1. Spirit Fanfics >
  2. Dishonored .sirius black >
  3. One

História Dishonored .sirius black - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - One


Fanfic / Fanfiction Dishonored .sirius black - Capítulo 2 - One

"Não importa onde uma pessoa nasce, mas quem ela escolhe ser" J.K Rowling

──────────⊱◈◈◈⊰───────────

 

1. Caitlin Yaxley

Quando finalmente o trem começa a se mover pelos trilhos a garota Yaxley da um suspiro de alivio ao pensar que só voltara para a maldita mansão no final do ano, em Hogwarts era o único lugar que ela se sentia em casa e era o seu último ano na escola e isso a deixava triste.

Caitlin nunca soube o que é ter o amor de seus pais Úrsula e Corban, ela cresceu sendo criada por elfas. Sua mãe a ensinou a ser a garota mais perfeita possível e se algo saísse do controle a menina era castigada, foi o que houve quando foi destinada a Corvinal, quando voltou para a mansão foi enviada para o sótão, e sua mãe a deixou se alimentando apenas com liquido, com a idéia que a garota precisava emagrecer e se torna ainda mais linda.

Há uma semana no jantar anual que acontecia na casa dos Black recebeu a pior noticia que poderia, iria ter que se casar com Regulus e não tinha outra opção, sua mãe deixou bem claro que ela era a desonra da família e uma traidora de sangue e que se caso cogitasse não aceitar ou fazer algo para não dar certo ela iria ser trancada novamente até morrer de fome.

Então no trem era o único momento de paz dela e o momento para a leitura, mas agora esta sentada ao lado de Regulus e a turminha de possíveis comensais, o que era irônico já que ela é uma traidora de sangue como eles gostam de frisar logo que sua melhor amiga é uma nascida trouxa e seu amigo é um Potter.

— Reg eu to entediada, eu quero ir da um passeio no trem ainda esta longe de chegar — Disse Cait perto do ouvido do garoto e com o rosto esperançoso.

— Vai Cait, saia discretamente e vai atrás do traidor de sangue— Ele disse em um tom risonho.

Regulus não é uma má pessoa, ela sentia isso, ela sabia que ele é apenas a pessoa que ele foi criado para ser e que no fundo se sentia mal também por viver naquele ambiente.

Caitlin foi olhando em todas as cabines atrás de Marijge e de Lili suas melhores amigas e se surpreendeu quando chegou à última cabine e se deparou com a cena que jamais pensou que iria ver James e Lili sentados lado a lado conversando civilizadamente e a garota ruiva ria e do outro lado estava Mari e Remus lendo e Peter dormindo e Sirius não estava na cabine.

— Em que mundo paralelo eu vim parar que James não esta levando um fora de você Lili — Entro na cabine e me sento ao lado de James

— James e eu agora somos amigos — Lili diz normalmente e James abre um sorriso.

— O que eu perdi nessas férias — Caitlin diz surpresa.

— Você simplesmente sumiu Cait, eu te mandei milhares de carta — James diz como se tivesse chateado.

— A James a historia é longa — Respiro fundo e começo a contar todo o acontecimento e porque não respondi nenhuma das cartas durante as férias.

— Como ela pode fazer isso com você Caitlin, estamos falando de você a bebê Cait — Diz Mari

— Estamos falando de Úrsula Yaxley, ela simplesmente quer que eu seja a filha perfeita — Dou um sorriso amargo — E agora vou me casar com Regulus, eu ainda não me casei e se quero dar um passo tenho que avisar ele.

— É isso vai simplesmente casar? — Diz James indignado e a garota apenas se encolhe quieta.

— Não é como se eu fosse o Sirius que teria coragem de fugir — Digo com um falso sorriso — Eu não tenho nem para onde ir e também pelo que conheço dos meus pais eles iriam atrás de mim.

— Cait e agora? — Diz Lili

— Vou me casar eu já resolvi — Deito minha cabeça no ombro de James — E cadê o trasgo do Sirius, não que eu esteja dando graças a Merlim pela paz.

Na hora que eu falo eu escuto a voz da cabine bater com força

— Eu escutei e sei que sente a minha falta sim Cait — Sirius entra na cabine dando risada e com as mãos cheias de guloseimas.

— Se ache menos Black, só dei sua falta porque estava muito quieto — Reviro os olhos e o vejo sentar ao meu lado.

— Trouxe doces para você, imaginei que já saberia do casamento e como você se porta ficou de castigo, sei que estaria com fome — Ele diz, nesse momento me viro para ele e pego alguns doces.

— Não que eu vá agradecer pelos doces viu como você nunca me avisou desse casamento, e não venha me falar que não sabia, pois Reg me falou que você sempre soube — Digo.

— Reg? Agora você chama o seu noivinho assim — Ele repete — Nunca falei porque pensei que eles não iriam levar isso a sério até a semana que eles me falaram e eu fugi — Ele diz dando os ombros.

— Eu o chamo da forma que eu bem entender Sirius — Digo —Então você fugiu porque não queria se casar comigo e em vez de tenta me avisar apenas ficou calado? — Digo com raiva.

— Eu já iria fugir de qualquer maneira só adiantei os meus planos, eu não pensei que eles iriam casar você com o pirralho, agora vai virar baba Caitlin? — Ele diz rindo.

— Quer saber Sirius você é um trasgo, pelo menos Regulus me trata bem e com carinho ao contrario de você — Me levanto — Você continua o mesmo garotinho de quatorze anos que acha que pode fazer e falar tudo que nunca haverá conseqüências nenhuma — A garota brava joga os doces de volta nele e sai da cabine batendo a porta da mesma.

A última coisa que a garota vê ao sair da cabine é o rosto de todos assustados, nunca ninguém soube e ela nunca falou para ninguém, mas como cresceu ao lado de Sirius e Regulus a minha primeira paixão foi Sirius Black, patético e típico na opinião dela, e depois de alguns beijos trocados, ela o flagrou o garoto aos beijos com Marlene McKinnon uma garota ruiva que andava com Lili às vezes e depois disso se afastou por completo de Black até parar de gostar dele e prometeu a si mesma que jamais voltaria a gostar dele novamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...