente a mesa.

_ Não foi bem um passeio, eu estava indo até os iaques e então a Bela foi comigo.

_ Bela?- Astrid estava pronta para iniciar uma discussão, mas minha mãe a interrompeu antes que disesse qualquer coisa.

_ Enfim, aqui nós temos uma mina de ótima qualidade, não é Bocão?

_ É, ferro excelente.

_ Interessante, gostaria de visitar.- disse Balek, falando pela primeira vez.

_ Não se preocupe, o Soluço te leva até lá.- Astrid entendeu bem a provocação de Cabeça-Dura e saiu do salão bufando.

_ Astrid!- Eu me levantei e gritei, mas ela já havia saído.

_ Muito Obrigado.- Eu disse me sentando novamente à mesa.

_ O que foi? Eu fiz algo de errado?

                          ...

Quando o jantar terminou, fui falar com a Astrid. Eu a encontrei na praia com a Tempestade.

_ Astrid eu...- Começei a falar, mas ela fez um gesto para que eu parasse.

_ Olha Soluço, eu entendo que você só queria mostrar como as coisas funcionam, mas só prometa que não vai esconder coisas de mim.

_ Eu prometo.- Disse me sentando ao lado dela na areia e juntando nossas mãos.


Notas Finais


Só que não, talvez tenha uma confusãozinha, mas tudo bem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...