História Dark Souls - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Sofia Carson
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Ação, Amor, Aurora, Crimes, Justin, Los Angeles, Misterios, Nova York, Romance, Sexo
Visualizações 1.095
Palavras 2.594
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - O roubo


Fanfic / Fanfiction Dark Souls - Capítulo 10 - O roubo


Justin's P.O.V


Estávamos no galpão nos preparando para o roubo. Meus seguranças já estavam à postos na estrada onde o caminhão passaria, mandei os vinte homens ficarem escondidos na mata para não chamar atenção. No caminhão estariam mais de sessenta quilos de droga, uma mercadoria dessa vale muito dinheiro e sabendo que ela vem do Imperador, com certeza vale muito mais. Alfredo Flores era respeitado até pelos seus inimigos, ele e a Imperatriz faziam valer o nome que lhes foi dado.

Os carros estavam do lado de fora, cada um iria no seu. Aurora e Chris ficariam no galpão controlando tudo de lá. Como o plano foi inteiramente dela, aquela mulher encheu o meu saco para participar também. E como não tinha problema nenhum ela ficar no galpão com Chris, eu deixei. Na verdade, alguma coisa entre ela e Chris não estava certa, mais isso eu vou descobrir depois. 

Entramos no carro e seguimos caminho para o ponto marcado, eu na frente, e o resto da equipe atrás de mim.

- Todos na escuta?- perguntou Chris na escuta que todos usávamos.

-  Sim.- respondemos todos juntos. 

Cerca de vinte minutos depois estávamos estacionando os carros no acostamento da estrada. 

- O caminhão está próximo, dois minutos de distância.- avisou Chris.

E então eu avistei de longe dois faróis vindo em nossa direção. 

- Todos prontos?- perguntei. 

- Sim.

- Hora do show.

Quando o caminhão se aproximou acelerei com o carro assim como o resto da equipe, e nós fechamos a passagem. Eu, Emily e Ryan de frente para o caminhão, Chaz e Drake atrás. O motorista freou e tudo ficou em silêncio por alguns segundos até eu sair do carro. Meus seguranças já apontavam os fuzis para a cabine do motorista. Fui até o lado da porta e então, o motorista finalmente saiu. Normalmente, traficantes mandam alguns capangas de confiança entregarem a droga, e nesse caso não era diferente. Dois capangas saíram da cabine com as mãos na cabeça. Um deles olhou para mim e riu.

- Justin Bieber.- ele disse. Como ele sabia quem eu era? Não me surpreenderia nada ele já ter ouvido falar de Justin Bieber, mas ele me reconhecer pareceu não ser boa coisa.- Você não sabe a merda que está fazendo desafiando o Imperador.

- Agradeço pela sua preocupação mas não estou a procura de nenhum problema com Alfredo, estou aqui por Jame Bolton.- o capanga, que agora estava sendo segurado pelos meus seguranças, sorriu. Um sorriso debochado. Aquilo me fez ferver o sangue.

- O Imperador não perdoa, Bieber. Te desejo sorte, porque você vai precisar.- disse o outro capanga.

- Vocês falam demais.- sem mais paciência peguei a minha arma e apontei para a cabeça dele.- Boa viagem de volta para o inferno. Mande um abraço ao diabo por mim.- apertei o gatilho e seu corpo já sem vida, caiu no chão.

- O diabo se chama Alfredo Flores, e você não vai gostar de conhecê-lo.- disse o outro capanga antes de dar seu último suspiro.

Com os dois corpos no chão, meus seguranças abriram o caminhão e começaram a descarregá-lo, colocando toda a droga em outro caminhão que seria levado para o galpão. Dois dos seguranças entraram na cabine do motorista prontos para seguir caminho até o ponto de encontro onde Bolton estava esperando. Ele surtaria quando visse o caminhão vazio. 

Quando o meu caminhão já estava carregado, mandei os seguranças o levarem para o galpão com mais três carros escoltando. Não poderia deixar na mão da sorte. Voltei para o carro, e acelerei com tudo. Estava feito. Jame Bolton iria se lembrar de quem é Justin Bieber.

Cheguei no galpão com Chaz logo atrás de mim, o resto da equipe seguiu caminhos diferentes para não chamar muita atenção. Aurora estava sentada ao lado de Chris, que fumava um baseado. 

- Você é uma genia, princesa.- disse Chaz dando um beijo na bochecha de Aurora.  

Ela sorriu para ele, me fazendo sorrir também. Eu parecia um viadinho fazendo isso mas foi involuntário. Aquele sorriso era lindo.

- Nós conseguimos!- gritou Ryan ao entrar no galpão abraçado a Emily. 

- Eu pagaria pra ver a reação do Bolton quando abrir aquele caminhão.- disse Emily.

- Nós temos que comemorar.- disse Drake.

- E nós vamos.- eu disse.- Só tenho que fazer uma coisinha antes.



Jame's P.O.V


- Chegou, chefe.- gritou um dos meus capangas. 

O caminhão entrou no galpão e eu mal podia esconder a minha ansiedade. Alfredo Flores tinha me dado um voto de confiança, demorei meses até conseguir mostrar á ele o quanto eu era grande. Ter ele como aliado me abriria muitas portas. 

O Imperador e eu tínhamos feito um trato: ele me mandaria a droga e eu revenderia em Los Angeles. Era simples, ele ganharia 80% do dinheiro já que as drogas eram dele, e eu 20% por ter revendido. Mas sinceramente, faria isso até de graça.

 Esse homem é um dos mais poderosos do mundo, melhor que ter uma aliança com ele é ter a Imperatriz pra chamar de "minha mulher", mas isso eu tenho certeza que seria quase impossível. Ainda mais agora que... 

- Chefe, acho melhor o senhor ver isso.- disse um dos capangas. Eles tinham acabado de abrir o caminhão.

Quando fui ver o que ele pediu, levei o maior susto da minha vida. O caminhão estava vazio. Vazio. Não tinha nada ali dentro. 

- Cade a minha droga porra?- gritei.- Aonde estão os caras que trouxeram isso pra cá?

- Ali, chefe.- disse um dos capangas apontando para dois homens encostados no caminhão.  

Fui até eles igual a um furacão, e peguei um deles pelo pescoço.

- Cadê a minha droga, filha da puta?- perguntei, o cara estava ficando roxo.- CADÊ PORRA?

- Eu... Eu não sei, chefe. A gente veio a viagem toda sem problema nenhum.- ele disse segundos antes de desmaiar. Fraco. Olhei para o outro que parecia assustado, e não precisei nem falar.

- Não sei, chefe. Estava tudo nos conformes quando saímos de Nova York.- ele disse.

O que eu iria fazer? Alfredo vai, literalmente, me matar. A droga simplesmente sumiu, como eu explicaria isso pra ele?

 Meu telefone tocou no meu bolso, e um arrepio percorreu meu corpo quando vi o nome "Alfredo Flores" na tela. Respirei fundo e atendi.

- E então, Bolton? Quando vou ver o meu dinheiro?

- Cara, eu não sei como...- não consegui terminar a frase, fui interrompido antes.

- Eu não sou seu "cara". Não se esqueça de com quem você está falando, Bolton.- ótimo Jame, você acabou de o deixar irritado.

- Desculpa, Imperador. Mas é que eu não sei como, mas a droga sumiu.

- Como é que é?

- O caminhão está vazio. Você pode ter esquecido de carregá-lo quando o mandou. Ele está completamente vazio.

- Você está querendo botar a culpa da sua incompetência em mim? Mais de sessenta quilos de drogas foram roubados no seu território, e você tem a ousadia de falar que eu esqueci de carregar o caminhão? Eu não sou o Imperador por ser amador, acho melhor resolver isso antes que entre para a lista dos meus inimigos.- e então desligou.

PUTA QUE PARIU! Eu estava fodido, completamente ferrado. Tinha acabado de estragar uma aliança com o Imperador. Não é possível. E o pior é que eu não fazia idéia de como aquelas drogas sumiram.

 Meu telefone tocou de novo e eu tremi achando ser Alfredo, mas o número era desconhecido.

- Alô?!

- Gostou da surpresinha, Bolton?- perguntou o homem do outro lado da linha. Mas é claro que eu reconheci aquela voz.

- Justin Bieber. Eu deveria saber.

- Mande lembranças ao Imperador por mim.

- Isso não vai ficar assim, Bieber.

- Eu estou torcendo pra isso.- e então desligou.

Uma raiva tomou conta de mim. Joguei o celular o mais longe possível. Justin Bieber, você me paga.


Aurora's P.O.V


- O seu plano deu certo, senhorita misteriosa.- disse Justin. 

Estávamos a caminho da casa dele. Ele e os meninos estavam dando uma festa para comemorar o sucesso do roubo.

Eu estava animada porque não saia de casa a um mês.

- Eu disse que iria dar certo.- Justin colocou a mão na minha perna e sorriu. Eu nunca o vi sorrindo de felicidade como agora. Ele realmente estava feliz.

- Chegamos.- ele disse.

Olhei para a frente e os portões da mansão de Bieber foram abertos. A casa era enorme. Na entrada tinha uma piscina, onde várias pessoas estavam nuas. A casa era linda, toda iluminada. 

Estacionamos o carro no jardim e o resto da equipe fez o mesmo.

- Você tem muito bom gosto, Justin Bieber.- eu disse.

- Eu sei. Hoje nós vamos aproveitar, e você também. Já que o plano foi seu desde o começo.- disse ele.

Nós passamos pelo jardim onde várias pessoas fumavam e algumas mulheres seminuas passeavam mostrando seu corpo. Ao entrar na mansão vi que Bieber realmente tinha bom gosto, a decoração da casa era muito bonita.

Pessoas dançavam, homens rodeados de mulheres fumavam e cheiravam sem nenhuma vergonha, tinha até mesmo algumas pessoas quase transando nos sofás. 

Percebi que Justin me olhava esperando alguma reação, surpresa, repreensão. Mas eu apenas me misturei às pessoas e peguei uma bebida. Emily veio logo atrás de mim, os meninos já tinham sumido de vista.

- Hoje vai ser bom.- eu disse.

- Com certeza. Sabe, eu queria te contar uma coisa.

- Fala, Em.- eu disse. A música estava alta mas eu conseguia ouvi-lá claramente.

Peguei um copo de vodka com limão e soda, e Emily me acompanhou. Não tinha bebidas caras ali, com certeza Justin as guardava em algum outro lugar.

- Ryan e eu estamos juntos, oficialmente.- ela disse com uma felicidade iminente.

- Em, isso é ótimo.- a abracei.- Você merece estar com o homem que você ama.

- Eu sei, e tudo isso graças à você que me encorajou a tomar uma atitude.

- Agradecimentos pro final, por favor. Vamos curtir a festa.

Peguei na mão de Emily e a puxei onde um grupo de pessoas dançavam. Nós movemos o nosso corpo junto a música, que era "No mediocre" do T.i. Até eu me sentir sufocada, cercada por aquelas prostitutas e cheiro de maconha.

Fomos até a piscina onde estava Chaz cercado por alguns homens e várias prostitutas. Ele estava com um baseado em uma mão e whiskey na outra.

- Princesa.- ele me chamou, eu e Em fomos até ele, que me abraçou assim que eu me aproximei.- Você é incrível! Caras, essa é a princesa.

Os homens olharam pra mim com olhos de predador, como se eu fosse um pedaço de carne. Um deles me encarava tão fixamente que eu tive que perguntar.

- Algum problema?- perguntei.

- Eu te conheço de algum lugar.- ele disse. De lado pude perceber Chaz ficando confuso.

- Acho que não, não me lembro de você.

- Mas eu me lembro, só não sei ao certo aonde porque agora estou bêbado.- disse ele.

Chaz riu e me apertou pela cintura.

- Cala a boca, Khalil. Vai arrumar alguma piranha pra comer.- ele disse.

Khalil balançou a cabeça em negativa e se virou, indo em direção a dentro da casa.

Chaz e eu ficamos conversando sobre coisas aleatórias e eu nem percebi que Emily não estava mais ali. Não me importei, estava com o meu amigo.


Justin's P.O.V


A cada dois passos que eu dava, três pessoas vinham me cumprimentar. Não vou negar, adorava ser o centro das atenções. Minha mansão lotada, Bolton perdendo a aliança com o Imperador, sessenta quilos de droga de graça... Minha noite só melhorava.

Estava no segundo andar, quando ouvi vozes no corredor ao lado. O segundo andar é onde ficava o quarto dos caras e de Emily, meu quarto ficava no terceiro.

As vozes vinham do corredor do quarto de Chris, não ia parar, mas ouvi uma coisa que me chamou a atenção.

- Você gosta da Ary? Cara, Ryan disse que ela e o Drew estão transando.- essa era a voz de Drake. Ao ouvir aquilo me aproximei da porta para conseguir ouvir melhor.

- Eu sei, não sou idiota. Mas cara, ela é muito boa pra isso. Aquela mulher merece mais...- era Chris.

- Acho melhor você ficar na tua, sabe como Justin é em relação as mulheres dele.

- Ela não é mulher dele. Ela merece muito mais que uma foda fixa com Justin Bieber. Ela merece alguém melhor.- respondeu Chris.

Em um impulso, abri a porta e fui até Chris, acertando um soco no meio da cara daquele filho da puta. Drake logo veio para separar nos dois.

- Não existe nada melhor do que eu aqui, Christian. E mesmo se existir, ela é minha até eu enjoar. O que eu acho difícil já que aquela mulher é realmente muito boa.- Chris ficou vermelho de raiva e avançou para cima de mim, mas Drake o segurou.

- Você trata Aurora como um objeto, isso não está certo, Bieber.- ele disse.

- Quem decide isso sou eu. Quem manda nessa porra toda sou. E eu não quero que você encoste um dedo nela, entendeu? Ou vai se arrepender de mexer com o que é meu.- saí dali com um ódio enorme.

Chris era meu amigo, confiava nele de olhos fechados. Como isso pôde acontecer? Como eu trato ou deixo de tratar Aurora é problema meu, ela é minha. Só minha. Ninguém mais pode encostar naquela mulher.

Fui até a piscina e a encontrei rindo ao lado de Chaz. Vários amigos meus estavam ali também.

- Grande Bieber, sua festa está muito boa, cara.- disse Liam Henry, um traficante de armas em LA.

- Boa noite a todos.- percebi o olhar de Aurora sobre mim.- Preciso falar com você. Agora.

Ela assentiu. Deu um beijo na bochecha de Chaz e veio até o meu lado.

- Com licença, cavalheiros.- ela disse, e então me seguiu.

Eu estava pouco ligando pra quem fosse ver ou falar alguma coisa, então a agarrei pela cintura e nós andamos pela festa assim.

- Ok, o que está acontecendo?- ela perguntou enquanto nós subiamos as escadas.

- Quero que conheça o meu quarto. Mais precisamente, a minha cama.- eu disse.

- Não podia esperar até mais tarde?

- Não porque eu quero agora, e quem manda nessa porra sou eu!

- O que aconteceu, Justin?- Aurora se soltou de mim e parou na minha frente.

- Vamos, no quarto a gente conversa.

Subimos dois lances de escada e chegamos até o meu quarto. Assim que fechei a porta atrás de mim, joguei Aurora na cama sem dar espaço para ela reclamar.


Emily's P.O.V


Procurei por Ryan em todo lugar mas não o encontrei. Fui até a piscina ver se Ary estava lá, e então, o vi. Ele estava cercado de amigos. Fui até ele e no mesmo instante que eu fiz isso, me arrependi.

Ryan olhou pra mim, e fingiu que não me viu. Como é? Não é possível.

- Ryan.- chamei ele.

- Sim?- ele respondeu, seco e ríspido.

- Quero falar com você.

- Depois a gente conversa, estou ocupado agora.- ele disse.

- Quem é essa cara? É da equipe do Bieber, não é?- perguntou um dos homens que estavam com ele.

- Sim, ela é irmã do Chris.- respondeu Ryan.

O que? Só isso? Ele realmente vai ignorar o fato de eu ser a namorada dele? Tudo bem então, não vou insistir e ser mais humilhada.

Virei as costas e caminhei até Chaz. Ouvi passos logo atrás de mim, e a mão de Ryan no meu ombro.

- Ei, espera.- ele disse. Olhei pra ele com toda a raiva que eu estava sentindo.

- Não, vai se divertir e fingir que não me conhece.

- Emily, calma.- ele disse.

- Nossa cara, você fingiu que não a conhece? Boa sorte, Ryan.- disse Chaz atrás de mim.

- Cala a boca, Chaz!- gritou Ryan.- Em, vamos conversar...

- Não tenho nada pra falar com um estranho, tenha uma boa noite.- eu disse e então saí dali o deixando sozinho.

- Eu vou mesmo!- o ouvi gritando.

- Ótimo!


Notas Finais


Briguinha do Ryan com a Emily, Justin com ciúmes da Ary, Chris apaixonado e Jame Bolton puto.
Isso vai dar problemaaasss einn

Trailer da fic:
https://youtu.be/ra-z5sia3R0


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...