História Em busca da luz - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor, Bangtanboys, Bts, Drama, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Romance, Taeyoonseok
Visualizações 153
Palavras 1.471
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 35 - Capítulo 34


Pov jungkook

 

— e como vamos fazer jin hyung?— pergunto exaltado, não importa oque fosse faria de tudo para conseguir salvar jimin.

 

— é o seguinte, jimin tem 4 irmãos, os 2 mais novos morreram que foram jihyun e jisoo— não sabia que ele tinha todos esses irmãos, acho que já entendi como vamos fazer agora.— vamos pedir ajuda a um dos irmãos dele.

 

— sim! É isso!— falo animado, estou tão feliz que tenho chance de não perdê-lo.

 

— mas jin os irmãos de jimin tem personalidade distorcida— taehyung se intromete e destrói minha felicidade, pior que ele estava certo.— provavelmente eles não ligam para o irmão e com certeza não iram ajudar— fala triste.

 

— isso é verdade, mas os irmãos que sobraram pelo oque jimin me contava eram os que ele era mais próximo, principalmente sua irmão mais velha— jin fala e eu volto a ficar feliz.— o irmão mais velho dele a gente descarta, esse daí a gente não pode pedir ajuda.

 

— porque?— pergunta namjoon curioso.

 

— porque ele tem uma certa obsessão pelo jimin, se ele descobrisse da existência de jungkook, seu ciúme o cegaria e com certeza ele iria querer tirar jungkook de seu caminho— acabei ficando com medo, não sabia disso também, de um irmão obcecado por jimin, isso é difícil.

 

— então só resta a irmã de jimin— jhope deduz.

 

— isso mesmo, ela é estranha, tem problemas de personalidade mas talvez a gente consiga convencê-la— jin fala sorridente.

 

— eu vou tentar convencê-la— falo convicto.

 

— eu vou com você jungkook— suga se pronuncia, ele também parecia decidido.

 

— não posso deixar vocês irem sozinhos, irei também— namjoon fala sorrindo— já que ela é meio desequilibrada vamos precisar de um psiquiatra— sorri para tae— você vai taehyung?

 

— claro!— mostra seu sorriso quadrado.

 

— eu vou ficar com o jin monitorando o quarto, vai que alguém tente vir atrás dele, alguém precisa tá aqui para defendê-lo— fala jhope e nós assentimos.

 

— eu vou cuidar bem dele jungkook, vá e consiga salvar o meu menino— jin me encoraja.— vou explicar a situação para o médico também— eu assinto.

 

— vou conseguir!— falo convicto— qual é o nome dela e como é que eu vou saber como achá-la?

 

— João cu você é um detetive, você investiga e acha ela— fala suga como se fosse óbvio, pior que ele estava certo. Todo mundo ri da minha cara.

 

— nem vai precisar investigar— fala jin e todo mundo olha confuso para ele— seu nome é Park jihee, e eu sei onde ela trabalha— o sorriso se forma em meu rosto.

 

Está tudo encaminhado, agora é só ir atrás da irmã de jimin, jihee, e conseguir convencê-la para poder salvar meu jiminie.

 

[...]

 

— eu acho que você deveria ter ficado suga hyung— falo e yoongi suspira frustrado.

 

— cala a boca João cu, eu quero fazer alguma coisa por jimin— fala irritado.

 

— gente parem de brigar, a gente tá no meio de uma operação— namjoon nos repreende.

 

— pois é, vocês estão chamando muito atenção— taehyung fala envergonhado pelas pessoas que nos encaravam intensamente.

 

Era tarde da noite, Estávamos dentro do carro, na frente do local, era um motel de luxo, funcionava assim: o cliente aluga um quarto e uma prostituta e no quarto ele poderia fazer oque quiser com ela. Esse lugar não tem nenhum tipo de preocupação com seus funcionários, não entendo porque a irmã de jimin está aí.

 

— vão entrar só duas pessoas— namjoon avisa— e eu já escolhi quem vai ser.

 

— e porque você que escolhe? Você não é líder nem nada disso— suga fala indignado e eu acabo rindo.

 

— eu escolho porque tenho mais experiência nisso do que vocês.— fala convicto.

 

— isso é verdade, namjoon hyung é o melhor policial que já conheci— falo e pude ver que namjoon ficou feliz.

 

— tá bom— suga fala derrotado.

 

— e quem vai entrar?— tae pergunta.

 

— você e jungkook— namjoon fala decidido e isso aumenta a indignação de suga.

 

— e porque eu não?!— pergunta revoltado, fazendo eu e tae ri.

 

— porque jungkook é policial, taehyung é psiquiatra e você não é nada— fala um pouco ríspido demais e suga não pode dizer nada contra— agora vamos logo com isso, vocês dois irão lá e alugaram um quarto pediram pelos serviços de Park jihee e então vocês convencem ela, entenderam?

 

— sim.— eu e tae respondemos em coro.

 

— isso é sacanagem— suga se lamenta— vou ter que ficar com esse cara chato aqui no carro?— pergunta inconformado.

 

— é mas se você quiser entregar seu currículo para o lugar pode ir em frente— namjoon o provoca e ri da própria piada.

 

— não seja ridículo! Seu bosta!— suga se irrita de vez.

 

— vamos logo tae, deixa eles aí em sua discussão.— chamo a atenção do mesmo que ria muito da situação.

 

— vamos, se não nunca sairemos daqui— sorri. 

 

Saímos do carro.

 

— boa sorte João cu e taehyung— fala suga pela janela do carro.

 

— valeu hyung.

 

Começamos a andar em direção ao prédio. Tomara ela aceite nos ajudar, porque se não, não teremos mais nenhuma esperança para salvar jimin, e eu não quero pensar isso.

 

[...]

 

Eu e tae esperávamos no quarto do motel pela moça. Eu sentava na cama e ele permanecia em pé nervoso.

 

— taehyung pelo amor de Deus você é um psiquiatra, você tem que manter a calma, não é porque ela é louca que você vai surta aí— falo ficando nervoso por ele está tão nervoso.— que espécie de psiquiatra você é que fica com medo de pessoas desequilibradas?

 

— não é isso— olha para mim— estou nervoso porque é o primeiro motel que eu entro— bato na minha própria testa.

 

— ai meu Deus.— começo a ri de sua cara.

 

— para de rir, seu ridículo!— fala irritado— qual o problema de eu nunca ter vindo num lugar assim? Isso é uma coisa boa sabe.

 

— realmente— continua rindo mas logo desfaço o sorriso quando a porta foi aberta.

 

Pude ver a mesma mulher que vi uma vez no elevador do meu prédio, me lembro que ela tinha vindo do apartamento de jimin, agora tudo faz sentido, ela era sua irmã. 

 

Tinha um sorriso em seu rosto, lembrava jimin, acabei ficando triste por lembrar de sua situação no hospital, mas essa situação logo vai mudar, isso eu garanto.

 

Ela tinha uma roupa extremamente provocativa, um vestido curto e colado mostrando as curvas de seu corpo, não vou mentir, ela era muito bonita.

 

— olá meninos— fala sorridente— então vocês serão meus clientes?— assentimos— adoro fazer em trio— fala feliz, que mulher safada. Olhei para tae e ele estava corado, esse idiota não toma jeito mesmo.

 

— não viemos atrás desse tipo de serviço— sou direto e ela para seu sorriso.

 

— vocês querem oque então? Vinheram atrás dos meus serviços de assassina?— pergunta séria, seu rosto estava bem sombrio agora, até me assustou um pouco.

 

— não, não é isso— percebi que a mesma fica aliviada— nós queremos conversar com você.

 

— tanto faz, vocês me pagando depois, não me importo— da de ombros e senta numa cadeira que havia no quarto.

 

— é sobre jimin— tae fala e parece que sua atenção aumentou ao escutar o nome do irmão.

 

— oque aconteceu com ele?— senti um pouco de interesse em sua voz mas ela não parecia preocupada.

 

— ele está hospitalizado à beira da morte e precisa muito de sangue— tae fala triste.

 

— não precisa continuar, eu já entendi tudo— até que ela era mais inteligente do que eu pensei— vinheram pedir ajuda a mim porque ele só aceita sangue de pessoas modificadas geneticamente— me surpreendo por ela ter descoberto até isso.

 

— sim, mas como você sabe?— pergunto curioso.

 

— porque isso foi feito pelo meu appa de propósito— eu e tae ficamos surpreso.

 

— como assim de propósito ele fez isso?— pergunta tae.

 

— ele fez os cientistas modificarem nossos genes e criar uma reação de rejeição contra qualquer tipo sanguíneo, menos contra o sangue de pessoas modificadas— fala entediada— mas eu também só sei até aí, não me peça para explicar detalhadamente porque eu também não sei responder.

 

— não, tá tudo bem, oque eu quero saber é se você vai doar?— era tudo oque eu queria saber.

 

— você sabe né as consequências— não eu não sabia, fiz que não com a cabeça— as consequências é que eu irei morrer no lugar de jimin, vocês estão de acordo com isso?— eu e tae travamos, e agora? Nunca foi minha intenção matá-la para salvar o jimin, sem falar que nem posso perguntar a opinião dele sobre isso.

 

— não tem outro jeito?— pergunta tae esperançoso.

 

— não, não tem— um sorriso se forma em seu rosto, só não entendo porque— ele precisa de muito sangue né— assentimos— então no caso eu teria que dar todo o meu sangue para ele sobreviver— levanta da cadeira e nos olha debochada— não sei se vou querer morrer pelo meu irmão.

 

Agora fudeu, não sei oque vou fazer, e agora como vamos convencê-la?


Notas Finais


Bom, vocês já devem ter percebido que estou demorando mais tempo para postar os capítulos, mas isso é porque estou trabalhando em 4 fanfics, então fico postando dois capítulos por dia de duas fanfics diferentes. Ou seja, vai demorar um pouquinho de tempo a mais para ter capítulo novo, peço que tenham paciência comigo e espero que continuem gostando da fanfic😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...