História Fear by dead - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Glee, The Walking Dead
Tags Faberry
Visualizações 37
Palavras 795
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, LGBT, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Slash, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 3 - Dia 1


(Barulhos altos)

Acordei com os barulhos que essas coisas faziam la fora, era madrugada enquanto todos dormia eu me perguntava como eles conseguem fazer isso... Digo dormir 

Meus pensamentos são vagos durante a noite todos do colégio se juntaram na sala de estar da casa do kurt, enquanto todos dormia eu apenas observava aquelas pessoas se arrastando de um lado pro outro, o que são eles, de onde eles vieram!?

Esses pensamentos me deixavam cada vez pior e durante as horas que iam passando eu só conseguia pensar onde estaria minha mãe ou meu pai e até minha irmã, será que estariam em segurança? Ou só andando por ai como mais uma dessas coisas. Meus pensamentos foram interrompidos por uma latina que veio apertando o meu ombro - não consegue dormir?

- pior que não. Digo fazendo uma pausa e soltando uma respiração cansada - eu acho que deveríamos seguir o conselho do rádio e cair fora da cidade.

- e pra onde iremos barbie?! -Santana sempre sendo A Santana, me surpreenderia se isso mudasse mas mesmo ela tendo essa armadura de bitch ela esta sentindo falta da família posso sentir o peso de sua perda.

- não me chame de barbie e pra onde nós iriamos qualquer lugar fora da cidade talvez algum lugar aberto ou coisa parecida...

- isso me parece uma péssima ideia loira... Quero dizer... Não é só sair daqui,Lima é nossa casa não podemos deixar tudo assim e cair na estrada. Ela dizia com os braços cruzados e uma cara de pensativa o que me deixou com raiva. Ela não pensa o qual terrível pode ser ficar aqui esperando até essas coisas ai fora entrar aqui e comer todos nós. 

- olha eu não estou querendo morrer! E se você tiver não vai me arrastar junto!! - ao dizer isso ela começou e me peitar com um olhar raivoso no rosto o que me deixou com certo medo mas não iria dar pra trás ali. 

- é o que você faz de melhor né Quinn, sempre querendo mais e mais pra sustentar essa porra desse seu ego que é maior que você mesma!! Sempre querendo mandar nas pessoas pra não se sentir menos lixo do que ja é. 

Ao dizer isso eu dei um murro no nariz dela fazendo ele sangrar mas antes que eu pudesse fazer mais alguém nos agarrou por trás e tampou nossas bocas pra não fazer barulho. Quando percebemos quem era ficamos mais calmas, era apenas finn e o senhor schu que começou a falar baixo perguntando o que estava acontecendo ali. 

Santana contou que eu dei um soco no rosto dela e o will não ficou nem um pouco feliz em saber que eu fiz isso enquanto os dois levaram a Santana até a cozinha pra limpar o sangue me deixaram ali na varanda olhando. 

Não vou morrer aqui não devorada por essas coisas ai fora, precisamos conseguir sair daqui. No dia seguinte ao acordar e ver todos de pé comecei a pensar em algum plano pra conseguirmos sobreviver então me veio a mente as informações sobre essas coisas ai precisavamos de mantimentos roupas gasolina e armas principalmente de armas de fogo, o departamento de polícia de lima não é longe daqui se conseguirmos entrar lá e pegar algumas armas e munições teríamos segurança mesmo que não saberíamos usar, só ter uma arma já ia assustar quem tenta-se algo. 

- hey pessoal! Eu tive uma ideia - após dizer isso todos começaram a prestar a atenção em mim - é o seguinte precisamos sair daqui o mais rápido possível irmos pra algum lugar sem essas coisas ai fora. Mas não podemos fazer isso sem suprimentos como comida roupas e armas, por isso tive uma ideia de um pequeno grupo ir até o departamento de polícia enquanto os outros vão procurar comida. 

- vamos fazer assim, quem for mais rápido e ágil pode ir pegar comida aqui perto tem um mercado. mike, finn e blane vão pegar a comida. O puck fica com o sam pra proteger o lugar acha que conseguem dar conta disso? 

- sim - dizia puck - é podemos proteger o local. 

- ta mas quem vai pegar as armas? Dizia finn me questionando 

- eu vou! Sozinha tenho mais chances de não ser pega e sou mais rápida 

- mas nem pensar!!! Dizia rachel - não quero que você vá, não quero perder você. 

- E não vai - dizia dando um beijo em sua cabeça. 

- eu vou com você juno. Disse Santana com um ferro na mão. - você vai precisar de uma ajuda além disso posso pegar gasolina e algum carro grande pra nos tirar daqui. 

- ok e o resto que ficar aqui procure o máximo de comida e água potável que conseguirem.




Notas Finais


Espero que alguém goste e deixe alguns comentários sobre a minha escrita


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...