História Como Conquistar o Garoto Mais Popular da Escola - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 17
Palavras 4.671
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


serasi eu to vivendo ou só existindo?

Capítulo 2 - Capítulo 02


Fanfic / Fanfiction Como Conquistar o Garoto Mais Popular da Escola - Capítulo 2 - Capítulo 02

 

"Que amigo, (S/n)?" Eun Joo me perguntou, assim que contei para ela o recente acontecimento que ainda me deixava muito atordoada.

"E você vem perguntar pra mim?" eu rebati a pergunta dela com outra, a garota deu uma risada e bateu uma das mãos na minha testa. 

"Você por acaso vai tentar descobrir quem é?" ela perguntou, tirando a mão da minha testa e me analisando com muita atenção. 

Ponderei por alguns instantes, olhando para o nada e balancei a cabeça em negação. Não sei se sinceramente eu quero saber quem é o tal amigo do Jungkook que tem algum tipo de interesse por mim. Isso pode complicar ainda mais a minha situação.

Pode me fazer magoar outra pessoa. Porque, com qual finalidade eu descobriria qual amigo dele gosta de mim quando eu tenho sentimentos única e apenas por ele?

"Não. Acho que vou deixar a história como está. Sem tentar me aproximar mais ou prosseguir com essa coisa de tentar conquistar o Jungkook. Foi uma ideia bem ruim." eu disse, desapontada, fitando o chão e em seguida suspirando pesadamente. 

"Não era você a perseverante?" Eun Joo perguntou, irônica. Levantei meu olhar desapontado para ela e soprei uma risada debochada. 

"De certa forma, eu cumpri o meu objetivo." afirmei. A garota não disse mais nada, apenas negou com a cabeça e nós duas caminhamos por entre o restante do caminho que fazíamos para chegar até o ponto de ônibus.

Eun Joo pegou o ônibus da linha dela e eu me sentei no banco do ponto, esperando o meu. 

Coloquei meus fones de ouvido e encostei minha cabeça no vidro Tentei não pensar em nada que tinha acontecido hoje, mas minha mente insistia em retornar até o lugar onde Jungkook tinha me beijado. A memória era tão forte que eu podia sentir até o cheiro de lavanda de algum dos produtos de limpeza que ficavam guardados no quartinho.

Um sorriso involuntário tomou conta dos meus lábios e eu suspirei, totalmente conformada de que essa foi a unica experiencia perto de um relacionamento amoroso que eu tive com Jeon Jungkook.

"As vezes eu acho que nasci com um único e fixo propósito. Ser trouxa!" eu disse para mim mesma, enquanto via meu ônibus apontar lá na frente. 

Assim que ele chegou, eu entrei no veículo e parti para a minha casa. 

___

Nos dois dias que se passaram eu retomei toda a minha rotina monótona e fiz o máximo para nem sequer olhar para aquele garoto extremamente bonito que as vezes me olhava furtivamente. O gesto me deixava irritada, e todas as vezes em que eu o pegava fazendo isso, me olhando, eu fazia questão de arquear uma sobrancelha e soprar um riso de deboche. 

Se não quer nada comigo em respeito ao que o amigo dele supostamente sente por mim, por que é que ele fica me olhando e disfarçando? 

Eu realmente não entendo nadinha esse cara. 

Eu furo a minha caixinha de suco, enquanto começo a caminhar de volta para a sala de aula, para encontrar Eun Joo, para irmos embora.  Assim que levo o canudinho do suco até os meus lábios, sinto uma mão nas minhas costas e aperto a caixinha com muita força, em razão do susto que tomei. 

O líquido verde do meu suco de uva voa bem na cara do garoto que está parado do meu lado.

Os olhos de Jimin estão fechados e ele está reprimindo um sorriso, enquanto afasta a mão que tinha tocado minhas costas. 

Você realmente tem sorte quando o assunto é sair derrubando coisas nas pessoas, hein (S/n)!

" Nossa, desculpa. " eu pedi, batendo com uma das mãos na minha testa. Jimin abre os olhos e me olha de maneira divertida.

" Me lembra de não vir falar com você quando tiver tomando algo. " ele alertou, com divertimento na voz. 

De repente minha mente começou a girar muito. 

Jimin era amigo de Jungkook. E estava ali, na minha frente, conversando comigo, assim, do nada, logo depois de ter informalmente tocado as minhas costas como se a gente se conhecesse a um tempão.

Ele por acaso era o amigo de quem Jungkook falou? O que tinha interesse em mim?

Minha mente começa a criar várias situações para que eu saia dali, mas minhas pernas não me obedecem. Eu continuo ali, parada, olhando para a cara dele.

" Hum.... Desculpa se eu to sendo indelicada mas... " eu começo, mas ele me interrompe.

" Deve ta achando bem estranho eu ter vindo falar com você, né? Eu sempre fico olhando, de longe, me aproximar agora pode ter parecido um tanto quanto estranho pra você. " ele disse, de maneira completamente gentil, demonstrando que queria que eu me sentisse confortável com o assunto. 

" É, um pouco estranho mesmo. " eu confessei, honestamente, desviando o olhar para o chão. O garoto sujo de suco me olhava, meio receoso e o alarme mental que soava dentro do meu cérebro, me deixou meio zonza.

"Sai dai, (S/n)! Se ele falar que gosta de ti, o que você vai fazer? Você gosta do Jungkook! Melhor amigo dele! Como é que você acha que ele vai se sentir?" o anjinho na minha mente praticamente berrava.

"Fica aí, (S/n),  vê o que ele vai falar, bobinha! Amor nunca é demais! Se ele falar que gosta de você você diz que também se ama porque amor próprio é tudo!" o diabinho, ardiloso, disse. Reprimi uma risada quando pensei isso.

" É que eu precisava conversar com você sobre um assunto bem ´sério. " Jimin disse, coçando a nuca. Eu assenti,  estremecendo por dentro. 

" Você pode me encontrar aqui, amanhã? " ele proissehui, fazendo esta pergunta. Quase me engasguei com a minha própria saliva. Estiquei a mão e toquei o ombro de Jimin.

" Você não prefere falar agora? " eu perguntei, aflita com o tal assunto. 

" Não. Preciso ajeitar alguns assuntos e você vai ser a peça fundamental do que eu estou planejando fazer. " ele disse, com toda a naturalidade do mundo. 

Eu tirei minha mão do ombro dele e a deixei cair do lado do meu corpo, enquanto encarava Jimin, que me sorria com toda a doçura do mundo. 

"Como é que eu vou falar não pra um cara sorrindo desse jeito tão doce?"

" Então? Me encontra aqui, no mesmo lugar amanhã? " ele pergunta,me por fim, inclinando a cabeça e me olhando daquele jeito fofo que fez minha consciência pesar quando eu pensei em recusar. 

" É sério, (S/n), preciso muito que você me encontre aqui, eou nada vai dar certo. " ele completou, diante de todo o meu silêncio. 

" Tudo bem. Eu te encontro aqui amanhã, no mesmo horário. " eu disse, muito nervosa, evitando olhar para o rosto do garoto. Ele subitamente segurou a minha mão e dobrou o corpo, sorrindo muito. 

" Muito obrigada por isso, (S/n),m você não sabe o quanto isso é importante! " ele exclamou, sorrindo daquele jeito meigo de sempre. Eu forcei um sorriso, tentando esconder meu nervosismo, e em seguida, Park Jimin soltou a minha mão e se foi. 

A caixinha de suco completamente esmagada que eu tinha na mão ficou ainda mais destruída, porque eu a apertei ainda mais. 

Por que eu estava sempre me metendo em situações complicadas?

Saio andando e jogo a caixinha de suco em um lixo próximo. Eu entro na sala de aula e encontro Eun Joo. 

" Tá estranha desse jeito por que? " ela pergunta. Não quero voltar ao assunto, por isso nego com a cabeça e estalou a língua. 

" Vamos indo. " eu disse, de forma amarga e alheia, ainda tentando pensar no que eu faria amanhã se, por acaso, Park Jimin se declarasse para mim ou algo do tipo. 

Eu e Eun Joo começamos a caminhar até o ponto e seguimos o mesmo ritual de sempre. O ônibus dela chega primeiro e ela entra, sorrindo para mim cheia de energia. Eu coloco os meus fones e espero o meu ônibus. E quando ele chega, eu vou embora. Mas todos os meus problemas permanecem.

...

Eu estou caminhando para entrar na escola, feito uma fugitiva. Estou com medo de encontrar Jimin logo na entrada e que ele possa me dizer algo logo agora. 

Vamos nos encontrar hoje, perto da saída, no mesmo horário de ontem. Mas nada tirava da minha cabeça que de repente ele poderia querer falar o tal assunto importante comigo agora. 

Eu olho para a frente e a imagem que vejo não era bem a que queria. 

Jungkook está andando muito rápido, com o cenho franzido, em minha direção. Ele está andando tão rápido que penso em desviar assim que ele chega bem perto de mim. 

O garoto subitamente me pega pela mão e me puxa para o lado oposto, me fazendo quase tropeçar nos meus próprios pés, enquanto tentava entender o motivo de ele estar me levando para o lado oposto da escola.

" O que é que foi? Solta minha mão! " eu pedi, irritada. Por que é que ele estava sempre no meu caminho?

" Eu não vou soltar. " ele disse, apenas, muito sério, enquanto nós dois caminhamos muito rápido, quase correndo. Ele vira a esquina e prossegue a caminhada eficaz.

Eu arqueio uma das sobrancelhas, tentando entender a atitude inesperada. 

" O que é que você está fazendo? Eu quero estudar! Jeon Jungkook, por que você está me privando de receber ensino? " eu pergunto. Jungkook finalmente se vira, me fazendo estancar os passos e baixar a cabeça, para não me chocar com o corpo dele. 

" Porque eu quero. " ele responde apenas, em seguida volta a caminhar feito um doido, me levando junto consigo. 

" E eu tenho que fazer o que você quer por que? " eu pergunto, irritada, tentando chacoalhar o meu pulso. 

Eu estou arfando de cansaço mas mesmo assim, ele não diminuía o ritmo. Deixei com que ele me guiasse para onde é que ele estava indo. Eu sou uma garota muito curiosa, além de perseverante. 

" Curiosidade matou o gato, viu (S/n)?" meu pensamento me alertava. 

"E daí? Gatos tem 7 vidas! Eu hein!" a resposta em contraposição surge em seguida.

Estamos andando a quase 15 minutos. Esse garoto quer me fazer correr uma maratona ou o que? A corrida Integração?

" Pra onde é que tá me levando? " eu pergunto novamente, quebrando o silêncio. Ele finalmente parou de andar. Girou o corpo nos calcanhares e me olhou de maneira intensa. 

Não soltou o meu pulso, que segurava com delicadeza.  Ele apontou para a frente e eu me virei, podendo ver uma casa bonita, mas completamente estranha. 

" E daí? Que lugar é esse? " eu pergunto. Minha atenção é tirada quando sinto as mãos de Jungkook em mim. Ele impulsiona o meu corpo, enquanto eu sinto um braço dele debaixo das minhas costas, e o outro cobrindo as minhas pernas. 

Meu rosto começa a queimar assim que ele me levantou no colo e tudo o que eu faço em seguida é espernear feito uma criança mimada. 

" Me poe no chao, garoto. " eu pedi, cerrando os meus dentes. Não quero virar o meu rosto para olhar para ele, pois posso sentir o hálito quente dele no meu pescoço, então sei que se eu me virar para olhá-lo, nosso lábios vão ficar perigosamente perto dos dele.

O portão automático é aberto e em seguida nós entramos. 

Posso ver que é Jungkook quem o está controlando. Ele o fecha em seguida e meu coração congela por alguns segundos. 

"Jesus, será que ele é um psicopata?"

A segunda coisa a ser aberta é a porta gigantesca da casa. Eu estou completamente sem reação, enquanto Jungkook me leva para dentro do local.

" Pra onde é que você me trouxe? " eu perguntei, meu tom de voz ameaçador fez o garoto dar uma risada rouca. Eu finalmente viro o meu rosto, indignada com a diversão dele. Como eu previ nosso lábios estão quase se tocando. Ele está soprando o hálito quente nos meus lábios e eu sinto cócegas por isso. Desvio o rosto novamente antes que comece a rir mesmo sem querer.

" Eu estou te sequestrando. " ele afirmou, convicto. Finalmente me colocou no chão.

Olhei em volta, para o ambiente totalmente desconhecido. Estávamos na sala da casa e o lugar era muito bem decorado. Virei o meu corpo para encontrar o rosto de Jungkook. Ele exibia um semblante de seriedade que eu nunca tinha visto. 

Eu dou uma risada alta, me encolhendo para debochar dele. O semblante confiante é quebrado um pouco e eu pude ver que ele agora estava um tanto quanto inseguro.

" Me sequestrando por que, garoto? A última coisa que eu pensei que você quisesse era ficar perto de mim. Pra não magoar o teu amigo. " eu disse, parando de rir e erguendo um pouco o meu queixo, de maneira afetada. 

Jungkook passa a língua por entre os lábios e coloca uma das mãos  na cintura, me olhando de maneira grave. Ele vira o rosto para o lado e dá uma risada afetada, quase um sopro. 

" O problema é que eu quero o contrário disso. Quero ficar perto de você como se fossemos imã e metal. " ele disse, mantendo o rosto virado. 

Eu acompanhei cada reação dele a partir daquela frase. Meu coração começava a bater mais rápido e eu sentia meu estômago revirar um pouco diante da admissão de que o cara que eu estava tentando conquistar, e que me evitava o tempo inteiro, estava ali, dizendo que queria ficar perto de mim. 

" Eu estou te sequestrando porque não quero que você vá falar com o Jimin hoje. Por isso eu te trouxe pra minha casa. Não quero que você se encontre com ele, (S/n). " ele confessou, ainda sem me olhar.

O gesto me deixou irritada. Por que ele simplesmente não queria me encarar? Mesmo depois de ter me trazido até aqui?

Eu jogo minha mochila no chão. O barulho alto faz com que ele finalmente virasse o rosto para me olhar, um pouco assustado. 

" Mas eu vou falar com ele. " eu disse, afetada. Como uma maneira de provocá"lo. 

" Por que é que vai falar com ele se é de mim que você gosta? " ele perguntou, de forma desesperada, como se minha afirmação anterior o tivesse deixado desnorteado. 

" Porque eu posso até gostar de você. Mas não me parece que você gosta tanto assim de mim. Depois que eu decidi ter atitude em relação a você, você me evitou por dias! " eu exclamei. O garoto deixou a mão que tinha na cintura cair ao lado de seu corpo e levou a outra até a testa, baixando a cabeça, enquanto massageava o local. 

" Eu te evitei porque não queria que Jimin ficasse magoado. Ele é importante para mim, (S/n). Não quis ser egoísta, tendo você só para mim. " ele confessou. Eu suavizei minha expressão indiferente e dei um suspiro pesado. 

" Então por que agora você está aqui, me pedindo pra não ir falar com ele?  " eu perguntei, inclinando o meu rosto e entreabrindo os meus lábios, um tanto quanto confusa.

" Porque as vezes todos nós somos egoístas. " ele disse, tirando a mão do rosto e me olhando, muito intenso e sério.

De repente meus olhos começaram a marejar. Eu simplesmente não sabia como reagir e a vontade de chorar me parecia uma auto defesa plausível. 

Eu tinha dito que ia encontrar Jimin hoje. Mas do nada Jungkook apareceu com esse papo de me sequestrar. E agora eu estou aqui, na casa dele, a poucos metros do mesmo. Tentando segurar toda a minha vontade de pular encima dele e dizer várias coisas que estão guardadas na minha mente por um tempão.

" Eu vou ir embora. " eu disse, me abaixando para pegar a minha mochila e me encaminha do para a porta. Girei a maçaneta e a mesma estava trancada.

" Que tipo de sequestrador eu seria se deixasse a porta destrancada? " Jungkook perguntou, girando a chave nos dedos, com certo humor. Eu olhei para ele, incrédula e debochada. 

Então ele tá fazendo a mesma coisa que eu fiz com ele?

Fiquei em silêncio, encarando ele. 

" Tá. Você me trancou aqui e não vai me deixar ir para não me encontrar com Jimin. Mas e depois? Quando eu finalmente sair? O que é que vai ser? Você vai me ignorar e estar bem com Jimin enquanto eu vou ser a pessoa que o deixou magoado por ter fugido do encontro que marcamos? " eu indaguei, olhando para ele com muita seriedade, enquanto tirava a mão da maçaneta.

Jungkook pareceu desconcertado com a minha pergunta. Ele deu quatro passos. Exatamente quatro passos. Estou tão ligada nos gestos dele que contei quantos passos dele deu até chegar perto de mim. 

Ele me puxa para si e eu solto a minha mochila, deixando a cair no chão novamente. Não entrelaço os meus braços nele. Apenas mantenho meu olhar indagador, enquanto o garoto pousa a mão livre no meu rosto. 

" Depois que você sair daqui. Tudo vai ser diferente. " ele disse, muito sério, me encarando. 

Eu abri um poucos os meus lábios trêmulos e desviei o olhar para o lado. 

" Diferente como? " eu perguntei, enfim. Ele suspirou e encostou a testa na minha.

" Depois que você sair daqui, se quiser, vai poder me chamar de namorado. " ele disse, como se aquilo o fizesse feliz e o deixasse aliviado.

Volto a olhar para ele e ele está me encarando com um sorriso bobo.

Ele... Me pediu em namoro? Como se fosse bem normal?

" Hum? " eu perguntei, confusa. 

" Eu não sei eu entendi bem você... " a minha frase morre assim que Jungkook preenche os meus lábios com os seus.

Meus braços finalmente reagem e eu o abraço. Ele tira a mão que ainda tem no meu rosto e a desce por entre o meu corpo. Eu estou saboreando cada momento do beijo calmo e carinhoso que iniciamos a pouco e a medida que faço isso, meu corpo derrete mais um pouco, a ponto de eu senti que estou me desintegrando por completo. 

Assim que afastamos os nossos lábios e eu abro os meus olhos, Jungkook está me encarando. Os olhos cor de mel pareciam me dizer muita coisa. Ele abre um sorriso e morde o lábio inferior. 

" Me desculpa ter demorado tanto tempo para ter uma atitude. " ele pede. 

Não consegui responder com nenhuma palavra, apenas sorrio feito uma doida e o garoto dá uma risada brincalhona. 

" Você... Quer ver alguma coisa na tv? " ele perguntou, por fim. 

Eu me movi, me afastando dele um pouco. Sei que ainda nem respondi ao que ele disse, sobre namorarmos e coisa e tal, mas eu estou tão desconcertada que nem sei o que dizer agora. 

" É, vamos assistir algo. " eu afirmei. Jungkook me pega pela mão e nós vamos até o sofá. Ele liga a tv e começamos a ver um programa qualquer. 

O garoto inclina o seu corpo para trás, deitando"se de maneira desajeitada no sofá e me puxa pela mão, para que eu deite sobre si. Eu faço isso, ainda segurando a mão dele. Me deito sobre o seu peito e ele acaricia os meus cabelos. Eu sorrio, totalmente feliz, olhando para a tela da tv. 

Algum tempo passa e eu decido que novamente quero estar ainda mais perto dele. 

Eu levanto a minha cabeça e sou um sorriso estranho, olhando para ele. Ele olha para mim e também começa a rir. Como se nós dois tivéssemos tido a mesma ideia ao mesmo tempo. Eu aproximei o meu rosto ainda mais, subindo o meu corpo um pouco mais no sofá, até encostar os meus lábios nos de Jungkook e começar a beijá-lo novamente, dessa vez de maneira mais profunda.

Ele ri um pouco, mas me beija de volta ansiosamente. Não demorou muito para a minha respiração começar a acelerar e meu coração também. O desejo me encheu por este garoto caloroso e bonito debaixo de mim, e passei meus dedos pela camisa dele, até que chegasse a bainha. Eu coloquei minha mão por dentro da camisa dele e deslizei meus dedos pelo seu peito, sentindo sua pele lisa.

Ele reagiu segurando meus quadris com suas mãos fortes e deslocando-me mais, até que eu estivesse mais diretamente em cima dele. Eu suspirei feliz e me pressionei contra ele. As mãos de Jungkook me puxaram ainda mais contra si, e  rapidamente me fizeram ficar entorpecida por aquela sensação. 

Eu agora estava beijando seu queixo e movendo-me para o seu pescoço, quando o toque do celular de Jungkook me acordou do meu divertimento. Sentei subitamente no colo dele, fazendo-o grunhir de surpresa. 

" Eu tenho que atender. " ele disse, fechando os olhos. Eu assenti e sai de cima dele, um pouco desconcertada.

Ele atendeu o celular e eu observei com expectativa enquanto ele falava. Algum tempo depois, ele desligou o telefone, parecendo muito preocupado.

" É o Yoongi. Estão aplicando avaliação surpresa. " ele disse, já se levantando.

Ah, mas é claro que justo hoje, iam inventar de dar uma avaliação surpresa!

Eu sorri, pegando minha mochila e Jungkook fez o mesmo, abrindo a porta e o portão para que nós saíssemos, para corrermos o mais rapido o possivel para a escola.

Jungkook segurou minha mão e nós corremos, rindo feito dois bobos.

Eu poderia estar ferrada, mas o pensamento de que estava ali, de mãos dadas com ele, depois de ele ter deixado explícito que queria namorar comigo, me deixou extremamente feliz. 

" Voces estão  extremamente atrasados. Não vou deixar vocês entrarem. " o homem da portaria disse, assim que chegamos, ofegantes. 

" Por favor, moço, por favor. " Jungkook pediu, olhando para o moço daquele jeito angelical. 

Ele ponderou um pouco e com um semblante amargo, abriu o portão para que a gente entrasse.

" Só hoje, viu? Não vão pensando que eu to de bom humor todo dia! " ele disse, assim que eu e Jungkook entramos correndo.

Antes de nos separarmos por entre o corredor vazio, o garoto se virou para mim e me olhou, sorrindo muito. 

" Eu te vejo depois, certo? " ele perguntou. Eu assenti freneticamente. 

Ele se aproximou de mim e me deu um beijo rápido, antes de soltar a minha mão e seguir para a sala de aula. 

Assim que entrei, o professor me lançou um olhar severo de repreensão, mas me entregou o teste surpresa. Tentei fazer o teste com calma, mesmo que meu coração estivesse batendo extremamente rápido por eu agora, indiretamente estar namorando Jungkook.

Demorei mais do que eu esperava para fazer o teste. Haviam poucos alunos na sala quando eu entreguei o meu. Entre eles, Eun Joo. A minha amiga me olhou e fez sinal para que eu a esperasse na saída, eu fiz sinal de positivo e sai.

Queria oficialmente convidar ela para ser madrinha do meu casamento. Não que eu esteja sonhando alto demais. 

Ei começo a caminhar para onde sempre encontrava Eun Joo quando mais a frente, o garoto de sorriso angelical me acena, segurando um buquê de flores na mão e me fazendo sinal para ir até ele. 

Olho para o meu celular e vejo a hora. 

É o horario em que eu e Jimin combinamos de nos encontrar e ele é quem está logo ali na frente sorrindo para mim e segurando o buquê de flores mais bonito que eu já vi na vida.

O pânico toma conta de mim, mas eu continuo andando.

Se Jimin disser que gosta de mim, eu serei honesta com ele e irei expor o que sinto por Jungkook. 

Estou tramando mentalmente o que vou dizer para ele e assim que paro em frente, Jimin sorri e levanta o buquê.

" Você acha que são bonitas? " ele perguntou. Até a voz dele era completamente adorável.

Meu Deus (S/n) como é que você vai quebrar o coração dele?

Não respondo a pergunta dele sobre as flores, eu simplesmente começo a falar e gesticular feito uma louca de pedra:

" Jimin, eu sinto muito. Sei que você me pediu para encontrá-lo hoje, e o Jungkook já me disse que você tem alguns sentimentos por mim mas.... Sinceramente eu não posso respondê-los! Não que você não seja o meu tipo, porque você é bem bonito, sério mesmo, você é muito atraente e todas as meninas gostariam de ficar com você. Mas como diz minha mãe, eu não sou todo mundo e... Eu gosto do Jungkook. Eu sei que não é certo te dizer isso depois de ter aceitado me encontrar aqui com você mas... " eu parei de falar assim que Park Jimin começou a rir feito um doido.

Ficando até vermelho de tanto dar risada.

Me senti uma trouxa pelo tanto que ele estava rindo de mim. 

" Ai, (S/n), você é engraçada! " ele disse, tentando se recompor.

" Por que é que você tá rindo tanto? " eu perguntei, embora também estivesse rindo, pelo modo com o Jimin estava rindo.

" Jungkook entendeu tudo errado! " ele começou. " Não sou apaixonado por você. Marquei este encontro porque precisava que você me ajudasse com a sua amiga, a Eun Joo. Eu gosto dela! " Jimin disse.

Dessa vez, eu comecei a rir feito uma idiota.

Que trouxa!

" Nossa, me desculpa, de verdade, me desculpa! " eu pedi. Jimin gesticulou para que eu deixasse para lá. 

" Esse tempo todo ele pensava que eu gostava de você! Deve ser por isso que ele nunca admitia que era apaixonado por você quando eu perguntava. " Jimin disse, pensativo, mas de um jeito brincalhão.

Antes de eu responder, sinto um toque leve no meu braço e olho para o lado, encontrando Jungkook. Ele pareceu completamente desconcertado. 

" Eu ouvi. " ele diz, muito constrangido. " Esse tempo todo eu te evitei sem motivo. " ele completa. 

Eu dou um sorriso ao perceber o quanto ele parece desapontado consigo mesmo e acaricio o rosto dele com a mão. 

" O que importa é que agora você não precisa mais me evitar. " eu disse, sorrindo. Jungkook fez o mesmo, segurando a mão que eu tinha sobre seu rosto. 

Jimin pigarreia e nós olhamos para ele. Ele levanta o buquê e em seguida me pergunta várias coisas sobre a Eun Joo. Eu respondo todas as perguntas  e ele suspira, confiante.

Quando Eun Joo surge lá no corredor, ele caminha até ela.

Eu e Jungkook observamos o novo casal, rindo feito dois tontos. 

Ele suspirou, segurou minha mão e me olhou, muito sério.

" Então... Isso é meio embaraçoso, ou completamente. Eu fiz várias coisas erradas, não? Tomei atitudes erradas, e ignorei  você, que é a pessoa de quem eu preciso. Que era exatamente a que eu mais tentava evitar. Me desculpa se eu te magoei por isso. Me desculpa por ter te evitado quando tudo o que eu mais queria era ficar perto de você, (S/n). Eu gosto muito de voce. Não... Na verdade, eu te adoro. Se você gentilmente puder ser minha namorada, eu realmente ficaria muito grato.  " ele completa. Meus olhos estão completamente marejados e minha única reação é murmurar um ''como eu recusaria'' e pular em cima dele, beijando com intensidade e felicidade.

" Tentei te conquistar por um tempão. " eu disse, assim que terminamos o beijo. Ele riu.

" Você não precisava tentar conquistar o que já tinha. " ele afirmou, sorrindo e me beijou com carinho mais uma vez. 

Com isso, eu realmente concluí o meu objetivo. Estou feliz com Jungkook e no momento isso é tudo o que me importa. Estar com ele. 

E bom... Se eu consegui conquistar o cara mais popular da escola.... 

Voce.... Você aí mesmo que está lendo! 

Você também pode fazer qualquer coisa!

FIM. 

-­­­­­­­­­­_______________________________-


Notas Finais


Ohayo!!!! Se chegou até aqui, é porque leu meu imagine todinho! Muito obrigada por ter gastado seu tempo lendo minhas doideiras kkkkkkkkkkkkkkk vc é top!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...