História Esconderijo - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 650
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiii voltei com mais um capítulo especial pra vocês... Espero que gostem boa leitura...

Capítulo 13 - Eu à quero


Fanfic / Fanfiction Esconderijo - Capítulo 13 - Eu à quero

ELISABETH /....

E - Porque você a trouxe aqui Jonathan? 

J- Eu não sabia que você viria me desculpe por favor? - Jonathan disse suplicando.

E- Sim eu te desculpo - eu disse limpando as lágrimas,  más só se Clara for embora.

J- porque a odeia tanto afinal? 

E- eu não me sinto muito bem com a presença dela aqui é só isso 

J- porque vocês não conversam e resolvi de vez essa história? porque você não quebra de vez seu orgulho e pede perdão a Clara? 

- Elisabeth olhou confusa para Jonathan,  - perdão pelo oque? 

J- à não se faça de desentendida agora Elisa, você sabe muito bem da dor que você causou em Clara, ela me contou tudo...  Como você pode enganar uma pessoa que te amava tanto? 

- Elisa abaixou a cabeça suspirando com o peito cheio de remorso e arrependimento, - eu não me dei conta da pessoa maravilhosa que eu tinha ao meu lado Jonathan,  eu só queria ser popular na escola,  ser lésbica era modinha na época e eu queria estar na moda como todas as outras garotas, não liguei prós sentimentos da Clara,  eu estava cega pelo meu ego,  só estava pensando em mim naquele tempo,  não percebi a garota fantástica que eu tinha,  eu não a considerava,  não aguentava mais os abraços dela o carinho dela, e acabei  a abandonando, nunca mais a vi,  aquela noite na festa,  tudo mudou,  eu percebi o quanto ela é linda,  e confesso que meu coração acelerou quando eu. olhei para ela. Quando Dançamos e eu senti o corpo dela colado ao meu,  confesso que nunca tivemos esse tipo de contato antes,  eu a beijei Jonathan,  céus não sei oque me levou aquilo mas era mais forte do que eu,  meu coração batia mais forte cada vez que eu aprofundava o beijo,  eu a queria, eu a desejava,  não sei porque más eu queria que aquilo fosse eterno,  eu não sou assim.  - Decretou Elisa

J- assim como? 

E- lésbica - Elisa disse com cara de reprovação 

J- você está apaixonada por Clara ou não percebeu ainda?  Você é preconceituosa consigo mesma Elisabeth.

E- não é preconceito,  é que você não entende?  Eu nunca me apaixonei por uma mulher, oque as pessoas diriam de mim?  Oque a nossa família pensaria?  Você já não é muito aceito imagine eu? 

J- não importa o que as pessoas vão dizer Elisa oque emporta é a sua felicidade,  eu não importo se a nossa família não me aceita,  na verdade todos já estão acostumando com isso,  talvez o preconceito esteja em você e não nos outros...  

E- não me interessa é vergonhoso Não quero mais falar desse assunto 

J- Então quer dizer que você desejou a Clara? 

E- eu a queria,  na verdade. Eu à quero - Elisa disse com lágrimas no rosto 

J- e onde Clara fica nessa história? 

E- não fica! Eu não vou correr atrás dela,  vou continuar vivendo a minha vida,  ela não é inesquecível,  vou esquecer ela,  por favor não diga nada disso com ninguém. Nem mesmo com Clara,  quero ficar distante dela até eu esquece- lá...

J- acha que é fácil assim esquecer alguém que desejamos com todo coração? 

-ELISA não disse mais nenhuma palavra,  só ficou com mais vontade de chorar porque estava confusa com aquele novo sentimento,  ela tinha certeza de que queria Clara,  mas seu orgulho falava mais alto do que qualquer outro sentimento, o medo do oque as pessoas diriam ao seu respeito...  ELISA se recompôs limpou as lágrimas e deu de ombros para Jonathan,  voltou para o local onde estava todos,  e pegou sua cestinha de bolinhos que já estava vazia,  pegou na mão de Nathan o puxando e se despedindo de todos,  olhou rápido procurando por Clara más a morena já não estava mais ali,  Elisa suspirou desanimada e ao mesmo tempo aliviada e foi embora para casa






Notas Finais


Eeeeeeh pessoal essa Elisabeth é orgulhosa não é? Mas calma que depois da tempestade vem a calmaria... Ou não.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...