1. Spirit Fanfics >
  2. DIMENSION (Imagine Jungkook-BTS) >
  3. The unexpected

História DIMENSION (Imagine Jungkook-BTS) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oii mores.
Eu adicionei mais uma parte nesse cap pq achei ele muito curto
Então para quem leu antes da atualização dia 26/03/2020, releia dnv o cap para ler a nova parte :'

Bjos
Boa leitura :3

Capítulo 2 - The unexpected


Fanfic / Fanfiction DIMENSION (Imagine Jungkook-BTS) - Capítulo 2 - The unexpected


- O que você quer cara? Meu dinheiro? Eu te dou!

- Não quero nada seu, preciso te levar para uma pessoa...

- O que? Não! Sai daqui seu vagabundo!

O homem então atira em minha perna, eu caio no chão, gritando de dor

- Eu falei que iria atirar

...


O homem estava prestes a me levar, quando uma voz surge atrás dele

- Ei seu covarde, o que faz aqui? - O homem se vira para a pessoa de que vinha a voz e leva um soco.

- Seu menino desgraçado, eu vou te matar! - O homem vai para cima do garoto que havia te dado um soco. Os dois começam a brigar. Eu tento me levantar, mas doía mais a cada centímetro que me mexia. Eu levanto a minha cabeça e vejo... o Jungkook? Pera, o garoto que me salvou foi o Jungkook?

O homem não acertava nenhuma em em Jungkook, até que da um soco em seu rosto, fazendo apenas um arranhão pequeno, Jungkook  então  solta uma risada.

- É tudo isso que consegue fazer? - diz Jungkook, logo depois o mesmo dá um soco bem forte no homem desconhecido, deixando ele desacordado.

Esse menino era o superhomem por acaso?

- Você está bem? - Jungkook me vê naquela situação e vai me ajudar 

- Ótima, só levei um tiro na perna. - respondo ironicamente o menino. Ele ignora meu comentário e me ajuda a levantar.

- Vou levar você ao hospital

Hospital? Não, minha mãe está lá, vai me odiar me ver mais uma vez lá.

- Não! Eu to bem! Não precisa fazer isso

- Tem certeza? Me parece que não.

- É que... eu não quero encontrar a mimha mãe lá

Ele entende, então me leva para a casa dele com o seu carro.

A casa dele era enorme, já imagina que ele era riquinho, para estudar em uma escola daquelas.

Ele me ajuda a sair do carro e bate na porta da casa. Logo quem abre é a Lisa, os dois moravam juntos?

- O que aconteceu com ela? - pergunta Lisa

- Foi um idiota que atirou nela 

Jungkook me leva até a cozinha com a ajuda de Lisa e pega um kit médico para cuidar da ferida.

Por sorte, não havia sido fundo a bala, mas doeu muito para tirar, parecia que eu tava tendo um filho de tanta dor.

O garoto estava quase terminando de cuidar do machucado, estava um silêncio na cozinha, até que decido perguntar:

- Como sabia que eu estava naquele beco?

- Eu... estava voltando do treino... e ouvi seu grito. Mas alguma pergunta? - Ele começa a me encarar

- Hm, você e a Lisa, são o que um do outro?

- Ah, nós somos irmãos- Ele termina de arrumar me curativo - pronto, acha que consegue levantar? 

Eu tento, porém acabo tropeçando e caindo em cima de Jungkook, fazendo nossos rostos ficarem próximos um do outro.

- M-me desculpe...

- Ah, tudo bem - ele sorri e me ajuda a andar. Lisa estava ali parada na porta da cozinha observando. Tanto eu quanto Jungkook estávamos constrangidos.

-Você não acha mais fácil dormir aqui? Você mal consegue andar, já está tarde, e temos quartos sobrando. - Lisa me pergunta. Não sei se era uma boa ideia dormir lá, eu nem conhecia os seus pais e... Depois desse acontecimento na cozinha, iria ser meio constrangedor dormir na casa deles.

- Não precisa, vou incomodar os seus pais

- Nossos pais viajaram, só tem a gente. - Responde Lisa, ela parecia querer bastante aquilo

 Acabo aceitando. Afinal, meus pais nem se importavam com a minha presença.

Eu durmo em um dos quartos da casa. Era muito bonito e grande, seus pais pareciam gostar de um estilo moderno. 

Eu vou direto ao banheiro tomar um  banho. Até o banheiro deles chegava ser lindo, ele era enorme e havia uma banheira gigante. Eu queria tomar um banho nela, mas isso seria muito inconveniente.

Então Lisa me empresta um pijama com estampa de panda e vou dormir. Eu tentava esquecer oque havia acontecido hoje. O que aquele homem havia me dito, "Eu só preciso te levar para uma pessoa", quem que queria me ver? Nunca fiz mal a ninguém, nem nada...

Aquilo foi um trauma para mim, pensei que deveria ser por causa de alguma dívida que meu pai deveria ter feito, mas ele nem se importa com os seus filhos e aquilo estava na cara dele, então não adiantaria nada.

Eu realmente era uma garota que ninguém se importava, era invisível na minha família. As pessoas que dizem ser meus amigos, nunca estão comigo para me ajudar... E eu nunca havia percebido isso.

Saber que Jungkook me salvou e me ajudou foi muito bom para mim... 

Eu acabo dormindo em um sono profundo

(...)


Acordo com a Lisa me chamando.


-Vamo S/n! Acorda! A gente tem que ir para escola em 30 minutos, vai logo - Ela abre as cortinas do quartos

Eu acabo levantando e indo tomar banho.

Meu uniforme havia sujado de sangue, então Lisa também me empresta um uniforme dela limpo para mim, aquilo já havia ficado um pouco constrangedor ela emprestar mais outra roupa para mim, mas ela parecia estar tudo bem com aquilo.

Nós 3 pegamos o ônibus da escola juntos, quando ele chegou, eu e Lisa sentamos em dois bancos no fundo, enquanto Jungkook sentou em uma sozinho na frente. Eu achava que ele sentava com os "populares", já que todos comentavam sobre ele na escola.

- Eu achava que o Jungkook- 

- Ficava com os populares? - Lisa sabia o que eu iria já falar, até isso ela conseguia adivinhar. - Jungkook é gentil e consegue ser o centro das atenções em qualquer lugar, mas também muito reservado quando quer.

Eu nunca havia reparado naquilo antes, todos comentavam sobre ele, o quão talentoso ele era, mas preferia ficar na sua.

O ônibus para em frente da escola, todos saem em tumulto. Eu estava tão distraída que nem percebi que era para sair, Lisa cutucou meu ombro e foi aí que percebi que era para sairmos do ônibus.

O dia se passava normalmente, que nem os outros. As aulas se passavam, até que chega a penúltima aula, história.

História o tempo se passava muito devagar.

- Bom... Hoje iremos comentar sobre a Mitologia dos povos antigos... Alguém de vocês já ouviram falar sobre a Titã Tomomi?

Eu já tinha ouvido sobre ela.

Percebi o jeito que Lisa ficou depois que o professor citou esse nome, ela havia ficado mais nervosa.

Ninguém da sala sabia a resposta, até que alguém no fundo da sala fala:

Tomomi é a "mãe dos monstros", ela passou a comandar todos os eles depois que se casou com o rei dos monstros. - Foi Jungkook que havia respondido, ele também pareceu um pouco tenso que nem Lisa estava.

- Exatamente, Tomomi comandava todos os monstros. Ela fez várias maldades enormes e grandes estragos em reinos. Ela tinha inveja da magia que outros seres tinha e ela não, então ela mandava mata-los e pegar sua magia para ela, deixando-a cada vez mais forte.

Isso me lembrou algo

- Que seres eram esses professor? - perguntou um aluno

- Não se sabe ao certo, acredita que eles eram todos classificados em classes, de poderes mais simples e comuns, como invisibilidade, levitação, super força, outros com poderes raros, como contração dos 4 elementos, fogo, água, ar e terra, e os poderes que únicos que só existia uma pessoa com eles... Mas não vou comentar muito sobre eles nessa aula, quero que me tragam uma pesquisa sobre esses seres, para a próxima aula.

O professor explicava mais sobre uma outra dimensão que eles viviam. Aquilo havia muito me chamado atenção, me lembrava bastante do que minha irmã me contava quando ela ainda estava viva.

Nem havia percebido que a aula já havia acabado.

Então agora era aula de Educação Física, eu estava com a perna machucada, então fiquei na arquibancada, observandoo jogo.

Eu nunca havia reparado como Jungkook era muito bom em jogos, muito bom mesmo. Além de ficar muito bonito jogando... mds S/n, as coisas que você pensa... Você mal conhece o garoto. Ele só te salvou.

Pela a dificuldade para andar, demorei para descer da arquibancada, além disso tive que ir ao banheiro antes de voltar para a sala. A quadra estava vazia, todos já haviam voltado para a sala, eu andava com dificildade até a saída da quadra, quando sinto algo me derrubar, mas não havia ninguém atrás de mim, e eu não conseguia me erguer.

- Dificuldades para levantar  querida? - o mesmo homem do beco aparece de novo - Achou que iria desistir tão fácil assim?

O garoto vem para cima de mim, tento escapar, mas não conseguia mexer nem um músculo das minhas pernas.




Notas Finais


Vish muita treta vish


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...