História Exodus (JungKook long imagine) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Baekhyun, Bangtanboys, Bts, Chanyeol, Chen, Exo, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jongdae, Jongin, Jungkook, Junmyeon, Kai, Kookie, Kyungsoo, Lay, Minseok, Namjoon, Rapmonster, Romance, Sehun, Seokjin, Suga, Suho, Taehyung, Xiumin, Yixing, Yoongi
Visualizações 29
Palavras 856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Josei, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - One


Fanfic / Fanfiction Exodus (JungKook long imagine) - Capítulo 11 - One

Eu podia sentir a tenção na sala, nem um músculo meu ousava se mexer, o KyungSoo estava em pânico sem conseguir falar nada apenas olhando para o JungKook, o Baek sempre foi o mais brincalhão de todos nós, mas eu sentia e via sua preocupação, seus olhos levemente marejados mostravam isso. A sala ecoou uma gargalhada falhada pela falta de ar eminente,  ele debruçou no sofá rindo se debatendo enquanto tentava recuperar o fôlego.


- eu já sei de tudo D.O.


O pobre Kyung parecia um animalzinho com medo e confusão.


- sabe, isso explica muita coisa, uma delas é porque você está sempre rodeados de mulheres que eu sei que dariam para você, e você não se aproveitar disso, por que eu nunca tinha pensado nessa possibilidade antes mesmo?


O Mais novo ali balançava a cabeça perdido em pensamentos enquanto ria.


- vo... você...


- não se preocupem, não vou te matar por isso, na verdade pensando por um outro ângulo são menos 2 que eu tenho que me preocupar por causa dela.


Ele balançou a cabeça sutilmente ao meu rumo.


- Claro Claro senhor mimado, as vezes eu acho que você vai acabar me matando.


Disse jogando a verdade na cara dele e ele sorriu inocente me fazendo virar os olhos. O Soo ainda encarava a gente como se pedisse explicação, revirei os olhos mais uma vez, aguardei o JungKook pelo pulso e o levei para meu quarto, ele parecia querer ficar na sala, mas o fiz vir o puxando com ainda mais força.

Meu quarto era espaçoso, a cama de casal era um modelo king, havia um lustre pequeno e azul no teto, as paredes tinham uma cor roxo pastel, havia algumas estantes vazias, o guarda-roupa embutido, uma mesa de estudos qua nunca foi usada, em cima da mesa havia algumas poucas maquiagens, minha arma desmontada, e nove ursos que eu havia ganhado dos meninos em um dos meus aniversários com eles. E por último uma porta branca que levava a um banheiro privativo.

O Maior entrou no quarto parecendo olhar cada detalhe pequenino como se não quisesse perder nem um detalhe e sorriu ao se jogar na minha cama.

- eu te trazer aqui não te dá o direito de deitar na minha cama.

- eu juro que imaginava seu quarto cheio de bonecos de voodoo meu é dos outros, todos sem cabeça, um quarto todo preto e vermelho, cheio de facas, armas, e coisas pra torturas.

Eu passei uns 10 minutos o encarando com cara de " de onde cê tirou isso inferno?" Aquele comentário foi tão absurdo que eu caí na gargalhada, minha barriga estava doendo de tanto que eu ri. Então sentei no chão, o encarando tentando recobrar o fôlego.

- você fica linda sorrindo assim.

- eu vou morrer asfixiada se continuar sorrindo assim.

Ele levantou da minha cama e veio na minha direção se sentando na minha frente e me encarando.

- o que é?

- nós podíamos fazer aquilo que os da sua espécie faziam antigamente.

- JungKook eu não vou tranzar com você.

- nossa magoou, mas não estava falando disso, apesar de ser bom e eu achar que você deve ser uma delícia.

- do que você estava falando então?

- aquilo, eu não sei ao certo como se chama, mas serve pra quando eles tem algo um com o outro, me diz aí qual o nome??

Ele não pode está falando o que eu acho que está falando.

- Jung... JungKook, você não estaria falando em....

- NAMORO, lembrei, nós podíamos tentar o que acha?

- não.

- por que não?

- eu tenho amor pela minha vida.

- o que..... Ahh.... Como você ficou sabendo do Tae?

- então se chama Tae, interessante.

- você não sabia dele?

Ele parecia confuso.

- apenas boatos, e nada agradáveis obrigado por se preocupar.

- ele não vai fazer nada realmente com você, ele diz que só quer me ver feliz.

- entenda que eu não sei nada sobre você, e até onde eu sei, não se deve confiar em um lorde, ainda mais em um que não pode me ver perto de outro ser que já quer sair matando geral incluindo a mim.

- vou mudar juro.

Disse fazendo biquinho e eu respirei fundo.

- não é assim que as coisas funcionam JungKook, não criamos laços com quem não confiamos, e particularmente eu não confio em você, você não me dá motivos para isso, nem mesmo sei o que se passa na sua cabeça, e você é um Lorde o que me faz perguntar se essa sua sisma toda é só porque eu não te dei? Se for isso então eu resolvo isso.

Levantei e fui rumo a ele selando nossos lábios e ficando em cima dele, empurrando o corpo do mesmo em direção ao chao, pedi passagem com a lingua e ele cedeu, sentei em cima do seu colo e comecei a me mexer para frente e para trás, as vezes rebolando, mas sempre roçando nossas intimidades, minhas mãos apertavam seu cabelo enquanto meus dentes mordicavam seus lábios, ele gemia entre meus lábios, mas suas mãos não ousavam tocar meu corpo, eu sentia o volume entre minhas pernas e precionei ainda mais nossos orgãos sexuais fazendo o mesmo arfar ainda mais, desci minha boca para o pescoço dele o mordendo com certa força.


Notas Finais


Então pãozinhos, eu não divulgo muito né, mas enfim, acho que vocês poderiam dá uma lida na FIC desse bolinho, a história é bem legal. https://spiritfanfics.com/historia/love-is-not-over-8863348


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...