História Dividida - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Seokjin (Jin), Min Yoongi (Suga)
Tags Bts, Colégio, Drama
Visualizações 97
Palavras 1.384
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Finalmente comecei a escrever o final. Sei que ele pode decepcionar algumas pessoas já que ela ter a que escolher um mas estou muito empolgada escrevendo. Então estou antecipando esse capítulo. Boa leitura

Capítulo 21 - Intrigas


No dia seguinte, Suga me acorda beijando meu pescoço. Reclamo para dormir mais, e me escondo no lençol, ele ri da minha atitude infantil.
 - Vamos S/N, temos que ir para escola.
 - Que horas são?
 - 8:00
 - Meu Deus é tão tarde. – digo me levantando.
 - Viu como sou bonzinho e te deixo dormir até tarde? Espero que não se importe mas usei sua cozinha e preparar algo para o café da manhã. 
 Faço que não com a cabeça. Ele me beija na testa. 
 Mesmo preocupada com o horário, paro para admirar Suga. Ele era realmente incrível. Eu tinha sorte de namorar ele. Ele sai do quarto me dando privacidade para me arrumar. Me sento na cama e me lembro de mais cedo a noite e sorrio sozinha. Ele havia dito mesmo que me amava? Sinto um frio na barriga com o pensamento. Foi tão baixo e repentino que me pergunto se não estava sonhando.
 Vamos juntos para escola. Só teríamos a quarta aula juntos e então marcamos de nos encontramos no refeitório no intervalo. Ele me deixa na minha sala seguindo para sua em seguida.
 As primeiras aulas passam terrivelmente devagar. Então finalmente toca o sinal para o intervalo, saio em direção ao refeitório. Paro antes no meu armário para pegar os livros da próxima aula, Jin para do meu lado encostando nos demais armários.
 - Olá 
 - Oi - respondo sem olhar para ele
 - Eu fiz alguma coisa errada?
 - Não, só me beijou duas vezes sendo que eu tenho namorado.
 - Se o problema é esse larga dele e fica tudo bem. - ele sorri para mim. Meu coração acelera. - Você não gostou?
 - Jin, isso é irrelevante.
 - Por que deixou a janela fechada ontem a noite?
 - Você foi até a minha casa?
 - Estava com saudades e queria te dar uma boa notícia. A Ingrid foi expulsa da escola. - era sério isso? - O diretor descobriu que ela usava vídeos feitos nos vestiários pra chantagear algumas alunas. 
 Não sei como reagir a essa notícia. Fico feliz dela ter sido expulsa, mas penso nas garotas dos vídeos. Imagino que se tivesse sido comigo eu ficaria arrasada nem sei o que faria. Acho que ficaria paranoica imaginando quantas pessoas já haviam visto e o que aconteceria se todos vissem.
 - Nossa por mais insuportável que ela fosse nunca imaginaria que ela fazia isso.
 Jin se aproxima de mim, me olhando profundamente, fico tensa. Fecho meu armário me apressando para sair dali.  Ele coloca uma mão ao lado da minha cabeça me deixando contra os armários e sem escapatória 
 - Jin, por favor não. - peço tentando em vão me afastar.
 - Por quê não?
 - Porque ela namora comigo. - Suga aparece o empurrando para longe de mim.
 - Acredito que não por muito tempo. – Jin diz recuperando o equilíbrio.
 - Do que você está falando? – Suga diz de forma ameaçadora.
 - Achou que eu ia simplesmente deixa-la para você?
 - Acho que é um pouco tarde para você.
 Os dois se encaram de frente, me coloco no meio de frente para o Suga o empurrando levemente para longe. Não queria que a cena daquele dia no banheiro se repetisse. As pessoas já começavam a parar para olhar.
 - Suga... Vamos... - Eu peço, ele ainda encara Jin, sem se mexer. Estão me viro para Jin.
 - Jin, Por favor vá. – quase imploro para ele sair.
 - Claro meu amor, tudo que você quiser. - ele sorri debochado para Suga antes de ir.
Suga tenta avançar em sua direção mas eu o impeço.
 - Eu deveria acabar com ele... Se ele tivesse encostado em você, eu teria matado ele. Se ele acha que vai sair ganhando está muito enganado, porquê eu não pretendo te perder.
 Ele então me abraça apertado e respira fundo, me olha nos olhos e diz
 - Você é tudo que eu tenho. Me tirar você seria como arrancar um pedaço de mim.
 - Suga eu to aqui com você, esquece isso uma hora ele para. – digo tentando acalma-lo
 - Não acho que será tão simples assim.
 Ainda o sinto tenso. Confesso que tinha medo quando Suga agia assim. Havia um lado dele que eu não conhecia. Pego sua mão e guio pelo corredor até o refeitório. Ele relaxa. Nos sentamos na nossa mesa. Agora parecia mais calmo. Mas essa calma dura pouco. Jin se senta em uma mesa próxima, me olhando abertamente relaxado e com um sorriso no rosto. Tento tirar Suga dali antes dele ver mas ele segue meu olhar e vê Jin antes que eu possa evitar.
 - Ele só pode estar de brincadeira. - Suga diz quase rosnando. Ele se levanta tento segura-lo mas em vão. Tudo que consigo fazer é segui-lo. Ele chega batendo na mesa de Jin.
 - Qual o seu problema cara? - Suga diz quase gritando.
 - Você é meu problema. -Jin responde se levantando e deixando a pose de relaxado. 
 - Fique longe da minha namorada e não serei mais um problema.
 - O problema é que você está ocupado meu lugar ao lado dela.
 Suga avança na direção de Jin e os dois caem no chão brigando. Fico sem saber o que fazer os demais ficam envolta olhando o que faz com que dois professores apareçam e separem eles. Por sorte dessa vez não durou muito. Assim não estavam tão machucados como da última vez. Eles são levados para diretoria. Os sigo logo atrás mas não me deixam entrar então fico esperando na secretaria. Algum tempo depois tia Soo aparece ela me vê e vem em minha direção.
 - Oi S/N. Jin está te causando problemas?
 - Oi tia Soo. Ele fica me perseguindo e provocando meu namorado. Não sei o que fazer.
  -S/N O Jin gosta de você, e vai fazer de tudo para conseguir sua atenção. Ele quer ficar com você eu posso ver. Só por favor não o censure por tentar.- fico sem saber o que dizer ela sorri para mim.
 - Vou lá encarar meu ex namorado e salvar meu sobrinho.
 Ela entra na sala do diretor. Fico ainda mais ansiosa. Alguns minutos depois chega a mãe do Suga. Ela me cumprimenta com a cabeça e entra apressada. Me sinto excluída por não saber o que se passava naquela sala. Fico sentada até a reunião acabar.
 Jin sai primeiro com a tia Soo logo atrás. Ele faz que vai parar e falar comigo, mas Soo o impede.
 - Nada disso mocinho você está de castigo. – ela diz o empurrando.
 Ele suspira e me olha como se se desculpasse. Soo pisca para mim antes de deixarem a sala.
 Suga sai seguido da sua mãe, me levanto e ele fica de frente comigo me encarando.
 - Venha. Vou te dar uma carona.- ele diz passando a mão no meu rosto
 Seguimos para fora em silêncio. Entro no carro me sentando no banco de trás. Suga se senta comigo. Ele deitou a cabeça em meu ombro e segurou a minha mão. Era estranho que o garoto que outra hora estava brigando agora estava todo carinhoso.
 - Me desculpa, as vezes não consigo controlar meu gênio.
 - Tudo bem - é só o que consigo dizer. 
 A mãe dele entra no carro. Ela está nervosa. Então começa a falar com Suga de forma séria.
 - Suga eu achei que você tinha mudado de verdade. Eu achei que mudando de cidade tudo tinha ficado para trás. Agora você vem e apronta de novo. Quer ser expulso de outra escola? Já chega o que aconteceu... 
 - Mãe já chega. Depois ta legal? A S/N está aqui. – ele diz a interrompendo. 
 Algo me diz que ela falaria sobre aquilo que Suga me escondia. Ela nos olha pelo espelho retrovisor e apenas fica em silêncio. Fico ainda mais curiosa a respeito do passado de Suga. Mas sei que ele não vai dizer. E aquele não era o momento para trazer esse assunto à tona. Chego em casa desço e me despeço deles. 
 Vou para o quarto e deito na cama pensando em tudo. Afinal de contas o que havia de errado tão errado com o passado de Suga? Começo a pensar se ele seria realmente capaz de matar alguém e se de fato já tinha feito.

 


Notas Finais


Em breve o final ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...