História Controvérsias. - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark
Tags Jackson, Jark, Mark, Markson
Visualizações 48
Palavras 370
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oiii

Capítulo 27 - É um céu bonito.


Eu havia lido em algum lugar que a nevasca não pararia tão cedo e confesso que havia aproveitado-me desta situação para manter-me juntinho a Jackson o máximo que podia e queria. Sabia que não enjoaria tão fácil, então não sairia de perto dele até que ele próprio me pedisse.

Jackson havia tido febre pela noite e sua vontade de ficar na cama, mesclado a sua manha, fazia-me querer apertá-lo sem motivo certo. A real era que qualquer mínimo detalhe nele me era o suficiente para ter reações grandiosas. Achava-o imensamente fofo e nunca havia feito nada para esconder tal detalhe. Até porque, eu expressava sempre.

O jeitinho acanhado que sempre o acompanhava era prova daquilo e fazia-o um alguém adorável. Sua mania incessante de colocar o óculos para cima do nariz, as expressões claras e simples que mexiam com tudo em mim. O gosto simples para as coisas, os bicos fofos. Todos e quaisquer detalhes me eram motivos ao mínimo memoráveis para poder afirmar que, ao todo, eu tinha o melhor namorado do mundo.

E ali, enquanto observava-o distrair-se com o filme, perdia-me em pensamentos bobos. Ele era simplesmente incrível. E imaginar que eu o tinha todo e completamente para mim era bom. Muito, muito bom. Se eu não era o homem mais sortudo do mundo, estava perto de ser.

Suspirei, apoiando meu queixo contra seu ombro. O sorriso que havia em meus lábios era calmo e embora eu me sentisse preocupado com a saúde mental de Jackson, me sentia bem.

Eu havia percebido que longe da escola e das pessoas que lá estavam, Jackson deixava de carregar uma aura tão densa e aquilo me levava a cogitar a possibilidade de haver algo relacionado. Mas, não o pressionaria. Ele deveria me contar quando se sentisse confortável e eu esperaria.

— Minha mãe diz que o céu fica mais azul em tempos frios — falei aleatoriamente ao término do filme. Jackson me encarou. — Eu acho que realmente muda. O azul vive.

— É u-um c...céu b-bonito. 

Sorri diante a sua fala e o encarei. Queria-o dizer que o céu, mesmo com toda a sua beleza, não superava a dele. Talvez, houvesse comparação. Jacksom era o meu céu e tinha de haver relação. E eu bom amava observá-lo.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...