História Depois de Você - Capítulo 78


Escrita por:


Capítulo 78 - Perdoa?


-Tudo bem, entrem. -Pediu Anna abrindo a porta de entrada para os filhos. Ela voltava da escola onde tinha ido buscá-los.

-Oi tia Bia. -Disse Enzo correndo em direção a mesma que estava sentada no sofá da sala.

-Oi meu amor. -Ela respondera o abraçando.

-Oi tia Bia. -Disse Lucas antes de passar correndo para o quarto.

-O que deu nele? -Perguntou a ruiva que sequer teve tempo de responde-lo.

-Parece que tem um jogo de basquete agora e ele veio me apressando para ver. -Explicou Anna fechando a porta.

-O jogo. -Lembrou Enzo que desceu do sofá e também correu para o quarto com Lucas.

-E você, não vai falar comigo? -Perguntou Bia para Mia.

-Oi tia Bia. -Disse a menina indo cumprimenta-la com beijos no rosto. -Mamãe não disse que viria.

-É, eu vim para ela me ajudar a ver os detalhes do casamento. -Contou.

-Quem vai casar? -A menina perguntou confusa.

-Eu, pedi minha namorada em casamento e ela aceitou. -Contou a ruiva.

-É sério, tia? Você vai casar? Eu posso ajudar vocês? -A menina falava sem parar, estava eufórica.

-Pode, más primeiro tira o uniforme e guarda a mochila. Vamos esperar você lá no quarto. -Avisou Anna.

-Tudo bem, eu já chego lá. -Avisou a menina que correu para o quarto.

-Mia adora essas coisas. Vem vamos subir. -Chamou Anna.

....

-Eu gosto de rosas.. -Disse Anna foleando uma revista. -Você podia fazer a decoração com rosas.

-Eu gosto mais de girassóis, girassóis são mais bonitos. -Disse Mia foleando outra revista.

-É, Alana também gosta de girassóis. -Bia anotava algo em uma folha de caderno.

-Se você decidir logo onde será, vai ficar tudo mais fácil. -Disse Anna. -Se for ao pôr do sol na praia, eu também acho que os girassóis ficariam melhores. -Aconselhou.

-E se fosse a noite em um sítio seriam as rosas.-Completou a ruiva.

-Eu voto em pôr do sol com girassóis. -Mia disse. -Tia, eu posso entrar jogando pétalas de flores no chão? -Perguntou.

-Você quer ser a florista? -Perguntou Bia olhando a menina.

-Sim, eu quero. -Confirmou sorrindo.

-Então você vai ser minha florista. -Afirmou a ruiva.

-Tudo bem. Bia, você também tem que decidir as cores das madrinhas. -Lembrou Anna. 

-Nisso eu já pensei, na verdade a Alana deu a idéia. -Contou a ruiva empolgada.

-Então conta para a gente. -Riu Anna da empolgação da amiga.

-Ela deu a idéia das madrinhas não ter uma cor específica e sim várias. -Contou.

-Várias? Como isso? -Perguntou Anna franzindo o cenho.

-Com as cores do arco-íris, já que se trata de um casamento homossexual. -Contou.

-Ah, entendi. É, não é uma má idéia, eu acho que super vai combinar. -Anna disse.

-É, eu também. -A ruiva sorria imaginando o grande dia. 

-Mamãe, eu tive uma idéia. -Contou Mia.

-Fala meu amor. -Pediu a morena.

-Já que a tia Bia não se decide, podemos fazer duas listas. Uma se o casamento for ao pôr do sol e outra se for a noite no sítio. -Aconselhou.

-Sua filha as vezes é mais esperta que nós duas juntas. -Disse Bia fazendo Anna rir.

-É verdade, vão fazendo a lista que eu vou buscar algo pra gente comer. -Pediu Anna se levantando. -O que vocês querem?

-Eu quero sanduíche. -Pediu Bia.

-Eu também quero. -Mia disse, então Anna desceu para fazer os lanches.

 

   Três horas e meia se passaram ou seja, já eram quase dez horas da noite e as meninas ainda estavam analisando as revistas, quero dizer, Bia e Anna, já que Mia dormia tranquila em seu quarto, já de banho tomado, alimentada e vestida de seu pijama como seus irmãos. 

As duas listas estavam cheias. Cor dos vestidos das madrinhas, flores, tema da decoração e até alguns penteados estavam decididos para os dois ambientes, seja qual dos dois for o escolhido.

  -A gente já escolheu bastante coisa, eu acho melhor eu ir já que está ficando tarde. -Disse a ruiva olhando as horas em seu relógio de pulso.

-Já quer ir? Minha vista está embaçada mas eu consigo ver alguma coisa ainda. -Brincou Anna.

-Não. -Bia riu. -Eu volto outro dia, já tomei seu tempo até demais. -Disse a ruiva juntando as revistas que estavam espalhadas na cama de Anna.

-Está bem. -Disse a morena ajudando a amiga.

Depois de guardar as revistas e as listas em sua bolsa, a ruiva descera até o andar de baixo na companhia de Anna. Passou pela sala onde mais uma vez se despediu da amiga e abrira a porta.

-Gabriel? -A ruiva estava surpresa em vê-lo do outro lado da porta.

-Bia? -Ele compartilhava do mesmo sentimento.

-Gabriel? -Anna perguntou confusa. Se moveu para o lado para ter uma visão mais privilegiada e a reação que teve em vê-lo ali, fora correr em sua direção e o abraçar.

-Meu amor.. -Ele sussurrou de olhos fechados a apertando em seus braços.

E ficaram ali absortos, presos no mundinho deles até Bia os trazer de volta a realidade.

-Bom, eu já vou Anna. Vejo você depois.

-Bia, eu posso falar com você? -Perguntou Gabriel quando Anna desfez o abraço.

-Eu preciso ir para casa e eu não estou afim de briga agora. -Disse a ruiva.

-Por favor. -Ele insistiu.

-Eu também acho que vocês precisam conversar. -Opinou Anna quando a amiga a olhou.

-Tudo bem, desde que seja rápido. -Disse a ruiva.

-Certo. -Concordou ele entrando.

-Se quiserem eu posso sair. -Disse Anna.

-Não, tudo bem. Pode ficar. -Disse Gabriel. -Bia, durante esses dias que passei preso, eu tive bastante tempo para pensar. Você me ajudou muito quando Anna e Enzo foram sequestrados, você sempre foi amiga de Anna e não foi justo a atitude que tomei, de gritar e expulsar você daqui porque não concordava com seu relacionamento. Dito isso, quero me desculpar por tudo o que eu disse e fiz naquele dia, eu entendo agora que eu errei feio e quero dizer que você não só pode, como deve voltar a frequentar aqui sem receio de eu acabar surtando com isso. -Desabafou.

-Você perdoa ele? -Perguntou Anna em expectativa.

...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...