História Do Ódio, ao Amor! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Intrigas, Prisões, Sasusaku
Visualizações 113
Palavras 1.957
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu sei, eu sei. Demorei muito pra postar mas finalmente consegui escrever algo que me agrade kk
Boa leitura!

Capítulo 3 - Novo emprego, novo Uchiha!


Fanfic / Fanfiction Do Ódio, ao Amor! - Capítulo 3 - Novo emprego, novo Uchiha!

Sakura sentou-se em um canto qualquer da cela na área feminina da delegacia central. Além dela havia mais 6 mulheres ali todas espalhadas pelos bancos de concreto.

Sasuke passou por ali batucando os dedos na grade a chamou. O moreno estendeu as mãos com algemas e a rosada passou os braços por uma abertura retangular que havia na porta sendo algemada em seguida.

- Você tem direito a uma ligação!- ele disse abrindo a porta.

- Já estava demorando!

Sasuke levou-a para sua sala e colocou-a em frente a um telefone, mesmo achando estranho estar ali ela discou o número sem pensar duas vezes.

Ino atendeu no terceiro toque.- Hum..?

- Ino acorda.- observou o relógio, 21 horas.- Preciso que preste atenção!

- Oi..? Tô acordada!- respondeu com mais ânimo.

- Ótimo. Tomou os remédios que deixei pra você? Está se sentindo melhor?

A loira tinha acordado com febre e dor de cabeça passou o dia na cama fazendo drama, a rosada até teve que ir vê-la no almoço para faze-lá comer algo.

- Tomei e sim estou.

- Okay. Fui presa por estar com maconha não precisa me buscar hoje, descanse. Preciso que procure aquele meu amigo com cara de peixe lembra?

- Lembro!

- Bom ele está me devendo, peça para o Sai ligar pra ele e pegue o dinheiro.- passou-lhe o valor da fiança.- Ah e não esqueça de buscar o Brutos o endereço está na geladeira ele sai as 8 horas não se atrase pra pegar o meu bebê!

- É só isso?

- Sim!

- Okay, tem certeza que não quer que eu vá hoje?

- Não precisa, até depois!

- Se cuida!

Desligou o telefone observando-o por um tempo.

- Então vai ficar por aqui?- Sasuke perguntou sorrindo de lado.

A rosada desejou chutar o rosto dele para não ter que encarar aquele sorriso, mas apenas deu de ombros como se não ligasse.

- Ótimo então vou te colocar de volta na cela!

- Você não vai pra sua casa não?

- Ah vou só estou esperando seu amigo!

~×~

O sol estava nascendo e Sakura continuava acordada em um canto da cela, querendo mais que tudo um cigarro. Gaara tinha passado ali para vê-la e até quis dar algum para ela mas não conseguiu permissão para tira-lá dali.

Encostou a cabeça na parede e observou uma das mulheres mais velhas e gordas andar em sua direção.

- Hey garota.- sorriu maliciosa.- Bela jaqueta!

Sakura estreitou o olhar e avisou.- Não serve em você!

A mulher riu com um tom ameçador em sua voz.- Tenho certeza que serve!

Sasuke entrava na delegacia fardado quando observou uma movimentação agitada e gritos, correu na direção do som, encontrou Naruto abrindo a cela feminina.

- O que está..?

Parou de falar quando observou a rosada chutar uma mulher a sua frente e socar outra que entrava na briga ambas batendo contra a grade. Uma terceira acertou dois socos na rosada, um no estômago e outro no rosto, mas mesmo com um corte na boca Sakura atacou de volta chutando a perna da oponente e depois segurando firme em sua cabeça batendo-a em seu joelho.

Sasuke já estava impaciente com a demora de Naruto com a porta, antes que pudesse reclamar o loiro abriu e ele passou, com ajuda de outro policial separou a rosada de uma morena.

O Uchiha a segurou forte pelos braços e ela deixou ele segura-lá mesmo que seus olhos flamejassem de ódio. Ele arrastou-a para a porta e no caminho Sakura chutou a mulher gorda que começou a briga.

- Viu como não serve!- cuspiu.

Sasuke a levou para a sala dele sentando-a de modo brusco ne uma cadeira em frente a sua mesa. Ela ficou ali encarando a mesa e mechendo as mãos.

- Você pode me explicar o que estava fazendo?

Sakura o olhou com raiva.- Mostrando que não se deve mecher com quem está quieto!

O moreno suspirou sempre soube que aquela mulher era encrenca, não deixou de reparar em como estava inquieta.

- Você está estressada!- afirmou.

A rosada apenas virou o rosto como se não fosse com ela.

- Você não tem mais o que fazer?

- No momento tenho que resolver um problema chamado Sakura Matsumo!

Logo bateram na porta, após a permissão dada pelo Uchiha. Ino passou pela porta em saltos barulhentos segurando uma guia. Brutos assim que viu a dona pulou em cima dela, lambendo seu rosto.

- Ah Brutos.- ela o abraçou carinhosamente depois o soltou.- Senta garoto, bom menino!

Acariciou mais um pouco o pelo do seu Pastor Alemão, levantando-se em seguida para cumprimentar a Yamanaka.

Ino lhe deu um abraço apertado e depois conferiu seu rosto observando a boca roxa.

- Sempre aprontando, Sakura. Sempre aprontando!

Sasuke observou não deixando passar nenhum detalhe do comportamento da rosada que pareceu meio constrangida na presença da amiga. A loira assinou os documentos e pagou a fiança.

- Obrigado senhor Uchiha!- apertou a mão do moreno.

- Disponha!

Sakura o olhou com raiva antes de soltar a guia do coleira de Brutos e sair com o cachorro em seu encalço.

- Por que ele não faz isso comigo?- Ino saiu resmungando.

- Porque ele é meu!

Sasuke acompanhou- os de longe observando a rosada pegar os pertences e sair com a loira e o cachorro.

Naquela noite Sakura recebeu uma ligação que deixou-a feliz.

- Temos uma vaga de caixa em nossa cafeteria estaria interessada?

- É...

Longos segundos se passaram em silêncio

- Senhorita Mochizuki ainda está ai?- a voz calma do outro lado se fez ouvir.

- Ah sim...

- Bom você pode começar amanhã!?

- Sim!

Pqssou-lhe o endereço.- Ótimo, chegue as 7 horas!

~×~

Sakura adaptou-se bem ao emprego entrava as 7 horas e saía as 17 com 2 horas de almoço e um bom salário. Já havia se passado mais de um mês desde que foi presa e desde então não tinha trombado com nenhum policial e nem queria.

Seria um dia normal para Sakura se naquela tarde um menino, que aparentava ter em torno de 12 anos, não tivesse entrado na cafeteria. Ele aprouximou-se do balcão e encarou por longos segundos a rosada que achou graça da situação, inclinou-se sobre o balcão olhando-o melhor e sorrindo.

- Olá menininho!- cumprimentou.

As bochechas do garoto avermelharam e ele desviou o olhar constrangido.

- Não sou menininho, meu nome é Daesuke!- resmungou um bico.

Sakura pela primeira vez na vida quis morder um ser humano por ser tão fofo.

- Okay, desculpe Daesuke. Meu nome é Sakura, em que posso ajudar?

- Vim comprar uma dúzia de biscoitos com gostas de chocolate!

Ele pagou e ficou esperando ao lado enquanto seu pedido era servido, vez ou outra lançando olhares a rosada.

- Então quantos anos tem?- ela não resistiu e puxou assunto já que o movimento estava fraco.

- Tenho 9 anos e 6 meses!

- Hum... E você estuda?

- Sim estou na 4 série!

- É aqui perto?

- Não é na parte Sul!

Sakura olhou em volta curiosa.- Onde estão seus pais?

- Eu ja sei me cuidar sozinho!- desviou o olhar ofendido.

- Calma.- ela segurou a risada.- Sei disso, você é um menino muito esperto, mas não acho que seus pais te deixariam atravessar a cidade sozinho!

- Hum...- ele ficou pensativo.- Estou com meu irmão!

Conversaram por mais algum tempo e o menino partiu feliz deixando uma Sakura risonha pra trás.

Isso se repetiu por vários dias. O garoto pálido, de cabelos e olhos pretos sempre aparecia no mesmo horário, um dia vinha o outro não, as vezes trazia algo para a rosada como flores e até uma tiara que ela suspeitou ser da mãe dele por isso a guardou em uma caixa para quando finalmente conhecesse alguém de sua família.

Sakura estava esperando o rapazinho com o saco de biscoitos prontos mas naquele dia ele não apareceu. E nem no próximo, a rosada não se preocupou deduzindo que finalmente os pais de Daesuke brigaram com ele por atravessar a cidade sozinho atrás de biscoitos.

~×~

Sakura acabará de pegar um cigarro iria acende-lo mas viu uma pequena figura virar a esquina e seguir em sua direção, já era sexta e Daesuke não tinha aparecido até agora. A rosada guardou o cigarro e observou o céu escuro enquanto o menino se aproximava.

- Oi Daesuke!- Sakura cumprimentou.

- Oi Sakura!- disse rouco.

Ela se abaixou na frente dele analisando seu rosto facilmente constatou que tinha brigado e estava chorando.

- O que houve?- segurou seu queixo, ele não respondeu.- Tudo bem vamos pra minha casa, sim!?

Ele assentiu.

No apartamento da rosada, Daesuke entrou de modo tímido sendo recepicionado por Brutos, Sakura jogou ambas as mochilas na sala e arrastou-o para o banheiro, limpou o rosto e as mãos machucadas dele e sorriu.

- Quer que eu te leve pra casa?- ele negou.- Por que? O que aconteceu?

Daesuke contou que sofria bullyng na escola por parte de uns alunos maiores que ele e que da última vez que isso aconteceu seus pais não conseguiram resolver nada e que tudo piorou.

- Oh e seu irmão não te ensinou uns golpes?

- Meus irmãos não tem muito tempo pra mim!

- Hum.. Tudo bem então. Você gosta da DC e da Marvel?

- Claro. Gosto do Homem de Ferro!

- Pois bem senhor Stark que tal um banho e depois assistimos uns filmes ai te levo embora amanhã!

- Tudo bem!

Daesuke pegou uma muda de roupa na mochila e com uma toalha foi para o banheiro. Sakura jogou-se no sofá pensativa, com certeza não era uma boa ideia mante-lo ali iriam acusa-lá de sequestro no mínimo.

Fuçou na bolsa do menino encontrando o número de sua casa junto do nome dos pais.

- Daesuke vou comprar uma pizza e já volto!

Ouviu um "Tudo bem!" e saiu encostando a porta. Na esquina usou um telefone público para ligar.

- Alô?- uma voz feminina atendeu.

- Senhora... Uchiha!?

- Sim!- ela parecia meio afobada.

Também era quase 20 h e seu filho tinha sumido, a rosada suspirou preparando a mentira.

- Meu nome é Hime Shimura, a senhora é a mãe de Daesuke certo!?

- Certo. Você encontrou meu filho?.- ela distanciou do telefone.- Encontraram o Daesuke!

- Alô!?- uma voz masculina tomou o lugar da mulher.- Sou Sasuke Uchiha irmão do Daesuke!

Sasuke Uchiha... Um alarme soou nos ouvidos da rosada e por um momento quis sumir. O menino é irmão do policial arrogante.

- Hãn.. Bom estou com ele.- finalmente respondeu.- Daesuke é amigo do meu irmão mais novo e pediu para dormir aqui!

- Você é..?

- Hime.. Hime Shimura!- Sakura revirou os olhos para esse nome mais furado que peneira.

- Hum... Onde mora?

- Isso não é importante. O importante é que o menino está bem e vou leva-lo embora amanhã depois do almoço, não se preocupe!

- Escuta aqui senhorita Shimura.- o policial arrogante estava lá de novo.- Sou policial e se não trouxer meu irmão embora agora vou te prender por sequestro!

- Não seja ridículo, ele veio até mim não o contrário e já disse que vou devolve-lo amanhã. Passar bem!

Desligou o telefone e se afastou para a pizzaria que ficava ali perto.

Quando voltou encontrou o menino sentado no sofá brincando com Brutos.

- Pronto para os filmes?

Ele sorriu animado.

~×~

Daesuke já dormia, tinha adormecido no sofá e a rosada colocou-o no quarto estava voltando quando batidas soaram na porta. Achou estranho pelo horário mas seus amigos sempre apareciam em uma hora inesperada. Abriu a porta e se arrependeu no mesmo instante.

Sasuke a encarou de modo assassino e ela fez o mesmo.


Notas Finais


Vish a coisa tá ficando feia kk
Lembram do Brutos? Coloquei ele na capa do 2 capitulo ^.^
Espero que tenham gostado. Logo postarei o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...