História Easier - redhead - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Lúcifer, Mary Winchester, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Rowena Rowena Macleod
Visualizações 43
Palavras 1.369
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Misticismo, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Haaaaa lá vem tretaaaa...
Espero que gostem e peço desculpasmpor ter trocado o nome das personagens no capítulo anterior.
Boa leituraaaa ❤️❤️❤️🔥

Capítulo 46 - Submissa 1


Fanfic / Fanfiction Easier - redhead - Capítulo 46 - Submissa 1

-Tem sim. Eu gosto muito do cheiro da sua mãe! - ele deu um beijo na testa dela e ficou ali do lado até a garota pegar no sono. 

 

Xxxxxxxx

 

 

Levantou e fechou a porta do quarto, voltou para o quarto da Brianna onde Rowena estava apagada. 

 

Brianna gritava com o Lúcifer. 

 

-Saiam daqui! - Chuck entrou no quarto.

 

-Não, não vamos! - dean disse.

 

-Vão e, é agora! - ele disse bravo.

 

Todos saíram e Chuck fechou a porta, mas a curiosidade não iria deixar dean né. Que ficou o tempo todo encostado na porta ouvindo.

 

 

-O que você quer Lúcifer? Não bastou estragar o meu casamento? - Chuck disse.

 

-Quero a minha filha e Rowena ao meu lado. - ele disse andando pelo quarto. 

 

-Sua filha tem pavor de você! E como você conseguiu transar com a minha mulher Lúcifer? - Chuck esbravejou. -Você quer tudo que é meu. 

 

-Ah que drama papi. - ele ironizou. -Mas pra uma bruxa de 300 anos é uma delícinha né. - ele abriu o sorriso.

 

-Não me provoca Lúcifer. - Chuck gritou. 

 

-Deixe ela e a Lili em paz. - Chuck completou.

 

-Eu amo a Rowena e não esperava ter uma filha com ela, nunca imaginei. Mas eu mudei pai, quero cuidar da ruiva. - ele disse mais sério.

 

-Eu não vou desistir da Rowena. - Chuck disse firme. -Nós temos uma vida juntos, amo essa mulher com todas as minhas forças e você sabe o quanto eu perdi escolhendo ela e Brianna como prioridade. - Chuck disse sério.

 

 

 

Rowena havia acordado, o efeito do poder de Lúcifer tinha acabado.

Meio sonolenta ela sentou na cama.

 

-Vai embora Lúcifer, agora! - disse Rowena. 

 

-Você acordou meu amor. - ele sorriu para ela.

 

-Vai embora! - ela falou novamente.

 

-Eu te amo Rowena. - Lúcifer disse caindo de joelhos no chão.

 

 

 

Xxxxx

 

 

Fazia parte do plano.

 

 

Xxxxxx

 

 

-Eu me arrependi Lúcifer, você só me machucou esses anos todos e eu não sei como pude me deixar levar. - ela disse ficando em pé. 

 

 

-Única coisa boa que me deu foi a Lilith. - ela disse com um pouco de tontura. 

 

-É isso que quer? Que eu vá embora? - ele se levantou.

 

-É. - ela disse brava.

 

Ele sumiu com o piscar dos olhos. 

 

 

Rowena caminhou até Chuck e colocou sua mão sobre o rosto dele.

 

-Espero que possa me perdoar. - ela disse mexendo na barba dele. 

 

-Rowena? - ele puxou a mão dela.

 

-Oi. - ela encarou ele.

 

-Não irei desistir de você, só preciso de um tempo. - ele olhou cabisbaixo. -Coloquei a Lilith na nossa cama com uma camiseta com seu perfume ela estava tremendo por conta de Lúcifer. - ele olhou para ela. 

 

Chuck estava triste mas não com ódio de Rowena, o amor que ele sentia por ela era mais forte que qualquer coisa e não desistiria tão fácil dela. 

 

-Obrigada! -ela disse.

 

Chuck pegou no pescoço dela e beijou ela, lágrimas caíam por sua face mas não impedia de beija-lá.

 

-Eu te amo muito. - Chuck disse apertando o rosto dela com os dedos. 

 

Ele abriu a porta e sumiu, correu para o bunker dos Winchester.

 

Brianna viu Rowena saindo do quarto e veio como um furacão na direção da mãe, ela estava cega de raiva da mãe ter traído o pai com o Lúcifer ela não aceitava e estava disposta a se vingar da própria mãe. 

 

-Papai foi embora e agora você vai trazer seu amante aqui? - ela gritou.

 

Sam e dean tentavam segurar a garota, mas ela estava com uma força que ninguém conseguia segurar.

 

-Cala essa boca! - Rowena gritou.

 

Ela estava incomodada com o jeito que a filha tratava ela, mesmo que ela tinha errado ela sentia culpa e arrependimento mas Brianna não poderia falar com ela daquela maneira. 

 

-É uma vadia mesmo! - Brianna gritou andando até ela. 

 

-Todos erram Brianna, eu errei sim. Mas você tem que esquecer isso e parar de me tratar assim. -Rowena disse calma.

 

-Você trepou com o diabo e diz que se arrepende? - Brianna esbravejou.

 

Caminhou até Rowena com olhar de nojo.

 

-Você reclamava que ele te estuprava, mas bem que gostou né? - Brianna riu. -Foi teatro quando você estava na cama toda suja de sangue? - ela disse irônica.

 

Rowena sentiu uma coisa ruim tão ruim ouvindo a filha falar daquele jeito que não teve reação. 

 

Ela caminhou para seu quarto e fechou a porta deixando eles para trás.

 

-Brianna não pode falar assim com a sua mãe. - Sam disse calmo.

 

-É uma vadia Sammy, mentiu esse tempo todo. Não foi estuprada coisa nenhuma. - ela disse dando um soco na parede.

 

-Para com isso. Ela não mentiu! - dean disse abraçando Brianna.

 

-Bri eu que tirei sua mãe da cama, ela não aguentava ficar em pé, o Lúcifer machucou ela. - disse Sam.

 

Brianna beijou Dean e ficou chorando sentada no chão no colo dele. 

 

-Eu acho que Chuck está no bunker. - disse Sam. 

 

-Quero ficar com meu pai! - Brianna disse. 

 

-É vamos pra lá. Vai fazer bem para eles esse tempo para pensar. - dean disse.

 

Dean e Brianna desciam as escadas, mas Sam ficou.

 

-Vou falar com a Rô e já desço. - ele disse.

 

Bateu na porta do quarto da bruxa.

 

-Sam? - ela disse com o rosto inchado.

 

-Rô, o Chuck está no bunker e estamos indo para lá. Você vai ficar bem com a Lilith? - ele sorriu.

 

-Vou sim Sam. Vai ficar tudo bem. - ela respondeu.

 

-Tudo vai dar certo, se precisar só me ligar. - ele disse.

 

Rowena concordou com a cabeça e Sam se despediu indo para o bunker. 

 

 

 

A bruxa estava lendo um livro sentada na cama, Lili estava acordando.

 

-Acordou amor?! - Rowena disse.

 

-Oi mãe. - Lili disse rindo.

 

Ela abraçou Rowena, apertando ela contra seu corpo.

 

-Conheço esse cheiro. - Rowena disse sorrindo.

 

-Chuck que me deu. - ela fez beicinho. 

 

-Eu sei! - ela deu um beijo na testa da filha.

 

-Mãe eu gosto do Chuck. - ela disse apertando os braços da Rowena.

 

-Eu também gosto dele filha. - Rowena disse. -Podíamos sair pra comer. 

 

Lili ficou animada com a ideia, e então elas saíram, e Rowena não queria voltar para casa sendo assim ficou em um hotel não muito longe.

 

Lilith ficou brincando na banheira, enquanto Rowena mexia em algumas de suas coisas. 

 

-Achou que iria desistir de você ruiva? -Lúcifer apertou ela contra o móvel.

 

-Você tem que ir embora. - Rowena disse se afastando. 

 

-Eu quero ficar com você e com a nossa filha. Vamos ser felizes juntos. - ele tentou beija-lá.

 

-Não, não e não. Eu me arrependi do que fiz Lúcifer. Eu trai seu pai. - ela disse andando em círculos. 

 

-Eu mudei meu amor, por você e pela nossa filha. Você sabe o quanto eu mudei. -ele disse colocando as mãos sobre o ombro dela.

 

-Não importa, vá embora.  - Rowena apontou para a porta. -Tenho que tirar Lili do banheiro.

 

Ela entrou no banheiro e trocou a menina, colocou um moletom nela para ficar mais a vontade. Ela brincou tanto que estava cansada. Saiu do banheiro no colo de Rowena dormindo, ela deitou a filha na cama e fez um carinho nela. 

 

-Ruiva.. - Lúcifer insistiu.

 

-Não foi embora? - ela olhou desdém. -Lúcifer vai logo não te quero aqui, eu pretendo ter meu casamento de volta. - Rowena falou firme.

 

-Eu não irei deixar. Ou você fica comigo ou com mais ninguém. - ele caminhou até ela.

 

-Vai embora! Não te quero aqui.

 

-Mas você vai me obedecer. Mulheres são feitas para ser submissas dos homens e você não será diferente. - ele riu ironicamente.

 

-Você não muda mesmo. - ela se distanciou dele. 

 

-Fica nua pra mim! - ele ordenou.

 

-Não! Não vou fazer nada! - ela manteve a palavra.

 

-Rowena, Rowena não quer que eu torça esse seu pescoço miserável novamente?! - ele tocou no pescoço dela. -Ou melhor. - ele caminhou até Lilith. -Quer que eu torça o da nossa filha? - manteve um sorriso sínico.

 

-Não! Não faz nada com ela. - Rowena respondeu com a voz embargada.


Notas Finais


Estão gostando?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...