1. Spirit Fanfics >
  2. Fica comigo! >
  3. Verdade ou consequência!

História Fica comigo! - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capitulo ta top!!

Capítulo 6 - Verdade ou consequência!


Fanfic / Fanfiction Fica comigo! - Capítulo 6 - Verdade ou consequência!

Quando percebi que a garrafa havia parado em minha direção meu corpo todo travou, era como se por um instante meu coração tivesse parado de bater.

- Acho que é a minha vez de perguntar... Verdade ou consequência? – diz Mingi olhando em minha direção com um olhar provocador.

- Verdade – respondi com um tom autoritário.

- Uuuuuuhhh – gritavam todos.

- Bom... – começou Mingi passando sua mão por seu queixo de um jeito pensativo – Que tal você começar dizendo se você ainda sente algo por mim? – continuou ele com seu jeito provocador e meio alterado devido à bebida.

Notei que ao final de sua frase todos estavam olhando fixamente para mim, até mesmo Yunho, que estava com olhar confuso esperando minha suposta resposta. Qual era o problema de Mingi? Porque ele quis tocar nesse assunto na frente de todo mundo, ele é um idiota, não adianta ele nunca vai mudar.

- NÃO SINTO NADA POR VOCÊ! Porque sentiria? Isso não faz nenhum sentido! – digo com voz autoritária enquanto revirava os olhos.

- Tem certeza? Seus olhos dizem outra coisa! – disse ele provocando ainda mais.

- Aff... Qual é a sua Mingi?!  Para de ser tão escroto! – digo com a voz alterada.

- Ei vocês... CHEGA! – diz Taeyeon interrompendo nossa “faísca” – Minha vez de rodar a garrafa.

Quando me dei conta todos nos olhavam assustados e desconfiados pelo clima tenso que ficou. Yunho está quieto, pensativo e olhava fixamente para o chão.

Taeyeon estava ao meu lado, ela pegou a garrafa e a girou rapidamente e depois de uns cinco segundos ela parou em Yunho.

- Bom Yunho... Verdade ou consequência? – diz ela esfregando suas mãos uma na outra como se estivesse pronta pra entrar na mente de alguém.

- Verdade – diz ele de um jeito tranquilo.

- Tem alguém aqui neste jogo que chamou sua atenção? – continuou ela olhando diretamente para Yunho.

- Sim, ela é linda – diz ele sem hesitar com um sorriso fofo em seus lábios e olhando disfarçadamente para mim.

- E quem é? – diz Taeyeon provocando.

- Bom... – disse ele desviando o olhar de um jeito envergonhado – Acho melhor eu beber – continuou ele rindo de nervoso e novamente olhando para mim enquanto tomava seu shot de soju.

“O que ele queria dizer com aquele olhar? Será que seria eu essa pessoa?... Não, claro que não... Isso não faz sentido!” – dizia minha consciência me enchendo de ideias tolas.

- Ah... Qual é Yunho, diz ai! – disse Mingi olhando intensamente para ele provocando e tentando o fazer falar.

- Desculpe, mas... Não faz sentido eu dizer, acho que não tenho chance!  - diz Yunho desviando o olhar e passando a mão por seus cabelos castanhos – A única coisa que posso dizer é que ela tem lindos olhos verdes e um sorriso de tirar o folego! – continuou ele me olhando novamente de um jeito envergonhado.

Senti meu rosto queimar e meu corpo todo estremecer, acho que minha consciência estava certa! Quando me dei conta Mingi me olhava de um jeito extremamente frio com suas sobrancelhas franzidas, acho que ele desconfiou que fosse sobre mim que Yunho havia falado.

- Ok... Mas se esta tão afim devia dizer a ela então! – diz Taeyeon passando a mão em seu queixo e me dando uma cutucada sutil em meu braço.

- Chega de melação e vamos continuar o jogo! – diz Jong pegando a garrafa para iniciar sua vez.

Assim que Jong rodou todos ficaram apreensivos, e novamente a maldita garrafa parou em Mingi (acho que esta merda de garrafa estava querendo treta não é possível!).

- Eita Mingi... Acho que é sua vez de sofrer um pouco! Verdade ou consequência? – diz jong com um olhar penetrante para Mingi.

- Qual é dessa garrafa em?!... Verdade – diz ele cruzando os braços em desaprovação.

- Ok... Verdade que você e Thayy são amigos de infância? – diz Jong.

- Sim, é verdade – reponde Mingi anda com os braços cruzados.

- Então é verdade que você já sentiu ou sente algo por ela? – diz Jong com um tom provocador estilo “CSI”.

Meus olhos se arregraram, fiquei totalmente sem graça e surpresa com aquela pergunta. O que estava acontecendo ali? Eu não queria ouvir o que Mingi iria responder... Ou queria?

- Aff que jogo idiota, nada a ver isso... – diz Mingi pegando seu shot de soju para tomar.

Todos caíram na risada, menos Yunho que apenas observava a situação, quieto.

- Não vai responder?... Acho que vou interpretar como sim! – diz Jong rindo em provocação.

- Você é idiota Jong? Qual é o seu problema?! – diz Mingi com a voz alterada e se levantando em direção de Jong para encara-lo.

- Qual é cara, é só uma brincadeira... Está com consciência pesada? – respondeu Jong que também se levantou para retribuir a provocação de Mingi.

O clima começou a ficar pesado, pois os dois se encaravam bem de perto, podia ver claramente que isso não iria acabar bem.

- CHEGA VOCÊS DOIS! – diz Taeyeon levando-se e separando os dois briguentos – Ok Jong vamos lá pra fora refrescar a cabeça! – continuou ela puxando-o para fora da casa.

Não aguentei ver aquela cena e sai correndo em direção à cozinha, eu precisava beber. Quando estava saindo sinto uma mão segurando meu braço.

- Thayy, espera... – disse Mingi tentando me impedir de sair do local.

- Me solta, por favor – digo tirando sua mão de mim.

- *aish*... Ok – resmungou ele se soltando de meu braço.

Assim que cheguei à cozinha fui direto pegar um soju para tomar e tentar segurar minhas lagrimas que estavam prestes a cair.

- Você está bem? – diz uma voz doce vindo em minha direção.

- Sim, estou – digo enxugando minhas lagrimas e me virando para ver quem era.

- Não gosto de tiver assim, Mingi é um idiota! – diz a voz doce que vinha de Yunho – Você não devia se importar com caras como ele e sim olhar  para um cara que esta bem embaixo do seu nariz – continuou ele aproximando-se de mim e tocando suavemente em meu rosto enquanto limpava uma de minhas lagrimas que desciam pelo meu rosto.

Não consegui me conter ao seu toque, pois o clima entre nós estava diferente. Yunho era doce e gentil, sempre sabia o que dizer e seu jeito me deixava confortável e segura ao seu lado. Quando percebi, ele me beijou, eu não tinha forças para para-lo, pois acho que naquele momento eu queria o mesmo.

- Yunho eu...

- *clap clap clap*... Que cena mais linda, devia ter trazido uma pipoca – diz Mingi vindo em nossa direção com um olhar debochado e batendo palmas ironicamente – Já que não tem pipoca vamos de soju mesmo – continuou ele pegando uma garrafa em tomando rapidamente direto do bico.

- Mingi para com isso, não combina com você! – diz Yunho tentando acalma-lo.

- *risos*... Não combina comigo?!... *risos*, essa é boa – disse Mingi que ainda bebia.

- O que está acontecendo com você? Você não era assim! – digo enxugando minhas lagrimas que não param de cair.

- Você me deixou assim Thayy! – diz Mingi olhando fixamente em meus olhos.

Não consegui mais ficar ouvindo suas bobeiras e resolvo sair dali e ir para fora  da casa respirar ar puro.

- Thayy espera... – gritou Yunho – Mingi você é um grande filho da puta – continuou ele e depois indo a minha direção.

Quando cheguei lá eu fora estava aos prantos, meu coração estava despedaçado, como ele podia ser tão frio para dizer aquilo? O que eu fiz? Não conseguia entender.

Yunho chegou e sentou- se ao meu lado e me reconfortou colocando minha cabeça em seu ombro. Ficamos em silencio, e por um longo tempo ficamos ali apenas observando os carros que passavam pela rua.

- Thayy... Thayy – gritava Taeyeon correndo em minha direção – Até que enfim te achei! Mingi esta lá dentro alterado e chamando freneticamente por você! Por favor, amiga nos ajude a para-lo! – continuou ela pegando em minha mão.

Não me segurei e fui até lá para ver o que estava acontecendo, deixando Yunho para trás sem entender. Assim que cheguei Mingi estava em pé em cima da mesa extremamente bêbado.

- Th-thayy... *risos*, você por aqui? ... Ta-a-tava te procurando minha linda – diz ele rindo e com a voz mole devido ao seu nível alcoólico.

- Mingi desce dai, por favor, você está dando vexame! – digo de longe com um olhar preocupado.

- *risos*... Não, eu quero fica aqui e canta uma musica pra voc-cê... – dizia ele rindo e com os braços abertos – Thayy não que-quero que você com aquele id-diota do Yunho, pre-esta a atenção em mim, por favor! – continuou ele meio cambaleando em cima da mesa.

- Você não está em seu perfeito juízo, por favor, desce dai – digo me aproximando da mesa.

- Ta-aa... Vo desce... Espera, espera – diz ele tentando descer.

- Vem vou levar você embora! – digo o pegando pelo braço e passando por meus ombros.

- *risos*... Você é tão linda, por que a gente não fica mais na festa... Ta tãaaao le-e-legal... Uhuull *risos* - dizia Mingi rindo e mal conseguindo andar direito.

Tentei com todas as forças leva-lo até o carro de Taeyeon que entendeu a situação e me emprestou. Quando olhei para Yunho que estava na saída, ele me observou e desviou o olhar.

- Me desculpe Yunho, mas não posso deixa-lo deste jeito – digo ainda com Mingi em meus ombros.

Ele não respondeu apenas concordou com a cabeça e eu segui então o carro.


Notas Finais


Não tenho palavras... kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...