1. Spirit Fanfics >
  2. Diário de uma Princesa Vampira >
  3. 3-Diário - part 1

História Diário de uma Princesa Vampira - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capitulo ainda esta sem imagem, infelizmente ainda não terminei de editar, assim que terminar colocarei...

Agradeço aos que estão a ler.. Mil coraçõezinhos pra vocês

Capítulo 3 - 3-Diário - part 1



                                            (Mesmo que a dor chegue, meu 

                                                                    amor pertencerá apenas a você) 

As palavras proferidas por ambos os dois para si mesmos ainda resoava como arcodes de um piano pela cabeça da lady. PAZ.. era só o que ela queria, pedia de diversas maneiras que tivesse isto em breve, queria se livrar de todos, dos risos de contentamento de seu pai e de seu atual "sogro ",assim como a música daquele local, embora amasse música e dançar, sabia que aquele dia não importava tais coisas, assim como o belo vestido branco que trajava, o cetim meio transparente da lateral a fazia se sentir "provocante " aos olhos alheio, sabia que logo chegaria a hora de partir. 


—Mamãe... Devia esta aqui comigo, me protegendo_Retrucou tais palavras para sí mesma, lembrava de tudo o que ouvira do pai sobre a mãe , a conhecia por meio de uma pintura. Seu pai contara o quanto ela lutou para sobreviver no dia de seu nascimento, mesmo ela sendo uma camponesa e mortal ele a amou a todo segundo que estiveram juntos. A lady pensava nisso, queria isso, um amor devastador com consequências lindas, queria amar e ser amada mas isso lhe fora tirada naquele dia, ou melhor, noite, e alí no meio de tantas pessoas, prometeu odiar o homem a qual passaria a vida ao lado, o homem a qual um dia teria que se entregar, a qual um dia também teria que lhe dar "filhos ". Só de pensar nisso a lady se odior por um dia ter elogiado e pensado tanto naquele homem. 


                 {12 de maio de 1820}


                 Não tenho muito o que escrever hoje, ou talvez palavras ditas aqui podem me trazer tristeza no futuro, mas sei que o certo.

Devo dizer então diário, que minha festa de dezoito anos não foi bem feliz, mas eu devia estar triste, ser dada em casamento para quem eu não conheço e horrível, esse príncipe pode não ser tão mal como falam, mas espero que ele seja metade do homem que conheci hoje. Seth.. Era esse o nome, a gentileza de tal pessoa é incomparável.

Posso pedi aos Deuses que me ajudem com tudo, mas fora o caus se pronunciando, eu posso vê um bom futuro, quero conhecer mais esse homem, quero poder agradecer por tudo o que fez. Peço aos Deuses que deixe-me o vê mais uma unica vez...


                                                                               Lauren Schiavon_1820


—Pronta para conhecer seu novo lar minha lady?

—Nunca estarei_A voz triste da princesa vez a dama se distanciar, talvez estivesse certa em o fazer, mas antes de tudo pode ouvir o último sussuro da princesa. —Adeus Amalya, adeus mamãe.

Ela via tudo sumir conforme os cavalos seguiam o caminho, a lady  observava o sumiço das montanhas que rodeava seu reino, via sumir o lugar onde cresceu, onde sua mãe estava enterrada. Talvez o silêncio do caminho a estivesse fazendo bem, via brevemente a noite chegar.

—Tem fome senhora?

—Não...É apenas frio _O mover rápido fez a serva deixar a lady a sós com seus pensamentos, não longee dali o príncipe se encontrava pensativo também

—Isso é errado... _Um dos guardas se pronunciou um tanto inquieto

—Andrew, o que é? _O Scchifer pergunta sem tirar os olhos da estrada

—Se fizer do passado seu presente, sua vida será infeliz

—O que quer dizer com isso _O ruivo se incomoda e deixa visível no tom de voz .

—É notável seu desejo de se redimir com a lady_consegue fazer com que Klaus o olhe de lado_Não sei o que ocorreu entre vocês, mas acredite, não só eu, quanto os outros homem do exército sabem da sua experiência com mulheres é desse passado que falo—A natureza feminina e traiçoeira, uma mulher me provou isso_é o que estava cravado em seu passado

—Não julgue uma por todas

—Mulher só existe pra procriar... Imagine uma fêmea em batalha? Se ela não servir pra familia... Usará seu corpo para sobreviver. A sedução é a maior arma que uma mulher tem ....é um maldito feitiço que elas soltam sobre os homens.

—A lady lhe passa essa impressão?

—Claro! Como explicar essa irritação que ela me causa?

Klaus fecha as pálpebras ao sentir o frescor do vento, arejou a mente, e ao terminar essa doce sensação o mesmo pode vê a princesa com o mesmo ar imponente de cedo, o corpo pequeno visivelmente demonstrava tudo o que sentia . Se impressionava como aquela criatura pequena podia alastrar tanta vida ao tempo que podia transmitir serenidade.

—Os homens armaram as tendas, a nossa fica mais a frente _Klaus desce a esposa cuidadosamente da montaria e se dirige com ela até a tenda. Uma confusa Lauren o segue para perto da cama e assiste o príncipe de curvar perante um baú ,quando ele abre o objeto ela enxrega um par de armas dele.

—Esta bem?

—Sim, só estou com um desconforto por cavalgar por tantas horas, mas logo passara.

—Isso é bom_Klaus respira fundo_Ainda que seja mulher séria injusto se tivesse se machuc...

—Ainda que eu seja ? _Lauren o interrompe perdendo o recente encanto que ele lhe proporcionou —Algum problema contra mulheres?

—Não confio em mulheres, só. _Responde levantando e olhando sua mulher

—Porquê não, experiência ruim?

—Sim!

—Conte-me.

—É irrelevante falar sobre isso

—Estamos casados, isso pode ajudar na nossa convivência.

Klaus seriamente a desafia:

—Ira me contar sobre seu precioso diário?

—É algo pessoal demais, e sua vida não me interessa... Ela comprendeu que eles tinham um segredo que não desejavam revelar.

O amanhecer foi diferente para a pequena lady, o corpo reclamou um pouco pela forma de como dormiu, os olhos logo se acostumaram com a claridade do dia. O cheiro de relava e maçã logo a fez lembrar onde estava o marido.

                                    (Flashback on)

Onde dormirá?

—No chão, você fica com a cama_O tom de voz fez a lady perceber que não teria como relutar. 

—Preciso tirar esse vestido, você poderia..

—Irei me reunir com os homens, tem fome?

—Não..

—Certo, com licença _Ela o viu se retirar da tenda, ouviu brevemente os passos dado por este, e logo percebeu que ele não estava mais por perto. Abria o feicho do vestido branco, que logo se foi de encontro ao chão, o pentiado feito no cabelo dela tambem fora desfeito, as mãos ágeis da lady logo foi de encontro ao corset, desfez os nós calmamente se libertando do aperto. Retirou de sua bagajeira um vestido longo branco, o vestido possuia alguns detalhes em dourado fazendo pequenos desenhos de flores no corset, não pararia de usar o vestido daquela cor, era pura e destacaria isso para todos, suas leis não seriam quebradas por aquele homem. Penteou os cabelos e logo se deitou na cama, sentiu o toque aveludado dos panos que cobriam a mesma, logo o sono chegou logo estaria no mundo dos sonhos se não fosse o barulho de alguem se aproximando, o susto logo foi quebrado com a aparição do marido adentrando a tenda.

Desculpe se a assustei... _Ela assistiu ele retirar alguns lençois de dentro do baú que abriu ainda cedo, os ajeitou ao chão e sentou ,não reparou muito no que ele fez pois logo o sono chegou e adormeceu

                                   (Flashback off) 


Notas Finais


Bom bom.... Ainda estou pensando no que farei daqui pra frente na historia, e sim gente, eles dormem, VAMPIROS DORMEM.. (ao menos os meus dormem ksksks). Nossa lady ainda vai ter muita confusão com seu preciso diário, mas por hora ele só traz raiva para o príncipe kkk.. Bom até o próximo capitulo
BigBeijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...