História Eu esqueci de colocar o título prof Ana medesculpe - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Good Omens
Personagens Aziraphale, Crowley
Tags Aziraphale, Crowley, Good Omens, Ineffable Husbands
Visualizações 40
Palavras 640
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


eaekkkkk nada que escrevi condiz com a realidade é não tem finalidade de ofender o usuário



Camile Vitoria - 101

Capítulo 1 - Patos São Legais


Fanfic / Fanfiction Eu esqueci de colocar o título prof Ana medesculpe - Capítulo 1 - Patos São Legais

Patos Sao Legais

- Nós cuidamos do suposto anticristo desde seu nascimento e só depois de seu aniversário de 11 anos descobrimos que era o garoto errado. Como você acha que iremos conseguir ter um pato de estimação Aziraphale?- Crowley diz com exaltação. Aziraphale  logo responde com sua calma e gentileza:

- Pelo menos nós achamos o garoto certo depois não é, mas tudo bem se você não quiser um pato Crowley, era só uma ideia...

Aziraphale não conseguiu terminar sua frase por conta de um forte e brilhoso raio de luz que saia diante da porta de seu porão, naquele estante, o anjo Gabriel aparece em meio aos raios reluzentes de surpresa para o demônio Crowley e o anjo Aziraphale que gritam espantados.

-Mas que merd... Gabriel? O que você faz aqui?- pergunta Crowley.

O anjo Gabriel desamassava seu terno branco e arrumava sua gravata:

- Eu vim fazer uma visita.- Diz com tom de ironia. – Na verdade, vim aqui para dar uma missão a vocês.- Fala satisfeito.

Havia um ponto de interrogação na expressão de Crowley, que responde:

- Obrigado mas não estamos interessados, adeus.- Diz enquanto segura o braço de Aziraphale.

- Mas Crowley, você nem ouviu o que Gabriel tem a dizer... 

- E nem preciso, sei que não é boa coisa vindo dele. 

Gabriel exausto pela conversa que estava sendo obrigado a ouvir, vai direto ao assunto:

- Olha, eu vim apenas dizer que estou de férias, e,  tenho uma pilha de livros proféticos que é necessário  traduzir, como eu não estou com vontade, estou dando esta missão a vocês.- Diz satisfeito.

Todos na sala da biblioteca  ficam em silêncio durante um tempo enquanto Gabriel fazia surgir pilhas e pilhas de livros para serem traduzidos em mãos. Aziraphale indignado se pronuncia: 

- Como você pode fazer uma coisa dessas? Esse não é nosso trabalho, você não deveria nem estar aqui Gabriel!- Fala revoltado.

- Isso mesmo, não deveria, mas acho que você sabe que não tem escolha não é? sabe o que pode acontecer não é mesmo? 

Aziraphale responde arrependido:

- Sim, eu sei. Tudo bem eu traduzo os livros só não volte aqui de novo, por favor Gabriel...

Crowley revira os olhos com a cena que presenciava, ele seria obrigado a ajudar Aziraphale a terminar isso o mais rápido possível para não precisar ter seus dias tomados por missões de anjos preguiçosos.

- Bem, acho que já vou indo, vou ir para o Havaí quem sabe, mas vocês não tem nada haver com isso não é. – Diz com um sorriso. – Volto quando terminarem, até logo.

O anjo volta para os raios de luz que saiam pela porta e some.

- Aziraphale, olha... COMO VOCÊ PODE ACEITAR UMA COISA DESSAS! – Diz Crowley exaltado.

- Eu não tenho culpa Crowley! Só vamos começar isso logo e terminar, se você quiser me ajudar é claro. 

Crowley estava explodindo mas não podia deixar Aziraphale fazer tudo sozinho, então os dois começaram a ler os livros e traduzi-los em todas as línguas possíveis.

-AZIRAPHALE! 

O anjo se espanta com o grito de Crowley e responde com raiva:

- Por Deus Crowley! O que foi!?

Crowley ri da reação do outro;

- Aqui está dizendo que em 3042, nós vamos ter um pato de estimação. Encapetado, mas um pato.

- Por que eu gostaria de ter um pato encapetado? 

- Eu sei lá, talvez ganhamos por alguma data especial, aqui não está especificando. – Crowley farto muda de assunto e convida Aziraphale para sair e comer,  já era de costume deles terem passeios como este.

 Ele saem, e quando voltam, os livros do anjo Gabriel não estavam mais na biblioteca, havia apenas um bilhete escrito em dourado que dizia:

“ perturba-los novamente estará longe de acontecer.

O presente é para o matrimônio, espero que não de trabalho”.

 


Notas Finais


desculpe se houver qualquer erro rs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...