História Clareia a minha vida, amor, no olhar. - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Tags Kavanaugh, Orange Is The New Black, Vause
Visualizações 71
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu volteeeeeei, agora pra ficaaaaar....

Capítulo 34 - Compromissos


POV ALEX

Eu me sento e ela pega na minha mão e diz:

- Eu tô tentando caminhar conforme você pediu. Te dando espaço, aceitando seus medos, suas inseguranças. Mas se você não confiar em mim, não conversar comigo, a gente não vai a lugar nenhum. Vc tá agindo como se eu tivesse feito de propósito. Se você não tivesse dito, eu nem ia ver que alguém tinha me ligado porque hoje, minha prioridade é meu filho, você e meus amigos aqui. Mas se você não diz nada, não conversa comigo, eu não consigo adivinhar.

- Eu tive uma estúpida crise de ciúmes, Megan… Emilly me contou sobre a história de vocês,eu vi o quanto ela é linda, mas antes disso, quando ela era só um nome num celular eu já estava com ciúmes! Você tem noção do que é isso? Tem noção do que é uma mulher de 34 anos ter uma crise de ciúmes por causa de uma ligação de telefone???? De uma pessoa que ela sequer sabe o que vai ser da relação daqui pra frente?

- Alex… me escuta, porque eu vou falar pela ultima vez… O que você quer? O que você precisa pra acreditar que não precisa ter um pingo de preocupação com ciúmes de ninguém porque é você que eu quero! Al, por favor! A gente conversou de madrugada e eu disse que estava com dificuldade de levar um dia de cada vez e você age como se isso não importasse.

Ela se ajoelha na minha frente, desesperada e diz:

- Me diz, por favor, o que eu preciso fazer que eu faço! Só não me deixa assim, não me trata desse jeito porque eu vou enlouquecer!

- eu não sei o que fazer… - Eu digo, sentindo a impotência do momento tomar conta de mim. - Não sei como agir, não sei explicar que quero tudo isso agora, hoje e daqui pra frente com você sem que isso me engula de uma tal forma que eu não me reconheça.

- O que você quer que a gente faça Al? Você quer ir com calma, fazer de conta que nada disso tá acontecendo lá fora e deixar isso só aqui, entre nós?

- Eu não sei se isso é justo com você, que é tão resolvida com isso, que não precisa ter medo das consequências…

- Essa relação pode ter consequências pra você e pra mim, Alex… São diferentes, claro! Mas o risco existe pra nós duas. Eu só não vou deixar que isso defina o que eu quero fazer da vida.

- Eu só não quero perder tudo isso, e tenho a sensação que a gente mal se conhece. Que só transou e isso tá virando uma bola de neve.

Ela se levanta de novo, senta do meu lado da cama e diz:

- Eu tenho uma proposta: A gente dá esse tempo de se conhecer, sem deixar de transar muito, é claro… - Ela diz séria e eu não consigo não rir – Não ri que é sério isso aqui! E depois que você tiver segura a gente dá mais um passo em frente. Pode ser assim?

- Eu acho que sim… - eu digo e ela briga - Acha ou tem certeza Alex Vause??? Nesse caso aqui não dá pra achar não!

- Eu tenho certeza!

- Ótimo! Ela diz batendo as mãos

- Agora você pode me dar um abraço??? Eu peço.

- Abraço???? Eu vou é te encher de beijos, sua gostosa!

Megan pula me empurra na cama e me enche de pequenos beijos estalados.

- Vamos descer? Eu digo desviando dos beijos dela.

- Nãaaaao…. Vamo ficar aqui e fazer de conta que eu não convidei esse povo pra cá!

- Kkkkkkkkkkkkkk tão sociável você!

De repente a porta se abre num estrondo e Elliot entra:

- mãaaaaaaaaaae

Para estatelado na nossa frente, e nós tentamos em vão disfarçar.

- Vocês estavam se beijando!!! Eles diz todo animado

Sinto a temperatura cair e olho pra rainha do gelo do meu lado, e ela não poupa nem o filho.

- Elliot Kavanaugh, volta agora! Você não tem educação?

Ele abaixa a cabeça e sai, fechando a porta. Dois segundos depois ouvimos uma batida na porta, de levinho e ela responde:

- Oi!

- Mommy, sou eu… posso entrar?

Ela responde:

- Claro meu filho, entra…

Ele entra de levinho e diz:

- Desculpa mãe, desculpa Al… eu deveria ter batido na porta.

- Tudo bem meu filho, o que você quer?

- Eu queria chamar vocês para entrar na piscina com a gente, o tio Vicent já preparou e tá enchendo.

- Meu amor, eu vou fazer sua torta, vai demorar um pouco, mas se a Al quiser eu termino a salada e ela entra na piscina com vocês, tudo bem?

- Por mim sim. - Eu respondo e ele fica todo empolgado. - Vou lá me trocar e venho aqui pra gente descer juntos, tá?

- tá bem, Al.

 

POV MEGAN

Alex sai e eu sinto que tenho que ter uma conversa séria com aquela criança.

- Elliot…

- Mãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaae! Eu já pedi desculpas….

- Sim! Mas não impede de você ouvir o que deve, eu já pedi pra você não entrar nos lugares sem bater na porta. Se a porta tiver fechada significa que…

- … Que a gente tem que bater antes de entrar!

- Então você sabe que estava errado…

- Sim mommy, eu sei…

- ótimo!

- Mommy…. Você e a Al estavam se beijando mesmo?

- Elliot, sim...A gente tava se beijando sim. Mas isso é um segredo nosso, pode ser? Alex ainda não esta preparada pra assumir o nosso namoro e ela precisa de um tempo. Então eu quero que você não conte nada pra ninguém, quando ela tiver pronta, a gente assume isso. Posso contar com você?

- Tudo bem, mommy, eu não vou falar nada pra ninguém.

- Muito obrigada, meu filho… eu sei que você quer muito que a Al fique com a gente, eu tbem quero...mas se a gente assustar ela, nós vamos perder a Al…

- Não mommy! A gente não vai perder ela nunca!!!

- Tomara meu filho!!!!

Abracei meu filho apertado, me alegrando com as coisas entrando nos eixos. Fui interrompida por um visão estarrecedora de Alex num biquini preto, que cobria muito pouco daquele corpo insano e fazia da minha vida um inferno de tesão na terra.


Notas Finais


Não desistam de mim, por favor!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...